SOBRE ONTEM DE MANHÃ | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 4 de julho de 2016 - 16:25F-1

SOBRE ONTEM DE MANHÃ

SÃO PAULO (vai dar tudo certo) – Vendo e revendo a batida de Rosberg e Hamilton ontem em Spielberg, fiquei com uma certeza. Aliás, duas. A primeira, que Nico-Nico não fez a curva e, inexplicavelmente, bateu mesmo no inglês. A segunda, que se fizesse a curva, era capaz de ganhar a corrida, porque deu o lado de fora a Hamilton, que teve de retardar a freada e teria uma saída de curva mais lenta que o alemão. A volta na Áustria é curta. Na pior das hipóteses, terminaria em segundo — ah, só para constar, os comissários consideraram Rosberg culpado, acresceram 10s ao seu tempo total de prova (não mudou a posição) e deram dois pontos na carteira como reprimenda por fazer uma volta quase inteira com o carro destroçado, colocando outros pilotos em risco.

O irônico nisso tudo é que Rosberguinho fazia uma de suas melhores corridas do ano, tendo tirado a liderança natural de Hamilton, o pole, com uma estratégia difícil e cuidando bem dos pneus no longo stint que fez depois da primeira parada.

Vejam abaixo na análise de Anthony Davidson para a Sky Sports como seria fácil fazer a curva para a direita pouco antes de tocar Hamilton. Lewis, que foi lá fora e freou no deus-nos-acuda, acabou usando o carro do rival como apoio. Numa das grandes vaciladas da história, querendo provar não sei o quê a quem, Rosberg deu a vitória a Hamilton.

“Ah, a Mercedes tem de fazer alguma coisa!”, gritarão os puristas. Acho que não tem de fazer nada. Um dos dois vai ganhar o título. Tanto faz, como tanto fez. Detestaria algo como determinar que quem estiver na frente depois da segunda parada tem prioridade da vitória — política que a Ferrari adotou por anos. É algo que o time parece considerar.

Mas todos nós imploramos: deixem os meninos brincarem, a gente se diverte por aqui.

aut16d

- A festa acima, merecidíssima, é para Pascal Wehrlein, décimo colocado na Áustria. Ele saiu do segundo pit stop em último, um azar danado por conta do safety-car. Foi buscar. Palmas para a Manor.

- E o alemãozinho quase botou tudo a perder no grid. Parou o carro no lugar deixado vago por Massa, que iria largar dos boxes. Engatou a marcha-à-ré voando e, por frações de segundo, não foi punido.

- Apesar da grande façanha, Wehrlein não ganhou o simbólico título de “Piloto do Dia” que os fãs escolhem pela internet. Deu Verstappen, segundo colocado — com uma corrida excelente, diga-se.

- Número não muito relevante, porque o sistema de pontuação mudou muitas vezes na história, mas curioso: Hamilton se tornou o primeiro piloto a quebrar a barreira dos dois mil pontos na carreira. São precisamente 2.009, depois da vitória de ontem. O inglês fez seu décimo “hat trick”, pole, melhor volta e vitória. Agora, só perde no quesito para Jim Clark (11) e Schumacher (22).

- Lewis estava muito calmo ontem depois da refrega com Rosberg. Claramente as coisas seriam diferentes se não tivesse vencido a corrida. E, lá pelas tantas, elogiou a Mercedes por liberar seus pilotos para a disputa. Disse que erros acontecem, que automobilismo é assim mesmo, e que não gostaria de viver o que Barrichello viveu na mesma pista em 2002. “Como fã, fiquei frustrado”, contou, lembrando a clássica marmelada protagonizada pela Ferrari.

- Falando nela, a equipe italiana e a Pirelli ainda não sabem o que aconteceu no pneu de Vettel.

- Rob Smedley disse que o desempenho da Williams na Áustria foi “medíocre”. Foi mesmo. A equipe andou para trás.

82 comentários

  1. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Gostei do macacão do Pascal.
    Lembra Steve McQueen em “As 24 Horas de Le Mans” (1971)

  2. Pedro disse:

    Na última volta Hamilton passou a 0,067 de Rosberg na primeira parcial. O que preocupava o alemão não era a ultrapassagem por fora em si, mas a possibilidade de estarem lado a lado na sequência com Hamilton usando o DRS. Seria engolido facilmente.

    Por isso a atitude desastrada do Nico.

