MENU

domingo, 30 de abril de 2017 - 14:01F-1

DEU NO PRAVDA (3)

rus171

SÃO PAULO (só falta escrever) - Quando um piloto ganha uma corrida pela primeira vez, é legal. Muito legal. Ver como comemora, como os outros reagem, como a equipe festeja, como a imprensa avalia… Por isso, a vitória de Bottas hoje na Rússia salvou o GP. Como foi a primeira, ganhou ares de “fazendo história”, expressão que abomino, mas não sei bem por quê. Até que faz sentido: fazer história. É, fez história. Ganhou a primeira, colocou a Finlândia de volta ao topo depois de quatro anos (o último tinha sido Raikkonen, de Lotus, em 2013 na Austrália), tornou-se o quinto piloto de seus país a vencer um GP, sim, é um capítulo escrito.

Como quando Alesi venceu sua primeira corrida, no Canadá, em 1995. Quem diria que seria a única? Acabou virando história. A melhor história de um piloto em quem todos apostavam muito, especialmente depois da estreia, com um quarto lugar em Paul Ricard/1989 (eu estava lá) pela Tyrrell, e de uma prova maravilhosa no ano seguinte em Phoenix — batalha verdadeiramente épica contra Senna, e no final um segundo lugar marcante. No fim, ficou naquela de Montreal e mais nada.

Mas Bottas não será um Alesi, porque ao contrário do francês, que nunca esteve num time realmente hegemônico — mesmo tendo ficado cinco anos na Ferrari e chegado à Benetton em 1996, um ano depois do bi de Schumacher –, o simpático, calado e pacato finlandês corre pela Mercedes, equipe que dominou de cabo a rabo os últimos três campeonatos. E que, se não repete o domínio agora, segue sendo fortíssima: fez três das quatro poles do ano e venceu duas das quatro corridas da temporada.

Correndo pela Mercedes, ganhar era uma questão de tempo para Valtteri, mas confesso que achava que iria demorar mais. Aliás, depois das primeiras provas, escrevi neste blog que os provedores de internet hão de comer que mui rapidamente Mercedes e Ferrari tinham entendido que Hamilton e Vettel seriam os litigantes pelo título, e que a Bottas e Raikkonen restaria o honroso posto de auxiliar-de-campeonato — se não atrapalhassem e somassem bons pontos, já estariam fazendo bem seu papel.

Bem, Bottas colocou o pescocinho para fora do engradado. Ao fazer a pole no Bahrein, na corrida anterior, acenou de dentro dos boxes para seus chefes: “Oi pessoal, estou aqui, olha, meu nome é Bottas, Valtteri Bottas, sílaba tônica no ‘val’, proparoxítona como quase todo nome de finlandês, se fala ‘ráiconen’ e ‘ráquinen’, lembram deles?, pois é, eu sou Valtteri, fala ‘válteri’, não ‘valtéri’, fui contratado outro dia aí, e também sei pilotar carros de corrida, valeu? Muito prazer”.

Hoje, o aceno foi diferente, com o punho fechado de dentro do cockpit e um sorriso meio tímido lá no pódio, no degrau mais alto, graças a uma largada fantástica que decidiu a prova de Sóchi nos primeiros metros.

A corrida, em si, foi muito ruim. O que não é uma surpresa, dadas as características da pista. O cenário é lindo, a cidade é sensacional com suas instalações olímpicas, as montanhas com neve lá no topo lembram folhinha de colocar na parede, mas o traçado é muito sem graça, sem relevo, sem curvas diferentes, sem pontos de ultrapassagem. Uma bosta, em resumo. Nenhuma corrida das quatro já realizadas na Rússia foi boa. Aceitemos o fato, será assim pela eternidade, ainda mais que estão renovando o contrato até o fim dos tempos — que estão próximos, espero.

