O HALO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sábado, 28 de maio de 2016 - 11:27F-1

O HALO

SÃO PAULO (afemaria) – Só para registrar, parece que será mesmo o Halo a proteção adotada pela FIA para a cabeça dos pilotos da F-1 a partir do ano que vem — e imagino que, se isso acontecer, é algo que deverá ser seguido por várias categorias de monopostos.

A avaliação é que a trapizonga testada pela Ferrari é mais fácil de introduzir do que o Aeroscreen experimentado pela Red Bull. Falta tempo para testar e desenvolver a segunda alternativa.

É feio pacas. Não gosto da ideia. Mas reconheço que o pleito por mais segurança por parte dos pilotos é absolutamente legítimo.

Acostumemo-nos com isso aí.

halonokimi2

38 comentários

  1. felipe disse:

    Tenho 32 anos, e desde as primeiras lembranças que me recordo a F1 está presente nos meus FDS. Enquanto essa “coisa” estiver nos carros, não assistirei mais F1. O risco faz parte de várias modalidades, caso o piloto não concorde em corrê-lo por este motivo, então que vá andar de Turismo, WEC, Rali e tantas outras….Quero ver qual deles deixará de andar de kart. Tenha dó!

  2. Giovanni disse:

    Com essa ideia, a F1 se aproxima cada vez mais da extinção.

    PS: Como fica a MOTOGP em que o piloto fica POR FORA da máquina? La não precisa mudar, é isso?

  3. Acarloz disse:

    Feio que só o cão e 95% inútil. Mai um ponto negativo pra essa f1 de hoje.

  4. Gabriel Medina, O outro disse:

    Além de mais feio do que bater na mãe por causa da mistura, essa joça não serve lá pra muita coisa. A única saída realmente eficaz é fechar de vez o cockpit, mas Tio Bernie morre de medo de sua categoria ficar muito parecida com o WEC e todo mundo perceber onde está o verdadeiro automobilismo.

  5. Moy disse:

    A decisão foi simples: Algo que pudesse ter mais propagandas afixadas.

  6. Flavio disse:

    É por essas e outras que a F1 vai perdendo público.

    O fato dos pilotos já ficarem quase com o corpo enterrado dentro do cockpit já é bastante seguro para a cabeça, para um carro de fórmula, comparando com os F1 do inicio dos anos 90 para baixo, que os ombros ficavam para fora.

    Como citou outro aí, a Moto GP não tem proteção nenhuma, e SEMPRE tem piloto voando da motoca à 300km/h.

    O que me impressiona é a necessidade desse treco. Eu acompanho a F1 com uma boa frequencia há mais de 20 anos e não me lembro de outro caso de um carro passando por cima da cabeça do piloto. Se isto fosse algo que pudesse acontecer, sei lá, 3x por temporada, já teria algo semelhante há mais de 20 anos, pode ter certeza.

    Por mim, esta bizarrice nem deveria ser cogitada.

  7. Thiago Leal disse:

    Já prefiro a E, agora, com essa GERINGONÇA na cabeça, é que vou continuar preferindo mesmo!

  8. Thiago disse:

    Por deus, este esporte já era mesmo. Não é à toa que os índices de audiência só se fazem cair. A cada ano, uma nova palhaçada. RIP F1

  9. Eduardo disse:

    A FIA deveria implantar corridas de F1 sem pilotos, tipo corrida de carrinhos de controle remoto já tem tecnologia para isso, assim teríamos risco zero de mortes. Palhaçada esse halo.

  10. Anselmo Coyote disse:

    Entendi nada.
    Pensei que essa chinela como se fosse um óculos, tivessem lentes. Pelo jeito não é um óculos e sim uma mera armação, literal e figurativamente.
    Abs.

  11. Glauco Tavares disse:

    Esta coisa é ridícula além de inútil. Quantos objetos podem passar por esta tira se chinelo e atingir o piloto??!!! A solução proposta pela Red Bull é bem mais eficiente e agradável aos olhos, mas pelos jeito a idéia da FIA é detonar cada vez mais a F1, só isso explica esta escolha infeliz.

  12. Márcio Flávio disse:

    PATIFARIA PURA.

    A MOTO GP JÁ PODE PENSAR EM UMA PROTEÇÃO PARA AS MOTOS.

    HAHAHAHAHA.

  13. Wanderson Marçal disse:

    Sempre quis ser piloto. Não tive essa oportunidade. Correria na F1 de graça sem essa trapironga aí. Se os meninos criados à base de leite com pera estão com medo, por que continuam correndo? Saiam e dêem lugar para outros que querem!

