VAI, MITO! | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016 - 1:13Automobilismo internacional

VAI, MITO!

Le Mans Test Day

SÃO PAULO (nessun dorma) – A grande notícia da madrugada: nosso mito Kamui Kobayashi foi efetivado pela Toyota como um de seus seis titulares para a temporada 2016 do WEC. O trio formado por Anthony Davidson, Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima vai guiar um dos carros pelo segundo ano seguido. No outro, Koba substitui o aposentado Alexander Wurz e fará companhia a Mike Conway e Stéphane Sarrazin.

Os números dos carros serão revelados amanhã pelo Automobile Club de l’Ouest. O lançamento oficial do novo Toyota TS050 Hybrid será feito em Paul Ricard no dia 24 de março. A Toyota também vai mudar suas cores. Seus carros agora serão pintados em preto, branco e vermelho.

11 comentários

  1. Maxwell disse:

    Flávio, o orçamento de uma equipe LMP1 ou LPM2 é similar ou superior ao da F1?

    Pois sinceramente, não dá para entender o WEC tão inovador e a F1 tão engessada.

    As equipes de F1 sempre falam do orçamento, mas não sou estudioso para criticar ou ratificar esse discurso.

  2. Paulo Pinto disse:

    Foi efetivado pela Toyota? Para piloto test-crash?

  3. Paulo Aidar disse:

    O sujeito para ser alçado a condição de mito, principalmente no automobilismo, tem que fazer alguma coisa além de dar umas voltas rápidas em uma corrida com um carro de F1, intermediario, que foi a unica coisa que Kobayashi fez até hoje. Além é claro de ter trazido trazido um amiguinho na edição do WEC quando correu ???? de Ferrari ????. Mediocre.

    • Pedro Araújo disse:

      o termo “Mito” é uma brincadeira, mas medíocre ele nunca foi.

      tive a chance de ver ao vivo o japa estrear com a toyota em 2009, e desde então acompanho a carreira do cara.

      não por acaso, a empresa o contratou de novo. pra correr o campeonato mundial de resistência. na equipe de fábrica.

      como o termo “mito” foi levado a sério, nem vou argumentar muito mais sobre o carimbo de “medíocre”.

  4. luigi disse:

    Um dos melhores pilotos japoneses de todos os tempos (se não o melhor) , e a moribunda F 1 ,prefere dar as costas e ter uns pilotos “padrão” (aqueles que jamais ousa uma ultrapassagem em lugar improvável ,tipo Massacradinho el gran popo flácido ) para fazer seus desfiles de carros de corrida nos seus luxuosos e entediantes Tilkhdromos ,onde só se consegue ultrapassagem no “mode : D S R 171 ” Então só resta esperar que ele seja feliz e deixe ,como sempre deixou,feliz o espectador que aprecia uma pilotagem ousada e competente .
    Não sabemos o quanto a Toyota evoluiu ,mas sabemos o quanto a Porsche é competente ( Ai ! Ai !) quando se dedicam a ganhar corrida em uma categoria , mas uma coisa poderemos ter certeza ,se a Toyota não tiver resultados satisfatórios ,não sera por falta de piloto.
    Toda sorte a Kobayashi ,que faça boas corridas !

  5. Helton Fernandes disse:

    Existem boas notícias.
    Tomara que ele sossegue o facho, sente a bunda nesse corolão e de um show. Nem precisa ganhar, mas se ganhar é melhor ainda. O importante é que ele esqueça a F1 de vez…
    As boas notícias vem de todo lado, menos da Fórmula 1… Outro ano com mais do mesmo…

  6. Douglas Ricardo disse:

    Agora, a F1 visa os bilionários estrangeiros que exibem seus ‘Rolex’ mundo afora…
    Conseguiu seu objetivo o Sr. Bernie como há muito já havia declarado numa entrevista a Fábio Seixas. Façam bom proveito!
    Eu curto velocidade, velocidade com equilíbrio e muita disputa nas pistas.
    Que venha 2016, mas sem a maçante F1, melhor, Fórmula Zero!

  7. Pedro Araújo disse:

    Pena que o Kobayashi vai pegar um carro não tão competitivo como era uns 2 anos atrás, mas é sempre uma boa notícia saber de mais um bom piloto ex-F1 com vaga em outra categoria de ponta.

    Bem que eu queria ver o japa de novo correndo em Interlagos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>