MENU

sexta-feira, 18 de setembro de 2015 - 17:22F-1

FUSCA NA F-1

wolfsburgSÃO PAULO (olha…) – Há anos, todos os anos, especula-se sobre a entrada da Volkswagen na F-1. Em geral, via Audi — pelo DNA esportivo da marca, que arrebenta em Le Mans, no DTM, arrebentou no rali e tal. Ou Porsche, que é do mesmo grupo — e, idem, arrebenta em Le Mans, nas provas de GT e tal. Mas a VW sempre nega.

Só que agora há um dado novo: Eddie Jordan.

Foi ele quem, pela BBC, mandou a bomba: a VW vai comprar a Red Bull, que ficaria sendo apenas a patrocinadora da equipe de fábrica. A brincadeira seria para 2018. Em 2016 e 2017, num período de transição, a equipe ficaria usando motores Ferrari como cliente, já que a parceria com a Renault foi para o saco e a Mercedes não quer entregar o ouro ao inimigo.

Faz todo sentido. O período de dois anos seria suficiente para Wolfsburg entender essa patacoada de três motores. Como a VW tem investido pesado em carros híbridos e tecnologia de propulsão elétrica, não acho que seria uma grande dificuldade fazer uma unidade de força como a atual. O know-how da Audi, com seus híbridos do WEC, ajudaria bastante, inclusive — algo que a Honda não teve, e talvez por isso esteja batendo cabeça na McLaren. Fora que Red Bull e Grupo VW têm uma relação forte no DTM, de novo por causa da Audi.

Estou começando a achar que desta vez a boataria pode ter um fundo de verdade. Se bem que achei isso dezenas de vezes nos últimos anos e nunca deu em nada.

21 comentários

  1. Cranio disse:

    Bom… Agora com o escândalo da VW e bilhões em multas, vai ficar mais difícil tomar esta decisão…

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/09/1684364-escandalo-de-emissoes-da-volkswagen-e-vinganca-da-realidade.shtml

    []s

    • Marcos José disse:

      Ferdinand Piech finalmente encontrou um motivo concreto para “pedir a cabeça” de Martin Winterkorn da presidência do grupo alemão…porque agora ele mostrará aos conselheiros (que foram contrários a sua decisão de manter Winterkorn no poder) que ele (Piech) estava certo de querer “tirar” Winterkorn da presidência do Grupo VW!! A pressão para a demissão de Winterkorn na VW será muito grande e para “melhorar” a ímagem da empresa; talvez o seu sucessor (que deva assumir imediatamente) seja “alguém” indicado pela Porsche por “influência” de Ferdinand Piech !! E bem provável que o seu “projeto F1″ fique para uma outra oportunidade…ou será que eles usariam está “suposta” entrada na F1 (comprando a Red Bull) para tentar “melhorar” a sua imagem depois deste escândalo?? Por enquanto teremos que aguardar para sabermos qual será a decisão que o Grupo VW tomará…

  2. Eduardo Gasparrini disse:

    Pois é. Me lembro muito de uma conversa na DTM (aquele que fomos pela promoção do GP com Eurobike) durante uma festa na BMW com designers da puma (ingleses). Os mesmos nos afirmarmaram (e chegaram a mostrar) a roupa que a fornecedora de materiais está desenvolvendo para a parceria Red Bull – Audi. Até comentamos com o Victor Martins logo após ficarmos sabendo dessa informação. E ao que parece isso já está acertado faz tempo…

  3. Herbeno disse:

    Esse enredo é o mesmo que vem sendo contado ano a ano. Muda-se apenas a fonte. Um dia acertam.

  4. Razor disse:

    Quero ver como o pessoal do marketing das duas empresas vai se virar para colocar os logos de Ferrari e Porsche (ou Audi) na mesma foto!
    Porsche com coração de Ferrari?
    Ferrari sendo carregado por um Porsche?
    Ta quase tão difícil quanto justificar a roubalheira dos partidos políticos brasileiros!

    • Paulo F. disse:

      Já ouviu falar em BMW-Sauber F1 Team , power by Ferrari? Temporada de 2010!
      Já foi feito antes, pode ser feito de novo!

      • Razor disse:

        É verdade, mas Ferrari e BMW não disputam o mesmo segmento de mercado; Ferrari e Porsche sim.

        Usar a marca Audi, que é concorrente de mercado da Mercedes, é uma opção – mas será que o Grupo VW vai investir algumas centenas de milhões de Euros para tomar pau da Mercedes por dois, três, quatro anos seguidos?
        É uma jogada de alto risco!

  5. Ricardo Bigliazzi disse:

    O regulamento de motores é muito ruim. Se fosse VW so entrava nessa bagaça se o regulamento mudasse. Vide a Hond que errou māo de saida e se meteu numa barca furada.

  6. nando figueiredo disse:

    O que se tem que ressaltar que onde a VW põe a cara da mãe de todos pra bater a RedBull corre patrocinar.
    E não importa se já esta patrocinando outra equipe na categoria que esta no topo, ela larga e vai de VW vide Dakar e WRC.
    E a VW só coloca sua marca quando já tem certeza que vai dominar e virar referencia logo de cara, caso contrario usa uma da subcidiarias.