  3. Marcus-Franca disse:

    O cara que ta segurando a placa parece o Buddy Valastro (cake boss)… sei não…

  4. Luiz G disse:

    Galera, estou sendo execrado por minhas opiniões.
    Está divertido, dei boas risadas e agradeço a todos pela participação. A divergência de opiniões é sempre válida e enriquecedora.
    Mas deixem-me explicar uma coisa:
    Cavalheirismo e gentileza no esporte não significa “deixar” o adversário ganhar ou “não fazer o melhor para vencer” ou mesmo aceitar uma condição pior dentro de uma equipe.
    Cavalheirismo significa “dignificar o bom trabalho” do companheiro de equipe e até do adversário.
    Óbvio que Hamilton, Rosberg e qualquer outro piloto tem que tentar vencer até o fim. O ponto é “como” fazer isso!
    É muito difícil dar exemplos concretos, pois cada situação é diferente.
    Poderia citar mil exemplos do passado, mas teria que escrever mil linhas.
    Na situação da mercedes, Hamilton quer vencer sempre e jamais dignifica o trabalho de Rosberg.
    Claro que Hamilton é um grande piloto, mas não parece uma grande pessoa.
    A história vai absolvê-lo como faz com todos, mas o que importa é o agora.
    Obs: Claro que a mercedes quer que ele vença…Rosberg é alemão.

  5. EduardoRS disse:

    Se juntar os neurônios dos dois pilotos da Mercedes, dá pra contar nos dedos. O Hamilton é um afobado (apesar de, dessa vez, não ter sido culpa dele), e o Rosberg é meio idiota.

    Se tivesse um Prost, um Lauda ou um Piquet nessa Mercedes, sairia campeão já na metade do campeonato.

  6. John Player disse:

    Eu acho ´que esse Luiz G está trollando todo mundo.
    Tudo isso que ele escreveu não deve ser sério, o cara não pode pensar isso, meo deosss. rsrsrsrs

    • Luiz G disse:

      Não estou trollando, nem fazendo gozações. A proposta do blog é possibilitar a opinião de todos os fãs, logo, escrevi o que realmente acredito (com mais emotividade do que deveria).
      Acho que o esporte deve apresentar algo além da competitividade desesperada. Não gosto do Hamilton, mas ele é um grande piloto. Não é tricampeão por acaso. Porém, desde que o Rosberg começou a ganhar, Hamilton começou a jogar mais duro e os acidentes começaram.
      Como eu já disse antes, talvez o Rosberg esteja errado desta vez, mas o jogo duro de Hamilton já vem há tempos e Rosberg, que sempre cedia, cansou de ceder.
      Continuo achando que falta cavalheirismo no esporte. Um companheirismo que deveria ir além da vitória pura, mas a satisfação de ver um companheiro vencer.
      Não ser capaz de disso não faz alguém um grande campeão, mas um grande egoísta.
      Já percebi que a maioria não concorda com minha opinião, mas acho válida essa divergência. Só me resta rir das gozações do pessoal.
      Adorei a sugestão para eu assistir críquete e tomar um chá….hahahahaha

  7. Giuliano SPFC disse:

    Pra mim do sofá de casa foi legal ver a refrega, mas Rosberg foi no mínimo burro…que tivesse sido ultrapassado limpamente, chegaria em 2º, diminuiria a diferença na liderança… mas ainda assim garantiria bons pontos pra sequência do campeonato, o Hamilton claramente tinha pneus em melhores condições, e a Ferrari não tem que reclamar de nada…extrapolou os limites do pneu de novo, eles já tinham feito isso em SPA uma vez, e o Tião quase foi dessa pra melhor na Eau Rouge

  8. Brabham-5 disse:

    Essa do Rosberg pode ser explicada no ditado:
    “O medo de perder tira a vontade de vencer.”
    Tinha tanto medo de ser ultrapassado pelo Hamilton, que preferiu “retrancar” espalhando pra cima do Hamilton ao invés de manter a linha na curva e contornar na frente do inglês, e quem sabe vencer a corrida.
    Tanto medo de perder, que esqueceu da vontade de vencer.

  9. ags disse:

    Rosbife não tem neurônios..
    Hamilton..foi com sorte,
    Não tem como um ameba querer ser o melhor..
    Sempre tem um para tirar o poder..kkk
    PS: Sorte foi o pigmeu que nem marcou ponto..e reclamou até da textura da toalha do hotel..rss

  10. Mar disse:

    Pelo menos o culpado(Rosberg) se deu mal. Hamilton, antes da curva, tinha mais de meio carro na frente. Quando chegou nela, diminuiu um pouquinho, ainda tinha mais ou menos 1/3 do carro na frente. O Rosberg praticamente não virou o volante, era óbvio que batesse ou ele achava que o Hamilton deveria passar reto? Se tivesse continuado a trajetória, os dois iriam sair lado a lado, provavelmente Rosberg um pouquinho na frente, mas com o uso do Kers na próxima curva o Hamilton levaria. Por isso espalhou, a chance dele se sair bem era ali, mas o tiro saiu pela culatra.

  11. João Ferreira disse:

    Pra mim a Mercedes errou na estratégia para o Nico, devia ter feito o pit antes do Lewis, colocando o pneu macio (amarelo), assim conseguiria disputar igual por igual.

