ONE QUESTION | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 25 de junho de 2015 - 17:12One question

ONE QUESTION

O Dú Cardim pescou a foto da GazetaPress. É de 1994, evidente, em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo — onde aconteceu o velório de Senna. E a pergunta que ele fez no Facebook eu repito aqui: já imaginaram se em 1994 já existissem as redes sociais?

imaginahoje

95 comentários

  1. lincoln falcão disse:

    Piquet calado é um poeta…

  2. Más notícias: o Piquet apanhou até...DO MANSELL!!! rsrs disse:

    Temporadas de 1986 e 1987, Mansell e Piquet correndo no mesmíssimo carro, o FANTÁSTICO Williams Honda FW11 Turbo, uma das maiores máquinas da história!
    E o que deu?
    MANSELL na cabeça, acreditem se puderem…
    É, Piquet…tu não cansava de apanhar, não, careta ?!!…
    História da F1
    1986
    Mansell terminou na frente do Piquet em 8 corridas
    Piquet terminou na frente do Mansell em 7 corridas
    1987
    Mansell terminou na frente do Piquet em 6 corridas
    Piquet terminou na frente do Mansell em 8 corridas
    Classificatórios
    1986
    Mansell terminou na frente do Piquet em 8 classificatórios (2 pole positions);
    Piquet terminou na frente do Mansell em 8 classificatórios (2 pole positions);
    1987
    Mansell terminou na frente do Piquet em 10 classificatórios (8 pole positions);
    Piquet terminou na frente do Mansell em 6 classificatórios (4 pole positions);
    Total
    1986/1987
    Mansell na frente do Piquet 32 vezes;
    Piquet na frente do Mansell 29 vezes.
    Está explicado, historicamente, por que, em 1988, mesmo sendo o Campeão do Mundo de 1987, o Piquet TEVE A SUA DEMISSÃO da Williams…foi para a fraca Lotus (que se reerguera. de 1985 a 1987 graças às fantásticas atuações de Senna, mas decairia novamente em 1988/1989, com as fracas atuações do Piquet…só 3 terceiros lugares, em 2 anos (contra as 6 vitórias, 10 segundo lugares e 6 terceiros lugares de Senna, em 85/87). Mansell continuou na Williams em 1988 e, como não fez nada (enfrentou Senna e Prost na McLaren MP4) foi para a Ferrari, ser “amiguinho” do Prost (onde os 2 “amiguinhos” se afundaram, também, abraçados)…em 1991/1992, Mansell retornou à Williams, para finalmente ser campeão (no fantástico Williams Renault FW14, com suspensão ativa…O Piquet já estava aposentado, em 1991…Seu “canto do cisne” foi essa sova que levou do Mansell em 1986/1987, quando no mesmíssimo carrão Williams Honda FW11 Turbo, conseguiu …FICAR ATRÁS DO MANSELL 32 vezes!!!
    O Piquet foi tri e tudo mais (quando enfrentou o Senna, foi só 1 vez campeão e viu o Senna ser tri, de camarote), mas a história é essa…o Piquet sempre vendo Senna, Prost, Schumacher e…Mansell lá de trás, de binóculo… ou no grid de largada ou no final da corrida, vendo esse pessoal subir no pódio e jogar champanha na sua cuca…rsrs..O Piquet sempre foi o chamado PILOTO RETRANQUEIRO,,,muito mais 2ºs e 3ºs lugares do que vitórias…e sempre chegando atrás dos grandes…até mesmo do Mansell…

  3. livio disse:

    Se fosse na era da internet apareceria um texto começando com “se vcs soubessem o que aconteceu no carro do senna ficariam enojados”

