MENU

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016 - 18:04F-1

2016, DIA #3

Motor Racing - Formula One Testing - Test One - Day 3 -  Barcelona, Spain

SÃO PAULO (só no sapatinho) – Mais uma vez a Mercedes abriu mão de espetar os pneus melequentos ultra-macios em seus carros. Nem os supermacios. Nem os macios. Foi com os médios que a dupla prateada andou hoje, terceiro dia de testes em Barcelona. A ideia foi dividir o trabalho entre os dois pilotos. Já que o carro é capaz de dar 170 voltas sem ter nem de calibrar o pneu, o time colocou Rosberg para andar de manhã e Hamilton, de tarde.

Foram 74 voltas para o alemão e 88 para o inglês. Cansa menos. “Foi melhor assim”, falou Nico-Nico no Fubá. “Muito menos cansativo do que deixar um de nós andando o dia todo.” Comandante Amilton também agradeceu. “Por mais que você faça exercícios no inverno, o pescoço dói quando é num carro de verdade. Ontem eu estava meio dolorido. E testar o dia todo é meio chato. A gente de vez em quando quer colar no carro da frente para ver como ele anda nas curvas e nas retas, mas não é como corrida, e no fim fazer isso é um desperdício de tempo. É preciso resistir à tentação!”, brincou.

Resultado, um quinto lugar. Mas, de novo, nada de colocar o time alemão na fila do apocalipse. A comparação deve ser feita com a Ferrari, que também usou médios e terminou o dia em terceiro com Kimi Dera Proibissem os Testes. O finlandês virou 1min25s977 na melhor de suas 78 voltas. Rosberguinho fez 1min26s084 e Hamilton, 1min26s421.

Lá na ponta, Force India com supermacios e o melhor tempo da quarta-feira, 1min23s110 — quase 3s mais rápido que a primeira Mercedes. Foi o Incrível Hulk o autor da façanha. Que mostra muito, se vocês querem saber. Sua equipe fez um carrinho muito honesto que vai, mesmo, brigar com Williams e Red Bull no segundo pelotão — o primeiro é da Mercedes e da Ferrari.

Agora, surpresa, mesmo, é a tal da Haas. Como pode uma equipe estreante começar tão bem sua vida? Que coisa mais legal, esse time. Grojã foi o segundo, com pneus macios. Depois dele veio Raikkonen, como já dito, e na sequência Magnólia Arrependida com a Renault em quarto, dando o ar da graça com 111 voltas bem completadas.

Nasr andou pela primeira vez nos testes e foi o sétimo, com 115 exaustivas voltas no carro do ano passado. O novo, só na segunda bateria de treinos na Catalunha. O outro Felipe, Massacrado, também dirigiu pela primeira vez e ficou em décimo com 109 voltas. Teve uma impressão positiva do novo carro. Se Sapattos, depois de dois dias, disse apenas “humpf” para comentar os testes, Massa falou em “boa impressão”. Mas, na real, foi discreto nos elogios. “Temos bastante coisa para fazer para deixar esse carro onde queremos”, avaliou.

O único que não impressionou muito foi Rio Haryanto, que ainda não tem apelido no blog. Ficou previsivelmente em último, mas compreende-se. Foram 78 voltas para conhecer carro e equipe, e não se deve julgar o menino por seu primeiro dia de verdade na categoria. Ele entupiu as redes sociais da Indonésia, que pela primeira vez terá um piloto na F-1. É bom. Não nos enganemos. Aliás, a dupla manórica é bem interessante, embora sejam dois estreantes.

O dia não foi bom, mesmo, para a McLaren. Depois de duas sessões sem maiores problemas, ontem e anteontem, Bonitton teve um vazamento hidráulico que causou um pequeno incêndio na traseira. Foi a equipe que menos andou: 51 voltas. Mas ninguém deve se desesperar. Se fosse no ano passado, o carro pegava fogo inteiro, com Jenson dentro. Agora, foi só apagar e arrumar para amanhã.