    Sobre a batida, o Nico tentou dá uma fechada, mas não deu certo. Acho que o Nico nesta temporada tem mais braço que o Lewis, mas perde para ele no quesito emocional….o Nico anda muito abalado.

    Que coisa, o Werlein marcando ponto em cima da Sauber….lamentável.

    Já Williams, minha nossa, tá parecendo um time carioca no início do campeonato brasileiro, sempre apontada como favorita, mas durante o campeonato só perde e faz feio.

  12. Renato de Mello Machado disse:

    É difícil levar uma passada quê o Rosberg ia leva.Porem as regras mudaram. DRS,pneus diferentes,condições de carro diferentes.Deixava passar ficava em segundo e pronto.Hoje não é tão vexatório ser ultrapassado não.

  13. Diogo disse:

    Rosberg arriscou e seu mal. Se ocorresse o contrário (Hamilton fora e Rosberg vencedor), a diferença de pontos na classificação ficaria enorme.

  14. André Fonseca disse:

    Rosdiva não tem culhão para defender posição sendo agressivo, simplesmente não sabe como fazer e ao tentar executar, exagera e acaba se prejudicando.

    Espalha a curva, faz o Hamilton colocar duas ou até mesmo as 4 rodas fora do traçado, suja os pneus dele, mas vira a porra do carro e continua acelerando!!

    Mas…

    Agora eu não sei o que é pior, aguentar o Babão Bueno ou o comentário do amigo dizendo que os pilotos precisam ser “cavalheiros”!!!

    HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

  15. ags disse:

    Esse Rosbiffe.. quebra a tradição que diz;
    De uma cabeça não sai duas cagadas..ele já fez umas 4…
    Hamilton só não é campeão se comer bolinhos de milho doados pelo Pigmeu..
    O cara só tem um objetivo..ser campeão..nem que seja em corrida de cama com rolimã..mas ele não entra pra ser segundo..
    Ao passo que a Williams, vai ficar só com Pigmeu em 2017..pois team nenhum quer pé de breque.. ou Chorão.. o cara só reclama ..até da parteira ele reclama..
    Vai procurar um espanador o frutinha ..F1..pra ti nunca foi seu forte..

  16. Jacob Lindener disse:

    Rosberg está absolvido, uma vez que se defendeu de um crime contra sua honra! Por fora, na última volta, não dá!
    Aliás, comparado com o passivo Rosberg das últimas temporadas, o desse ano está se comportando como quem realmente chamou para si a responsabilidade de ser campeão.

  17. Rafael P Chinini disse:

    Rosberg cagou tudo mesmo. só olhar na camera onboard tb que ele vira o volante super pouco. quis ir reto mesmo
    Hamilton teve sorte de não furar o pneu

  18. fredy disse:

    Todos querem ver essa disputa que começa a nos fazer lembrar dos pegas entre senna e prost em uma época em que a maclaren também não tinha adversários na pista. Mas, sim, a mercedes tem que fazer algo. Já está virando palhaçada. Toda vez que um dos pilotos da mercedes tenta ultrapassar o outro dá merda. Não pode ser assim. A mercedes deve fazer valer a ordem para que os pilotos joguem limpo, não apenas no interesse do esporte mas também para resguardar os interesses comerciais da marca. O que rosberg fez foi ridículo. Deveria ter sido desclassificado e perdido posições no grid para a próxima prova. Teria servido de exemplo. Mas a FIA parece não se preocupar com a ética no esporte, tampouco com a segurança dos pilotos.

  19. Davi RIbeiro disse:

    Defender posição tudo bem. Mas o que Rosberg fez foi atravessar o carro na pista. Ele não fez a curva praticamente! Dessa vez se deu mal, acho que merecia uma punição significativa, que perdesse algo – posição na corrida ou na largada da corrida seguinte.

  20. Thiago Azevedo disse:

    Me parece que o Rosberg não esterçou tudo o que podia. Pode ser que o carro tenha saído de frente, mas é estranho que isso tenha acontecido sem nenhuma fritada.
    Pra mim ele quis dar um “chega pra lá” no Hamilton.
    E o alemão estava emparelhado com o inglês (o Hamilton não estava meio carro ou mais à frente). Seria bem tranquilo manter a posição.
    O alemão não tem tomado as decisões mais acertadas. Era para estar bem mais tranquilo no campeonato, ganhando algumas e administrando as que não dá para ganhar. Tá vacilando.

  21. A Nanica Sauber é a última colocada, e vai ter que conseguir alguma coisa em termos de pontos pra diminuir sua vergonha. A Williams já volta a seguir a escrita da Queda Livre no Sobe e Desce nessa Gangorra desde 2000. O locutor do circuito não vai com a cara do Hamilton porque disse erroneamente que ele foi culpado pelo incidente com o Rosberg no final da corrida. 2009 pontos na carreira do Hamilton, isso mostra como essa sexta zona de pontuação da F-1 atual ficou Gigante em relação as Cinco Anteriores.

