MENU

sábado, 22 de outubro de 2016 - 18:24F-1

NÃO PODE MAIS

VERSTLEWJAP

SÃO PAULO (Aderj informa) – O pau comeu no briefing dos pilotos sexta-feira. Muita discussão sobre o “modus verstappianus” de se defender mudando a trajetória na chamada zona de frenagem para uma curva. Ou “under braking”, como se diz em inglês — numa tradução bem livre, “freando”.

Verstappen fez isso mais de uma vez nesta temporada. Como o regulamento permite que um piloto mude de direção apenas uma vez para se defender, ele começou a fazer isso no último instante, já no momento da freada para a curva seguinte, o que irritou profundamente pilotos mais experientes como Raikkonen (na Hungria e na Bélgica) e Hamilton (no Japão, na foto acima) — duas “vítimas” da modalidade de defesa inaugurada pelo holandês.

E a FIA decidiu acabar com a palhaçada — embora eu deva admitir que achava divertido o que Verstappen fazia, pela novidade que ele criou; mas era meio sacana.

A entidade revisou o artigo 27.5 do regulamento esportivo, que versa sobre bons modos na pista. “Nenhum carro pode ser pilotado de modo potencialmente perigosa para outros pilotos”, diz o texto. Mais adiante, as regras proíbem “qualquer manobra que possa afetar outros pilotos, como mudanças anormais de direção”. Agora, acrescentou-se o seguinte trecho: “Qualquer mudança de direção sob frenagem que resulte numa ação evasiva de outro piloto [para evitar uma batida, nota do blogueiro] será considerada anormal e, portanto, potencialmente perigosa. Movimentos como este serão reportados aos comissários esportivos”. Serão, pois, analisados e passíveis de punição.

Verstappen, o criador da defesa tecnicamente conhecida como “frenatus sacanus”, disse que “realmente muita gente reclamou”, e que acha que o que ele faz “é apenas um novo jeito de pilotar”. “Acho que todo mundo deveria se acostumar com isso, mas agora eles criaram uma regra e vamos respeitá-la”.

Veremos como ele vai se comportar agora. E quero saber de vocês: frescura demais? Ou o menino estava mesmo abusando?

75 comentários

  1. Marco disse:

    A frescura na F1 parece não ter limites, que pé no saco, meu!

    O Raikkonen que era todo metido a bad boy ficou putinho? Aposenta logo então.

    Viva Irvine, Verstappen, Piquet, Senna, Schumi, Alonso, etc. (Sem ordem de preferência).

    Inclusive Irvine já se meteu em encrenca com o Verstappen (Jos)… kkkkkkkk

  2. Fernando Monteiro disse:

    Bom, como fui um fã incondicional de Gilles Villeneuve, é claro que vou achar isso tudo de regras uma tremenda palhaçada, ponto!!!!

    • Antonio Seabra disse:

      A diferença é que o Gilles sempre deixava espaço !!!! Não mudava de trajetória, não “trancava” a porta. Mas tinha competência pra frear laaaaaa dentro e segurar o carro.

      Não entendo o que estão vendo no de tão fantástico no Max. O cara toma tempo direto do Riccardo nos treinos. Ele pode ser bom, mas não é super bom. Quanto a ultrapassar e ser ultrapassado, uma coisa é ser arrojado, a outra é ser sujo. Na hora de ultrapassar Max é arrojado, na hora de ser ultrapassado, é sujo. E isso (jogar sujo) tem de ser coibido. Tem de deixar um minimo de espaço, e o cara que estiver ultrapassando que se vire para passar no espaço pequeno. Mas “dançar” na frente, moda inaugurada pelo Senna e seguida pelo Schumy e Alonso, não é arrojo, é sacanagem. O Gilles não fazia isso !!!

