MENU

domingo, 25 de outubro de 2015 - 19:25F-1

LONE STAR (4)

hamtri1

SÃO PAULO (ô, Nico…) – Hamilton tri. Dez vitórias no ano, 43 na carreira, título conquistado com três corridas de antecipação.

Num GP que compensou todas as agruras do público em Austin. Os torcedores americanos praticamente não viram treinos. Mas viram uma grande corrida. No balanço das horas, ficaram no lucro. Ainda viram a consagração de um campeão. Um tricampeão.

Alguém pode alegar que Rosberguinho bobeou no fim, que o campeonato poderia ficar aberto mais um pouco, pelo menos, que o alemão merecia vencer o GP dos EUA. Eu mesmo mentindo devo argumentar que isso é muito natural, Nico errar. Pouco, é verdade, mas quase sempre em momentos decisivos. E tanto faz onde o cara encerra a fatura. Era só uma questão de tempo.

Importante que a conquista tenha vindo em grande estilo numa prova muito boa, repleta de ultrapassagens e alternativas, com pista molhada e seca, com muitos pit stops, com vários abandonos, com disputas por posições e pontos até a última volta, com os aplausos para quem merece.

Rosberg estava com cara de bunda no pódio por culpa dele mesmo. Faltando sete voltas para o final, liderava com Hamilton em segundo, mas já sabendo que o inglês não tentaria nenhuma barbaridade desnecessária. Seus pneus eram quatro voltas mais velhos que os do inglês. Nico não teria problemas para vencer, recuperar um pouco da autoestima, buscar o vice com dignidade.

Mas deu uma escapada bisonha da pista, perdeu a ponta, teve de aguentar a tortura de ver o companheiro com seu sorriso brilhante no pódio, centro de todas as atenções. Poderia carimbar a faixa de Lewis com autoridade. Em vez disso, saiu de Austin como o pior dos derrotados.

A prova começou com pista molhada, todos de pneus intermediários, mas sem chuva, finalmente. Rosberguinho, na pole, largou mal depois de disputar, de novo, com Comandante Amilton, e chegou a cair para quinto na primeira volta. Toca daqui, esfrega dali, pedaços de carro ficaram espalhados pelo circuito e o safety-car virtual foi acionado — nesse período, há um tempo mínimo de volta que os pilotos podem fazer e as distâncias são mantidas. Foi na sétima volta que a pista foi liberada e Nico tratou de se recuperar, passou os dois Red Bull, foi atropelando, de repente estava em segundo de novo na décima volta.

No asfalto úmido, a Red Bull ia bem. Ricardão, na volta 13, passou seu companheiro e, logo depois, foi para cima de Rosberg. Assumiu o segundo lugar e na volta 15, ousadia das ousadias, passou Hamilton, também. Nico se animou e veio junto. A coisa ficou boa, como boa estava um pouco mais atrás, onde Verstappen acabava de passar Vettel pela sexta posição, levando o troco em seguida. Na volta 18, Rosberguinho partiu para o ataque ao companheiro mercêdico, passou, tomou e passou mais uma vez, e então Hamilton resolveu colocar pneus slick, na volta 19. Voltou em oitavo.

Foi a senha. Se o líder do campeonato resolveu fazer isso, os demais acharam por bem copiar — OK, tinha gente com slick na pista havia algum tempo, mas era a turma do segundo escalão, que tentava algo de diferente. Na volta 20, Kvyat, Ricciardo e Rosberg pararam. O australiano voltou em primeiro, seguido por Rosberg, pelo jovem soviético e por Hamilton. Todos com pneus para pista seca. Mas todo cuidado era pouco. Ainda havia pontos molhados. Raikkonen percebeu isso ao rodar, bater, arrancar uma placa de publicidade no peito para voltar aos boxes, trocar o bico e abandonar algumas voltas depois.

Os tempos de volta, que com pneus intermediários eram registrados na casa de 1min56s, caíram para a 1min48s. Os quatro primeiros andavam razoavelmente próximos, exceto Ricardão, coisa de 6s à frente. Na volta 21, Hamilton atacou Kvyat. Kvyat devolveu o ataque e passou de novo. E, então, Ricciardo escorregou no mesmo ponto em que Kimi bateu, perdeu toda a vantagem que tinha e na volta 22 Rosberg passou por ele como um foguete, assumindo a ponta. Hamilton fez o mesmo com Daniil e pulou para terceiro. Vettel fez o mesmo. Com a pista secando, os carros da Red Bull começaram a perder rendimento.