Sapattos era terceiro no grid e foi muito inteligente na hora em que as luzes se apagaram. Como a distância para a primeira curva é longa, embutiu no pole Vettel e foi sugado pelo vácuo da Ferrari rapidamente. A potência do motor Mercedes ajudou e sua alegria e ousadia, também. Tirou para a esquerda, encarou Vettel e passou. Assim, saltou para a liderança, contando ainda com a ajuda de Hamilton que, em quarto, partiu para cima de Raikkonen, o segundo no grid, dando trabalho à outra Ferrari — Kimi teve de se preocupar em defender a posição e não pôde participar da disputa logo à frente.

Vettel nem teve tempo de tentar dar o troco, porque lá atrás Grojã tentou passar Palmolive, os dois bateram e o safety-car foi chamado para limpar a merda. Culpa do francês da Haas, diga-se. Mas Palmer continua sendo horroroso. Nota de rodapé: Stroll rodou na largada, não sei bem como, mas pelo menos não bateu em ninguém. Mas rodou, como sempre faz em algum momento. Vamos em frente.

O safety-car foi bom para Bottas, que não precisou se esgoelar para defender a ponta como teria de fazer em condições normais à frente de um Vettel que viria babando para recuperar o que perdera. Deu tempo de respirar, se aprumar e, na quarta volta, quando relargou, segurou a onda sem maiores problemas.

A partir daí Sóchi viu uma procissão sem sal de carros de corrida e, realmente, há muito pouco a relatar. Na hora da relargada, as dez primeiras posições eram de Bottas, Vettel, Raikkonen, Hamilton, Verstappen, Massa, Ricciardo, Pérez, Ocon e Hülkenberg. Massa teve um pneu furado no final e precisou fazer um pit stop extra, terminando a corrida em nono. Ricardão abandonou na sexta volta com o freio traseiro direito em chamas. Tire os dois dessa lista de dez e na bandeirada as posições foram exatamente as mesmas: Bottas, Vettel, Raikkonen, Hamilton, Verstappen, Pérez, Ocon e Hülkenberg. Felipe ainda conseguiu se recolocar nos pontos e o décimo foi Sainz Jr.

Ou seja: ninguém passou ninguém. Por isso, do ponto de vista do espetáculo, o GP soviético foi muito pobre. Dos pequenos dramas, também. Lá pela volta 16, pelo rádio, Hamilton começou a conversar com a equipe sobre superaquecimento do seu motor. Subiu, caiu, melhorou, estabilizou, tá quente, tá frio. “Desse jeito estou fora da corrida”, concluiu o inglês após essa longa conferência sobre temperaturas em geral — faltou discutir qual a ideal para fazer ovo cozido com gema mole.

“Foi um fim de semana muito duro”, resumiu Lewis após o evento, reconhecendo que não se achou durante os três dias. De fato, ele não foi bem na Rússia. E como a prova teve apenas uma parada para todos como estratégia-padrão, a chance de algum pulo do gato — para ele e para qualquer outro que quisesse tentar algo fora do script — inexistiu.

As paradas começaram para a turma da ponta na volta 28, com o líder Bottas. Detalhe 1: Valtteri tinha 20 voltas na liderança acumuladas até hoje na carreira, sendo 15 neste ano já pela Mercedes e as outras 5 nos quatro anos anteriores pela Williams. No GP da Rússia, foram 44 no total. Detalhe 2: quando Vettel assumiu a liderança na volta 29, pela primeira vez um carro não-Mercedes liderou um GP em Sóchi desde o primeiro de todos, em 2014.

Apenas detalhes, quase irrelevantes. Muito melhor que isso foi o que aconteceu na volta 33, quando somente Vettel ainda não tinha feito sua troca de pneus e Raikkonen foi avisado pelo rádio qual era sua diferença para Bottas, então segundo colocado, imediatamente à sua frente. “Bottas? Como fui parar atrás dele?”, perguntou Kimi indignado. “Ele está liderando a corrida desde o início, Kimi”, respondeu seu engenheiro. “Ah, OK, pensei que era o outro”, encerrou o piloto. Confundir o líder é demais, Raikkonen puro, um temperinho delicioso num GP que padecia da falta de graça absoluta.