  4. Por que o Schumacher, o papa-Piquet sempre cahou o Senna o maior da história disse:

    O Schumacher (força, Schumacher) sempre disse, em entrevistas, que o maior piloto da história é o Senna (e nem poderia ser diferente a opinião do Shumacher, pois o brasileiro FOI/É o maior piloto da história)
    Mas o Schumacher sempre disse isso por experiência própria:
    desde que estreiou na F1, em 1991, o Schumacher disputou corridas simultaneamente com o Senna até 1994 e nessas corridas, tirando aquelas em que ambos, Senna e Schumacher terminaram empatados “ma lam”, por abandono duplo, ocorrreu o seguinte:
    De 1991 a 1994:
    Senna terminou na frente de Schumacher em 20 corridas;
    Schumacher terminou na frente de Senna em 17 corridas
    De 1991 a 1994
    Classificatórios
    Senna terminou na frente de Schumacher em 28 classificatórios (7 poles-positions)
    Schumacher terminou na frente de Senna em 11 classificatórios
    Total:
    de 1991 a 1994
    Senna na frente de Schumacher 48 vezes;
    Schumacher na frente de Senna 28 vezes.
    Dai a admiração/constatação histórica do Schumacher…ele vivenciou, na pele, a superioridade do Senna, no dia-a-dia das pistas e das corridas.
    E por que o alemão é PAPA-PIQUET?
    Por que em 1991, além de tirar o emprego do Pupo Moreno na Benetton, o alemão foi o responsável pela aposentadoria do Piquet
    Schumacher, com 22 anos, estreiou na mesmíssima Benetton Ford V-8 do Piquet e, juntos, disputaram 5 GPs, a partir da Itália
    E o que ocorreu?
    Piquet terminou na frente de Schumacher em 3 corridas;
    Schumacher terminou na frente de Piquet em 2 corridas
    Classificatórios
    Piquet terminou na frente de Schumacher em 1 único classificatório
    Schumacher terminou na frente de Piquet em 4 classificatórios!!!
    Total:
    1991
    O calouro Schumacher, 22 anos, na frente de Piquet 6 vezes.
    Piquet na frente de Schumacher 4 vezes;
    Resultado, o Piquet no fim do ano, pede a aposentadoria, diante de (mais) um Papa-Piquet…esse agora tinha só 22 anos (era o Schumi, mas era o Schumi baby)… E O CARRO ERA O MESMO BENETTON FORD!!!

    • Paulo Pinto disse:

      Os grandes campeões nunca dizem, e nunca disseram, que são os maiores ou os melhores do mundo. E Schummy, o maior deles, não fugiu à regra.

      Comparar Senna com Schumacher no período de 1991 a 1994, é comparar um veterano com um calouro. Não faz o menor sentido.

      E `Piquet, mais do que ninguém, sabia que já estava mais do que na hora de traçar novos rumos.

  5. Israel disse:

    Acho nada vê essa discuçao de quem é melhor: Senna ou Piquet. São pilotos completamente diferentes. Senna foi um piloto, no sentido de simplesmente guiar melhor que o Piquet. Ela com certeza não sabia acertar um carro…mas não precisava…ele andava bem no que sentava a bunda em cima. Mas foi tri campeão em três carros praticamentes iguais…chassi e motor. O Piquet ganhou com três carros diferentes… Brabham Ford… Brabham BMW…Williams Honda…e desenvolveu todos. Mesmo não tendo o talento do Senna pra guiar, foi um piloto mais completo que o Senna. Em relação a midia, o Senna seria o herói, querido da mídia e preocupado com sua imagem…Piquet, o anti-heroi, preocupado com si mesmo e nem ai pra mídia. Questão de gostar mais de um de outro é um critério puramente pessoal…Não tem comparação… são pilotos e pessoas completamente diferentes. Cada um com seus prós e contras. Sou fã declarado do Piquet, mas nem por isso malho o Senna, não o acho um Deus, mas com certeza foi um dos melhores da história, mas não um dos mais completos como foi o Piquet.

  6. Pedro Tamura disse:

    Não da nem para comentar!!!! Muita idiotice numa faixa só.

  7. Roberto disse:

    A faixa está correta, com exceção da menção ao Piquet e ao fato de que tiraram segurança e controle de tração “para que os títulos não fossem brasileiros”. As regras foram mudadas porque se Senna deu canseira na Williams em 93, imagine o que ele faria em 94 naquela Williams padrão 92 e 93? Seria campeão ganhando todas as corridas do ano. Então mudaram o regulamento para evitar isso, e não para tirar os títulos do Brasil. Mas voltando ao Senna, a Williams virou uma cadeira elétrica com a mudança de regulamento, e deu no que deu.

  8. Piquet já foi...agora é o Prost disse:

    História da F1
    Senna x Prost, 88 e 89, quando ambos correram no mesmíssimo carro, a McLaren MP-4
    ano de 1988:
    vezes que o Senna terminou corridas na frente do Prost: 8
    vezes que o Prost terminou corridas na frente do Senna: 7
    (obs:Senna: 13 poles + 1 classificatório na frente de Prost;
    Prost: 2 poles)
    ano de 1989:
    vezes que o Senna terminou corridas na frente do Prost: 9
    vezes que o Prost terminou corridas na frente do Senna: 6
    (obs:Senna: 13 poles + 1 classificatório na frente de Prost;
    Prost: 2 poles)
    Total, 1988+1989:: Senna na frente de Prost: 45 vezes;
    Prost na frente de Senna: 17 vezes
    Resultado: 1990 DEMISSÃO DE PROST NA McLAREN
    Senna, MANTIDO, PARA SER MAIS LENDA AINDA…