Foi na volta 25 que Hamilton colou em Ricciardo. Na 26ª, passou. Estava 8s atrás de seu companheiro prateado. Então, a barata de Sonyericsson quebrou no meio de uma retinha e o safety-car teve de entrar para que o Sauber pudesse ser removido. Nessa hora, 27ª volta, Vettel correu para os boxes e espetou pneus médios. Ideia: não parar mais. Sainz, Hülkenberg e Pérez, estrelas do segundo pelotão, fizeram o mesmo. Era uma aposta interessante. Os ponteiros, com pneus macios, não conseguiriam ir até o final com aquela borracha.

A relargada demorou, apenas na volta 33. Rosberg, Hamilton, Ricciardo e Kvyat eram os quatro primeiros, mas Vettel não especulou muito e foi para cima do jovem comunista, depois entubou o australiano, que devolveu a ultrapassagem, mas não resistiu muito. Na volta, 34, Tião Italiano já estava na escolta da dupla da Mercedes, sem ter de parar de novo para trocar pneus. Aparecia como candidato à vitória se nada de anormal acontecesse.

Mas sempre acontece. Na volta 36, Hülkenberg tentou passar Ricciardo, que em uma volta perdera a posição também para Verstappinho. Se tocaram, o carro da Force India ficou num lugar meio esquisito e tome safety-car virtual de novo. Todo mundo devagar, e Rosberg tomou a decisão de trocar os pneus mais uma vez, diante da ameaça de Vettel. Teria a chance de se recuperar contra o ferrarista com pneus médios, certamente. A dupla da Red Bull fez o mesmo. Nico voltou em quarto. Na volta 40, pista liberada, o alemão não perdeu tempo e passou Verstappen. Um pouco mais atrás brilhavam Button e Alonso, acreditem, em quinto e sexto.

Hamilton tinha 5s4 de vantagem para Vettel, o segundo colocado. Ambos com pneus velhos. Com a borracha nova, Rosberg virava 2s mais rápido. Sua decisão fora perfeita. Iria passar os dois. Na volta 42, passou por Tião. Lewis estava 6s à frente. Não iria conseguir se segurar muito tempo com aqueles pneus.

Um novo safety-car, com a batida de Kvyat na volta 43, permitiu que Hamilton trocasse seus pneus sem perder muito tempo. Vettel fez o mesmo para colocar macios. Ambos perderiam suas posições para Rosberg, mas não tinha outro jeito. A relargada veio na volta 47, e o platinado da Mercedes não deu chances a Hamilton. Vettel, rapidinho, passou Verstappen e reassumiu o terceiro lugar. Seria o pódio natural.

Só que na volta 49 Rosberg escapou numa curva besta e Hamilton pulou novamente para a liderança. E já era. Até o final da corrida, a ação ficou mesmo para a turma do não-estamos-nem-aí, com Button, Alonso, Nasr, Maldonado, Ricciardo e quem mais viesse para a festa ganhando uma posição aqui e outra ali. Vettel ainda chegou em Rosberg na penúltima volta, mas pelo menos isso Nico fez: não deixou passar, permitindo que o título ficasse matematicamente decidido.

finaleua15

Como se nota na tela acima, Alonso, nosso herói, não aguentou o tranco. Seu carro perdeu potência no fim e na última volta ele perdeu o pontinho do décimo lugar para Ricciardo. Quem não tem do que reclamar é a Sauber. Felipe II, com cinco pit stops, conseguiu salvar um excelente nono lugar. Maldanado em oitavo e Bonitton em sétimo também merecem nossos aplausos. Mas bem, mesmo, foram Sainz, o sexto, e Verstappen, o quarto — OK, incluam Pérez nisso, quinto colocado. É que o espanhol largou em último. E Max, com 18 anos recém-completados, mostra maturidade de veterano em todas as circunstâncias — inclusive em condições dificílimas como as deste fim de semana, sem tempo de treinar num circuito onde nunca tinha pisado antes. Na classificação final, por conta de um pênalti de 5s por excesso de velocidade nos boxes, Sainz acabou caindo para sétimo e Button herdou o sexto lugar. Um prêmio para a McLaren e para o inglês.

Hamilton é um gigantesco tricampeão, piloto que inscreve seu nome na história da F-1 com números incontestáveis. Junta-se a galeria bastante exclusiva, daqueles que ganharam três ou mais campeonatos: Schumacher (7), Fangio (5), Prost e Vettel (4) e Brabham, Stewart, Lauda, Piquet e Senna (3).