E para não dizer que não aconteceu mais nada, as últimas voltas ofereceram algum suspense, quando Bottas errou uma freada, deu uma detonada nos pneus dianteiros e começou a perder tempo. Tião Italiano percebeu e mandou a bota, com o perdão do trocadilho infame, e a diferença que estava estável na casa dos 5s depois dos pit stops começou a cair rapidamente. Deu a impressão de que poderia complicar quando entrou na casa de um segundo e alguns décimos, e nessa hora Sapattos pediu pelo rádio: “Não falem mais comigo até o fim”.

rus172

E assim foi. Em silêncio, sem se apavorar com o carro vermelho no retrovisor, Bottas recebeu a quadriculada apenas 0s617 à frente de Vettel, com Kimi fechando o pódio. Putin foi entregar os troféus e acabou-se tudo.

Nas entrevistas, todos disseram aquilo que realmente aconteceu: Valtteri mereceu vencer. “Hoje é o dia dele e estou feliz de testemunhar sua primeira vitória. Ele foi o melhor. Às vezes a gente não gosta de dizer isso, mas precisa admitir que outro piloto fez um trabalho melhor”, sintetizou o alemão, que deu um salto na classificação e foi a 86 pontos, contra 73 do opaco Hamilton.

Sapattos subiu a 63. Está na dele. A briga ainda é entre Vettel e Hamilton, mas vai que…

110 comentários

  1. Anselmo Coyote disse:

    Corridinha horrível, a não ser pelas declarações de Bottas mandando seu engenheiro largar de seu pé e de Kimi sobre quem liderava a prova. Aliás, quem corre sabe muito bem que isso é coisa normalíssima. Os carros são iguais e o número do carro é frontal. Não dá para ver o número do carro quando se é ultrapassado nem se o piloto tiver caçando borboletas e não concentrado na curva à frente.
    No mais, 1000 para o Bottas e 0 (zero) para os tocos da Ferrari que tinham a corrida nas mãos e deixaram o segundo piloto da Mercedes lhes bater as carteiras.
    É óbvio que essa “cagada” de Vettel e Kimi foi minimizada pela Ferrari e pela mídia, pois se fosse esculhambar teriam de esculhambar Vettel também.
    Ah… o Massa. É um verdadeiro empata-foda. Primeiro foi o Verstapinho, agora o Vettel… Para mim piloto deviam substituir a bandeira azul pela bandeira preta. Está a menos de 1s de tomar uma volta então game over para o piloto.
    Abs.

  2. Vanni Rebonato disse:

    Flavio,

    boa tarde !
    Na largada voce acha que foi patinada do Vettel ou cavalos extra na Mercedes ?
    De qualquer forma foi uma grande corrida do Bottas e vitoria merecida.

    Vanni Rebonato

    • Zé Tros disse:

      As Mercedes largaram melhor que as Ferrari. Tanto Vettel quanto Kimi patinaram na largada.

      • Vanni Rebonato disse:

        Ze,

        obrigado pela resposta !
        A minha sensação foi de cavalos extra na hora certa.
        Se fosse seria um bom detalhe tecnologico.
        Vamos ver as próximas corridas.

        Um abraço

        Vanni Rebonato

      • Zé Tros disse:

        Por nada Vanni. Mas é possível que os motores Mercedes ainda sejam mais potentes que os motores Ferrari, apesar de quê os motores Ferrari melhorarm muito. Talvez percam poucos cv para os Mercedes, não sei.

        Abraço.