    Corrida de carro não se tornou popular pela competitividade, por questões só meramente esportivas, mas sim pelo perigo implícito. O momento mais emocionante de qualquer corrida para quem está no autódromo é a tentativa de ultapassagem pelo risco de dar merda. Os caras só querem grana, fama e dinheiro, mas não aguentam o tranco da profissão. Não basta terem amputado os autódromos, agora vão foder os carros.

    E ainda vem gente me falar que esse bando de pau no cu da F1 são os homens mais destemidos. Lo carajo. Son cabrons de mierda. Solo eso.

  14. EduardoRS disse:

    Fiquei pensando, em caso de acidente como o do Massa em 2009: se a mola pegasse nesse cabedal de chinelo e fosse defletido para o interior do cockpit, poderia causar uma lesão fatal ao atingir o peito do piloto, por exemplo. E em acidentes como o do Bianchi, não resolveria nada pois se o santantônio foi arrancado, qualquer outra estrutura também seria.

    Acho que vou ficar só com WEC, WRC e Nascar mesmo. A FIA está matando os fórmulas.

  15. Cláudio F1 disse:

    Mas que troço feio. Jesus, apaga a luz!

  16. Celio ferreira disse:

    Correia de sandália havaiana é muito feio, a proteção tipo caça e mais bonito
    e aerdinamico,

  17. Pdr Rms disse:

    Se for para ser esse troço horroroso e ineficaz, melhor não ter nada. As unicas soluções possiveis são aquele parabrisa que a Red Bull testou ou o fechamento total.

  18. Vando Monteiro disse:

    Não é vantagem técnica nenhuma para a Ferrari pois todos terão o mesmo aparato, mas só pra constar… ganhou a solução proposta pela Ferrari… em qualquer dividida, a cartolagem SEMPRE DÁ VITÓRIA PRA FERRARI.

  19. EDUARDO TEODORO DA SILVA disse:

    acidentes como os que causaram as mortes na F1 e F indy foram anormais e não devem se repetir arrisco a dizer na proxima decada, um exemplo é quando o carro gira e bate com a parte de cima em alta velocidade contra o muro,o piloto morre por mais seguro que seja o carro, nesses mais de cem anos quantas vezes isto aconteceu, acredito que na F1 nenhuma vez.

  20. Robertom disse:

    A FIA tinha 3 alternativas : o Halo, o Aeroscreen e deixar como está, ou seja não adotar proteção, e mais uma vez sendo “FIA” escolheu a pior alternativa.

  21. Paulo Pinto disse:

    A empresa que fabrica as Havaianas, poderia aproveitar o halo e fazer propaganda das suas sandálias.

  22. Quem é que resolve as coisas na FIA? Políticos brasileiros? Como eles conseguem entre todas as opções escolher a pior?

    E mais, não creio que isso teria ajudado Massa, Bianchi ou Justin Wilson. Talvez Dan Wheldon seria salvo se a estrutura for suficientemente forte.

  23. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : mil desculpas halo realmente é uma ideia de merda…., com a desculpa que a carlinga não foi testada, Cacilda mil vezes….. aviões usam a carlinga (bolha) aviões de caça ,para evitar o impacto com aves , a segunda peça seria uma meia lua de karlinga como já testado na lotus de fittipaldi ,outros carros, seria no caso suspender a carenagem antes do volante da direção com 15cm e colocar a meia bolha . além do halo ser inútil vamos aguardar o resultado prático ok.

  24. Murilo Camano disse:

    O halo não é uma boa. Na minha opinião a mola que atingiu Massa e a tampa do bueiro que passou perto de Button poderiam passar por ele.

    A meu ver, a melhor solução seria o aeroscreen da RedBull.!

  25. Luis disse:

    Pode servir para alguma coisa, mas não vejo a possibilidade disso proteger a cabeça do piloto se ocorrer um acidente como o de Jules Bianchi ou da Maria de Villota, que foram atingidos por objetos extra-pista na altura da cabeça e que possuem um vão embaixo. Deve ser a maior besteira do mundo o que vou dizer, mas tem é que eliminar esses vãos, como colocar saias nos tratores. Até pára-choque daquelas caminhonetes usadas em ovais nas corridas de Indy são perigosas para os pilotos, embora essa proteção da Ferrari servisse para um acidente como o do Justin Wilson, e talvez para o acidente do Fernando Alonso na corrida da Austrália deste ano.

