MENU

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 - 11:58F-1

ONE MORE YEAR

SÃO PAULO (tremei) – Interessante o que diz Hamilton. A Mercedes ainda tem uma folguinha de desempenho e não rendeu 100% no ano passado. Ainda assim, ganhou 16 das 19 corridas.

O inglês acha que, por isso, o domínio da equipe prateada vai perdurar por mais uma temporada, pelo menos.

Ontem alguém me perguntou se 2016 será igual a 2015 e 2014. Acho que só a Ferrari tem condições de fazer frente à Mercedes. A Red Bull deverá seguir penando com os motores Renault/TAG Heuer (que saco, como vamos chamar isso?), a Williams não me parece capaz de dar um salto tão gigantesco, a McLaren vai ficar feliz se conseguir pontuar com frequência.

É, acho que Hamilton tem razão. Vocês apostam em alguma coisa diferente?

34 comentários

  1. Francis disse:

    Bom, para a Renault se o motor funcionar como um relógio já tá bom…hehehe
    E de melhor a acontecer, só a Ferrari mesmo para salvar essa porcaria que está para se iniciar…
    Mas eu gooostchu!!!

  2. Cranio disse:

    Acredito que a única coisa diferente é que vamos ver a Toro Rosso andando na frente da Red Bull com frequencia, mesmo usando motores 2014 da Ferrari.

    Quanto a Mercedes, o Hamilton já tinha dito isso em 2014. Os caras reduziram o rendimento para parecer que a vantagem era menor. Acredito que isso também tenha ocorrido em 2015. Ou seja, se mostrassem toda a vantagem que eles tem, já teriam alterado o regulamento de novo (ou quase).

    Eu acho que ainda tem uma gordurinha pra soltar nesses motores deles. A Ferrari não vai conseguir na força do motor. Talvez, na pilotagem (com o Vettel) até consiga descolar algo melhor que um terceiro lugar em algumas corridas.

  3. josé disse:

    Esse ano tem tudo pra ser uma bosta. Ano perdido antes de começar.

  4. Gustavo Henrique disse:

    INFELIZMENTE, mais 1 ano ou até 2 de Mercedes e Hamilton. A estrutura do motor de 2017 não vai mudar muito, então a Mercedes pode dominar por mais duas temporadas.

    Na boa, valeu.

  5. Thiago disse:

    Ferrari vai encostar na Mercedes, acredito que a ponto de termos uma briga real em alguns momentos (onde a pista favorecer os vermelhos). É provável que em algumas a Mercedes sobre.

    Se a Honda acertar a mão e entrar no bolo em termos de potência, acredito que a McLaren briga pra ser terceira força. A qualidade do chassis é elogiada por muitos, e eles têm capacidade técnica pra evoluir bem. Se brincar vira algo como a Red Bull esteve em 2015, em termos de desempenho.

    A Williams precisa tirar coelhos da cartola. Tomara que consiga. Da Renault não dá pra adivinhar nada, mas nada de andar na frente também.

  6. Celio Ferreira disse:

    Tudo propaganda de época sem notícias, ano que vem igual a ano passado
    a unica novidade é a Haas brigando com maclarem e Sauber.

  7. sandro disse:

    Quanto ao motor “Retauer” vão continuar penando, quanto a McLaren vão continuar penando, quanto a Ferrari vão continuar tentando, quanto a Willians vão continuar não ganhando, quanto a Mercedes, aff.

  8. norson disse:

    FG, apenas uma pequena correção. Não é “motor Renault/TAG Heuer”, é “unidade de força Renault/TAG Heuer”.

  9. Jason Urias disse:

    Renault/TAG Heuer? Chama o motor de Renauer.

  10. luigi disse:

    Eu prefiro esperar pelo menos umas três corridas para saber quem esta no caminho certo. Espera-se que a Casa di Maranello consiga fazer um carro para rivalizar com os tedescos ,acredito que possa haver melhoras na MacLaren (não porque sinta muita simpatia por Dennis e Alonso ,mas para o bem da competitividade da categoria e a história da equipe fundada pelo grande Bruce ) , se a Williams não tiver a sorte de acertar de cara um bom carro ,creio que irá para as ultimas filas pois é muito vacilante e conservadora , Red Bull , Renault uma incógnita total ,pois as duas tem dinheiro mas isto nem sempre se traduz em um bom carro e a Haas é uma estreante que espero que tenha mais sorte no chassis que a Hispania teve com este mesmo fornecedor ,que fez simplesmente o pior chassis de sua época. A primeira vista , parece que o quadro técnico da Haas é infinitamente superior ao da ex equipe espanhola, quem sabe desta vez os americanos fazem algo melhor que em outras tentativa. Só nos resta esperar para ver o que acontecera em 2016 . Quem viver ,verá! (Toro Rosso , Marussia , Sauber e Force Indian, são” Café com Leite “- talvez possa haver uma troca de uma destas com a Williams caso a equipe de Grove insista em continuar a errar em todas as frentes , dos projetos aos acontecimentos de pista )

  11. Henk von Guillier disse:

    Red Bull-TAG. Objetivamente.