  3. Léo disse:

    Flávio,
    Qual a sua opinião da notícia “extraordinária e em primeira mão” do Galvão sobre uma possível dupla Alonso/Massa na Renault em 2018?
    P.S: Enquanto você comenta que as corridas estão chatas sem muitas possibilidades de ultrapassagens, o Galvão disse como super amigo do Massa, que ele pretende continuar porque está gostando da “Nova F1″.
    Realmente assistir aos treinos e as corrida F1 é apenas para os apaixonados como eu (O que salva são os treinos transmitidos pelo SporTV, com Sérgio Maurício e Lito Cavancanti), pois o Galvão há anos está insuportável com suas histórias e comentários que se sobrepõe de forma autoritária ao Regis e ao Burti.

    • Paulo Pinto disse:

      Massa está gostando na “Nova F-1″? Tem explicação. Nessa F-1 ninguém ultrapassa ninguém, ou seja, ele não corre o risco de ser ultrapassado ( a não ser como retardatário). E isso é muito bom para um piloto que protelou sua aposentadoria.

    • Zé Tros disse:

      Pior foi ele tentar transformar o Massa num “Mestre dos Magos” dos pilotos. E no final ainda interpretou a imagem dizendo que Massa mandou Bottas ir cumprimentar Hamilton no final quando chegaram nos boxes.

  4. Thiago Christao disse:

    Ontem assistindo a corrida na Fox Australiana , os tempos de intervalo de um piloto pro outro depois que as posições e a procissão se estabeleceram reparei que por mais de 3/4 da corrida apenas um e no maximo dois pilotos se encontravam em menos de 1 segundo do piloto e frente e portanto na zona de DRS.
    O unico artificio autorizado para facilitar ultrapassagens e aumentar as disputas que é o que a gente quer ver, não pode ser utilizado a maior parte da corrida. Talvez se aumentassem o gap para 2 ou 3 segundos teriamos mais disputas em circuitos de longas retas como Monza e Spa , trazendo todo mundo pra briga .

  5. Alexandre disse:

    Uma corrida que deve ter batido o recorde negativo de ultrapassagens. Pelo menos a TV não mostrou nenhuma briga, nem lá pra trás. Surpresa do Stroll quase chegar nos pontos, com o P11. E que o JolyOFF Palmer faz na Fórmula 1? E o Nasr dando sopa por aí. Saudades da F1 dos anos 70 que quem era rico corria de carro privado e não tirava o lugar dos verdadeiros pilotos nas boas equipes. E o Räikkönen foi divertido demais com aquele rádio. E a “festa” dele no pódio? Chega ser engraçado ele jogando champanhe no Bottas, quase que sem olhar, como se fazendo por obrigação…

  6. Ricardo disse:

    Bottas vai ser campeão. improvável, mas vai.

    difícil é aguentar essa transmissão horrível de galvão bueno. o cara é um completo idiota.

  7. Eduardo_SC disse:

    Vitoria irrefutável de uma largada épica. Apesar de não torcer para ele, é bonito ver um azarão bagunçar as coisas e ainda mais desse jeito.

  8. Rui disse:

    Desta vez o Galvão falou do Alonso na Indy. O Regi foi dizer alguma coisa do primeiro treino do Alsonso na Indy essa semana e na sequência o Galvão chamou os carros da Indy de “carrinho” num circuito que “vira para um lado só”. Alguém aí percebeu? Coitado do Regi nem disse mais nada depois. Sabe Flávio, acho que não é com a emissora não, é com ele mesmo.

    • Zé Tros disse:

      Eu vi o Reginaldo falando. O GB eu não ouvi comentar nada não. E Rui, não é ordem da emissora não, é coisa de GB mesmo, pq na Sportv, que também é da Globo, os caras falam mais abertamente sobre outros esportes a motor.
      Eles falam RedBull, Toro Rosso…enquanto pra GB é RBR e STR. Outro dia eu vi o Lito falando explicitamente da FCA-Fiat Chrysler, enquanto GB se refere à Fiat como a marca que é dona da Ferrari, mas não diz Fiat.
      O Sérgio Maurício chamou a corrida de “corridinha meia boca”, enquanto GB ficou a corrida toda tentando passar uma emoção que não existiu.