FRASE DO DIA
“Espero que seja claro e simples para os fãs. Mas, em geral, é muito importante que nós repensemos o esporte e tentemos fazer com que ele fique mais atraente de tempos em tempos. Sou aberto a qualquer tentativa de melhora.”
Nico Rosberg, sobre o novo formato de classificação proposto pelo Grupo de Estratégia da F-1, que pode ser adotado já neste ano

21 comentários

  1. ricardo bahmed disse:

    flavio, my friend, a ferrari tah maravilhosa, soh olhar, pra quem conhece, q lembra 75/76, num sei se oc jah comentou sobre, senao…demorou…

  2. PATRÍCIA disse:

    Sugestões:

    RIO de lágrimas | RIO muito do que faço da pista | Foi um RIO que passou em minha vida

  3. PATRÍCIA disse:

    RIO de Lágrimas
    RIO muito do que eu faço na pista
    Foi um RIO que passou em minha vida

  4. Alexandre Bento disse:

    Para o novo menino da indonésia… Vai esperando

  5. alexandre disse:

    poderia ser Ryutanto……

  6. Razor disse:

    Sobre a boa forma exibida pela Haas, é bom lembrar que o primeiro ano é relativamente mais fácil, porque a equipe teve muito tempo para pensar as idéias e testar tudo no túnel de vento, sem a pressão de ter que correr a cada 15 dias.

    O segundo ano é que é o problema.
    O tempo de sobra acabou, tem que projetar partes para manter o carro competitivo e ainda projetar o carro do ano seguinte – o que começa por volta de junho.
    Geralmente o segundo ano é pior de resultados que o primeiro.

    No caso da Haas, o segundo ano deverá ser ainda mais difícil, porque o regulamento muda drasticamente para 2017 e o carro atual vai ter que ser jogado no lixo. Teria sido melhor para eles estrearem só em 2017!

  7. Luciano Balarotti disse:

    Rio pra não chorar

  8. marco cordobe disse:

    Caro Flavio:
    Quem sabe Rio Harylento…
    Abraços e sorte

  9. Cláudio F1 disse:

    Sugestões:

    Rio Variando, Rio Rateando ou ainda Rio Haryanta (como disse Giovanni).

  10. Luis Felipe disse:

    Sugestoes :
    No Rio de Variant
    No Rio ta variando

  11. Guido disse:

    Tudo bem que não perguntou, mas, como sugestão,uma contribuição pros apelidos “Rio erra tanto”.

  12. Marcell disse:

    Prevejo um ano difícil pra Williams…. Bottas e Massa vão sofrer!

  13. guilherme disse:

    Rio Haryanda para os dias em que for bem.

    Rio Arreégua para os dias em que estiver porreta.

    Rio Haryonde para os dias em que sumir na corrida.

    Rio Haryontem para quando for bem na classificação e mal na corrida.

    Rio Pranãochoranto quando o fim de semana for uma desgraça.

    A Renault está correndo risco de virar a Honda.

  14. Apm disse:

    “Carrinho muito honesto” …

  15. Giovanni disse:

    Quando ele for bem, vou com o WBJ: Rio Variant

    Mas quando fizer cagada, Rio Haryanta

    A Haas também poderia ter um apelido pelo que deve andar: Haasoável

  16. Cristiano Ferreira disse:

    É legal acompanhar a pré temporada mas é dificil tirar qualquer coisa de proveitoso ainda sobre performances e tal. Tem muita equipe escondendo o jogo (Mercedes principalmente) mas dá para eleger alguns destaques em ordem de importância até agora:

    1- Force India que aparentemente evoluiu demais e promete boas brigas entre as primeiras posições (fora os dois primeiros lugares cativos de Mercedes e Ferrari)

    2- Haas, que tirando o probleminha da asa que no final é insignificante, vem apresentando uma ótima impressão até agora para uma equipe estreante.

    3- Mclaren, mais pela confiabilidade apresentada nos dois dias anteriores, porque piorar seria dificil.

    4- Manor, que teve uma boa evolução já que o ano de 2015 foi nulo para eles que correram com motores e chassis defasados.

    De resto é esperar até Melbourne para ver do que as equipes são capazes.

  17. Ezequiel disse:

    E essa Haas? Para quem nunca tinha posto os pneus em uma pista de Verdade está deixando uma boa impressão. Sem quebras e andando muito bem. Meu sonho era ela desbancar todo mundo! Adoro ver o circo pegar fogo. O que a McLaren não fez em duas pre temporadas eles já fizeram em tres dias.

  18. Henk von Guillier disse:

    um Rio diferente a cada menção (nos moldes do ‘Kimi Dera’ qualquer coisa). Aliás, pode até ser um rio famoso do país no qual a F1 estiver. Tâmisa, Reno, Hudson, Amazonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>