  22. GunneR disse:

    A Ferrari e a Pirelli não precisam investigar nada. Afinal, segundo o Reginaldo Leme, foi erro da Scuderia, pois ela deu 27 voltas e isso é muita coisa. Ponto final! hehe…

    Meu Deus! Se essa fosse uma boa explicação, não seria apenas o pneu do Vettel a estourar. Mas tudo bem, vamos fingir que o comentarista da Rede Globo está correto e irá ser contratado para ser inspetor de qualidade em alguma multinacional; só espero que não seja de pneus.

    Eu sempre critico a estratégia da Ferrari, mas nessa ela acertou; tem todo o meu apoio!

  23. moisesimoes disse:

    - É por isso que eu não sou a favor de pontuar o top seis. Vamos dizer que um cara desses, de equipe pequena, tem vinte carros na frente dele na largada. Ele sabe que jamais pode chegar ao pódio. Nessas corridas e em condições diversas que surge uma rara chance de mostrar algum talento, de dizer que não está apenas fazendo número. Nada mais justo que um pontinho pra comemorar. Senão, correr pra quê? O cara tá até tomando uma taça com água ali, feliz da vida rs

    - Olha, o Guerra de Berger negocia o Rosberg na Mercedes. Se Rosberg não for campeão, fico pensando se a Mercedes poderia trazer Vestappen, e aí não sei se ele já tem algo assinado com a RBR, e Rosberg seguir uma carreira à la Rubinho na Ferrari. A silly season promete.

    • Tiago disse:

      Verstappen já renovou com a RBR até o final de 2018.

    • guest disse:

      Ou troca-troca Wehrlein x Rosberg (Manor x Mercedes), a la Red Bull x Toro Rosso…

    • Marcelo06 disse:

      Eu sempre fui a favor de pontuar o top 6, talvez por uma questão de tradicionalismo e para não ver recordes sem sentidos como esse do Hamilton, mas vendo corridas antigas, eu mudei de ideia…

      Pontuar o top 6 fazia sentido nas décadas de 70 e 80. Por exemplo, em Jerez 86, em determinada altura da prova, mais da metade dos carros que largou havia quebrado. Não era raro menos de 10 carros cruzarem a linha de chegada, e as quebrar atingiam sobretudo as equipes pequenas. Para um Pascal Wehrlein da vida naquela época, terminar a corrida já seria algo digno de comemoração, e dependendo da pista e do dia, esse término poderia lhe conferir 1 ou 2 pontos do 5º/6º lugar respectivamente. Hoje em dia, com corridas com 1 ou 2 quebras, faz bem mais sentido pontuar os 10 primeiros.

      A própria corrida da Aústria, com 6 abandonos, para os padrões atuais, foi uma corrida cm muitos abandonos. Corrida com 1 ou 2 pilotos apenas abandonando a prova são mais do que normais.

  24. José Marinho disse:

    Estou gostando do estilo da Mercedes de deixar seu pilotos livres pra se pegar na pista, estrategias diferentes dicussões sobre isso no rádio, em especial o Toto Wolf, já Nick Lauda, quem diria anda nas tamancas com esta coisas, no tempo dele não era assim, Flavio Gomes fala da Ferrari em tempos de Barrichello, mas pios foi Red Bull com Weber, e Vettel o primeiro estava a anos na equipe desenvolvendo carro crescendo quando o carro tava uma teteia, vem eles com toda pompa e discurso de igualdade, quando viram que o velho canguru ainda dava seu pulinhos trataram de cortar a cauda dele! Nem um pouco de consideração.

  25. Jorge disse:

    Quem usou carro como apoio foi Nico, bateu no Lewis, e fez a curva ajudado pelo toque, em Ham.

  26. Luiz G disse:

    Estou espantado que haja gente defendendo Hamilton e criticando Rosberg!
    Rosberg teve uma conduta cavalheiresca com Hamilton em Mônaco, deixando-o passar para garantir o melhor resultado possível para equipe.

    Agora, na Austria, Hamilton poderia ter tido uma conduta cavalheiresca ao não tentar ultrapassar Rosberg na última volta para garantir o melhor resultado possível para o time fazendo uma dobradinha segura.
    Mas cadê o gesto de Hamilton???

    Ele ficou cansado de perder em Barcelona e jogou o carro em Rosberg, evitando que o alemão conseguisse a quinta vitória seguida do time na temporada e a oitava em duas temporadas.
    Causou um prejuízo brutal ao time……e alguém ainda acusa o Rosberg???

    Hamilton sempre espalha pra bater se apoiando na psicologia de que ninguém quer arriscar bater.
    Rosberg decidiu aceitar bater…..e tem que ser assim com Hamilton.

    Não sei como a equipe mantém um cara assim??
    Ser campeão com um carro da mercedes, convenhamos, não é nenhum grande mérito.