  9. Alfredo Aguiar disse:

    Eu tô é achando muita rasgação de ceda por causa de uma vitória que foi decidida na largada e quem sabe pela “ajudinha” de um outro piloto nas voltas finais. Bottas tá longe de ser um piloto medíocre, mas ainda penso que o Hamilton é muito mais piloto. Basta lembrar de todas as ultimas corridas e será fácil ver que essa foi uma corrida anômala para os padrões de pilotagem do piloto inglês. Acredito que o Kimi deva em uma ou outra corrida superar o Vettel. Sempre tem uma pista ou um fim de semana que um piloto não se encontra com o carro. Mesmo sendo um bom piloto.

    • luigi disse:

      Achei muito pertinente seu comentário ,piloto assim como jogador de futebol também tem seu dia ruim como os goleiros e os atacantes ,mas os assistidores de corrida que são torcedores de futebol ,são muito lenientes com as jogadas mal executadas pelos seus jogadores prediletos mas não o são quando é um piloto que comete algum erro ,coisa de quem nunca sentou em um carro de alta performance e se acha o maior piloto de 1.0 , na marginal na hora do hush. Mas talvez devamos levar em conta que o Bottas ,só agora esta se “achando” dentro da Mercedes, onde Lewis já esta a um bom tempo (eu particularmente nunca achei o Bottas mais que um bom piloto ,talvez eu deva queimar a língua ,como queimei quando achava que a rossa di Maranello , continuaria o seu calvário de insucessos e a nova turma do Marchionne ,esta mostrando competência , turma que cuidava das Ferraris do W E C e outros campeonatos de G T´s , como os engenheiros Simone Resta e Enrico Cardille. E tem gente que ainda acha que as grandes cabeças do automobilismo esportivo só estão na F 1
      Disse Marchionne ,porque foi ele que decidiu fazer a mudança e não o Arrivabene.

    • Zé Tros disse:

      Mas é sempre assim. Há pouco tempo atrás, transformaram Verstappen num deus do Olimpo por conta de uma corrida.

  10. Bola da Vez disse:

    Bottas só venceu porque Hamilton estava em quarto. Se Hamilton estivesse em segundo, a história seria diferente. Será que ninguém enxergou isso?

  11. Hoje todo mundo torceu pro Bottas, até o Massacrado! O Vettel pode não ganhar esse campeonato, mas a Ferrari está bem superior em relação ao ano passado. Para um piloto sumido como o Hamilton nessa corrida o quarto lugar ficou de bom tamanho. Pro Stroll a corrida foi positiva apesar da escorregada no início da corrida e das críticas do seu Galvão Bueno, mas ainda vai ter que trabalhar muito pra amadurecer. Pobre Alonso agora se encontra no Fundo do Poço com sua McLaren Carroça Honda sobrando só as 500 Milhas de Indianápolis como prêmio de consolo.independente do resultado.

  12. Lucas disse:

    Felipe MASSA IMBECIL…atrapalhou a corrida do Vettel… cadÊ que GALVÃO CAMARÂO falou isso? hahaha pense numa transmissao merda da GLOBO…enquanto Vettel vinha voando e tirando tempo para Bottas eles conversavam porcaria, contei umas 6 voltas enquanto a equipe da GLOBO nao falava na corrida, e sim da Russia, crise politica etc..

  13. Maurício disse:

    Bem malandrinha a fechada do Massa no Vettel no final da prova.
    Lembrando que a Massa / Williams correm de motor Mercedes e tiveram envolvimento direto na ida de Bottas para lá.

    • Anselmo Coyote disse:

      Carro que está a 1s de tomar uma volta devia receber bandeira preta. Ir para o box assistir ao resto da corrida ou tomar sorvete, jogar baleia azul… qualquer coisa, menos ficar ensebando na pista atrapalhando quem está na disputa.
      PS. Não curto o piloto Vettel absolutamente em nada.
      Abs.