Entrevistado, vejam só, por Elton John no pódio, a primeira coisa que disse foi: “Não acredito que você está aqui!”. Gosto desse estilo. Hamilton é do tipo que reverencia ídolos — no esporte, na música, nas artes. Sabe que é um dos maiores de todos os tempos naquilo que faz, também. Mas mantém uma dose de humildade que todos deveriam ter, por melhor que sejam.

Parabéns, tricampeão. Mr. Dennis não errou quando identificou em você, lá atrás, ainda garotinho, alguém muito diferente. Por mais que muita gente não goste dele, é preciso reconhecer o olho clínico do velho Ron.

223 comentários

  1. Vai Vettel! disse:

    Ano que vem é da Ferrari. Vettel só está “afiando os cascos”!

  2. eduardo disse:

    Rosberg teria sido o nome da corrida se não tivesse cometido um erro tipico de piloto novato disputando o primeiro titulo,o Hamilton fez uma corrida honesta como em 2008 mas as vezes é o suficiente,o Vettel foi grande e o Haikkonen pequeno como de costume mas dois pilotos foram maiores,o Vestappen ótimo com pista molhada ou seca correndo como um veterano de 18 anos e o Button fazendo alguma de suas melhores corridas com a limitada Mclarem

  3. Paulo Pinto disse:

    E o “aposentado” Button passou o “completo” Alonso na tabela do Mundial. É mais um companheiro do espanhol, depois de Hamilton em 2007, a deixá-lo para trás.

  4. clodoaldo disse:

    ola flavio sempre leio seu blog as vezes concordo as vezes não por isso gosto dele e tenho uma duvida porque especialistas gostam tanto do alonso eu como um cara que gosta de assistir f1 não vejo tudo isso nele é um ser mala pra caramba é do tipo eu ganhei nos empatamos vocês perderam essa e minha opinião então onde especialistas veem tanto onde apenas espectadores como eu não

  5. Brabham-5 disse:

    Parabéns Hamilton, titulo merecido.
    Não precisava a provocação com o boné para cima do Rosberg. “Deselegante”.
    Enquanto isso…
    Papai Piquet “brincando em casa” (com seus brinquedos) no fim de semana, com os seus filhotes:

    https://instagram.com/p/txwIqOkZVI/

    Um dia você chega lá, meu caro Hamilton.

    • Fernando disse:

      Já chegou, só precisa aprender a “provocar”. Como todos sabem, Piquet foi um dos pilotos mais provocadores da F1. Claro, a comparação não é na pista, isso nem é possível. Eu queria todos estes brinquedos.

      • Brabham-5 disse:

        O “chega lá” é estar aposentado, milionário tricampeão do mundo, sem ter o rabo preso com ninguém e curtindo a vida e a coleção de carros com os filhos, apostando corrida literalmente “em casa” e não necessariamente no videogame.
        Nem Senna chegou nesse ponto. Nem todo ex-campeão teve, tem ou vai ter esse privilegio na velhice.
        Entendeu ou quer que desenhe?

      • Fernando disse:

        Claro que entendi, só não entendi como um sujeito pode ser tão grosseiro como você, mas você não importa.

  6. Eltontoptec disse:

    Parabéns ao Lewis, um dos grandes ele é, e vai ser ainda maior.

    Algumas coisas que ficaram claras depois deste GP:

    A Mercedes dispõe de um chassis honesto, e só. Talvez não seja nem o segundo melhor, porém, conta com um motor/software de controle de dobra espacial, diferentemente de seus clientes claudicantes (Massa que o diga, aliás, já nos disse no início deste ano e tomou fumo do Mr Frank). A condição de pista secando não me desmente, quando o limite de tração imposto pela própria condição da pista permitiu que a Red Bull jantasse eles na pista, com pneus iguais e com direito a abertura de vantagem para Ricciardo, eu me sensibilizei com o estado de “bersek” que o Sr Mateschitz se encontra, há algum bom tempo. Apesar de pessoalmente não aprovar a (pública) conduta beligerante que a Reb Bull adotou com a Renault, eu compreendo perfeitamente. Mais, fosse eu o dono das latinhas de taquicardia não dirigiria mais uma única sílaba na questão da busca de motores para o próximo ano, deixa explodir e quando fosse acionado pela CVC por não cumprir o contrato de participação até 2018 abraçaria e afundaria nesse imbróglio jurídico as montadoras que negaram o fornecimento de um motor no mínimo decente para a RBR. Mais ainda, mandaria a Ferrari colocar o motor de 2015 oferecido para a STR2016 no molho ao sugo da pasta do motorhome italiano. A Renault, que a grande maioria acha que é a pobre coitada que foi mal tratada, deveria ser acionada pela Red Bull e a empresa austríaca deveria solicitar o ressarcimento de todo o investimento feito nos anos 2014/15 totalmente comprometido pela ineficácia e incompetência da montadora francesa, QUE FOI A PRINCIPAL FOMENTADORA da regra de motores vigente. Do ponto de vista corporativo e financeiro, a “difamação” que a Renault sofreu pelos diretores da RBR é o menor dos problemas. Problema grande vai ser fazer no mínimo com seu próprio time o que a RBR vem fazendo nos últimos dois anos. Aí sim vem o prejuízo na imagem e na conta do banco.