    Considero Hamilton um piloto desleal, ingrato e mau-caráter…..mas enfim, pilotos assim existem porque há quem aplauda a falta de virtude.

    • Paulo disse:

      A Fórmula 1 não é uma aula de boas maneiras, é uma competição. As regras são definidas e o comportamento dos competidores é avaliado pelos comissários.
      Ontem, por unanimidade, o Rosberg foi apontado como culpado.
      Quanto a aplaudir a falta de virtude, é fácil lembrar Mónaco 2016 (e aplaudir o Rosberg) e esquecer os treinos no mesmo circuito em 2014 (só para citar uma situação).
      Não existem santos na F1, embora o Rosberg queira ser candidato a canonização. Algumas pessoas compram essa ideia.

      • Luiz G disse:

        Pô, Paulo….você não alivia, hein?
        Não existem santos na F1, concordo, mas bem que podia existir uma cortesiazinha de vez em quando.
        Hamilton podia ter sido gentil, cavalheiro, amigo, simpático, cordial e camarada e, simplesmente não ter passado Rosberg em gratidão a Mônaco.
        Mas como Hamilton é um sacana, miserável, arrogante, prepotente e egoísta, ele partiu pra cima.
        Ou seja, não existe esse papo de amizade na F1…..
        Não é possível que você não ache isso triste!?!

    • Celio ferreira disse:

      Pelo jeito ROSBERG é da escola de Shumi ( dik vigarista ) , Quanto monaco seu carro estava tão lento que êle mesmo sabia que Hamilton passaria..

      • Brabham-5 disse:

        Como é, Celio Ferreira?
        “Escola do Schumi “? Como assim?
        Por jogar o carro propositalmente no colega de equipe, principal rival na disputa pelo campeonato??
        Acho que você errou de “escola”
        Não acertou nem a nacionalidade da “Escola”.
        Uma “escola” aliás que já existia bem antes do Schumacher.
        Acho que já existia um “Dick Vigarista” endeusado antes do Schumacher chegar á F1…
        Que fazia manobras VIGARISTAS nas pistas para tirar o maior adversário pelo título já na F3…
        Pesquise mais antes de sair falando asneiras.
        Afinal, a F1 não nasceu em 1984…

    • Fernando disse:

      Só cerca de 95% de “gente defendendo”, quase nada. É que aqui é um blog de automobilismo, não de caridade, as pessoas entendem de corridas e sabem quem tem culpa nesses casos. Talvez se vc não fosse um hater do Hamilton compreenderia melhor, ou se trocasse de óculos, enfim, cordialmente, vá plantar batatas!

      • Luiz G disse:

        hahahahaha…..
        Não posso negar. Sou um hater do Hamilton.
        Ele tirou o título do Felipe Massa no Brasil em 2008 e isso não se faz.
        Odeio ele desde então.
        Ele tem um talento incrível, não há dúvida, mas é um %$#$#$%!!!!!!

    • Davi RIbeiro disse:

      Não existe cavalheirismo nas pistas amigo. Ninguém vai dizer, por favor passe por aqui. Passe por aqui o cacete! Só vai deixar passar porque não tem jeito, ou porque tem mais a perder, no caso de um acidente. Isso que vc quer simplesmente não é corrida, não é automobilismo.

    • Vinicius disse:

      Eu respeito comentários mas dizer que Rosberg foi cavalheiresco já é demais, esse ano a Mercedez tá fazendo de tudo pra dar o campeonato a Rosberg inclusive quando assisto a corrida pela globo da náuseas escutar o Galvão elogiando Rosberg eles não gostam do Hamilton e tudo que o Rosberg faz enchem de elogios, a verdade é que o Rosberg ia tomar um passadão por fora e jogou o carro em cima do Hamilton, como falei antes da proteção da Mercedes pro Rosberg colocaram pneus super macios pra ele e macio para o Hamilton aí pessoal eles cutucaram a onça com vara curta e o Hamilton voou pra cima do Rosberg e o protegido não aguentou a pressão e apelou, deveria ser desclassificado ficou barato os 10s.

    • Jorge Santos disse:

      Claro que acusam Rosberg, poderia ser uma disputa limpa desde que o alemão resolvesse fazer a curva e não em tirar ambos da corrida. Disputar posição não significa que ambos vão bater, o risco existe mas é calculado.

      Você foi um dos poucos que não percebeu a diferença entre espalhar e desistir de fazer a curva para acertar o oponente. Esse que foi o jogo sujo e desleal, repito, sua punição saiu barata.

    • Antonio disse:

      Este é um campeonato de F1, que enche com milhões o bolso do vencedor.
      Não é um campeonato de bom mocismo.
      Schumacher e o endeusado Senna nunca se privaram de cometer os mesmos atos que Hamilton (fã de carteirinha do brasileiro) e são lembrados, pelos títulos, não pelas batidas.
      Tudo bem, Schumacher é lembrado como Dick Vigarista, mas apenas pela pachecada.

