MENU

terça-feira, 23 de agosto de 2016 - 19:45Televisão

FOMOS CONTIGO

goulartdeandradeSÃO PAULO – Tudo que é possível um repórter de TV fazer, Goulart de Andrade fez. Tudo que hoje é considerado uma façanha, uma proeza, uma novidade, foi feito um dia por ele, com recursos limitados e criatividade ilimitada. Jornalismo puro e cru. Planos-sequência, sem cortes, da superfície às profundezas de tudo. E o que é a vida, que não um plano-sequência que nos leva do fundo à superfície, e ao fundo de novo, e à superfície mais uma vez?

Goulart de Andrade mostrou por décadas, nas madrugadas da TV brasileira, como era o Brasil. Inovou na linguagem e na forma. Criou um único bordão, “vem comigo”, que talvez seja o melhor e mais direto de todos. Porque nas madrugadas solitárias diante da TV, íamos com ele aonde ele fosse, ao submundo, à desgraça, ao luxo, à miséria, ao universo dos heróis anônimos e ocultos que nunca tiveram voz, ou rosto.

Goulart de Andrade morreu hoje aos 83 anos. Desta vez não vamos com ele, mas até nisso seu bordão era genial. Porque no fim iremos todos.

42 comentários

  1. pedro felix disse:

    boa noite flavinho.quando a tv teve o prazer de conhecer um senhor gulart de andrade nosganhamos conhecimento,distraçao e comunicaçao verdadeira.ri com nascimentos,assustei com reportagens dos sanatorios,admirei quando fez a reportagem do massacre do carandiru e da estadia de um dia la.e tive o prazer e a alegria de conhecer um strippe tease.sentirei muita saudade3 daquela epoca onde ficava com ansiedade aguardando o programa começar e ver quual materia seria no dia.

    mas papai do ceu quis que ele fosse fazer reportagens la no ceu .
    fique com deus meu amigo e vamos com vc para todo o sempre.

    a para nao esquecer chupa flavinho kkkkkkk

  2. Este gênio me mostrou outros lados da vida. Admirável, companheiro e também um admirador dos veículos. Quem não se lembra dele mostrando os rachas ou o Omega Lotus. Foi com Deus. Obrigado por acrescentar muito a minha vida.

  3. Rodrigo Fernando Dell Antonio Goulart disse:

    Homenagem mais do que merecida. Passei minha infância assistindo aos programas do Goulart de Andrade. Que descanse em paz.

  4. mario aquino disse:

    Ficamos agora com as aberrações sonolentas de estelionatários que nos deprimem na madrugada, evangélicos, católicos, leilões de gados, venda de jóias, filmes de quinta categoria, canais transmitindo lixos norte americanos, eu estou velho ou mundo piorou?

  5. Rodrigo Moraes disse:

    Amigo meu, artista, escreveu:
    “Quantas madrugadas passamos acordados esperando o perdidos na noite acabar para finalmente começar o Comando da Madrugada?
    Materias sinistras sobre silicone injetavel,hospitais pisiquiatricos,proteses penianas,stripteases na kilt ao som da Bonnie Tyller,facas zackharov,penitenciarias,cemiterios e tudo o que a Tv e a sociedade da epoca faziam questão de esconder.
    Vem comigo
    sempre em compania do capeta”
    Daniel Pacetta Giometti
    23 de agosto às 17:31

  6. Ron disse:

    Merecida homenagem.
    Que descanse em paz.

  7. Motos Antigas disse:

    Me lembro de uma reportagem, de uns 30 anos atrás, que ele fez na Serra do Mar (Santos). Na antiga ferrovia com máquinas elétricas japonesas subindo e descendo a serra. Muito bom. Merece ser lembrado sempre.

  8. Fernando Carvalho disse:

    RIP Goulart ,,,,Reportagens , investigativas ou não, de A a Z. deliciosamente divertidas , informativas……Assistia o programa, Comando da Madrugada , nas emissoras . Bandeirantes, Record, SBT(???) , bom não importa em qual ……..Ficamos , com certeza, mais pobres culturalmente …..

  9. Eduardo Britto disse:

    Esse bordão não foi originalmente dele. Numa das primeiras saídas com o cinegrafista Capeta, Goulart ouviu de um entrevistado a ordem “vem comigo”, pra segui-lo rumo a uma boqueta qualquer… Aí ele repetiu pro Capeta, sorrindo e pensando com seus botões: “puta vinheta sacada: vem comigo!” E passou a usar, e virou sua marca, e ele virou o criador, e assim é a vida, ninguém cria nada, tudo é uma transformação que vira uma criação.

  10. marcos andré rj disse:

    Belo texto !

  11. Ricardo disse:

    Flavio, parabéns pelo texto!

  12. JP disse:

    Olha o tape Aiko 3000 ali em cima da TV!