    • eduardo disse:

      Discordo sobre a Mercedes,só a Red Bull tem Down force e aderencia comparavel a Mercedes mas concordo com o mal trabalho da Renault que fica cada vez mais evidente quando os RBR são competitivos somente em condições que o motor não atrapalha,a Renault foi muito forte com os v10 mas depois de sua volta foi sempre terceira força,foi beneficiada pelo trabalho perfeito da RBR e pela pouca diferença de rendimento dos motores principalmente entre 2011 e 2013

    • Zé Tros disse:

      Discordo Elton. Acho o chassi da Mercedes tão eficiente quanto o da RBR e o carro com uma aerodinâmica eficiente.

      O carro da RBR melhorou agora na segunda parte da temporada com as alterações que ele recebeu.

      Sobre a corrida, é provável que a RBR tenha usado um setup pensando numa pista molhada, enquanto a Mercedes na pista seca. A prova dsso é que qdo a pista secou os dois carros da Mercedes não tomaram nem conhecimento dos carros da RBR, diferentemente de quando a pista estava molhada.

  7. Joana disse:

    Quem é Rosberg para ser comparado ao Damon Hill, seria muito bom para ele se ele fosse mesmo parecido com o HILL!!!
    O Hamilton é um excelente piloto, mesmo que ainda tenha o melhor carro, muito diferente do Rosberg que é um piloto sem determinação, morno.

  8. Itamar kando disse:

    Merecido o Tri do Luiz Ré1000ton, do naipe de Piquet e Senna e rumo à Prost e Vettel pela toada atual. O cara é fodido e mora longe, a concorrência só incomodou mas nunca ameaçou. Melhor corrida do ano, pelo pega-pega dos caras o tempo todo e pela espetacular transmissão via Sportv – Sérgio, Reginaldo e Burti, tomara que passe a ser regra.

  9. Andre disse:

    “Hamilton é um gigantesco tricampeão”
    Estava jogando Grid 2 ontem e meu carro tinha mais potencia.. Era facil passar nas retas ou curvas, era so manter na pista e fazer as curvas direitinho… ate sem se arriscar nas freadas… simples, marmelada mesmo… e fiquei pensando.
    Acho que o certo e “A Mercedes é um gigantesca bicampeã”
    E facil demais pro Hamilton passar os outros… muito facil.. e marmelada.
    E se for pra avaliar Hamilton versus Rosberg realmente nao da pra dizer que ele e gigantesco.

    Em numeros? Hummm. O numero pode ser o mesmo que outros e ter significado difirente. O 1 do Hamilton nao necessariamente tem a mesma representacao do 1 do Prost, Senna e outros.
    Imagina a Portuguesa saindo da serie B (ou C) do brasileirao e se tornando campea brasileira.
    Imagina o Conrinthians saindo da serie B do brasileirao e se tornando campeo brasileiro.
    Qual feito seria realmente gigantgesco, sem discutir os porques,, porque acho que voce ententde perfeitamente os porques.

    Essa foi a pior temporada de F1 que eu ja acompanhei.

    As corridacas que todos acham que viram… nao so essa como outras… aconteceram somente quando o asfalto nao tinha condicoes ideais por conta das alteracoes metereologicas e barbeiragem dos “melhores pilotos do mundo”.

    Deveriam sinceramente negociar a saida de Rosberg se desse e tentar colocar alguem que pudesse realmente fazer do campeao, seje quem for, realemente um grande campeao..

    A F1 de hoje e uma farsa.

    Abraco.

  10. André W. disse:

    A diferença do Massa pro Hamilton é simples: o Hamilton dá zerinho no fim da corrida, o Massa no início.

  11. André W. disse:

    Quem é à toa na vida pode fazer vários gifs antológicos com a cara de bunda do Rosberg abraçando, saindo do carro, escondendo a cara no pódio, etc. O outro alemão também não gostou nada de ser ultrapassado em número de vitórias e especialmente do título sacramentado nesta corrida. A Globo 2 ou Globo ´serie B se preferirem esqueceu o Nasr, de repente falou que ele trocou de pneu cinco vezes sem acompanhar nenhuma, mais assustada ainda viu ele chegar nos pontos sem saber o que falar. E o narrador é um comédia mesmo. Isso não é exatamente um elogio.

