P22, E TEM NOVO CONCURSO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 18 de dezembro de 2016 - 15:01#69, Classic Cup

P22, E TEM NOVO CONCURSO

17do12b

SÃO PAULO (valeu muito a pena) – Bem, macacada, ontem corremos pela última vez no ano, a primeira em Interlagos com a nova estrutura de boxes e paddock. Estava todo mundo na seca para correr. Os grids foram enormes na Old Stock, na F-Vee, na F-1.600, na Clássicos de Competição, na Sprint, na Força Livre, no Marcas e na Classic Cup — o maior de todos, com 46 inscritos. Teve também a estreia da F-Inter, um esforço danado do Marcos Galassi e sua turma. Os carros andaram bem, são bonitos, vai dar certo.

Falemos da nossa prova. Fui treinar na sexta de manhã e, depois de poucas voltas, bum! Fumaceira jamais vista quando passei de terceira para quarta no Mergulho. Achei que estava pegando fogo no carro. Imediatamente joguei para a grama para não lavar a pista de óleo e quando chegamos ao box #20 rebocados, a constatação já esperada: meu motor foi para o saco. Abriu um rombo no bloco.

Foi a primeira quebra de motor do Bon Voyage. Estive perto de não correr, mas o colega Marcelo Fortes, que disputa o campeonato com um Passat, tinha um MD 1.6 com mini-progressivo, meio caretinha, até, que servia. O pessoal da LF ficou até tarde trocando o motor e lá fomos nós para a corrida.

Sábado de manhã, sol e calor, saio para a classificação sem saber o que esperar. Motor diferente, quase sem treinar, cheio de carro na pista, quando abri minha primeira volta, fumaça de novo. Foi no fim da Reta Oposta. Joguei na área de escape e parei. Achei que tinha ido outro motor. Fiquei o treino todo ali e quando me rebocaram de volta, o alívio. Tinha quebrado a tampinha do corta-fogo que fica sobre o cabeçote. Voou óleo, mas não afetou nada no motor. Era só trocar a pequena peça.

Assim foi feito e, sem tempo de classificação, acabei com a gloriosa 42ª posição no grid. Isso mesmo que vocês estão lendo: P42, sem tempo. Penúltima fila de um grid maravilhoso que no fim das contas teve 44 carros — incluindo quem largou dos boxes. Se estivesse com meu motorzinho de sempre, que virava 2min10s em Interlagos, daria para largar em 28º, no máximo. Na minha categoria, Turismo N, um mar de carros: nada menos do que 15 dos participantes. Sensacional. Rafael Gimenez, com 2min076s944, voou na sua volta às pistas com o Gol #013 e foi o pole da N — 17º na geral. Ele ganhou, na nossa divisão.

Fui para a corrida sem muitas esperanças, mas com a certeza de que iria me divertir muito, fosse qual fosse o rendimento do carro com o motor emprestado. Afinal, sempre tem um pessoal que anda no mesmo ritmo, lá atrás. E tinha um monte de gente estreando na Turismo N — que, inclusive, ia fazer hoje uma corrida à parte (resolvi não participar porque com esse motor não iria muito longe, e queria devolvê-lo inteiro ao Marcelo).

E foi exatamente assim. Diversão do começo ao fim, brigando com o Puma #538 do Marcelo Chamma, o Voyage #707 do Beto Grandis, o Gol #95 do Renato Resende, o Escort #172 do Henry Shimura, o Fusca #9 do Wagner Wilke, o Gol #59 do Marcelo Caslini e mais um Passat branco que não lembro o número. Pena que o ritmo do Bon Voyage era muito fraco, com a melhor volta em 2min18s784. Não tinha a menor condição de lutar por muita coisa, mas no final fiquei em 22º na classificação geral, o que está até bom para quem largou 20 posições atrás. E fui muito bem numa relargada depois do safety-car, que me jogou um pouquinho mais na frente.

Me diverti, e isso que importa. Agora vou ter de arrumar uns cobres para fazer um novo motor, pagar umas dívidas e tentar continuar no ano que vem. Independentemente de qualquer outra coisa, vou trocar a pintura do Bon Voyage. Meus amigos escrotinhos que correm conosco ficam chamando do carro de “Voyage da PM”, o que tem me irritado bastante.