  14. jean carlo disse:

    Em minha opinião, vettel é um bom piloto. Mais que isso, quase um ótimo piloto, dos melhores de sua geração.
    mas tem um currículo muito superior ao de sua capacidade, hoje era prova pra ele.
    Mas, analisando o campeonato, acabou se dando bem, já que hamilton vai só voltar ao campeonato lá pela metade.
    Não dá nem pra apontar fracassos ou grandes sucessos, fora o bottas. M surpreendi com a personalidade dele, e, ainda bem que tinham as ferraris no meio dele e do hamilton, senão ia ter que abrir.

  15. Onze anos sem título! disse:

    Alonso… quem… quando… onde?

    • albero disse:

      Será que é muito difícil ,ou você realmente ,por falta de Q I ,não consegue entender que os resultados de corrida do Piloto Fernando Alonso ,são em função do carro /unidade Motriz Honda e não por incapacidade pessoal dele . Não gostar da pessoa “Fernando Alonso” é uma coisa ,mas desconsiderar sua capacidade de pilotagem (e também pilantragem) é admissão de completo desconhecimento sobre carros e pilotos na história do automobilismo desde que ele existe.

  16. Marcos Cardoso disse:

    Triste F1 de hj, prova sem sequer uma única ultrapassagem…

  17. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : Botas salvou a pele dele,parabéns,a pista é uma droga só um ponto de ultrapassagem.Massa trocar pneu na volta 22 ,tática bem burra essa .

  18. Wolfpack disse:

    O dedo médio do alemão ao Felipe Massa mostra o seu carater, lobo em pele de cordeiro. O cara chora chora demais, ao lado de Don Choron, é o que mais chora no grid. Não passaria nunca o Finlandês, mas tem que jogar pras câmeras, como faz o Don Choron, que irá lustrar os dentes nos muros da Indy. As flechas de prata ainda são os melhores carros e nas próximas corridas mostarão isso. A fiat não tem chances.

    • Zé Tros disse:

      E mostra tbm quem é que pira quando está sob pressão. Passou 2016 todo reclamando de tudo e de todos. Até o diretor Charles Whiting foi vítima de seus chiliques. Sem falar na presepada que fez na frente das câmeras quando Kvyat bateu nele.

    • Alfredo Aguiar disse:

      A bem da verdade quem mostrou o seu caráter, ou a falta dele, foi o piloto brasileiro que abriu pro finlandês e fez que não viu o alemão. Além de não pilotar e não ganhar nada, ainda atrapalha quem sabe pilotar e quer ganhar a corrida. Mas vai explicar isso pra um pacheco!!!

    • albero disse:

      Você nunca deve ter feito isso em alguma rua ou rodovia em algum dia de sua vida de motorista comum ,não é mesmo ? E sem valer nada !
      Talvez você nunca tenha participado de uma competição ,com possibilidade de vencer e não ter a possibilidade de ganhar por ter sido atrapalhado por um “participante sem ambição” que só esta lá para compor grid. Gostaria muito de saber sua opinião se o caso fosse o inverso ,será que você teria a dignidade de ofender o piloto brasileiro da mesma forma como fez com o alemão . Coisa feia ter dois pesos e duas medidas ,pode demonstrar caráter dúbio.

  19. Rafael disse:

    Transmissão sofrível do narrador oficial…Burti salvou hoje, foi muito bem.

  20. Luis disse:

    Hoje o Luciano Burti na TV disse algo interessante que vai repercutir durante a temporada: o carro do Vettel utilizou nessa corrida a terceira unidade de turbo, e só são permitidos o uso de quatro durante a temporada toda.