  7. Inácio Neto disse:

    Agora sim uma equipe para você torcer Flávio! Mas. Mas me conta, como foi hoje nos bastidores? Ainda vai rolar a aposta para a libertadores com o Benja? Pode apostar, o Flamengo não vai à Libertadores. Abraços!

  8. Paulo F. disse:

    Caso verdade. Didi das latinhas não tem um ás na manga, tem uma quadra de ases!
    E acredito que a VW coloca um motor na RB antes de 2018. Qualquer que seja o nome na tampa de válvulas!
    Bernie também ganha. Mais uma montadora no grid!
    Eddie Jordan sabe das coisas.
    Fica só uma questão: e a Toro Rosso?

  9. Marcos José disse:

    O “problema” para este boato ser mesmo concretizado (a VW comprando a Red Bull) na F1 tem um nome : Ferdinand Piech!!

    • Razor disse:

      Piech who?
      Ferry Piech se demitiu da direção da VW em abril último.
      Talvez exatamente por isso os rumores da entrada do Grupo Volkswagen estejam tão fortes desta vez.
      Curiosamente, a tese de mestrado em engenharia de Herr Piech foi sobre…motores de F1!

      • Marcos José disse:

        Piech não saiu da VW!! Ele pediu demissão de seu cargo como presidente do conselho de acionistas do Grupo VW (daí ele como podemos dizer não “ter mais o poder” que tinha antes mas agora ele poderá agir “melhor” nos bastidores já que a maioria dos conselheiros do Grupo VW são “fieis” a ele)!! E outra, Martin Winterkorn precisa destes “conselheiros fieis” de Piech para “bancar” a entrada do Grupo VW na F1 sem eles provavelmente já teriamos uma “verdadeira guerra” nos bastidores da empresa para saber quem manda na presidência do Grupo VW (que atualmente é de Winterkorn) com o Ferdinand Piech “na pressão” para trocar o seu atual mandatário (Piech já fez isto antes também com os outros ex-presidentes da VW) ; já que Piech queria alguém de seu interesse no comando do Grupo VW mas foi “vencido” pela maioria que manteve Winterkorn no poder (foi por isso que Ferdinand Piech pediu demissão de seu cargo, por não concordar com a decisão tomada pelos “acionistas” da empresa e agora ele tentará “convencer” o conselho “nos bastidores” da empresa da decisão equivocada feita por eles para manterem o seu atual mandatário e presidente : Martin Winkerkorn). Muitos dizem na Europa que mesmo que Piech não faça mais parte da diretoria dos conselheiros (pelo seu “poder” de influência no Grupo VW) isto não que dizer que VW tenha o seu caminho mais facilitado para entrar na F1; um “acordo” entre as partes terá que acontecer para que todos na empresa concordem para iniciarem este “projeto” visando a F1!! Vamos aguardar ´(por enquanto) para vermos como está história realmente terminará…

  10. David Santos disse:

    “Onde há fumaça há fogo!”

    Então parodiando esta frase: “Onde há Eddie Jordan….”

  11. Leandrovski disse:

    EJ acertou coisas, em tese, improváveis como a volta do Schummi e a ida de Hamilton para a Mercedes. É um cara com com boas fontes. Está claro.

  12. Fernando disse:

    Pra tomar pau da mercedes? Dúvido

    • Brito disse:

      É, mas se estão mesmo planejando a entrada pra 2018, estão apostando que o novo regulamento vai quebrar a hegemonia da Mercedes. Como aconteceu com a Red Bull entre 2013-2014. Pra mim faz sentido.

      • luigi disse:

        Caro Brito se é que você não saiba ,ha muito tempo atras (1938) as corridas de “Grand Prix” eram dominadas por Mercedes e Auto Union (alemãs) com carro de 3 litros comprimidos (compres. tipo Roots ou alternativos), ai …….. os italianos arrumarão um jeito de fazerem um novo regulamento onde o motor deveria ser de no máximo 1.5 litros comprimidos e a Alfa Romeu do Sr. Enzo Ferrari já tinha este carro ( O formula Voiturette),mas nunca poderiam imaginar que os tedescos em apenas 8 meses apresentassem um carro com esta configuração e que ganharia a corrida de estréia ,o Gran Prix de Trípoli(Mercedes W 165). Portanto pode acreditar ,não é tão fácil derrotar a Mercedes só com uma simples troca de regulamento ha de se precisar muito mais que isto e com dois ou três alemães na F1 ,seria a melhor a equipe di Maranello pensar em outra categoria que não tivessem carros alemães pois em toda a história das competições ,raramente os italianos tanto pilotos como maquinas raramente ganharam dos pilotos com carros alemães.
        Em Tempo: Meu avô e tio avô eram membros da equipe técnica da Alfa Romeu que desenvolveram a vitoriosa Alfetta 159 campeã de 1950 e 51 na F1 e nesta corrida de Tripoli tiveram que vir com o rabo no meio das pernas ,de vergonha “armaram e se deram mal,eles e o Capo Magiore” . portanto deve concluir que sendo eu de origem materna Itálica ,gostaria que a ESTORIA fosse outra,mas fatos são fatos e não mudam com a nossa vontade.

  13. Thiago Lima disse:

    Com o domínio da tecnologia que a Audi e demais empresas do grupo têm hoje, fazer logo de cara um motor no mesmo nível ou até melhor do que o Honda atual não parece nada absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>