Concurso novo na área, pois. Mandem sugestões de pinturas para flaviogomes@warmup.com.br. Os três mais legais vão para votação popular aqui no blog. Exigências: nenhuma em especial, apenas o número #69.

Mas tenho uma ideia de mudar radicalmente as coisas. Pensem em pinturas que deixem esse carro com cara de mau, coisas mais clássicas, sem muito rococó. Nada de muitas cores. Alguma coisa marcante, que neguinho olha de longe e já identifica. Pensei até em raspar a pintura (como se fosse um DeLorean envelhecido) e tacar uma faixa vermelha de ponta a ponta por cima do capô e da capota. Sei lá, coisas assim. Desenvolvam o tema. Vale qualquer cor, óbvio. Não precisa ter as rodas brancas (fica a dica).

O prêmio para os três finalistas? Exemplares do anuário AutoMotor Esporte e mais algumas coisinhas de que podemos dispor. Tem até um tênis com a grife Corvette para o grande vencedor. Custa caro, esse negócio.

33 comentários

  1. Vitor disse:

    Esse Voyage está, realmente, a cara da PM paulista. Já que vai mudar, que seja uma mudança radical. Por isso sugiro o “verde/azul Leyton House” do Maurício Gugelmin, de 1991. Não tenho a habilidade ou expertise necessária para projetar, do contrário, faria. Abs

  2. Polícia disse:

    Flavio, você faz bem em mudar a cor do carro. Essa cor atual (e eu sei que não foi intencional), remete à Polícia Militar do Estado de São Paulo. Usar algo que remete a essa organização seria como colocar uma suástica nazista no carro (se bobear, a SS matou menos que a PM). Então que seja colocado algo diferenciado. Um verde e vermelho, remetendo à sua Lusa, que tal?

  3. Rafael Chinini disse:

    interlagos poderia investir em traçados alternativos.
    será que não enjoa correr sempre na mesma pista? seria legal algumas alternativas

  4. Alexandre disse:

    Pinta de vermelho inteiro parachoques pretos sem pintura, e tira esse spoiler tunning e que não da diferença nenhuma de desempenho nesse carro, invenção besta de quem quer vender fibra…

  5. Robertom disse:

    Economize a grana de uma repintura completa para fazer um motor reserva.
    Simplesmente pinte de verde as faixas que estão em cinza e em preto.
    Uma bela homenagem à Lusa com baixo custo…

  6. RrSoarez disse:

    Ô! Pinta de preto. Melhor cor para Voyage 86!!! Bota o 69 em dourado. Lembra da Lotus? John Players Especial. Vai ficar truvante!!!!!

  7. Paulo F. disse:

    Aproveitem o Templo enquanto existe!
    Estive lá.
    A Old Stock é simplesmente insana! Bom demais!
    A real day at the races!

  8. Alessandro Ribeiro disse:

    Estive no domingo lá , as corridas foram boas e disputadas , o público estava bom também ( bem melhor de algumas vezes que fui assistir em 2013, 2014, 2015). A corrida da old stock é uma loucura , piloto correndo com a porta aberta , capô voando na reta , e muitas ultrapassagens. Espero que 2017 continue assim e o Dória não atrapalhe.

  9. Pedro Moral disse:

    Sugestão de pintura:

    Todo preto, rodas inclusive, e o capô trazeiro em verde “marca-texto”.

    Ficaria conhecido como “O Vagalume Escarlate” ou simplesmente “o bunda-acesa”.

  10. Felipe Cezar disse:

    RIP motorzinho do Bon Voyage, ficam as lembranças das vitórias aqui em Londrina.

    Sobre a pintura, podia se inspirar na pintura da clássica equipe “Brumos Porsche”. Carro branco com uma faixa azul e vermelha da dianteira até a traseira do carro, trocando o 59 da Brumos pelo 69…

    https://digitaldtour.files.wordpress.com/2011/10/brumos-47-935-_apr80.jpg

  11. Alex Mendes disse:

    Não sou bom em desenhar, mas tentaria fazer uma pintura parecida com a camisa da Lusa.