    • Robertom disse:

      Sérgio Maurício é fraco, bem fraco.
      É simpático, gente boa, mas suas qualidades terminam aí.
      Não é do ramo, apesar de fazer praticamente todas da Stock e quase toda a cobertura da F1 no Sportv há um bom tempo não aprendeu…
      A palavra que melhor o define como narrador de corridas é “perdido”.

      • André W. disse:

        Se for para resumir o Sérgio Maurício eu definiria como um Datena do bem. Fala sem parar, sem filtro, e às vezes sem noção. Dá para rir e sentir alguma empatia, mas são muitos erros crassos e bordões fracos, Não justifica ele transmitir todos os esportes da Sportv incluindo vôlei, etc, senão contenção de custos.

  12. Leonardo Cabral disse:

    Só falta você me falar que ele é o melhor da História agora….
    ahahahhahahah

  13. Anderson disse:

    Flavio

    voce vai começar na semana q vem na Radio Transamerica ? se sim, sera muito bom !!!

  14. luiz tadeu disse:

    grande corrida,e grande piloto,titulo merecido infelismente algumas pessoas que não gostam de corridas cometem algumas injustiças quando falam que a F 1 ficou sem graça quando uma equipe é superior as outras,geralmente quem fala isso são brasileiros torcedores do Senna mas se esquecem que o Senna muitas corridas metia 30s a frente do 2º dava volta em cima do 3º e 4º e a brasileirada em geral vibravam.
    quem gosta de corrida não se interessa muito pela nacionalidade do piloto.

  15. Baita corrida. Digna pra selar um campeonato. Daquela vitórias que não valeriam muito para o campeonato, mas seria importantíssima para Nico Rosberg, e ele conseguiu perder a corrida.

    E mesmo bicudo, cumprimentou o rival pela conquista. Mas a atirada de boné que Hamilton mandou na cara do alemão foi a gota d’água.

    Rosberg devolveu o boné e não mais olhou para Lewis.

  16. Mauro disse:

    Quem é o piloto mais fraco massa ou nasr? Escolha difícil. Os dois deveriam ir para casa.

  17. Carlos disse:

    Galera, Massa foi o único que não conseguiu fazer a primeira curva e rodou. Vai ser ruim lá na casa do chapéu.

  18. Acarloz disse:

    Campeonato mais baba que todos os do Vettel.

  19. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : A corrida em Austin (USA), foi simplesmente fenomenal fechou com chave de ouro,você fez uma leitura perfeita Hamilton foi o melhor da temporada de 2015, ao passo que seu companheiro de Equipe superou todas as estimativas do fracasso. Vetel espetacular a Ferrari precisa trabalhar muito para dar um bom carro para 2016.Felipe Massa ( como sempre decepção total) Felipe II bom trabalho. Bernie precisa mudar o regulamento ao que se refere aos motores ( V8 Ford, Honda da F-Indy, chevrolet V8,- Renaut ,BMW,Audi , Porche, outras marcas), precisa muito baratear e voltar a abrir as portas para os garagistas na F-1.

  20. Luiz G disse:

    Não há duvidas de que Hamilton é bom, mas não o considero um grande.
    Acho que ele venceu Rosberg psicologicamente ano passado quando colocou o mundo inteiro contra o alemão, dizendo em público que Rosberg o tirou da pista e fazendo pose de coitadinho.
    Quem confia tanto em si mesmo, não precisa disso.
    Ele estava pressionado, com medo de perder e apelou.
    Mas enfim, a F1 não é lugar para grandeza humana e sim, de pessoas que dão um jeito de vencer.
    Hamilton não é grande…Rosberg foi pequeno nessa guerra psicológica.

    • John Player disse:

      Hamilton não é grande?
      Até já sei quem você acha que é o “maior” dos tricampeões….

      • Luiz G disse:

        Não acho que haja um tricampeão “maior” que os outros, mas não gosto do fato de Hamilton jogar pesado e chorar quando jogam pesado contra ele.
        Se ele entra duro, vão entrar duro contra ele.

    • Fernando disse:

      Além do detalhe que Rosberg realmente tirou Hamilton da parada em Spa 2014, o resto é bobagem também.

