S.O.S. KARMANN-GHIA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 29 de junho de 2016 - 11:33Indústria automobilística

S.O.S. KARMANN-GHIA

SÃO PAULO (que horror) – Reproduzo abaixo texto que acabo de receber da noiva, repórter da CBN:

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC decidiu entrar na Justiça com pedido de falência da empresa de autopeças Karmann-Ghia, por abandono de patrimônio. A decisão foi tomada após a análise do departamento jurídico e aprovação dos trabalhadores, que foram consultados em assembleia realizada na segunda-feira (27). A medida foi considerada a alternativa mais viável para que se possa iniciar um processo de retomada das atividades na fábrica. “Estamos certos de que a abertura do processo de falência é a única forma de garantir os direitos dos trabalhadores do ponto de vista legal. O interesse maior é que a empresa continue viva”, explica Rafael Marques, presidente do Sindicato. A medida judicial deverá ser proposta nos próximos dias.

Na assembleia, os trabalhadores também decidiram pela continuidade do movimento de luta e ocupação da fábrica, que completa hoje 47 dias. “A ocupação é importante para garantir a permanência do maquinário e, assim, poder defender o que é de direito dos trabalhadores. É com a luta e a união dos companheiros que vamos encontrar soluções e exigir respeito”, reforça Marques.

A ocupação teve início em 13 de maio, após a Justiça dar parecer favorável aos antigos proprietários da empresa, confirmando o não cumprimento pela direção atual dos pagamentos previstos na negociação de compra da fábrica. O impasse jurídico gerou, na prática, uma indefinição em relação à propriedade da autopeças e agravou a situação da empresa, que já vinha sofrendo com a crise econômica e problemas de má gestão. Atualmente não é possível nem mesmo saber quem são os reais donos da Karmann-Ghia. A empresa está abandonada.

Os trabalhadores estão sem salários desde o final de 2015, o último valor pago foi o correspondente a 25% do salário de um mês, depositado em dezembro. Marques reforça que o Sindicato tem também dialogado com várias empresas credoras da Karmann-Ghia na busca de soluções: “O maior patrimônio da empresa são os trabalhadores. Não estamos pensando somente nos direitos, mas em construir alternativas e voltar a operar”.

Lembro que há alguns anos se falou até em um novo Karmann-Ghia, que poderia sair de um concurso público. Foi em 2013, muita gente participou e o ganhador foi esse aí embaixo.

Não deu em nada. Gostaria de saber dos vencedores se eles, ao menos, receberam o prêmio.

A

11 comentários

  1. bento disse:

    A história de produção do Karmann Ghia no Brasil …Morreu?

  2. Ricardo disse:

    Justiça não dá “parecer”, mas decide.

  3. Farid Salim Junior disse:

    Dói saber dessa agonia… Já se foram os studios Bertone, outros também agonizam e não se vê nada nem ninguém tentando fazer algo para salvar essa Empresa tão icônica para quem gosta de carros. Será que a venda para algum grupo pode resolver isso?

  4. Betocam disse:

    Ficou lindo. Mas a frente tá parecendo a de um interlagos.

  5. marinangelo disse:

    Flavio,
    Respondendo a sua pergunta, sim recebemos os prêmios referentes ao concurso.
    Uma tristeza essa situação de uma marca ícone. Espero que o futuro reserve dias melhores… não só para a Karmann Ghia.

  6. Pepeu disse:

    Até que ficou bonitinho hein…me pegava fácil.

  7. Laercio disse:

    Mora a menos de 1 km da Karmam e VW e meus amigos prevejo tempos sombrios, um conhecido foi para a VW na segunda trabalhar e o mandaram de volta para casa, pois não tinha bancos para colocar nos carros e a empresa decidiu não fatura nenhum carro para as revendas por excesso de estoque nelas e ele ja não trabalha as sextas feiras devido a um acordo. Essas montadoras apertaram tanto seus fornecedores que as empresas estão quebrando.
    A economia na região esta feia.

  8. Rodrigo disse:

    Noiva?
    Opa! Parabéns!

  9. Vitão disse:

    Cerega andou por lá até 2014, se não me engano. Tem muita historia para contar .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>