  9. Thiago disse:

    Bons tempos em que os esquizofrênicos ficavam limitados a faixas de pano…

  10. Marcos José disse:

    O senhor Ayrton Senna fez uma escolha (lembram da largada no GP da Austrália em 1989? Prost tomou uma decisão de não largar pela condições da pista encharcada pela chuva e Ayrton queria a largada de qualquer jeito e o que acontece durante a prova depois, vocês lembram?) e pagou muito caro por ela infelizmente! Ali no grid da prova em 1994 ele teria que tomar a decisão de não largar (ou dar a volta de apresentação e entrar nos boxes antes da largada como protesto pelo o que ocorreu na semana do GP, já que ele tinha prestigio para tomar está decisão e por alguma razão ele não a fez) mas infelizmente decidiu correr e depois aconteceu o acidente que todos vimos pela TV. Nelson Piquet foi o primeiro a dizer que foi uma quebra mecânica a causa do acidente do Senna na entrevista no Roda Viva no dia 2 de maio de 1994 (teve um entrevistado que perguntou se uma possível quebra da suspensão traseira poderia ser a causadora do acidente fatal do Senna no domingo, Piquet achou a possibilidade válida e até deu um exemplo na entrevista do que poderia acontecer numa quebra da suspensão traseira, e só procurar no Youtube que tem está parte da entrevista). As redes sociais são usadas apenas como mais um instrumento (e fazem parte de um tentáculo ainda maior) que visa somente manipular as massas!

  11. Paulo Torres Garcia disse:

    Esta faixa só prova que idiotices independem de redes sociais.

  12. Marcos Gomes disse:

    Se em 94 existissem as redes sociais, essa faixa teria tantos links para outras “faixas” como os textos do FG tem links para outros textos.

  13. paulo disse:

    As redes sociais deram mais alcance ao louquinho do bairro que antes só quem morava ali ouvia suas insanidades…. agora alguém vai discordar, me ofender e terminar me chamando de nazista, coxinha ou dizer que a culpa é da dilma rs

  14. Rafael Rodrigues disse:

    Em resumo: não é que as pessoas tenham endoidado nestes tempos de Facebook e Twitter. Gente doida sempre existiu e vai continuar existindo eternamente. A diferença é que as redes sociais deram voz ao que há no inconsciente – que muitas vezes, além de coletivo é histérico.

  15. napj9 disse:

    “O patriotismo é o último refúgio do canalha. No Brasil, é o primeiro”. Millôr Fernandes.

  16. Paulo F. disse:

    A vida anda gente… Desapega!

  17. Carlos Pereira disse:

    Como existe gente idiota … e o problema, é que são geralmente, os que dominam o mundo.
    Em vez de briguinhas idiotas, deveríamos estar contentes em ver pilotos talentosos no Brasil, independentemente que sejam. Fittipaldi, Pace, Ingo, Piquet, Senna, etc.
    Os que acreditam em conspirações para as coisa, deveriam acreditar que a Lotus também matou o Clark, ou a Ferrari matou Villeneuve de proposito.
    Pra quem não sabe, acidentes acontecem, por diversos motivos, e corrida de carros é um dos esportes mais perigosos.

  18. cleber disse:

    Que faixa absurda…

  19. Jorge Silva disse:

    Facto é que enquanto senna e prost correram juntos a luta resumiu-se a eles tirando o ano de 1987 em que a Williams tinha um carro bem superior, nesse tempo eu só me lembro de ver piquet ganhar quando Senna e Prost batiam um contra o outro.
    Mas vamos á verdadeira razão pela qual Flávio Gomes coloca mais um post sobre Senna: encontrar alguém que fale mal dele, gerar a confusão….e a discussão, mais uma vez o fantasma de Senna atormenta Flávio Gomes …um piloto frustrado que infelizmente vai ter que viver com esta dura realidade :

    - Senna era um mito vivo do desporto mundial em qualquer lugar, mais até no Japão do que no Brasil, por isso a teoria da globo cai por terra, senna já era uma lenda nos tempos da Lotus, fosse a Itália em 1986 como eu fui e veria a admiração pelo mesmo…Senna deu show nas pistas…Piquet ficou com o protagonismo fora delas.
    Os factos custam mas a vida é assim e não vale a pena dizer que é só no Brasil…vá falar com um engenheiro inglês , vá falar com um Japonês, a verdade é tão só esta : Senna deu show todo o tempo…Piquet ficou a ver.
    Flávio Gomes coloca aqui temas sobre Senna por 2 razões :

    1) gerar a confusão porque sabe que uns virão falar contra outros a favor
    2) Porque não se consegue livrar do fantasma Senna…eu faço-lhe uma sugestão para si como piloto frustrado que é : dê umas voltas de kart no molhado e tente nunca atravessar na pista…depois dessa tentativa passe a respeitar mais quem consegue fazer coisas que você nunca conseguirá.

    Beijinho no ombro…

    • zeba disse:

      Fala a verdade, foi você que colocou a faixa, né?