  12. Flavio Soares disse:

    Oi Flávio, não sei fazer desenhos nem aplicações, mas acho que se você devia pintar como o Chevrolet Nova do filme Death Proof do Tarantino. Todo preto com a caveira no Capô.

    Qualquer outra pintura ficaria um golfinho-panda perto dessa.

  13. Luiz Manoel Guimarães disse:

    Flávio, alguns textos estão ficando muito fracos. Aposentadoria de Ingo Hoffmann em 2002 – na verdade o ano de seu último título na Stock – e vice de Schumacher em 2005, ano em que ele penou com os pneus Bridgestone? Veja em “Pilotos que voltaram da aposentadoria”. Não está havendo revisão, nem que seja na base do Google? Sem falar que chamar algumas participações eventuais de retorno da aposentadoria parece forçação de barra para chegar a um número redondo…

  14. sandro disse:

    Puta merda, quando escreveu “mandem sugestões de pintura” imaginei nesse exato momento o que li logo depois, lixado até a lata com uma faixa de um para-choque ao outro pelo centro do carro….muito legal…só não pensei em vermelho…..quem sabe o modelo da pintura do Ford Grand Torino vermelho de starsky e hutch ? Esse é do nosso tempo, quem nunca quis um carro com aquela pintura?

  15. ALBERTO COSTA disse:

    Querido FG, se tiver oportunidade, poderia compartilhar a foto do bloco de motor danificado? Tenho curiosidade. Obrigado e boas corridas em 2017!

  16. Clovis disse:

    Bom dia FG!

    Imagino que o Bon Voyage fique muito bonito num padrão como o da foto abaixo:

    http://2.bp.blogspot.com/-NFpmXabR4w0/TqDq-oR14DI/AAAAAAAAAKg/m_vJYP0k0Fo/s1600/20111018-mzre_1.jpg

    É uma RE MZ 125. Imagine olha pelo retrovisor e ver aquela massa verde se aproximando.

    Abraço

  17. Moita disse:

    Cores da eq Dacon. Bonito, simples e VW.

  18. Orlando Caetano Filho disse:

    FG, já que o “Bon Voyage” vai ficar mais agressivo, na linha “cansei de ser bonzinho”, que tal rebatizá-lo de “Bad Trip”?

  19. Rafael Penha disse:

    Boa noite Flavinho, acho que ficaria bacana, com as cores da Gulf..azul claro e laranja

  20. BK disse:

    Não sei mexer com photoshop mas acho que o Voyage deveria ser igual esse Wartburg

    http://www.w353.cz/rallye/obrazky/w353rallye.jpg

  21. Luiz Antonio disse:

    F-Inter, por acaso é alguma divisão de acesso?

  22. Daniel disse:

    É Flávio, sempre achei essa pintura meio esquisita, precisa mudar mesmo, não queria falar não mas já que você tocou no assunto né

  23. GArlet disse:

    Para choques preto natural (para poupar na pintura), pintaria o carro de prata e deixaria o teto e colunas em vermelho metalico. Rodas pretas. Seria chamativo, parecido com sua idéia das faixas “de corrida” no metal (porém menos clichê hahaha zoeira).

  24. Renato de Mello Machado disse:

    Pintura igual a do Voyage campeão de marcas, em 84 # 70 da kovak quê saiu no Rodrigo Mattar 24/06/15. aí você pinta o 69.Motor da merda mesmo,fico feliz do grid cheio.

  25. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : quer dizer que o bon voyage virou lenda na periferia de interlagos, virou lenda e mitou como sendo VTR de pista dos Papa Mike,vai pintar até trilha sonora um Rap da vtr tra…tra..tra….., sugestão para novo desingner , lembra de uma paixão esquecida, aquela adormecida novas cores do esquadrão,do caveira do Gomes, as cores tradicionais da LUSA, o segundo uniforme do Bon voyage, trajes de gala……

  26. Luis felipe disse:

    Kkkkk
    Voyaginho da PM!! Perfeito.. Melhor impossivel!! É igual!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>