MENU

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017 - 19:09Sem categoria

RÁDIO BLOG

Enquanto por aqui a juventude de todas as classes, credos e cores se esbalda com “meu pau te ama”, na pequena Cesena, Itália, mil moleques e molecas enchem o estádio da cidade com a maior banda de rock do mundo. Ser jovem no Brasil, hoje, é uma tristeza. Valeu Claudio Aun, que mandou o vídeo. E quem não sabe como isso começou, está aqui.

23 comentários

  1. Edu disse:

    É ruim que não seja por aqui, mas continuamos a ter fé, em algum lugar ainda está funcionando!

  2. Cassius Regazzoni disse:

    Acredito que o Brasil é o país onde se encontram o maior número de jovens conservadores e reacionários do mundo. Só podia dar merda.

  3. ronaldin disse:

    Rebel Rebel deve ter causado tanto na época de lançamento quanto “meu pau te ama” hoje em dia.

    Hot tramp, I love you so…
    Qualudes e tudo mais…

    Chocava populares, assim como “meu pau te ama” choca hoje em dia.

  4. Ricardo disse:

    Esses jovens do Brasil viraram jovens nos ultimos 20 anos vivendo num País sem Lei e sem vergonha na cara. Nunca antes na historia desse Pais uma geração foi tão mal formada.

  5. Gui disse:

    Muito bom!! Obrigado pela energia extra nesta manhã de domingo. Que bom que um grupo pensa desta forma, isso significa que podemos chegar lá.

    A verdade às vezes dói, mas só encarando a realidade poderemos enxergar um futuro muito melhor!

    O brasileiro gasta bilhões de dólares ao ano em viagens ao exterior, vêem que o trânsito funciona e se encantam. Porém, ao voltarem às suas realidades, poucos replicam os bons exemplos que experimentam.

    Falta a noção de que, sim, podemos, com um pouco de esforço, desenvolver uma sociedade muito mais amiga e coordenada.

    abraço

  6. Fábio Burian disse:

    Brasil já produziu compositores e cantores do mais alto gabarito. Hoje a mídia e a população escutam um lixo com essa música que o Flavio disse e fica tudo normal. O Flávio tem um gosto musical apurado. Mas quantos Flávios terão daqui uns 50 anos se o povo esculta e cultiva lixos que não servem nem para reciclar como essas coisas amorfas.

    No caminho que estamos trilhando tenho medo de onde isso vai parar. O mau gosto extremo, a total alienação das pessoas que curtem aos milhões uma porcaria dessas.

    O Brasil já fez muita música péssima, mas essa está abaixo de tudo

  7. Thiago disse:

    Digitando com os pés, porque minhas mãos estão ocupadas batendo palmas. Penso exatamente da mesma forma.

    A “alegria” do jovem brasileiro virou mostrar para os outros “olha como eu sou fodão”.

  8. Eduardo Britto disse:

    Sociedade de consumo extremo + ausência de escola pública de qualidade = funk podre com 13 milhões de acessos. Quebrar esse circulo vicioso é uma utopia a ser perseguida.

  9. Gabriel disse:

    O mundo se tornou um lugar (ainda) pior sem David Bowie. Obrigado pelo vídeo, me emocionou.

  10. Alexandre Werner disse:

    Achava que vc estava brincando, mas realmente existe a tal música “meu pau te ama”. Deve ser o fundo do poço da música, não é possível que vão conseguir fazer pior. De qualquer forma, sigo ouvindo as antigas…

  11. Reginaldo disse:

    Que linda iniciativa. Essa onde de músicas vazias e que falam de superficialidades que impera no Brasil atualmente, é muito triste.
    Para quem viu e viveu o momento do Live Aid e ter que conviver com essa molecada repetindo refrões esdrúxulos é lamentável. Tenho uma filha pequena e estou tomando o devido cuidado para que ela não se deixe influenciar por esses lixos que chamam de “música”.
    Deixo aqui um exemplo de como já fomos mais inteligentes e sensíveis. A música é conhecida, mas o mais interessante é a história por trás dela:

    http://pt.aleteia.org/2017/01/11/a-historia-por-tras-da-musica-he-aint-heavy-hes-my-brother/

    Abraços e bom final de semana, Flávio.

  12. Claudio Aun disse:

    Valeu Flavio !!!

  13. Sandro disse:

    Sim, existe uma luz de esperança no fim do túnel de que, a boa e velha música, irá perpetuar, pois atualmente está em extinção.

  14. O show foi em 2015 e virou festa, com o baterista moicano tocando Queen com os caras…

    https://www.youtube.com/watch?v=GK1WQVroGhs

  15. Talvez esse seja o grande legado dessa nossa realidade cada vez mais polarizada e idiota. Teremos do que protestar, teremos que chutar o balde para aguentar o tranco do dia-a-dia, teremos de quem reclamar, teremos que cada vez mais buscar o amor, teremos que voltar a enfrentar o lado negro dentro e fora de nós… Ou seja teremos um legado, bons motivos para fazer e curtir ROCK.

  16. Renato de Mello Machado disse:

    Fantástico! imagina quanta troca, de experiência quê a gente faz com as pessoas, tocando desse jeito.O problema do músico, é estudar, tocar é uma cachaça e tem um preço. Muitos querem, mas poucos conseguem. Mas quem faz, não se arrepende de jeito nenhum.

  17. Pedro Moral disse:

    Concordo em gênero, número e grau!
    E olha q vc tem escrito merda ultimamente …

  18. Eric disse:

    Sou jovem e é uma alegria! E tenho orgulho de ser jovem no Brasil!

  19. Eduardo disse:

    Iniciativas como esta me fazem acreditar que o mundo tem salvação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>