    • Luiz (o outro) disse:

      Viúvas são realmente um saco…

    • Betocam disse:

      Cara, na boa . Que comentáriozinho. Ainda bem que em 1986 vc foi à Itália e não à Hungria. Ao que parece, vc vivia mais na Europa do que no Brasil, pois aqui Senna já era reconhecido como um piloto promissor. (ainda mais depois que ele deu pau no Prost em Mônaco e não levou. Ah Jean Marie…)
      Agora, vc desmerecer os títulos de Piquet? Ainda mais que o cara corria contra um monte de PILOTOS. (como vc mesmo disse, só tinha Prost e Sena)
      Tá de Brincadeira.

    • LucPeq disse:

      É isso que faz as redes sociais, dão voz a todo tipo de babaca (eu incluso), pelo menos eu não tento escrever bem igual o Jorge Silva(isso o piloto frustrado faz bem).

    • Mateus disse:

      Como tem gente que “viaja”. Flavio sempre falou bem do Senna como piloto, nunca questionou a capacidade e brilhantismo do cara. E não vejo problema algum em gostar mais do Piquet do que do Senna. Muito mais engraçado e polêmico, por sinal, o que trazia charme a mais pra ele próprio e pra categoria. Gomes não gosta do Barrichello, isso sim…kkk

    • disse:

      Bem, não foi o Jorge quem mandou fazer a faixa, escreve bem.
      Mas que é viúva, sem dúvida.
      Mandei esta foto e o link para o FG, pois vivo achando umas coisas diferentes, e esta chamou a atenção, pois lembrava que na época ” falaram” que havia uma faixa.
      Itália 86 não entendi, pois Piquet ganhou em Monza.
      Senna ídolo é um fato, pois todos admiramos os pilotos, como Fangio, Luiz Pereira Bueno, Stewart e outros. Agora, o chamarem de herói é forçar a barra.

      • Luiz disse:

        Essas polêmicas são eternas, nós passaremos e essas discussões irão permanecer. Também acho que não faz sentido desmerecer o Piquet em detrimento do Senna, mas é fato que o Ayrton tem imenso prestígio lá fora, talvez maior mesmo que por aqui. Basta ver essas enquetes sobre o melhor piloto de todos os tempos, quer entre aficcionados ou profissionais (pilotos e/ou engenheiros): Senna quase sempre ganha. Não creio que a Rede Globo tenha tanta força assim. Peace and Love.

    • Paulo Pinto disse:

      Você malha o cara e depois manda beijinho? E no ombro?

      Huuuuuuuuuum!…

    • Wagner Almeida disse:

      Comentário top…

  20. Julio disse:

    Seria está merda que vivemos hoje…..

  21. Gabriel P. disse:

    Sendo boba ou não.
    O fato é que realmente Senna foi o ultimo campeão Brasileiro na F1
    E isso já faz mais de 20 anos.
    Será que algum dia teremos outro ?????

  22. Marcelo disse:

    O mau perdedor…

    A anta que escreveu essa faixa esqueceu de um detalhe, Senna criticou duramente a tecnologia dos carros no início dos anos 90, principalmente em relação a parte eletrônica, só que tudo fazia parte de um pacote: suspensão ativa, câmbio automático, ABS, controle de tração, controle de largada, troca de marcha por borboletas, uma aerodinâmica mais refinada, etc…

    Senna afirmava que toda essa tecnologia fazia perder a graça na hora de pilotar um F-1, pra ele a graça estava justamente no perigo que um carro de F-1 proporcionava! Quando bateu na Tamburello, Galvão surtou dizendo que Senna afirmava justamente o contrário(no link abaixo aos 4:35).

    “Senna ontem assumiu essa luta “absurda e criminosa” em nome de uma pseuda economia que é retirar tudo aquilo que faz o carro ficar estável na pista como: suspensão eletrônica, freio ABS, altura dos pneus, diminuição da capacidade dos freios, mas que faz aumentar a velocidade do carro”. vomitou Galvão.

    A besta do Galvão mal podia imaginar, o que causou a saída da Williams da pista foi uma quebra mecânica, quebra da barra de direção! Isso não tem nada haver com a tecnologia retirada nos carros.