  13. Fernando Rossini disse:

    Eu nunca comento aqui mas a situação pede. Além de tudo que já foi falado sobre o Goulart de Andrade o programa mais atual dele era uma aula de jornalismo na qual ensinava jovens jornalistas a fazer um trabalho brilhante como o dele. Em tempos nos quais qualquer picareta monta um blog e fala que é jornalista, o Goulart vai fazer muita falta

  14. Ricardo Sandri disse:

    É tão estranho, os bons morrem antes, já dizia Renato Russo na musica love in the afternoon.

    Lembro das broncas que meus pais davam por estar acordado até tarde esperando seu programa. Uma das quais mais me chamou atenção e despertou interesse foi a reportagem que ele fez pouco tempo antes do massacre do caradiru onde Goulart mostrou o que acontece com o detento desde o momento da prisão até o encaminhamento aos pavilhões e cela do extinto presídio da capital paulista.

    Foi embora mais um genio da TV, que fiquem as boas memórias.

  15. Marco Cordobe disse:

    Caríssimos:
    Mais um grande jornalista que se vai. Passei muitas madrugadas acordado, vendo as reportagens fantásticas realizadas pelo grande Goulart. O legal é que os assuntos eram variados, indo do mundo dos travestis e prostitutas até gastronomia e circo… sempre com uma participação direta do jornalista, como ele dizia:
    “… na pele do lobo…”
    Goulart, que você vá pra um lugar maravilhoso e que tenha emissora de televisão, pra quando a gente chegar por lá, se for este o caso, possamos ver novamente tuas reportagens.
    Abraços e sorte a todos!

  16. Carlos Pimenta disse:

    Assistia Perdidos na Noite, depois emendava com Comando da Madrugada, e dependendo da noite, ainda assistia O Selvagem. Putz a TV Aberta já foi isso, Ele foi autêntico. Belo Texto.

  17. Rogerio Kezerle disse:

    Em muitas madrugadas, aceitei teu convite, Goulart. Dessa vez prefiro declinar. Não se ofenda. O convite vai ficar na minha cabeça. Um dia, aceitarei. Muito à contra gosto….
    Você me levou a varios lugares inacreditaveis, me apresentou pessoas incriveis. A mais incrivel, você mesmo !!
    Valeu !!!

  18. Alessandro Silva disse:

    Esse cara era foda! aos sábanos, a noite era na extinta TV Bandeirantes. Começava com Perdidos na Noite com Fausto Silva e terminava com Plantão da Madrugada. Eram tempos divertidos em sua essência. Sem forçação – nem sabia que essa palavra existia mesmo! Bons tempos.

  19. Rui P. Piva disse:

    Em meus primeiros anos de São Paulo, lá nos 80’, garoto do interior, fazendo colegial na capital, era com ele que eu ia nos finais de semana solitários. Vai com Deus.

  20. sandro disse:

    Quando garoto não tínhamos em casa um vídeo cassete para gravarmos o programa então ficávamos eu e meu pai aguardando começar, programas simplesmente sensacionais e nada repetidos em sua excelência. Goulart sempre foi fantástico e vai continuar sendo.

  21. JP disse:

    Ouvir a música “Palco”…..não preciso falar o que acontece, né?
    Lembro de um dos episódios quando ele fez uma reportagem sobre a estação Paranapiacaba. Como sempre foi muito bacana.

  22. Junior Bringel disse:

    Que texto maravilhoso!!!!! Goulart de Andrade merece!!!!

  23. Gabriel P. disse:

    É……
    E vamos envelhecendo vendo um mundo mais triste ao perdermos mais um ídolo.
    Não como festivos, bonitos e assépticos que vemos hoje, mas um que nos mostrava a realidade sem a dramacidade sempre piegas da atualidade.
    Assistimos e era nossa companhia nas madrugadas com matérias sem rodeios, sem roteiros, mas incrivelmente apaixonantes.
    Goulart é mais um daqueles que quem viu, viu, quem não viu jamais saberá.
    Quem viveu os anos 60,70 e 80 sabe do que estou falando.
    Foi e será sempre único e insubstituível..

  24. Fábio José de Mello disse:

    Goulart de Andrade foi um dos grandes do telejornalismo brasileiro. Fez dupla com o Jorge Duarte, repórter-cinematográfico, o famoso “Capeta”. Capeta porque ele era feio igual o diabo, mas também porque era infernal operando uma câmera. Os dois fizeram uma das melhores, se não a melhor, “pareia” da TV. Duarte morreu em um acidente de moto. Foram eles que apostaram no plano-sequência, que depois foi copiado por outros programas. Duas grandes figuras que eu tive o prazer de conhecer. Dois jornalistas inspiradores. Uma pena. Goulart ainda tinha muito a oferecer. Que vá em paz.

  25. Romeo Nogueira disse:

    “Desta vez não vamos com ele, mas até nisso seu bordão era genial. Porque no fim iremos todos”. Genial, Flavio. Você escreve muito bem, camarada! Tem o que dizer! E sabe como dizer!