    • Carlos disse:

      Cavalheirismo na Fórmula 1. Putz. Difícil ouvir isso. Não existem campeões cavalheiros, meu amigo. Isso faz parte apenas do seu mundo encantado Disney. O que torna a F1 mágica é exatamente a disputa elevada ao extremo. Por favor, me diga o que acha de pilotos como Senna, Prost, Schumacher, Alonso. Não se faz um grande campeão com cavalheirismo e bondade. Você está acompanhando o esporte errado. Sugiro volley ou bocha.

  27. Cristian Dorneles disse:

    Eu acho que foi culpa do Afro Descendente Maravilhoso.

    Mas Rosbife foi muito burro, LH não ia conseguir passar ali.

  28. Luiz G disse:

    Talvez Rosberg estivesse “errado” na manobra, mas entendo que seja difícil um piloto ser ultrapassado na última volta, especialmente quando está lutando por um título.

    Certo, se ele estivesse calmo e fosse frio como uma geladeira, poderia pensar em perder a ponta e re-ultrapassar Hamilton 5 segundos depois ou manter a posição, mas pilotos são humanos e Rosberg provavelmente está de saco cheio de perder para o companheiro-campeão-agressivo.

    Acho que ele tenta provar á sua torcida e á mercedes de que não é o “cavalheiro-perfeito” em nome da boa cortesia com Hamilton, sempre sendo ultrapassado pela agressividade do bravo Hamilton.

    Deve ser duro ser um piloto, estar num carro competitivo e perder oportunidades de ser campeão porque o companheiro de equipe não é cavalheiro e quer ganhar sempre, custe o que custar.
    Rosberg deve estar sob extrema pressão.

    Mesmo que Rosberg estivesse errado nesta manobra, o fato é que Hamilton enfiou o carro nele em Barcelona e não sofreu nenhuma punição.
    Rosberg vinha vencendo em corridas limpas…..depois que Hamilton decidiu virar o jogo, os dois já tiveram duas batidas….e a culpa é sempre do Rosberg?

    Se o Rosberg causa um acidente, é um imbecil.
    Se o Hamilton causa um acidente, é por ser um lutador.
    Melhor dar logo o título pro Hamilton……

    • Luiz G disse:

      hahahahaha….adorei o crícket!!!
      Cavalheirismo não significa se desvalorizar ou aceitar qualquer condição, mas honrar o bom trabalho do adversário.
      Barrichello não foi um “cavalheiro” na Austria em 2002…ele teve medo de represálias.
      Schumacher tinha que ser um cavalheiro, reconhecer o bom trabalho de Rubens e não aceitar esse tipo de privilégio.

  29. GARRET disse:

    O GALVÃO falou de AIRTON SENNA 29 vezes durante a transmissão (eu anotei em um papel, pode rever a corrida e contar). Falou 1a do “Grande” Nelson Piquet (que ele odeia por sinal), e do 1a Emerson Fittipaldi. Em alguns momentos a corrida estava ótima e ele citando coisas totalmente fora do contexto sobre SENNA. Parece meu falecido avô, que aos 86 anos, sentava no sofá e começa contar sobre a revolução de 32, e ninguém tava nem ae pra isso. Galvão é senil.

    • Galvão Bueno disse:

      Você deve ser um imbecil, insensivel, medicocre, palhaço. Queria ter meu avô aqui comigo me contando as suas historias de 1932, 33, 34…..

    • Leandro Batista disse:

      Entre outras coisas, ele enxergou alguma batida do Vettel na zebra da ultima curva antes de estourar o pneu. Detalhe: o pneu se desfez na reta, mas ele teimou na maldita zebra da curva. Ta dificil…

      • Marcus-Franca disse:

        Longe de defender o “Gavião Bueno”, se notar que a curva que antecede a reta principal é a direita, e o pneu que estourou foi o direito traseiro, o Vettel “aparentemente” sobe sobre ela, mais do que deve pra fazer a curva, isso pode ter afetado um pneu ja gasto…

    • Brabham-5 disse:

      Também reparei isso.
      E, se não fosse o Luciano Burti lembrar que “nessa pista, outros brasileiros já foram muito bem, como NELSON PIQUET…”, essa anta não pararia de falar só de AS.
      O GB é mais viúva do AS que a Xuxa e a Galisteu somadas.
      É irritante. 22 anos enchendo o nosso saco e não deixando o falecido esfriar em paz.
      E sempre que fala do falecido, quer mostrar o quanto era íntimo do cara.
      Sempre chegando juntos no autódromo, dormindo no mesmo hotel, almoçando juntos, jantando juntos, longas conversas, etc, etc…
      Realmente, GB se esforça para mostrar que foi um “namoro” mais intenso do que a gente imagina.
      E no fim, quem não é e nunca foi fã do AS, pega mais birra ainda com o cara.
      Cala a boca Galvão!