    E o mais hilário, a pachecada foi no embalo do Galvão, tudo virou motivo pra culpa a morte do piloto, só não atacaram a própria equipe Williams!!! Fato, a equipe fez um baita ‘serviço porco’ na emenda da coluna de direção, e tudo ficou por isso mesmo. Sobrou até para o Piquet na faixa, pelamor me ajuda aí…

    Brasileiro é burro pra caralho, sempre foi na balada de “formadores de opinião”, nisso tenho que dar os parabéns ao Chatão Bueno…

    Senna foi o único piloto que chamou o próprio carro de porcaria na mídia naquele ano(isso porque tinha feito três poles seguidas, imagina se tivesse largando do meio do pelotão). Nenhum piloto ficou fazendo mimimi em relação as novas regras para temporada 94, mesmo porque ninguém tinha um carro tão perfeito quanto as Williams. Tirou o ponto forte desse carro que era a suspensão ativa, tudo ficou nivelado por baixo, os rivais adoraram. Pra piorar, a Benetton tinha acertado a parte aerodinâmica no carro, mais especificamente o assoalho. Depois de duas temporadas, “bico de tubarão” começava fazer a diferença nas pistas, o que perdia nas retas por causa do motor Ford, o assoalho compensava nas curvas. Tamanha aerodinâmica também ajudava diretamente na economia de pneus, logo ajudava nas estratégias de boxes.

    A Benetton tinha um ótimo pacote em 94: um carro eficiente graças a genialidade de Brawn e Byrne, o talento de Schumacher ao volante, e um ótimo trabalho de boxes! Senna ficou puto da vida porque sabia que não ia dominar como Mansell e Prost. A principal reclamação de Ayrton era em relação ao aperto do cockpit “se eu engordar um quilo, não entro no carro”, e não tem nada pior para um piloto que pilotar um F-1 com desconforto. Construir um novo chassi, um novo cockpit para Senna não estava nos planos da Williams em 94, isso levaria meses…

    Outro detalhe curioso, em nenhum momento o novato D.Hill reclamou do carro da Williams, mesmo caso aconteceu depois com Coulthard. Nos anos 70 vários pilotos morreram na F-1, até então, estava tudo lindo e maravilhoso para o Brasil. Morreu o Senna em 94 começou o puta mimimi, nem mesmo a morte de Ratzenberger chocou. Pachecada nunca se interessou pelo ESPORTE F-1, o que interessava era o oba-oba, ver piloto brasileiro vencer, quando a sova começou veio o mimimi, é assim até hoje. Torcedor no Brasil tem “mente fechada” não sabe perder! Clark e Rindt morreram por causa de quebra mecânica, Clark já era um campeão consagrado, Rindt liderava o mundial de 1970. Ambos morreram jovens e no topo da carreira, nem por isso a Inglaterra e Áustria ficaram no puta mimimi.

    O que o Brasil fez nas últimas décadas pra formar outro grande piloto pra F-1? Não fizemos absolutamente nada, basta ver as categorias de base. Parabéns para Alemanha e Inglaterra, nações que investem em sua gente. Vettel, Rosberg, Button e Hamilton estão aí pra comprovar. Até Finlândia que não tinha a mesma tradição na F-1 esta de parabéns….

    https://www.youtube.com/watch?v=kNYYbUZbtmI

  23. Ainda bem que não existiam as redes sociais, caso contrário o imbecil que mandou fazer esta faixa a teria publicado no Facebook… o pior é que teria milhões de curtidas e compartilhamentos

    Sem falar que iriam pingar fotos do coitado do Ayrton todo ensanguentado na mesa de cirurgia do hospital, entre outras coisas cínicas e sem bom senso que estas redes sociais propagam…

  24. robertinho disse:

    21 anos se passaram e ainda é inacreditável que aquela corrida tenha sido realizada no domingo, depois de Barrichello haver decolado a sua Jordan a 225 km/h na Variante Bassa, na sexta – feira, e Roland Ratzenberger ter perdido a vida a 308 km/h no final da Tamburello, nos treinos de sábado. Imola era simplesmente um circuito ASSASSINO. Faltou um Emerson Fittipaldi para liderar aquele bando de moleques gananciosos, insensíveis e subservientes e dizer: NÃO VAI TER CORRIDA e vão todos vocês – Ballestre, Ecclestone, donos de equipe e patrocinadores – para a puta que os pariu ! Mas não teve um merda de um piloto sequer para peitar o sistema. Covardes e gananciosos ! É bem verdade que a grotesca idéia do Senna de mandar encurtar a coluna de direção, foi a principal causa do acidente fatal. Nem na Mecânica do Baianinho, em Carapicuiba, teria sido feito um serviço tão porco como fizeram os mecânicos da Williams, serrando e soldando a coluna de direção com Super Bonder, esparadrapo e cuspe. Mas a simples existência da Tamburello naquelas condições já era o absurdo dos absurdos. Resumindo: foi a CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA !

  25. Pablo disse:

    Papo chato esse negócio de Senna x Piquet… E lá se vão 21 anos que o Senna morreu, vamos viver gente!!

  26. Alfredo Ramos disse:

    As regras mudaram para todas as equipes e não apenas na equipe Williams. Ou na Simtek, como queiram.

  27. Mario Mesquita disse:

    kkkkkkkk, que faixa tosca…

    “Piquet, cale-se você não é idiota”.

    E assim nasceu a viuvice, que até hoje bota a cara quando se fala de F1.