      Antonio

      • Fernando Monteiro disse:

        Eu não falei sobre ética, ética vai de cada um, eu falei sobre regras. Tudo agora vira uma regra, não pode passar com os pneus ali, não pode pisar na linha branca aqui, não pode isso, não pode aquilo… Arnoux e Gilles e tanto outros não teriam chance alguma de correr na F1 de hoje, e acho que nem iriam querer, ponto.

  3. Andre disse:

    Pior de tudo foi saber que a SAUBER sabotou o NARS, tudo indica pela Sportv na transmissão de hoje..NOJO DESSA EQUIPE SAUBER….Felipe tinha um excelente acerto nessa corrida .

  4. José Fernandes disse:

    Não passam de ótimos motoristas.. pilotos de verdade faz tempo que a F1 não possui..

  5. Alexandre Silva disse:

    Ontem assisti com a minha noiva ao filme Rush na tv Globo. E o que mais nos chamou a atenção é que enquanto Hunt fez o papel de destemido que vence o campeonato o Lauda agia como um sobrevivente que tinha encarou a morte de frente. Hoje Lauda tem muito poder e contribui decisivamente para controlar os 20% de risco que ele calculava ainda como piloto enquanto Hunt viveu intensamente demais para estar aqui hoje provavelmente chamando-o de rato idiota criticando sua atitude. O fato é que Verstappen age hoje como James mas o velho Lauda impede que isso evolua. E se Verstappen fizesse uma votação entre os pilotos quem o apoiaria?

  6. Johelmyr disse:

    Eu queria ver o max defender a posição com o montoya atras…

  7. emerson57 disse:

    A FIA está agora decidindo comportamento de féretros em procissão!
    Não pode ultrapassar nem defender a posição.
    O enterro é do esporte.

  8. Paulo Pinto disse:

    A F-1 poderia se transformar em um campeonato de arrancadas. Seriam evitadas as ultrapassagens artificiais (via asa móvel), as fechadas inoportunas (segundo a FIA) e o gasto indevido de pneus e combustível (levando-se em conta que, quem faz a primeira volta na liderança, salvo imprevistos, fatura a corrida).

  9. Ricardo Lopes disse:

    Viadagem demais!!

    Ops, se nao estivesse escrevendo no blog do FG, teria que digitar “mimimi” demais, rsrsrs…

  10. Cicero Dadalt disse:

    A F1 perdeu o arrojo, a começar com seus motores hibridos, que igualou a F1 a um carro de rua. Se os motores tivessem evoluido, teríamos hoje potencia ao redor de 2500hp, Obviamente, acompanhado de pilotos mais arrojados, como o Verstappen, que coloca adrenalina na competição e faz a categoria voltar a vanguarda do esporte. Se um piloto não quer correr riscos, que fique na arquibancada. Não acompanhei com detalhes, as mudanças que virão em 2017. Mas, se continuar, com pilotos burocráticos, que estão lá para picar cartão, carros que não fazem barulhos, pilotinhos que não querem se machucar, freios que não ficam vermelhos e assoalho que não soltam faísca e motores que não rendem e não faz barulho. Vai ser melhor assistir corrida de charrete em Serra Negra, que será mais emocionante. Apenas, para finalizar, o carro do maior piloto que já tivemos, Ayrton Senna, tinha quase 1200hp e a Mercedes do Hamilton não passa de 850Hp. Se persistir, não demora muito teremos uma Romiseta no grid.

  11. Leo D. Guedes disse:

    Caraca que frescura, mais uma da série “os jogadores de vídeogame” ficam de mimimi e os cagadores de regras de plantão da F1 dizm que tudo é perigoso e não pode … Quando a F1 era pra piloto não se havia esse tipo de chiadeira, o que resolvia era pé na tábua. Por mim, deixa rolar, quem não quiser bater que tente passar de outro jeito ou, já que é tudo perigoso demais ,que pegue um corollão e fique na direita sem atrapalhar.