      • Luiz G disse:

        Acho que em SPA Rosberg cometeu um erro como muitos outros cometem. Claro que os erros que ocorrem na liderança ficam em maior evidência.
        Acho que Rosberg errou a freada e Hamilton gritou pro mundo que foi tirado da prova na maldade.
        O mundo inteiro vaiar um piloto no pódio, abala qualquer um.

      • Luiz G disse:

        Acho que em SPA Roberg errou a freada, como acontece com tantos outros pilotos. Claro que os erros que ocorrem na liderança de uma corrida ficam em maior evidência.
        Hamilton aproveitou pra dizer ao mundo que foi tirado da prova na maldade.
        Ser vaiado no pódio no mundo inteiro abala qualquer um

      • Luiz G disse:

        Escrevi a mesma resposta duas vezes. Perdão. Foi um erro aqui no computador.

      • Fernando disse:

        Sim Luiz, quando escrevo “realmente”, é porque tirou “de fato”, não quer dizer que foi intencional. Eu acho que foi, é apenas opinião. Muitos acham que foi apenas um erro, é outra opinião. Abraço.

    • Zé Tros disse:

      Luiz, o Rosberg esse ano está fraco mentalmente. Se vc rever a corrida do Canadá do ano passado, vai perceber que ele fez o mesmo com Hamilton na segunda curva, inclusive, os dois se tocaram.

      Ano passado ele estava mais combativo e a perda do campeonato em 2014, ao que parece, o abalou muito.

      Vai aqui o vídeo pra vc rever: https://www.youtube.com/watch?v=ODQKxBKes9Y

      • Luiz G disse:

        Oi ZÉ TROS. Concordo com você que Rosberg está fraco mentalmente. Esse ano ele não foi combativo e não merecia o título.
        Também concordo que a derrota no ano passado o abalou.
        O meu ponto é que a derrota dele foi em SPA quando Hamilton gritou pro mundo e ele foi vaiado.
        Hamilton venceu ali. Colocou o mundo contra Rosberg. Estratégicamente foi brilhante…. mas não admiro esse tipo de jogo.
        Lauda, por exemplo, só fala bem de Hamilton e nenhuma palavra sobre Rosberg.
        Ele já ganhou a equipe. Bom pra ele, ruim pro Rosberg,
        Acho que Rosberg tem que sair da F1, pois está queimado.
        Hamilton é bom, mas nunca gostei dele :P

  21. Rogério Perdigão disse:

    Sérgio Maurício manda avisar: Hamilton só foi campeão porque adora o Senna, solta o cinto no melhor estilo Senna, tem dois olhos porque ama o Senna, tem dentes porque é fã do Senna, é inglês porque ama o Senna, come hamburguer porque ama o Senna, anda em pé porque ama o Senna…
    Ah, vai lamber sabão!

    • John Player disse:

      Por causa dessas pachecadas sennistas nesses momentos é que quase comemoro de não ter assistido essa corrida.
      No “Fantástico”, a noticia foi dada como se não existisse na história da F1 mais nenhum tricampeão antes de Ayrton Senna:
      “Lewis Hamilton sagrou-se hoje tricampeão de F1,mérito alcançado anteriormente por Ayrton Senna”.
      Como se nenhum outro piloto (INCLUSIVE OUTRO BRASILEIRO) tivesse alcançado essa marca na F1.
      A Globo mais uma vez investindo no ufanismo e fazendo desserviço histórico com a INFORMAÇÃO e a EDUCAÇÃO.
      É NOJENTO.

  22. Christian disse:

    Vou te dizer tem cada um aqui … Vamos aos fatos : 1- Ham, não é o melhor piloto do grid, nem Alonso, é Vettel, ponto ! 2- Ham, quando os carros estavam mais rápidos e difíceis de pilotar, errava mais do que todos no grid, é só pesquisarem ! 3 – Hoje os carros estão muito mais lentos e fáceis de pilotar e ai, quem, parou de cometer erros ? 4- Ham perdeu um campeonato ganho, advinha porque ? 4 – O Ros, perdeu o campeonato, porque este ano, tava e está com uma zica danada, a Mercedes, inquebrável, quebrava com o Ros ! 5 – Ham é rápido, sem dúvida, mas somente isso não lhe faz o melhor do grid, tecnicamente falando, Barrichello é melhor do que o Ham.