  30. luiz dellano disse:

    A cara de vergonha do Reginaldo Leme quando o Galvão fala as merdas dele é impagável.

    Fora o mico de querer adivinhar a estratégia das equipes a 5 mil km de distância.

    Errado sou eu que ainda perco meu tempo com essa chatice.

  31. valter disse:

    Quanto a narração de Galvão Bueno, ela beira o ridículo. Suas análises sobre as causas do estouro do pneu da Ferrari do Vettel foram abaixo da linha de raciocinio de uma besta quadrada elevada a décima terceira potencia. Deus nos livre dessa anta.

  32. valter disse:

    Hamilton, nas declarações pós corrida, fala como tetracampeão.

    Rosberg, se realmente tivesse “baixado” o Prost, terminava em segundo.

    Max Verstappen, quando tiver um carro dominante, vai quebrar todos os recordes.

  33. Tiago disse:

    Tomara que aconteça de novo em Silvastone.

    É de tretas como essa que a F1 tá precisando para resgatar a sua audiência.

  34. Paulo disse:

    O Rosberg é um grande chorão. Fez besteira e, ao invés de admitir e virar a página, continua se dizendo surpreso com a atitude do Hamilton.
    Fui visitar o Twitter do alemão e, pela amostra que eu vi, 80% das pessoas estão metendo o pau no vídeo que ele postou, chorando as mágoas por ter perdido a corrida, segundo ele, por culpa do Hamilton.
    Mas a equipe vai, mais uma vez, administrar os ânimos.
    Não acredito que haja grande disputa entre os dois na Inglaterra. O circuito é muito favorável para as Mercedes, que vão sumir na frente dos demais carros. A partir daí, basta um “erro” dos mecânicos no pit stop do segundo colocado para resolver qualquer novo problema.

    • Luiz G disse:

      Rosberg foi um “cavalheiro” em Mônaco, deixando Hamilton passar, quando estava com um carro imperfeito. Fez o gesto pra evitar que a equipe fosse prejudicada, fazendo com que Hamilton tivesse uma vitória segura.

      Cadê o gesto cavalheiro do Hamilton para assegurar que Rosberg tivesse uma vitória segura na Austria?
      Ele poderia não ultrapassar o Rosberg na ultima volta assegurando uma dobradinha, que seria o melhor para equipe.

      Já sei a resposta: Hamilton não é cavalheiro! É um campeão! Cavalheirismo é coisa de perdedores, certo?

      Em Barcelona, Hamilton se cansou de perder e meteu o carro em Rosberg….mas foi acidente de corrida.
      Agora foi burrice do chorão Rosberg.

      Rosberg é chorão porque Hamilton é desleal.
      Ninguém gosta de chorões, ok……
      Mas eu me espanto como as pessoas gostam dos vencedores desleais.

      • Paulo disse:

        Ok, vou me render aos seus argumentos.
        Provavelmente você entenda mais de F1 do que os comissários de prova e do que um tal de Niki Lauda, que apontaram o Rosberg como culpado.
        Além disso, o cavalheiro Rosberg que você cita, é o mesmo que “errou” no treino para o GP de Mônaco 2014? Realmente, é muito nobre e gentil!!!

      • Fernando disse:

        Meu Deus, alguém poderia medicar este sujeito?

      • Zé Tros disse:

        De que planeta vc veio?.

      • Leandro Batista disse:

        Existem aqueles que sao cavalheiros e aqueles que são campeoes. Rosberg faz parte do primeiro time assim como fez Rubinho, que parou praticamente na linha de chegada para o Schumacher passar. Se tivesse tacado um “foda-se! essa é minha”, quem sabe nao teria sorte melhor…

      • Luiz G disse:

        Já fui devidamente medicado.
        Sou obrigado a concordar com o Paulo que é ridículo eu contestar Lauda e a comissão da FIA….

        …Mas caramba, estamos aqui pra opinar, certo?
        Pô…eu sou fã do Rosberg…. :(

    • Jorge disse:

      Dois erros de pit stop na mesma corrida, não lembro de ter visto, “ERROS”. Pneus mais lentos do q de Nico, retardatários , E ainda venceu a corrida na raça.

      • GARRET disse:

        Seu comentario é burro, justamente o pneu certo no carro de HAmilton o deu a vitoria no final, ja que os pneus mais macios do Rosberg foi a grande burrice da MErcedes, acabaram no final da corrida.

  35. Rafael disse:

    Dois miolos cozidos, Hamilton e Rosberg. Dessa vez, foi Rosberg que não soube segurar os nervos e se ferrou, se deu muito mal, não soube raciocionar e calcular que mesmo se fosse ultrapassado um segundo lugar era muito melhor do que sua posição de largada e para sua luta pelo campeonato. Assim, não será campeão nunca.