  12. Arthur disse:

    Pode parecer frescura mas não é. Um dos tipos de ultrapassagem mais legal é retardar a freada ao máximo. Se o piloto da frente muda de posição justamente na hora de frear, o outro que retardou a freada para tentar fazer a ultrapassagem acaba ficando sem opção de fazer a curva, pois ou bate ou vai pra fora da pista. Logo só teríamos ultrapassagens onde o carro de trás está muito mais rápido. Isso sim deixaria a F1 mais artificial.

  13. Carlos Henrique disse:

    Muita frescura!

    E desse jeito segue na descendente o interesse do público pela F1…

  14. Igor Dusse disse:

    Eu não acho besteira. A probabilidade de um carro rodar ao virar o volante e frear é alto.

  15. Daniel disse:

    Acho que quem fala que é frescura nunca andou num carro de corrida! Falar é fácil galera! A hora em que dá uma merda fica todo mundo quietinho. Motorsport is dangerous!

  16. JCS disse:

    MUITA FRESCURA!!!
    Se o piloto está na frente e pode mudar de direção uma vez, que o faça quando quiser. .
    Só não pode se o carro do adversário estiver com o bico no meio do carro a ser ultrapassado.
    Isso é F1 e não autorama

  17. Garlet disse:

    FRESCURA. Esses ingleses engomadinhos estão acabando com a F1. Porque não mudam tudo logo apenas para o Hamilton vencer?

  18. jefferson disse:

    Boa noite Flavio estou tentando te mandar umas fotos do meu Aurora 122C pelo email flaviogomes@warmup.com.br mas acabo sempre recebendo essa menssagem :

    Hi. This is the qmail-send program at telium-4.telium.com.br.
    I’m afraid I wasn’t able to deliver your message to the following addresses.
    This is a permanent error; I’ve given up. Sorry it didn’t work out.

    Teria algum outro email que eu possa usar?

  19. ze otavio disse:

    Frescura demais, como toda a F1 esta ficando, fresca demais.

  20. Erton disse:

    Por isso a F1 está acabando.

    Frescurite!

  21. Ricardo disse:

    Frescura demais, dentro e fora da pista.

  22. Roberto Borges disse:

    Podem achar que é frescura, mas uma hora isso poderia acabar numa panca perigosa, tipo decolagem ao acertar a roda traseira.
    Se fosse carro de turismo, acho que estaria valendo, mas em “open whells”…

  23. Luiz Aguiar disse:

    Na 1a defesa da Hungria o Senna foi também um pouco tarde. Isso aconteceu também em outras ocasiões como em Portugal 88 com o Prost,.. mas não tira o brilho,.. a diferença é que hoje com a asa móvel o carro ganha muita velocidade e o piloto decide ultrapassar(abrir a asa) metros antes sem ter aquele fator surpresa quando se tinha que pegar vácuo, “se esconder” para o cara não ver no retrovisor. Ai queria ver alguém mudar tardiamente de posição por que quando o cara decidia algo o carro já tava do lado..

  24. Rafael Pacheco Velho disse:

    Dá gosto de ver esse piloto na pista !

    É só uma fase, então vamos aproveitar para ver esse menino pilotar.

    Frescuras demais ultimamente.

  25. Fernando D'Angelo disse:

    Muita frescura.
    Choradeira de quem teme o ímpeto do garoto.

  26. Leandro de Hollanda disse:

    Frescura demais.

    As fechadas de porta que os pilotos dos anos 90 davam eram muito piores.

    Além do que, as mudanças de direção do Verstappen só parecem ser tão bruscas devido à diferença de velocidade entre os carros – artificialmente maiores devido ao DRS.

    Ou permitem que ele se defenda como der ou acabem com essa porcaria do DRS. Os dois juntos acabam mais um pouco com os “cojones” da F1.

  27. Anderson_SP disse:

    Frescura, vai chegar em um certo ponto que só de olhar no retrovisor o piloto de trás vai pedir passagem sem o da frente ter de se defender, tudo em prol de um desfile de carros em alta velocidade e não de disputas, essa F1 geração Toddynho tá ficando cada vez pior, que os americanos deem um jeito nesta caretice que está ficando, só tem piloto mimizento e fresco.