  23. Jonatas disse:

    Lewis é um grande piloto e merece todos os louros pela vitória. Só acho que seus dois últimos títulos vieram de forma relativamente “fácil” se comparados ao seu primeiro título. Esse ano não houve desafio, não houve competição, pois Hamilton é um grande piloto, amadureceu e está em grande forma, tem um carro que sobra, uma equipe competente, e um resignado dois de paus como companheiro de garagem que em momento algum lhe ofereceu resistência. É quase um desperdício um cara desse calibre ter apenas a si como adversário. Apenas imagino os espetáculos que Hamilton nos proporcionaria aos domingos, caso houvesse competição de verdade e ele fosse forçado a andar no limite de seu talento. Infelizmente, competição de verdade é avis rara na F1 atual, mas seria bacana de se ver.

    • Fernando disse:

      Verdade, assim como alguns do Schummy, do Vettel, do Senna, e desde sempre. A diferença é que Hamilton nunca teve um segundo piloto proibido de competir com ele, só o Kova talvez. De resto concordo, falta competição de verdade entre mais equipes e pilotos, todos sabemos.

  24. Leandro Batista disse:

    Que situacao a do Rosberguinho. Nao conseguiu sequer estragar a festa do Hamlton. Se perdeu na curva, perdeu o primeiro lugar, viu seu maior rival ser tri-campeao e ele porra nenhuma e ainda tem que aturar desaforo do cara jogar o boné de segundo lugar pra ele…

  25. André Fonseca disse:

    Corrida muito boa coroando um excelente TRI!!!

    Choronso e “Choronsetes” devem estar arrancando as calcinhas pelas cabeças. Em pouco tempo, ninguém vai lembrar do “Mentironso”…

    Agora, gostaria que a chuva tivesse se alongado mais um pouco ou que a pista demorasse mais para secar , para dar chances ao Ricciardo e Kyviat de continuarem infernizando as Mercedes.

  26. Giovanni disse:

    Rosberg é um piloto que tem uma linha de trajetória muito boa, é rápido, consistente, mas é muito passivo. Ele perde na combatividade. Se fosse um piloto decente nesse ponto, teria sido campeão ano passado, por exemplo. Acho que ele nunca ganhou uma dividida contra o Hamilton. Por isso está onde está.

    Interessante que depois de tomar mais uma do Hamilton na primeira curva, tentou se rebelar. Mas quem é passivo, volta rapidinho a ser passivo (Rubinho também tinha seus lapsos de agressividade), e voltou a decepcionar. Normal.

  27. Kkkkkk disse:

    - Massa errando quando não poderia errar, vai ficar atrás do Bottas na classificação final, por culpa própria e ainda tirou o Alonso da corrida, erro infantil.
    - Uma pena a batida do Hulk, Perez agradece.
    - Vettel teve sempre os melhores pneus e não conseguiu separar as Mercedes, vai ser vice sem ter feito uma única disputa com Rosberg, mas vai ser mágico…
    - Alonso na Ferrari não entregaria esse título tão fácil, falta piloto na Ferrari…
    - Uma pena, Alonso terminaria à frente do Button, mas infelizmente quebrou. O ritmo da mclaren foi muito consistente, o que Alonso fez nas últimas voltas foi sensacional, de 1:49 para 1:47 sem ERS, quando o ritmo do Ricciardo era 1:43!
    - Kimi não merece ser piloto da Ferrari, só faz merda!
    Muito bom os pingos nos i’s acontecendo! Finalmente um título que vai honrar um verdadeiro campeão, Hamilton e Alonso são os verdadeiros gênios de suas gerações! A vez do Alonso tá chegando, pra desespero desse blog, kkkkk!
    - E Vettel ainda vai ganhar todos os vices que merece, e comemoraremos juntos!!
    Go Go Vettel! #RumoAoVice!
    Muito bom ver o Fantástico HAM, afinal, Hamilton é Hard As a Motherfucker!!!
    #MaisVitóriasQueOVettel!
    #ChupaChupador!
    Segundo Vice! And Counting…

    • Paulo Pinto disse:

      Massa tirou Alonso da corrida? Como, se o espanhol “boi de piranha” foi “comido” por todos (menos pelo Rossi), até à última volta?

      Alonso na Ferrari … o time de Maranelo quer esquecer.

      Kimi (já disse isso mais de uma vez) está engordando a conta bancária. Claro, de vez em quando ele rilha os dentes!

      “A vez do Alonso (aposentar) tá chegando, pra (teu) desespero” e do teu “pau-mandado”, o Segafredo.

      “E Vettel ainda vai ganhar todos os (títulos) que merece e comemoraremos juntos!!”
      Com certeza!

    • Eltontoptec disse:

      Se escreve “McLaren”.

    • Christian disse:

      Oh menino maluquinho, tu não aprende mesmo ! Muda de nick e cada vez fala mais merda ! Vettel tem 04 canecos and counting ! O maior pagante da F1 seu Alonso, não ganha mais uma única corrida sequer ! Vou repetir para ver se tu aprende ok ? Alonso não ganha mais uma única corrida na F1 !