    Em mulheres eu entendo, em homens é tão estranho…

  28. Willians Thiago disse:

    Se existissem redes sociais na época talvez o Piquet tivesse que deixar o país.

    • Flavio Bragatto disse:

      Deixaria nada. Ele caga e anda para a opinião dos outros.
      Sobre a faixa, eu penso que as pessoas confundem a liberdade de expressão com o direito de falar ou escrever qualquer merda para ser lido em massa.

    • Luiz disse:

      Só quem viveu na época para avaliar o tamanho da idolatria em relação ao Senna. Não havia nenhum jogador de futebol que rivalizasse com ele. Quando ele morreu o Brasil parou. Hoje em dia é difícil perceber, porque não temos mais ídolos assim. Se fosse hoje em dia o Piquet teria sérios problemas mesmo. A coisa poderia ficar séria mesmo.

  29. MELHOR DE 3 disse:

    Por que o tal de Piquet, desde sempre hostilizou e tentou fazer bullying tosco com o Senna? (bullying tosco e animal, burro, diga-se de passagem, pois quem se expunha ao ridículo era o pobre coitado do Piquet)
    Por que?
    Simples…a história do automobilsmo explica…
    Em 1984, o Piquet era recém bi-campeão do mundo e corria com a Brabham BMW Turbo, com o imponente nº 1, do campeão…e o que ocorreu na temporada? Infelizmente, pro pobre coitado do Piquet, um certo Ayrton Senna, de 24 anos de idade, estreiava na F1, naquele ano, correndo pela inexpressiva Toleman…e o que ocorreu, nas temporada? Das 16 corridas, em 7, ambos, Senna e Piquet abandonaram, ou seja, terminaram empatados, na lama…nas outras 9, estreante Senna terminou 5 corridas na frente do “campeão” Piquet!!!…entenderam agora, o motivo do “ódio eterno” do mané do Piquet?
    E na temporada seguinte? A goleada do Senna foi maior ainda…Das 16 corridas, em 5, ambos, Senna e Piquet abandonaram, ou seja, terminaram empatados, na lama..nas outras 11, na Lotus, Senna terminou 7 corridas na frente do “freguês” Piquet!!hahaha…na 2ª temporada, o ex-campeão Piquet ficou reduzido a pó, diante do Senna…e foi assim nos 8 anos em que os 2 correram simultaneamente, de 1984 a 1991…nas 105 corridas (em que os 2 não abandonaram a corrida juntos) Senna terminou na frente de Piquet em 68!!! (64%!!!)…De cada 3 corridas, Senna ganhava 2 e deixava 1 pro Piquet, de lambuja…Piquet terminou na frente de Senna em apenas 37…Senna foi campeão 3 vezes em cima do Piquet, Piquet foi campeão apenas 1 vez, em cima do Senna…É ISSO O QUE SEMPRE DOEU NO PIQUET…DESDE QUE ESTREOU NA F1, EM 84, SENNA REBAIXOU O PIQUET PARA O 2º PLANO…O PIQUET TEVE QUE VER O SENNA CHEGAR NA SUA FRENTE 68 VEZES, EM 105 CORRIDA…CHORA, PIQUET…

  30. Israel disse:

    Cara, eu nunca tinha visto esta faixa…pelo menos não me lembro. Mas que coisa estúpida. Bem coisa de povo brasileiro. O povo brasileiro é um ser tão ordinário que só assiste algum esporte se tem brasileiro ganhando, se não ignoram, a não ser o Futebol. Quando o Guga ganhava era Tênis, tudo era Tênis…mesma coisa agora com o cara do Surf, nem sei o nome….agora é surf de manha, de tarde e de noite na televisão. Na F1 não foi diferente…adoro quando alguém me sai com a frase: “eu gostava de F1 na época do Senna”, já largo na lata dizendo que o cara não gostava de F1 e sim do Senna. Em relação a patriotismo, não duvido que o Senna era um grande patriota…e dai? Ninguém é obrigado a ser. Respeito muito o Piquet que sempre deixou claro que fez o que fez por ele, não pelo país, sem falta modéstia.

    • George disse:

      Patriota?
      Quando começou a ficar famoso, tratou de mudar logo de nome: de “da Silva”, como era conhecido na Inglaterra, para Senna. O patriotismo dele era puro marketing, turbinado pela Globo.
      Ele era um ótimo piloto, apenas isso. Não era um deus, nem um santo, muito menos um patriota.

      • Israel disse:

        George, concordo com você, o que quis dizer que se ele era patriota ou não, pra min não muda merda nenhuma…não julgo ele por ser patriota ou não, eu mesmo não sou. E realmente o Senna era um ótimo piloto, talvez um dos maiores da história, mas não era um Deus..

