MENU

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 - 10:04Indy, IRL, ChampCar...

PAGENÔ!

SÃO PAULO (merecidíssimo) – Simon Pagenaud conquistou ontem em Sonoma, com estilo, o título da Indy em 2016. O francês venceu mais uma com a Penske e fechou o campeonato com 127 pontos de vantagem para Will Power, que teve problemas de câmbio e se arrastou até o fim da corrida sem chance nenhuma de vitória. Helio Castroneves foi o terceiro colocado no campeonato. Os três primeiros, da mesma equipe — que ainda teve ontem uma atuação anormal de Montoya, segundo colocado com sua pança enorme.

Os motores Chevrolet ficaram com oito das nove primeiras posições na temporada. O melhor Honda foi Graham Rahal, em quinto.

Com sete poles e cinco vitórias em 16 etapas, Pagenaud encerrou o ano brilhando. A Penske, idem: dez vitórias e 11 poles na temporada. Nos motores, a Honda obteve apenas duas vitórias, contra 14 da Chevrolet. Consolo para os japoneses foi o triunfo de Alex Rossi em Indianápolis.

A Indy, agora, encerra suas atividades por longo período. A opção de concentrar o campeonato em poucos meses, para fugir da concorrência das temporadas de outros esportes americanos, é algo que ainda não me convence.

12 comentários

  1. sandro disse:

    Fugir da concorrência só se for com a Nascar, tem corrida quase todo o fim de semana e sempre lotado. Penso que a Indy está para poucos e com anos contados.

  2. Simon Pagenaud foi campeão absoluto e o Helinho acabou conseguindo um terceiro lugar meio amargo por não ter conseguido nenhuma vitória. O Tony Kanaan tem que pensar no ano que vem porque esse foi pra esquecer. Que venha 2017!

    • luigi disse:

      O que acontece com os bons pilotos brasileiros que estão nesta categoria , Pagenaud chegou outro dia e já é campeão ,Castro Neves esta na Penske desde a corrida para o oeste (Go West) e só ameaça a ser mais nunca foi ,Quanto ao Toni ,acho que já vai para mais de 20 anos que após o inicio da temporada ,lá pela corrida 6 ou 7 ,ele já passa a pensar no próximo ano pois o atual ,já era !

      • O Tony Kanaan pode não estar no seu melhor momento, mas tem Um Campeonato e Uma 500 Milhas de Indianápolis, de qualquer forma ele está completo. O Helinho tem Três 500 Milhas de Indianápolis e Quatro Vices-Campeonatos, então pelo menos ele deve Um Campeonato pra ficar completo. Os dois já estão batendo na porta da aposentadoria e de acordo com informações da Band tem um brasileiro a caminho, vamos ver.

  3. Leonardo Silva Conrado disse:

    Merecido o título do Simon Pagernaud, teve o maior número de vitórias e foi consistente em todo o campeonato. Não gosto da pista de Sonoma como a prova final do campeonato, acho que Laguna Seca, ou o oval de Fontana, seriam mais apropriados, para uma decisão, mas o campeonato foi bom, e a Indy tende a crescer ainda mais para os próximos anos, tendo em vista que em 2018 terá um carro novo, e a possibilidade da volta de Surfers Paradise, na Austrália e Portland.

  4. Wanderson Marçal disse:

    A idéia da temporada acabar em Setembro é ela poder começar antes. E isso não aconteceu porque não conseguiram achar uma corrida no hemisfério Sul. Fala-se na Austrália pra 2018. Seria bom mesmo a temporada começar antes, já que em Fevereiro nem F1 e nem Moto GP começaram seus campeonatos.

    Sobre o campeonato, foi uma temporada boa. Melhor que a de 2015 quanto às corridas, mas sem briga na frente. Pagenaud, talvez hoje o melhor da categoria, sobrou. Vamos ver se ano que vem o Dixon reage.

    Os brasileiros foram até bem. Mas ambos passaram longe das vitórias. Acho que é hora de sangue novo tupiniquim por lá.

    Enfim, parabéns ao Pagenaud, um cara muito simpático, e à Penske, que conquista mais um título no seu 50º aniversário!

  5. Igor Dusse disse:

    A concentração de campeonatos em poucos meses é comum nos esportes americanos.

    Realmente fica complicado para nós (Brasileiros) adaptarmos, normalmente acabamos nem sabendo quando começa a temporada.

  6. Claudio disse:

    Corrida sonolenta para fechar um campeonato bem meia boca, nada que tire o mérito do Pagenaud, que nada tem a ver com isso.
    Os brasileiros fazem hora extra nessa categoria, e da mesma forma que na F1, não vejo nada promissor num futuro próximo, nos falta bons pilotos, honestamente. Mas com certeza Hélio e Tony devem continuar na categoria, só saem se quiserem, na situação deles existem n pilotos no grid.
    Quanto ao calendário, bem, eles devem ter estudos que comprovam que fazer tudo em 6 meses e não bater de frente com o chase da Nascar e a temporada de futebol americano seja melhor para a audiência.

  7. Rodrigo Pacheco disse:

    E esses pacotes aerodinâmicos tbm não da pra engolir né

  8. Kkkkez Alonso disse:

    Por um momento eu li:

    Pageniô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>