  26. Orlando Caetano Filho disse:

    Adolescente ainda, eu “ia com ele” pelas madrugadas descobrindo tudo da vida. Das pessoas, das diferenças, dos perigos reais e dos riscos calculados, do mundo que eu vivia e que eu almejava e do submundo que eu não sabia que existia, das alegrias e das dores, das coisas boas e ruins, das aventuras e dos prazeres, das causas e consequências… Admirava, principalmente, a forma como Goulart de Andrade fazia jornalismo. Na minha ânsia de descobrir a verdade de tudo, descobria as várias verdades de cada coisa. E ficava fascinado com aquele jornalista que podia tudo, que fazia tudo o que quisesse, que tinha o poder de matar seus próprios e os nossos desejos: de informação, de diversão, de descobertas, de surpresas… E tinha o câmera que o acompanhava, a quem Goulart de Andrade chamava de “capeta”, cujo “nome” era dito por Goulart no momento certo, e cuja participação na reportagem cabia sempre: como ironia, crítica, desabafo, palavrão, protesto contra Deus e contra o próprio Demônio… Goulart foi um gênio, com um estilo de reportagens muito copiado, mas que só ele conseguia dominar por completo.

  27. JOAO ERNESTO SOARES CUNHA disse:

    Era uma aventura ficar acordado de madrugada para ver os mistérios da noite.

  28. Jorge disse:

    Nasci em 80, em meados dessa década, assistia a extinta tv Manchete, por causa dos seriados japoneses, Jiban, Jaspion do gigante guerreiro Daileon, Jiraya, Lionmaru, Saturno e cia. E durante o intervalo comercial havia a chamada do Programa Goulart de Andrade, assisti e achei demais, a partir de então, viajava com o Goulart pelo Brasil e mundo afora, pela tv Philco de 22 polegadas, que também marcou nossa infância, junto com a geladeira Prosdócimo, que duraram mais de vinte anos lá em casa. Foi uma referência pra mim. Goulart deixou sua marca na tv brasileira, assim como em nossas vidas, meus sentimentos à família e que Deus console à todos.

  29. M A Joanoni disse:

    Mestre. Como este, há poucos por aí. Lembro-me das madrugadas, indo com ele.

  30. Geraldo disse:

    Meu Deus, Goulart de Andrade era incrível. Passei muitas, mas muitas madrugadas curtindo ele !!!

  31. Toni Casagrande disse:

    Eu molequinho era fã do Plantão da Madrugada. Bons tempos quando o programa era sinônimo de mulher pelada. E pensar que hoje em dia a madrugada das televisões é sinônimo da indecência criminosa dos estelionatários “evangélicos”. Parem o Mundo…

  32. Paulo disse:

    Mais uma prova de que os caras geniais não precisam de produções excessivas. Os programas dele eram extremamente simples e cativantes. Perdi as contas da quantidade de vezes que deixei de desligar a tv simplesmente porque ele fazia um resumo da matéria que viria a seguir, olhava para a câmera e convidava: “vem comigo”. Não me lembro de ter me arrependido.

  33. Renato de Mello Machado disse:

    Esse cara era bom no quê fazia,não tinha nada parecido. Seu programa era muito informativo,sem ser apelativo.Uma perda.

  34. Alexandre disse:

    Fiquei muito triste com sua morte. Iniciei minha adolescencia assistindo O Comando da Madrugada, não lembro se na Record ou na Gazeta…anos 80…..lembro do camera o Capeta…..ele desbravava a noite de São Paulo de uma forma que me deixava fascinado…..enfim todos vão um dia…….triste….

  35. joel lima disse:

    Lendo um texto do Forastieri sobre o Goulart, me lembrei da minha infância (tenho 42), quando a tv brasileira tinha programas e apresentadores que hoje passariam a milhares de kms das tvs abertas e fechadas. Faustão do perdidos na noite, Silvio Luis, Olhar Eletrônico, Tas, o fábrica do som com o Jungle… Mas acho que o mais importante dessa turma foi sem dúvida Goulart. Através dele víamos um Brasil que nunca tinha passado na tv. Enfim, era uma tv que não fazia questão de ser limpinha, asséptica, controlada…. Chega até a parecer mentira que ele começou seu programa Comando na Madrugada na Globo, no final dos anos 70.

  36. V8super disse:

    Assisti muito comando da madruga, e sei lá qual outro programa do Goulart para ver o strip no final, sempre com Phill Collins de fundo!!!
    Muita matéria bacana, e no final, relaxamento para dormir…

  37. Zé Maria disse:

    Belíssimo texto, justíssima homenagem!
    Sem mais!
    Zé Maria

  38. Paulo disse:

    Foi um dos programas que assisti com mais assiduidade na vida. Era simples, direto, básico. Não era apelativo, mesmo muitas vezes mostrando um lado negro da sociedade. O mais engraçado é que uns anos atrás a Band comprou um formato de uma produtora argentina, deve ter pago uma bala. o programa se chama A Liga. Nada mais é que uma cópia inferior do que o Goulart já fazia 40 anos atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>