ENTRE OS LAGOS (23) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 13 de novembro de 2016 - 21:20F-1

ENTRE OS LAGOS (23)

bracor15

SÃO PAULO (the best) - Precisamos falar sobre Verstappen.

Tenho alguns anos disso aqui, e não é das minhas maiores características a memória enciclopédica. Mas não acho que já tenha visto uma atuação tão excepcional de um piloto na vida.

Meio de cabeça, posso lembrar de Senna em Mônaco/1984, Schumacher na Bélgica/1995, Barrichello na Alemanha/2000, Senna em Donington/1993, Senna de novo em Suzkua/1988. Mas o que esse menino fez hoje, acho que nunca vi. As últimas 16 voltas da corrida, depois de sua última parada na 54ª, foram épicas.

A Red Bull atrapalhou bem o jovem Max, espetando pneus intermediários em seu carro duas vezes, quando era muito óbvio que a quantidade de água no asfalto não recomendava nada menos do que biscoitos de sulcos bem profundos. Foram dois pit stops desnecessários. Mas devemos agradecer a equipe pelo otimismo.

Graças principalmente à segunda parada, que jogou Verstappinho de quinto para 14º, vimos algumas das mais belas ultrapassagens que este autódromo velho de guerra pôde oferecer a quem gosta de corridas. Em 16 voltas, ele ganhou 11 posições. Todas em manobras brilhantes e esteticamente impecáveis.

OK, alguém haverá de dizer que alguns carros não ofereceram muita resistência, mas é preciso elogiar mesmo essas ultrapassagens sobre pilotos menos qualificados. As condições da pista exigiam alguma cautela. Naquele aguaceiro, até o mais lento pode atrapalhar, e a chance der erro é enorme. Só que Max é assim: chega e passa.

O rapaz escolheu linhas raras, trajetórias incomuns, pontos improváveis. Passou praticamente em todas as curvas de Interlagos. Enfileirou adversários como se fossem pedrinhas de dominó que a um peteleco cairiam inapelavelmente. Primeiro, Gutiérrez. Depois, Wehrlein, Bottas, Ricciardo, Kvyat, Ocon e Nasr. Um por volta. “O próximo é Hülkenberg”, avisou a equipe. Demorou um pouco mais: três voltas até assumir o sexto lugar. Vettel era o seguinte da lista. Foi por dentro na Junção, depois de descer o Mergulho lado a lado. Incrível. Sainz Jr. nem viu por onde ele passou, já na volta 66. Na 69, levou Pérez por fora no… Bico de Pato!

Só quem já andou em Interlagos sabe como é difícil, quase impossível, passar por fora no Bico de Pato. Ou por fora no Sol, como ele fizera na volta 31 em cima de Rosberg, assumindo o segundo lugar. Logo depois, ainda deu um showzinho ao controlar o carro aquaplanando no Café, passando a centímetros do muro. E, no começo da prova, fez uma clássica manobra por dentro no S do Senna em cima de Raikkonen. Trabalho completo, repertório vasto.

bracor3

Igual, em Interlagos, não me lembro de ter testemunhado nada parecido. na quantidade e na variedade. O pódio, sétimo no ano, acabou sendo um prêmio para um rapaz que não especula muito para fazer aquilo que tem de fazer. Seu pai, Jos, disse que achou mais legal o terceiro lugar desse jeito do que um eventual segundo, ou até uma vitória, se não tivesse de lutar por tantas posições.

Com seu sorriso maroto, Verstappinho falou que muitas vezes escolheu linhas diferentes porque não estava enxergando nada e tinha de sair de trás do carro que estava à sua frente para fugir do spray. Mas era evidente sua habilidade trazida do kart, onde a molecada aprende na primeira lição, na chuva, a fazer um traçado completamente diferente daquele que se usa no seco. Fugir da borracha, que vira sabão, cortar tangências, buscar aderência. Foi sua receita.

Max podia ganhar se não fossem as paradas para colocar os pneus intermediários? Ele mesmo responde:  “Provavelmente, não. Segundo, com certeza daria. Mas em corridas assim, a gente tem de fazer algumas apostas para tentar vencer. Não funcionou hoje, mas estamos no pódio depois de passar um monte de gente. Isso faz de mim hoje uma pessoa feliz”.

Feliz ficou quem assistiu à corrida. Max é um gênio muito precoce, caso raro em qualquer esporte. Felizes somos nós, que estamos vendo nascer um piloto como ele.

95 comentários

  1. Leonardo Albuquerque disse:

    Estou torcendo muito para que a Renault venha com um motor monstro ano que vem e seja uma guerra entre ela e a Mercedes… Ricciardo e Vestappen vs Hamilton e Rosberg seria f$%%¨da…. Agora imagina uma equipe mercedes com Hamilton e Vestappen? kkkk

  2. Tiago disse:

    Button, Canada, 2011. 5 passagens pelo pit e vitória, com chuva. Entra para as grandes performances da história com certeza.

  3. Bola da Vez disse:

    O guri correu uma barbaridade! Só os invejosos que não viram.