  31. Pdr Rms disse:

    Gente idiota sempre existiu. O que mudou é que agora eles tem uma infinidade maior de meios para se manifestarem.

  32. Henrique disse:

    O que está escrito nessa faixa continua fazendo sentindo para as viúvas.

  33. perna quebrada disse:

    Essa faixa é o protótipo do twitter.

  34. Marcio Vieira disse:

    A responsabilidade disso está relacionada, em grande parte, ao ufanismo da TV Globo. Ela domestica a população brasileira há anos.

  35. Brabham-5 disse:

    Eu já tinha visto e vou comentar o mesmo que comentei na rede social:
    Viúvas de AS, idiotas desde sempre.

  36. David disse:

    As pessoas perdem a noção total de como opinar de forma coerente…

    As mudanças nas regras visavam (como hoje me dia) trazer mais emoção ao campeonato, a maior prejudicada acabou sendo a Williams por seu carro ser o mais dependente das tecnologias proibidas… claro que colabora com isso o fato de as mudanças terem sido divulgadas com pouca antecedencia, não lembro bem de cabeça mas acho que foi no fim de dezembro de 93 ou em janeiro de 94…

    Tem muita gente até hoje que cre em conspiração para o assassinato do Senna, eu creio que foi uma fatalidade terrível o que aconteceu infelizmente…

    Com relação ao Piquet cale-se, creio que foi por em uma entrevista no Roda Viva ele falou que a Williams era ruim por que o Senna não sabia desenvolver carro… as vezes o Piquet fala muita porcaria, em outra entrevista ele disse o mesmo do Emerson e que somente ele sabia… enfim… sandálias da humildade pro Nelsão viriam a calhar as vezes, mas aí ele não seria o Piquet…

    • Seinfeld disse:

      Vamos esclarecer as coisas. Essa entrevista do Piquet no Roda Viva foi BEM DEPOIS DO VELÓRIO DO SENNA.
      Senna “acertou” seu carro por qual equipe onde passou? Na Toleman? Na Lotus? Na McLaren com Berger e Prost? NÃO. Lembro de Senna reclamando bastante da Williams. E uma dificuldade enorme para o carro se acertar naquele começo de 94. Já Piquet, pouco ouvíamos reclamar de um carro. Ao invés do mimimi e jogar a culpa na equipe, ele trabalhava com os engenheiros e mecânicos para acertar o carro. Ele TRABALHAVA EM EQUIPE, e não se colocava com o “reizinho talentoso” que merecia ser “servido” com um caro competitivo. Então, pergunto? Quem não usava a “sandália da humildade”?
      Senna não entendia “tanto assim” de mecânica como Piquet e Fittipaldi. (E isso não é um crime). Tanto não sabia de mecânica que piloto há tantos anos e não passou pela cabeça dele que tanta tremedeira nos volante de sua Williams poderia ser justamente da solda na barra de direção.
      O fato é: DESDE SEMPRE as fãzocas do Senna nunca aceitaram que ele não sabia tudo, que não era um deus e que alguém poderia saber ou vencer mais do que ele.
      Então, odiavam o Piquet, o Prost, depois o Schumacher e hoje torcem contra o Vettel e ficam no mimimi eterno que a F1 “acabou em 1994″.
      Poderiam muito bem mesmo na hora da morte e do velório do AS, esquecerem de Piquet.
      Mas…
      Por isso são tão “odiadas”, desde sempre foram insuportáveis.
      Sandálias da humildade? Fala sério!…
      Agora quem fala a VERDADE nesse pais é tratado de arrogante…

      .

      • Ze Zanine disse:

        Verdadeiro!

      • disse:

        Esclarecendo uma coisa. A entrevista no Roda Viva foi no dia seguinte ao acidente, 2 de Maio, ao vivo, e lá estava o Grande Zampa.

      • perna quebrada disse:

        Não é bem assim, naqueles dias estava todo mundo meio consternado.

        Lembro que no dia seguinte ao acidente lembro que meu professor mais brucutu (estudava em escola técnica) entrou em sala chorando e pediu um minuto de silêncio pro Senna.

        No dia seguinte ao Roda Viva, outro professor tentava entender como o Piquet conseguia dar risada sabendo que o Senna havia morrido dois dias antes…

        C’est la vie…

      • Segafredo disse:

        Eterno recalque hein amigo?………….deixa eu te esclarecer uma coisa só: “Piquet não está nem entre os dez maiores da F1″,……….. já o Ayrton vc sabe bem onde está!

        Abraços de humildade e competência pra vc!

      • Alfredo disse:

        É verdade, o Senna não entendia de mecânica de carros de F1. Quem entende é um sujeito feito você.
        Melhor ler essas merdas que ser cego!!!