  28. Celio ferreira disse:

    Estava abusando demais, sobre a contemplação de Bernie , mas a razão
    dos pilotos mais antigos falou mais alto. ( Na verdade êle era um perigo ambulante
    quando ultrapassado ).

  29. Peter von Wartburg disse:

    Frescura demais pqp! Pau no cu desse mundo politicamente babaca.

  30. danir disse:

    Um pouco dos dois. Frescura porque daqui a pouco os comissários vão começar a proibir que se ultrapasse acima de oitenta km?h; abuso, porque o Verstapen não faz a coisa com digamos boa fé, e sabe exatamente o risco a que está submetendo os adversários. Ele é muito jovem, mas não e´nada inocente. Ele pode pegar pela frente alguém que tenha um espírito parecido com um Villeneuve ou Mansell e neste caso o risco é real. É difícil encontrar o limite do que seja uma defesa válida e limpa para um movimento desleal, nesta manobra que o garoto “inventou”. Ele é muito bom, mas ainda imaturo e muito agressivo. No meu ponto de vista o risco em si não é o problema; o problema é a intenção.

  31. Carlos disse:

    Foi um pedido dos próprios pilotos, portanto, não pode-se dizer que é frescura.

  32. Jose Brabham disse:

    Em português bem claro: FRESCURA

  33. junio messias disse:

    Palhaçada total quando chega alguém q faz algo diferente já tratam de poda-lo tornando a categoria um porre viva a NASCAR ea moto gp e o campeonato de turismo mais disputado do planeta o BTCC

  34. mario roberto disse:

    Não se pode ir contra Hamilton.

  35. Geraldo disse:

    Frescura,sem dúvida nenhua !

  36. Renato de Mello Machado disse:

    Concordo,mas dou minhas condolências a F1.

  37. valter disse:

    Para combater o “frenatus sacanus”, “totós sutis”.

  38. Alexandre Werner disse:

    Acho que com essa nova regra … deviam revogar a antiga.

  39. Klaus disse:

    Eu já sou um pouco velho, mas estou achando esse povo da fórmula um de hoje um bando de frescos. Tão é com vontade de queimar a rosca, isso sim. Corrida de carro é coisa para homem com H maiúsculo. Por isso que a F1 tá morrendo. Tá acabando os homens do mundo. Os frescos não gostam de corridas e os homens não gostam dessa frescuragem aí.

    • andre disse:

      Olá amigo, corrida de carro é coisa para homem, mulher, e independente de opção sexual também.
      Inclusive, os atuais corredores, assim como comissários e conselheiros que estão acabando com a F1 são, em sua maioria, heterossexuais.
      Propagar ódio não é legal, e as decisões erradas são responsabilidade de uma política baseada na segurança do piloto, acima do espetáculo.
      Talvez isso seja errado, por estar sendo levado a um nível meio extremo, mas ninguém quer ver um dos 22 morrendo na pista correto?
      Considero as punições por algumas batidas excessivas, o que acaba condicionando os pilotos a serem menos agressivos, mas há manobras que vão desde o “sacana” até a pura barbeiragem. VES está enquadrado na primeira, e foi legal de ver, mas se o hamilton, ou qualquer outro piloto, tivesse decolado naquele momento, não seria em um pouco divertido, seria irresponsabilidade.
      O que falta na F1 é mais bom senso, umas batidas idiotas nas primeiras voltas, ou algumas fechadas de porta não muito bem sucedidas não necessariamente necessitam de punição.

  40. Mentecapto disse:

    Frescura demais! Deveria deixar mais, a F-1 é muito segura e acho que deveriam deixar mais algum tempo o moleque realizar a manobra, até que acontecesse algo que justificasse a proibição. Sei que estou sendo imprudente e politicamente incorreto, mas acredito que não aconteceria nenhuma merda muito grande.