  21. Rafael disse:

    Transmissão sof

  22. Saima disse:

    Muito legal o Bottas ter vencido. Vai ser bom ver o popstar marrento levar ferro. Quanto à corrida, a expressão do Raikkonen no pódio explica..

  23. joel lima disse:

    Vou torcer pro Kimi dar uma acordada, ganhar o próximo gp e o Vettel não pontuar. Aíteríamos emoção por alguns gps.

  24. valter rodrigues disse:

    Ao final do TC quando marcou o P3, Bottas declarou que a reta iria favorecê-lo na largada. Previsão de piloto experiente. Obteve 100% de sucesso na sua estratégia de largada, isso claro, considerando que Vettel patinou. Parabéns ao Bottas. E só. A corrida foi modorrenta, a vitória foi modorrenta e a comemoração também foi ainda mais modorrenta para quem vence pela primeira vez. Vettel e a Ferrari mostram que estão muito melhores que a dupla Hamilton/Mercedes. Rosberg está fazendo muita falta ao Hamilton. E, FG, vou comentar aqui sobre o que Milton Neves sempre diz: “Não há fase boa que dure para sempre e nem fase ruim que seja eterna”. Esse ditado, que já coube a outras equipes, hoje cabe a Mercedes.
    Quanto ao Alonso, o fim de sua carreira, chegou mais cedo. Que seja muito feliz em terras do Tio Sam.

  25. Helio disse:

    Sem duvida a corrida mais chata do ano. Não houve disputa pelo pódio , nem ameaça ao primeiro , nem ao segunda , nem ao terceiro lugar . Começou e terminou igual . Quanto ao campeonato não tenho dúvida de que a disputa pelo título será realmente entre Vettel e Hamilton, podendo os demais pontuar de forma constante e até vencer uma e outra. A Ferrari muito forte , mas as Mercedes continuam à frente. É muito melhor ver equipes disputando , que só uma vencendo .

    • Zé Tros disse:

      Na minha visão a Ferrari está melhor que a Mercedes. em ritmo de corrida e no desgaste de pneus. A equipe alemã até melhorou um pouco o consumo de pneus.

      Talvez, a Mercedes esteja à frente em uma volta de classificação, por exemplo.

  26. Glauco Tavares disse:

    Após os testes de pré temporada tive praticamente certeza que o tetra de Hamilton já estava no bolso, felizmente estava enganado! Caso não haja alguma reviravolta na fase européia do campeonato é o penta de Vettel que esta se desenhando…
    A vitória de Bottas foi legal e teve 100% de méritos do rapaz, porém não será o suficiente para mudar o estatus de segundo piloto, a Mercedes contratou ele para isto e ele sabe bem disso! Hamilton agora tem que honrrar sua condição de primeiro piloto, por a cabeça no lugar e brigar até o final pelo campeonato. Tomara que no final o queridinho da F1 tenha que “comemorar” mais um vice!!

  27. cesar disse:

    Muito bom comentário gomes. Vettel inteligente viu que não dava pra ultrapassar catou pontos importantíssimos na luta pelo campeonato. agora que palhaçada desse Fernando Choronso viu, duvido se ele não fez de propósito deixar a maclarem no meio da entrada dos boxes ali, bem ao estilo dick vigarista, e assim vai experimentando seu próprio veneno. bem feito

  28. Garlet disse:

    Assisti a transmissão inglesa, Skysports. Disseram que a Mercedes era 8 milhas/h mais rapida de reta, e soma-se a dificuldade em ultrapassar, mais a largada do Bottas. Realmente a Ferrari poderia ter vencido mais essa, que por sinal éuma pista em que a Mercedes é fortíssima.

  29. rafaelle disse:

    para tudo, cadê o negão? tô torcendo pro Bottas, mas nunca imaginaria aquela largada. Prova chata, o final até ajudou. Mas hoje meu principal parabéns vai pro Galvão (retiro o que eu disse, “das bolas”) o pessoal da equipe dele parece que tava flutuando em paz. Hoje eu gostei demais da transmissão, tomara que seja assim toda temporada.
    “Muita coisa nesse GP vai ser condicionada pela largada” e “quase rodou, mas deixou para amanhã” certeiro.