      • David disse:

        Caras o Piquet manjava mto… tanto que o sonho dele ele sempre disse que era ser igual ao Jack Brabham… e a história dele sempre foi com o barato de construir e modificar sua máquinas…

        E a entrevista no Roda Viva foi mesmo no dia seguinte quase ao acidente…

        Porém, sei que o conhecimento técnico do Senna não era tão grande, mas o cara tb manjava, chamar o Senna de “driver” apenas é compara-lo com Mansell que só sentava e pisava… o sucesso da McLaren de 88 a 91 é paralelo ao sucesso dele… e vamos ser honestos… o Prost foi pra Ferrari e ela foi ficando pra trás… o Berger também foi pra lá e bem, basta ver que a Ferrari só voltou a lutar pelo campeonato a partir de 96 quando o alemão foi pra lá… a Toleman também é uma boa mostra da capacidade dele e todos os engenheiros sempre elogiaram muito a capacidade de feedback do Ayrton, assim como do Nelsão e do Emmo… que o Nelsão manjava mais ninguém pode duvidar disso, o cara chegou na Benetton no início de 90 e no final da temporada já havia vencido duas corridas, coisa que JAMAIS havia acontecido com a equipe até então…

        Eu penso o seguinte, nós como amantes do automobilismo temos que deixar os bairrismos de lado e ter humildade para reconhecer os méritos e defeitos dos pilotos que torcemos…

        E pelamordeDeus… esse mimimi de Vettel Playstation… já cansou… cada piloto tem seu mérito… até mesmo os Jones, Rosbergs, Hunts, Mansells e Buttons da vida…

      • Andersom Calder disse:

        Segafredo…
        Ah essas listinha das viuvinhas nascidas na década de 90 ou dos ingleses recalcados…

      • Segafredo disse:

        Ingleses recalcados?? explique melhor, as listas são dos anos 2000 pra cá!

    • Mario Mesquita disse:

      Ué, mas o defunto não desenvolvia carro mesmo. Foi tricampeão num carro desenvolvido por Prost. Prost saiu, Ayrton caiu.

      Correu pra Williams pra aproveitar um carro que estava vencendo. Deu azar, infelizmente…

      É claro que Emerson sabe acertar e desenvolver carros, sinceramente nunca vi Nelson falar isso dele. Sempre foi respeitoso com Emmo. Mesmo com Senna, apenas reagiu a provocações e nisso ele era enjoado mesmo.. Começou quando ele ainda aspirante a piloto de F1 foi baixando tempo em todas as equipes que ele fez teste. Menos no carro do Piquet. QUe apostou com Bernie e ganhou uma pratinha.

      Ayrton foi um vencedor e é disso que brasileiro gosta. Emerson sacrificou a carreira por um projeto de F1 made in Brazil e foi sacaneado até a próxima encarnação. Rubens e Massa por não terem chegado lá são execrados.

      Aí o grande vencedor morre em combate, ferrou. Foi canonizado.

      • Junno76 disse:

        Fazer qualquer julgamento AGORA, sobre o que foi dito ou escrito há 21anos, é fácil. É preciso entender que naqueles dias estavam todos em choque, independente de gostarem ou não do cara! E outra, muito se esquecem que o Bernie E, a caminho do velório do Senna, afirmou a jornalista, que ele morreu por ter sido acertado na cabeça por um das rodas, e que se não fosse isso ele teria saído andando do carro. Me lembro, que foi uma revolta geral. Queriam expulsa-lo do país! Até o Leonardo Senna deu entrevistas detonando o velho, por querer tirar a culpa do regulamento! E o que o tempo provou? Provou que de fato, se a roda/braço da suspensão não tivesse se soltado, nós não estariamos aqui discutindo este assunto hoje!

      • zeba disse:

        Nada a ver, o Nelson já disse que o Emerson só foi campeão porque naquela época quebrava um monte de carros e por isso ele ganhava.

      • Betocam disse:

        Excelente comentário Mario Mesquita. Só uma coisinha. Gosto do Rubinho, mas, foi execrado por que quis. Foi correr por dinheiro em vez de correr por amor ao esporte. Bem diferente de Emerson e Piquet. Aliás, quem se lembra do freio refrigerado a água do Piquet? O cara era um artista.

  37. Rodrigo disse:

    Mas já se escrevia “Mundanças” desde aquela época. Igual se faz agora nas redes sociais.

  38. Luiz Cerveira disse:

    Quanta idiotice, as regras mudaram para todos, brasileiro é que tem mania de vítima e de perseguição. E ninguem é obrigado à ser patriota e nem corre por patriotismo, isso é mania besta do futebol, “pátria de chuteiras”. Qual idiota acha ainda que o Senna da Silva corria por patriotismo ou era “herói”? Herói das ambições pessoais, do bolso e do marketing dele. Vê lá se ele assinava o “Silva”. Quanta babaquice e falta de heróis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>