    • André Fonseca disse:

      “A vez do Alonso tá chegando, pra desespero desse blog.”

      Hein???

      Não tomou o remédio…

      Tsc, tsc, tsc…

      A vez do Alonso chegou graças a Michelin, e só!!!

      Depois disso se mostrou um piloto comum.

      Hj no final de uma carreira medíocre, o Choronso tem que agradecer aos Céus por estar no mesmo grupo que Alberto Ascari, Emerson Fittipaldi, Graham Hill, Jim Clark e Mika Häkkinen, todos com dois títulos mundiais.

      Choronso “suja” a lista dos Bicampeões!!!

  28. Rogerio disse:

    Ótima corrida….

    Só não entendi a manchete do grande premio dizendo que Hamilton não é considerado grande por falta de rivais… Uai, o Schumacher teve adversarios em seus 7 titulos? Damon Hill era rival? Rubinho?
    Acho que o Rosberg pode andar tão rapido quando o Hamilton, como ele desmonstrou varias vezes neste ano e no ano passado, mas psicologicamente ele parece ser fraco. Errou demais esse ano em momentos importantes e isso fez toda a diferença. Acredito que a concentração e o sangue frio faz muita diferença em esportes individuais.

    Parabéns ao Hamilton, mereceu (mas a provocada dos bonés, foi foda….kkkk)

    • Raul disse:

      Falou tudo, Rogério. O próprio Vettel, em seus 4 títulos, sempre teve o melhor carro (em alguns anos, de forma dominante) e um piloto regular como companheiro (Webber), tal qual o Hamilton.

      Se o Hamilton não é grande por não ter adversários à altura – como se fosse culpa dele – Vettel também não o é.

  29. Glauson disse:

    Gostaria de parabenizar também a transmissão pelo Sportv.

    Muito melhor que o Babão Bueno na Globo.

    O Sérgio Maurício acertadamente deixa os comentaristas falarem à vontade. Quem ganha somos nós, fãs do esporte.

  30. Fábio disse:

    Flavio Gomes, gostaria muito da sua resposta; da perspectiva de pilotagem.

    Eu tive tremedeira em ver o Vettel não se jogando para cima do Rosberg na última volta, fosse como fosse, e que batesse. Senti muita raiva de tamanha apatia e um cuidado sem qualquer justificativa senão a de um piloto muito longe das lendas do automobilismo

    Fala sério: você não teria se lançado para cima do Rosberg ainda que desse merda? O que mais poderia ser perdido? Outra coisa: você concorda que piloto bom se mostra em uma situação como essas e não com o melhor carro nas mãos, sem adversários?

    Para mim, piloto de corrida se mede pelas suas atitudes dentro das pistas e não por números. Vettel conservando um terceiro lugar que significava um zero está sendo duro de engolir.

  31. Rafael Chinini disse:

    Hulk que poderia estar melhor, mas nas últimas corridas está sempre envolvido em algum acidente.
    quase uma Marussia fez pontos!! O.o

  32. Luis disse:

    Flávio Gomes, queria ver seus comentários sobre a corrida da MotoGP.
    Para mim, Rossi ontem colocou uma mancha no curriculo. Foi uma manobra muito feia.

  33. Edmar Freitas da Silva disse:

    Alguém viu a manchete do Globo Vídeos? “Hamilton chega e segundo e é tri”
    Tavam secando o cara?!
    http://globotv.globo.com/rede-globo/formula-1/v/hamilton-chega-em-segundo-no-gp-de-austin-e-e-tricampeao-mundial-de-formula-1/4563016/

    Incrédulo

  34. Pro Lewis Hamilton agora só fica faltando o Treta, e o Rosberg já se acostumou em entregar a vitória de mão beijada pro Hamilton em Austin como no ano passado.

  35. Anselmo Coyote disse:

    Engraçado pretender que o Rosberg se desmanchasse em sorrisos e talvez até em comemorações depois de cometer um erro besta e perder a corrida. E depois reclamam que a F1 está pasteurizada.
    Parabéns, Rosberg. Errar, ainda mais debaixo de chuva, é normal. Ficar feliz com o erro, não.
    Quanto ao Hamilton, putz!!! Mandou bem demais. Sempre foi muito veloz e habilidoso. O problema eram só os blackouts que todos sabiam que com o tempo diminuiriam ou até desapareceriam.
    Parabéns, garoto!!! Vc fez por merecer.
    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>