    Ainda que a empresa seja chamada pela junção das duas marcas que a compõem (TAG-Heuer), usar apenas TAG nas notas e tabelas provavelmente é suficiente e correto, da mesma forma como a equipe Mercedes é chamada nas notas e tabelas de classificação apenas por Mercedes, e não Mercedes-Benz.

    Por falar em Mercedes, não acho que vá sobrar, não. 2016 vai dar jogo. Vettel é craque, se o novo carro for uns 15% melhor que o anterior, vai dar jogo.

    Abs

  12. Formiga disse:

    Acho que a Ferrari achou alguma coisa, pois estão propagandeando muito já começar como equipe a ser batida. Se a Mercedes ficar muito à frente teremos 3 categorias e um campeonato mais chato ainda pois os 4 primeiros já estariam definidos. A MacLaren vai brigar com Force Índia e Toro Rosso

  13. Fernando Delucena disse:

    Antigamente não chamávamos o motor da Mclaren de TAG-Porsche? É a mesma coisa, ou eu misturei e não tem nada a ver?

  14. Alberto disse:

    A Mercedes está sobrando, basta olhar a asas que eles usaram em Monza, quase o dobro do arrasto da concorrência e os caras ainda venceram. O motor é muito superior e nessa F-1 de hoje o motor manda, já que existem poucos recursos aerodinâmicos. Acho que a Mercedes segurou a onda o campeonato todo, a superioridade deles parece ser bem maior do que se apresenta. Se a concorrência chegar um pouco é só dar mais meia volta no parafuso e pronto. Cingapura parece ter sido um grande teatro

  15. Manfred W disse:

    A gente eu não sei, mas o Galvão vai chamar de RBR TH…

  16. Diogo disse:

    O Hamilton tem razão. Acredito que todos estão guardando as fichas para o regulamento novo de 2017.

    Em relação ao motor da Red Bull, chama ele de Ilmor. Afinal, é o Mario Ilmor que vai colocar o Gordini para funcionar…

    • luigi disse:

      Se você não sabe , Amédée Gordini foi o mais competente preparador dos motores Renault nas duas décadas após a segunda guerra . carros por ele preparados davam muito trabalho a carros com mais “Pedigree”,só que ele não era francês e sim italiano ,radicado na França. (como Ettore Bugatti ,também o era).

  17. David Santos disse:

    Até o primeiro GP, eu acredito no seguinte: A Ferrari & Vettel vai fazer frente a Mercedes & Hamilton… E a Mclaren será a terceira-força do campeonato! Este éh meu “chutômetro” para esta temporada!

  18. Clebio Junior disse:

    Lembra que na década de 80 os motores da McLaren ganharam o nome de TAG/Porsche?

  19. Chupez Alonso disse:

    Aposto que a HAAS andará na frente da McLaren!

  20. paulo z disse:

    ou chove nas corridas ou vai ser mais um ano de ver F1 pelos compactos de 15minutos no site do globo esporte! :(

  21. Patrick disse:

    Flavio

    Pode chamar o novo motor de Reneuer!

  22. Valdemir disse:

    Se houver alguma mudança será por méritos da Ferrari. Ao meu ver, única equipe com possibilidades de alcançar a Mercedes já em 2016.

  23. Acarloz disse:

    Mesmice e tédio de novo.

  24. Alessandro Silva disse:

    Acho que esse será o ano da sabotagem. Será um novo episódio de “Everybody Hates Hamilton” à cada final de semana. Como foi nas últimas corridas de 2015. A equipe alemã precisa dar o título de campeão à um piloto alemão.

    • Fernando disse:

      Também acredito nisso. Mas independente disso, como alguém da F1 andou falando esta semana, o problema é muito maior do que o domínio de apenas uma equipe, coisa que sempre houve. Penso que o título será dado a Rosberg, não sem merecimento, claro, já mostrou que pode andar muito perto de Hamilton, andou mais que Schummy, falta só um “empurrão zinho”.

    • luigi disse:

      Se assim fosse eles teriam contratado o melhor piloto alemão da atualidade e que estava disponível a época que contrataram Hamilton.
      E lembrar que nos anos 50 quando a W 196 também dominou a temporada tinham Kling , Herrmann e Lang todos alemães ,mas o campeão mundial foi Juan Manuel Fangio ,um argetinozinho que também era piloto da Mercedes.

  25. Celso Okubaro disse:

    Olá Flávio… bom dia!

    Sinceramente não deve mudar muita coisa, porém fica a torcida para que Rosberg seja mais competitivo.

    Dividindo os pontos com Hamilton, quem vem atrás, se conseguir manter uma certa proximidade pode tornar o campeonato mais interessante.

    A expectativa de uma Ferrari melhor, uma Mclaren andando pelo menos entre os dez primeiros, já dá uma animada.

    O resto do bolo, terá brigas interessantes, com Red Bull, Williams, Toro Rosso, Renault e quem sabe a Hass. Temo pela Sauber, pois até a Marussia deve estar mais forte.

  26. Neto disse:

    Lendo a reportagem entendi que ele falou mais dele como piloto do que sobre o carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>