MENU

quarta-feira, 31 de agosto de 2016 - 0:42Legião urbana

LÉGION URBAINE

Abro raras exceções nesta seção, já que a ideia é publicar apenas fotos que eu mesmo tiro de carros que vejo por aí. Mas de vez em quando pingam alguns carrinhos a gente não vê por aqui, daí a concessão. Caso do Ami6 clicado pelo JR Duran em algum canto da França. O fotógrafo também é bastante razoável.

ami6duran

18 comentários

  1. Conde disse:

    Ainda acho você melhor que esse tal de JR Duran. Tiririca e puxa-saco dá em todo lugar.

  2. Fernando disse:

    Meu Citroën favorito. A versão Break foi fabricada na Argentina, mas berline é minha favorita. Dizem que o desenho peculiar da traseira, com janela e porta-malas perfazendo um ângulo agudo foi a solução do Flamínio Bertoni (não confundir com Bertone) para a exigência da Citroen de uma carroceria de três volumes com as mesmas dimensões do 2cv.
    Outra curiosidade é que os protótipos iniciais previam uma frente “em cunha” com os faróis ladeando a grade dianteira, porém nesta posição eles ficariam posicionados abaixo da altura mínima prevista pela legislação francesa. Mas isto teria sido descoberto quando o projeto já se encontrava em fase adiantada, assim o jeito foi posicionálos no alto dos paralamas, mas ainda sim mantendo o centro do capot baixo. Mais uma curiosidade é que este foi o primeiro carro produzido em série com faróis retangulares, mas esta foi uma “sugestão” da Cibie que já tinha o produto pronto e queria colocálo a venda. Originalmente o carro teria faróis redondos, assim a solução do Bertoni para encaixalos em sob um capot sinuoso foi adornar os faróis quadrados em uma moldura oval… o resultado é que a primeira impressão é que o carro tem faróis ovais e não quadrados.

  3. Celio ferreira disse:

    É um carro diferente , mas convenhamos que desperdício de espaço na trazeira..

  4. Richard Bagg disse:

    O Duran sempre atento às formas das curvas…

  5. Caique Pereira disse:

    FG,

    O Sr. Leandro aqui de Niteroi, aquele que tem um Belcar 67 da cor do teu, que foi a alguns BC em Caxambu e no Serra Verde; e que tb tem um Museu chamado “Roda Motorizada”, tem um Citroën desses, além de outros Franceses e uma Citroën-Maserati.

  6. Squa disse:

    Vejam só, um fotógrafo acostumado a clicar tantas “derrières”, acabou cortando a do carro.

  7. W disse:

    achei bacana o Clio branco ao fundo…

  8. rogerV disse:

    Como havia ‘graça’ no desenho dos carros… originalidade….os anos 60 e 70 foram pródigos…

  9. Pedro disse:

    belo exemplo da tradicional feiura dos carros franceses.

  10. charles disse:

    Ah sim, quando o fotógrafo é mais ou menos. Kkkkk

  11. Tiago disse:

    Tem um carro desse aqui no RJ e participa de encontro de antigos por aqui.

  12. Marcos Jansen disse:

    Reconheci na hora. Em Manaus, meu pai teve um Ami5 e Ami7. Volante com uma só haste de suporte. Algo inusual para a época, tanto quanto outras coisas da Citröen, como a suspensão hidráulica náutica (algo por aí…). Achava um barato. Manaus, por força de sua Zona Franca, tinha um desfile de importados nas ruas. Um deles era um jipinho que vi no filme “007 O Espião que me amava”, da Suzuki. Nunca mais vi carrinho igual. Massa!!!

  13. Renato de Mello Machado disse:

    É estranho,mas com certeza se tivesse grana teria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>