  26. Leandro disse:

    Esse aparato pode, talvez, salvar a vida de um piloto no caso de um acidente como o de Bianchi. Que fique claro o “talvez” da minha afirmação. O santantônio, junto ao cockpit, é a estrutura mais resistente de um carro de corrida. E no caso do Bianchi, foi arrancado do carro como se fosse papel. Ou seja, essa estrutura extra pode até ajudar em alguns casos, mas não é nada garantido. Lembrando que toda essa discussão da F1 foi alardeada depois desse acidente, que seria evitado caso não houvesse um guindaste em uma área de escape. Fica claro para mim a insistência da FIA em utilizar um procedimento perigoso. Em Nurburgring/2007 já quase houve um acidente de um carro batendo em um guindaste na área de escape, e ninguém fez nada. Um dia isso ia acontecer. Além disso, tem o fato da pista molhada aumentar a possibilidade de mais de um carro escapar no mesmo ponto. Isso já foi visto diversas vezes. Um exemplo é interlagos/2003. De uma forma geral, toda essa discussão foi gerada por um acidente onde a causa foi o procedimento errado da FIA, de colocar guindastes em áreas de escape quando ainda existe a possibilidade de mais carros saírem da pista. E o resultado foi a utilização de um aparato que pode não fazer tanta diferença. Além disso, ainda me preocupa a possibilidade de uma peça solta (como no caso do Massa na Hungria/2009) bater na estrutura e ser desviada para dentro do cockpit, acertando em cheio o peito do piloto. Nesse caso, se é pra usar um componente de proteção como esse, que fosse a proposta da Red Bull, infinitamemte mais segura numa situação desse tipo.

  27. Bruno disse:

    Ainda não acredito que teria evitado um acidente como o do Felipe Massa na Hungria 2009. Existe espaço suficiente para um objeto de mesmo tamanho entrar por baixo dessa proteção. Gostaria muito de que alguém comentasse a respeito. Obrigado.

  28. disse:

    Resumo da ópera: Entra barra de suspensão, mola, e até tiro como a maior vergonha da internet, do maluco que ganhou milhares de acessos falando do sniper que matou Senna. Nessas Mônaco continua no calendário e a MotoGP então… Se vier norma da FIA para todas categorias de Fórmula, vão acabar com o Kart? Os índices de acidentes fatais de objetos que atingem o piloto é irrisório perante o número de voltas das categorias de carros abertos. Isso é fogo de palha da FIA..

    • moisesimoes disse:

      Concordo e muito do que disse. Acredito (por simplesmente acreditar) que a probabilidade de objetos vindo em direção do piloto é muito maior, lógico pelas voltas, do que um F1 entrar embaixo de outro carro ou guindaste. A minha dúvida é se, no acidente do Surtees, no ângulo no qual a roda acertou a cabeça dele, a solução apresentada pela RBR, seria capaz de, pelo menos, amortecer o impacto em 90% ou mesmo ser 100% eficaz.

      Além disso, não bastasse o som horrível dos motores e carros que não são essas belezuras todas, a baladeira, estilingue é horrorosa. Solução bonita e eficaz? Cobre logo e pronto!

  29. Alex Tréxi disse:

    Lá vem de novo o besteirol sobre segurança dos pilotos. Querem segurança pros pilotos ??? Parem de correr em Mônaco.

  30. Thiago Sabino disse:

    Isso só me faz, cada vez mais, achar horrendos esses automóveis atuais.

    E cada vez mais, sentir saudades de uma F-1 que eu vi quando cresci.

    Como comparar uma coisa ridícula dessa, com um FW14, um MP4/4, um 312T…..

    Não dá, sério. Quanto mais mexem, mais fede.

    E depois não sabem o porquê a categoria vai devagarzinho submergir rumo à indiferença…..

    Tnc.

    • Wanderson Marçal disse:

      Não faz o menor sentido. Mas é isso que é a F1 atual: um bando de bundas moles de classe média que jogavam bola na sala da casa da vó. Essa geração Vettel, chorona e dos tilkódromos, é a pá de cal na F1.

      Todas as profissões têm seus perigos. E tirando caso de imperícia e negligência, como foi da última morte na F1, é totalmente aceitável que acidentes aconteçam e, vez por outra, alguém acabe falecendo. É do jogo e qualquer racer prefere morrer num carro de corrida do que em casa deitado num Domingo pela manhã aos 90 anos.

      Se não quer, se acha perigoso, vira youtuber. Não estamos falando de gente que, para não morrer de fome, se sujeita a correr de carro. Geração pau no cu e de merda. A F1 vai acabar!

  31. Garret disse:

    Não vai ser esse da foto, vai ser outro, com design otimizado.

  32. Jonatas disse:

    Esse troço é horroroso, não sei como os pilotos não reclamaram do poste que fica bem no meio de sua visão frontal. Estranho que não tenha aparecido ninguém capaz de fazer um negócio igualmente fácil de implementar, só que menos medonho. Aposto que o irmão do Décio seria capaz de fazer bem melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>