  36. Mickey disse:

    Quanto à manobra na pista, creio que há pouco a se discutir. Talvez o Rosberg tenha tentado dizer que o Hamilton não terá moleza se quiser ultrapassar, que, em condições favoráveis na decisão do campeonato, não terá pudor em jogar o carro.

    Sobre a transmissão na TV aberta, foi uma das piores de todos os tempos, desconsiderando as corridas interrompidas por futebol ou visita do papa.

    Erros ao nomear pilotos na tela, erros no posicionamento dos pilotos. Uma outra vez, tudo bem. O problema é que foi muito frequente. Também não ouvi nenhuma menção ao uniforme especial do pessoal da Red Bull, nem do M. Verstappen que estava no pódio.

    Finalmente, cortar as imagens da sala dos pilotos e início do pódio para chamada do Esporte Espetacular foi demais. Constrangedor.

    Qual outro meio existe para assistir à F1? Por TV a cabo, é só SporTV? Tem canal internacional?

    • Zé Tros disse:

      A transmissão aberta piorou o que já estava ruim. Agora deram pra cortar as imagens da sala dos pilotos para mostrar as “atrações” do Esporte Espetacular,

      Na tv a cabo, é no Sportv, porém, exibem somente um compacto em horário alternativo como eles dizem, quando a Globo transmite.

      • Gabriel P. disse:

        Na verdade queriam é pedir grana para a tal maracutaia do Criança Esperança que aliás, é uma incógnita saber para onde vai toda aquela grana. globo continua o lixo de sempre, com enganação e manipulação.
        Se as outras emissoras não fossem tão incompetentes, há tempos não assistíamos mais nada na Globo.

      • Zé Tros disse:

        Mesmo sem ter o Criança Esperança eles tem feito isso, cortam o final da transmissão para falar das atrações do Esporte Espetacular.

    • Robertom disse:

      Liguei a TV instantes antes da largada, e o Babão demorou 40 e poucas voltas para informar por que o Massa largava dos boxes.
      Falou sem parar das alterações da denominação do circuito, Zeltweg, Östereichring, Spielberg, A1 Ring e não falava de jeito nenhum o nome atual”do Circuito, Red Bull Ring, chorou saudades do Senna, falou das montanhas, errou, errou de novo, trocou as bolas, errou como sempre.
      Uma merda de narração, e o máximo de chateação…

    • Leandro Batista disse:

      E emissora cada vez mais maltrata o fã de automobilismo. Melhor jogarem a transmissao para o canal pago. Quem sabe a gente nao acompanha até a coletiva após o término da corrida.

  37. Murillo disse:

    Posso estar errado, mas acho que o Rosberg tinha em mente que seria ultrapassado pelo Hamilton de qualquer jeito. Então a última alternativa que restava, era brigar com Lewis na porrada, como fez, mas sem sucesso pra ele. Analisando do sofá, fica claro que ele fez besteira e foi burro pra cacete. Mas, pô. Vamos nos colocar no lugar do Alemão. Fez uma puta corrida e aí você é ultrapassado na última volta pelo seu maior rival, aquele cara que você odeia. Perdeu a cabeça, ok. Ninguém tem sangue de barata. Eu quero que o circo pegue fogo. Tomara que tenha mais treta na Inglaterra.

    • Paulo disse:

      O Rosberg deve ter alguma trava psicológica em relação ao Hamilton. Todas as vezes que eles estão em disputa direta o alemão treme e faz bobagem.

      • Luiz G disse:

        Acho que a trava é por saber que Hamilton é desleal. Ele se diz agressivo, mas eu o considero sujo. Hamilton sempre espalha pra bater. Se o outro piloto não recua, ele está pronto pra bater….mas ninguém quer bater. Pilotos querem terminar a corrida.
        Acho que Rosberg decidiu bater (se é isso que Hamilton quer), mas levou a pior.
        Foi muito, muito, muito azar de Rosberg…..
        O pior é o Rosberg ser punido!!!!!!!!
        Hamilton tinha de ser punido pela FIA por conduta anti-esportiva e pela mercedes por arriscar uma ultrapassagem que prejudicou um dos carros da equipe.

      • Luiz Carlos disse:

        Isso parece briga entre Britney x Rihanna é muita frescura !!!

  38. Silvestre Zanon disse:

    Escrevi esse comentário no post sobre o Di Grassi. Foi mal.

    Eu acho o maior blá blá blá da Mercedes essa coisa que preza pela disputa e libera os pilotos das ordens de equipe. No fundo sabe que não tem equipe pra disputar com ela. Se algum dos pilotos concorrentes estivesse mais próximo na tabela de pontos ou entre os dois pilotos, duvido se não haveria ordens.
    Só uma opinião a respeito dessa situação, porque não concordo com ordens de equipe.

  39. Maurício MV. disse:

    Palmas para o “Holandês Voador”. Está tirando o sossego do ” Australiano Sorridente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>