    O que fascina no automobilismo é a questão do “arriscar mais” e tentar coisas que só são possíveis em uma pista. Então deveriam deixar, apesar que com a manobra ou sem a manobra, ele continua levando uma surra do Ricciardo, que é um piloto muito mais capaz do que ele, e ultrapassa e defende melhor, sempre respeitando o adversário.

  41. Tiago disse:

    Nao é exatamente uma novidade. Se não estou enganado, Bruno Senna fez algo parecido contra o Schumacher em Barcelona 2012 e o queixudo encheu a traseira do primeiro sobrinho. O alemao saiu xingando pra caramba, foi considerado culpado pela batida e perdeu 5 posições em Monaco.

  42. MARCELO JOSE DALBELLES disse:

    Frescura, já tem as bichices de definir corrida nos pits, fica cada vez menos incentivada a disputa de posições na pista, se espalha na freada, jogou pra fora, se muda trajetória na freada é outra reclamação, os antigos pilotos dos anos 60, aos noventa devem achar essa f1 mto nojentinha.

  43. josé disse:

    mimimi de pilotinho meia boca.

    Coisa típica da f1 do séc.XXI. Não pode porra nenhuma.

    O que me anima é que Verstappen tem um que de Schumacher.. de Senna..
    “Tô aqui pra ganhar e vcs que se explodam. Vou fazer o que preciso”
    Isso faz muita falta.

  44. Posso dizer que sou da antiga.

    Portanto, é frescura demais.

    • Saima disse:

      Fecho contigo. Logo, só serão permitidas ultrapassagens entre as voltas 10 e 12 e 35 e 39, se a corrida for em um domingo de dia par, se não estiver chovendo e se o vento estiver a menos de 15 km/h ao leste.

  45. Ribeiro disse:

    Acho que foi uma decisão acertada…. é uma manobra arrojada, mas muito perigosa!

  46. Anderson disse:

    Exagero, típico de uma geração que desaprendeu a arte da pilotagem. Hoje para “facilitar” ultrapassagens usa-se um aerofólio móvel! Se ele tem capacidade de segurar o carro no braço no momento da frenagem e os outros não, eles que aprendam a técnica, ou respeitem a capacidade dele. Fico imaginando que se aquela ultrapassagem de Piquet sobre Senna na Hungria, por fora da curva, fazendo um drifting maravilhoso, fosse hoje, encontrariam alguma brecha no regulamento para puni-lo…É por estas e outras que MotoGP é uma fonte muito mais produtiva de talentos!

    • Paul Nascheck disse:

      Comentário típico de alguém que nunca deve ter andado nem de kart indoor e se acha no direito de cagar regra sobre automobilismo!

      Mudar a posição durante uma frenagem é algo EXTREMAMENTE perigoso e que deve ser sim proibido!

      Gosto muito do Max Verstappen, mas sempre achei muito errado quando ele fazia isso.

      Correto proibirem a manobra, sem esperar algo grave acontecer para fazê-lo!

  47. Raphael Paiva disse:

    Não achei frescura não…

    Quando o Verstappen fez isso com o Raikkonen a primeira vez, já achei muito esquisito… O episódio com o Hamilton foi pior ainda… Acho bem perigoso essa forma de defesa… Lembra da batida do Alonso no GP da Austrália desse ano? Se o pessoal começar a usar essa defesa “frenatus sacanus”, pode ter muito acidente parecido como esse do Alonso… Eu, inclusive, fiquei surpreso quando você comentou sobre esse assunto nos posts do GP do Japão Flávio… Pensei que você iria dizer que achava perigoso e etc., mas apenas comentou que não era proibido… Bom, agora é sujeito a punição… … De toda forma, qual sua opinião? Frescura? Hehehehehehe…

    Abraços!

    • Paul Nascheck disse:

      Boa a lembrança do acidente do Alonso na Austrália.

      É uma situação extremamente perigosa, inclusive ameaçando até os espectadores, pois é uma situação mais propensa pra bater pneu com pneu e um carro decolar e voar na arquibancada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>