  4. Junior disse:

    foi a pilotagem mais impressionante que ví na vida, inalcançável, destemido, com uma habilidade de dar inveja em qualquer outro piloto ou ex-piloto.
    ainda acho que ele estava de F-1 e os demais de GP2,

  5. PauloMartins disse:

    Acho que não dá para dizer que nunca vimos algo parecido.

    Ainda fico com Senna/Mônaco-1984, com Senna/Donington-1993 como as maiores façanhas dentre todas até o presente momento (importante dizer isso).

    Max é bom, provavelmente será campeão do mundo em breve, mas… Menos, né?

  6. EUGÊNIO VIEIRA disse:

    Tudo isso é verdade, mas (aí é apenas sensação) ele tem um quê de Villeneuve (Gilles) e Stirling Moss… acho que ele vai encantar, mas acho que não sai título dai…

  7. Pepe Janzantti disse:

    Tá gente, é só a primeira grande exibição na chuva para um cara que tem 20 e poucas corridas, mas a grande esperança é que finalmente surgiu um porra-loca que tem culhões e parte pra cima do jeito que dá e não é mais um pilotinho pasteurizado que morre de medo de quebrar o equipamento ou o pescoço e não ter $eu contrato renovado.

  8. José disse:

    Schumacher em 2006 também foi assombroso o que fez depois de cair pra último quase uma volta atrás do Massa. Lembro que ele saiu dos boxes, depois de trocar o pneu furado, e estava exatamente na frente do Massa na reta oposta. E foi ovacionado da mesma forma que Max foi nesse domingo.

  9. fabiom disse:

    O pneu de cuva dele era novinho! Parece q ta td mundo esquecendo disso. Os outros caras tinham pneus com mais de 30 voltas!! Pneu de chuva desgasta tbm…

  10. Celio ferreira disse:

    Como disse no post anterior ….. ontem ganhei um ídolo … MAX
    pra quem gosta de F1 , sabe o que estou dizendo.

  11. Roberto disse:

    Li a coluna e leio os comentários.
    Só esqueceram de um DETALHE.
    VERSTAPPEN TINHA PNEUS NOVOS.
    SUCOS MAIS PROFUNDOS;
    MAIS ADERÊNCIA;
    Todo mundo de pneu velho.

    • Micromax disse:

      Essa geração de bitolados é assim mesmo. ……..eles querem acreditar que este merdinha holandês pode ser comparado aos grandes nomes da pilotagem sobre chuva.

      • Flavio Gomes disse:

        Talvez seja melhor que eles.

      • José disse:

        Relativo. “Aquela geração de bitolados que acredita que é impossível aparecer alguém melhor que os grandes nomes do passado!”

        Sempre uso o seguinte argumento, em qualquer esporte: Tomara que sempre haja alguém que “tente” ser melhor que o Pelé, que o Michael Jordan, que o Schumacher, que o Federer, etc… mesmo que ele não consiga, só o fato de poder vê-los tentar (e para alguns conseguir) é porque o cara é bom o suficiente pra me fazer ter gosto em assistir. Se eu tiver a certeza que ninguém será melhor que o Pelé, que motivo eu tenho pra ver futebol então? Se o Verstapen vai ser melhor que o Senna, Prost, Schumacher… pouco me importa, só sei que tô tendo o privilégio de ver corridas como a de domingo e quem sabe até ver a história ser escrita. Imagina que eu vou contar pro meu filho que eu vi o Schumacher escrever a história, bater recorde de títulos, vitórias, poles, pontos, tira a Ferrari da fila. E se eu puder contar pros netos que depois de ver tudo isso eu vi aparecer um pirralho que passou por cima de todos esses recordes? (fora que no meio do caminho vi Alonso, Vettel, Hamilton…) eu só posso ser um privilegiado.

      • Micromax disse:

        Cada um sempre enxerga aquilo que lhe convém. ……….alguns poucos aqui do Blog enxergam com imparcialidade e sabem contextualizar cada corrida botando as coisas em seu devido lugar. Nada demais na atuação do Max em interlagos ao meu ver. Tinha pneu e carro bem mais rápidos que os ultrapassados! Tivesse ultrapassado as mercedes e ganho a prova o que iria a acontecer aqui nos comentários?? Esse exagero todo por pouca coisa é que me entristece…….pelo simples fato de ter visto atuações memoráveis de pilotos com equipamentos inferiores dando show e “vencendo” corridas com muita dificuldade. …..o que nos mostra o quão longe estão alguns dos atuais pilotos. Excessão só pra Hamilton e Alonso que ja provaram e muito o que podem quando não estão com equipamento superior aos demais.

      • Paulo Pinto disse:

        Acorda, Sennafredo! O garoto é o novo Vettel! Vide o show do alemãozinho na mesma pista e com a mesma chuva em 2012.

        #ExceçãoSeEscreveAssim.

  12. Ze Ruela disse:

    A aproximadamente um ano tinhamos um rol de envolvidos nesse esporte duvidando da logica em oferecer um copckpit a um imberbe de 17 anos.
    O mundo da voltas.

  13. Mauricio disse:

    Max traz brilho a uma F1 que pode ter um campeão pra lá de opaco!

  14. Antonio disse:

    Senna aplaudiria a performance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>