  30. gabriel disse:

    Impressão minha ou o Massa segurou o Vettel no fim pra ajudar seu amigo Bottas?

  31. Carlos disse:

    A Mercedes sente saudades de Rosberg, afinal ele é que era o grande responsável pelo desenvolvimento e acerto do carro.

  32. Fabrício Carvalho disse:

    O irônico é que, segundo o pessoal do SporTV no sábado, o Alonso elogiou o carro da McLaren no sábado, e hoje o carro nem largou.

  33. Chupez Alonso disse:

    Hoje o motor Mercedes engoliu o motor Ferrari na reta de largada.

    Algo semelhante a isto:

    https://youtu.be/8ANP-ZkZn70

    E volto a repetir o quque disse no post passado:

    Se a Mercedes quiser ganhar o campeonato de pilotos terá que priorizar o Bo77as.

    Hamilton já piro pirou cabeção.

    Allez Mão!

    Chupa Allonzo!

  34. Alexandre disse:

    Nenhuma nota sobre o Alonso ou esse problema da Mclaren-Honda merece uma postagem mais detalhada? Pq ôh sofrimento viu…

  35. Segafredo disse:

    kkkkkkk…….a pole “foda” do SchukruteFakeJr não serviu de muita coisa. Continua o mesmo pilotinho de merda, e hoje, mesmo com o melhor carro do fim de semana, provou isso novamente!

  36. jao disse:

    Uma coisa me chamou muito atenção nas imagens aéreas do podio…além dos carros dos 3 primeiros, um ultimo carro aparece e é exatamente o de massa que quebrou o protocolo pra ir lá cumprimentar seu ex- companheiro de equipe. Outro ponto são as declarações do Bottas enaltecendo o Brasileiro nesse final de semana…Amigos, que homão da porra!

  37. joel lima disse:

    Acho que é a primeira vez na f1 que dois pilotos finlandeses estão no pódio. Aliás, a Finlândia está pra f1 como o Uruguai pro futebol = quase um milagre que países com população tão pequena (se somar as duas não dá a zona leste de sp -rs ) fazem história em esportes de apelo mundial ( o Uruguai só não ficou entre os 4 primeiros por causa da mordida do Suarez, que lhe custou a perda do restante da copa)

  38. MarcioD disse:

    Excelente corrida de Bottas, num pulo sensacional deixou Kimi e Vettel para trás na largada, logo começou a abrir distancia e no final resistiu à pressão de Vettel que contava com melhores pneus. Quando todos achavam que o campeonato se decidiria entre Vettel e Lewis agora temos Bottas na disputa. Acredito que Kimi só será um coadjuvante, não tem mais a garra de um campeão. Se a Ferrari perder o campeonato de construtores este ano, o que implica em menos grana na conta, acho não ficará com ele ano que vem. Isto é bom para a F1, dar oportunidade para pilotos novos e rápidos com mais gana pela vitória.

    Uma das coisas mais legais de se ver na F1 é quando um piloto mais novo estreia em uma equipe que conta com um medalhão, que esteja há muito tempo nesta mesma equipe sendo campeão por ela e por ser este novato um piloto rápido, começa a colocar pressão neste medalhão, caso de Bottas e Lewis, chegando às vezes a derrota-lo (Senna e Prost 88) e até mesmo surra-lo (Ricciardo e Vettel 2014).

    Agora Lewis tem além da pressão externa da disputa com Vettel, a pressão interna do companheiro de equipe. Toto acertou na contratação de Bottas e vem ai mais uma dor de cabeça para administrar. Gosto do estilo de pilotagem de Lewis, mas creio que as coisas este ano vão ser bem mais difíceis para ele do que no ano passado. Vai ter que repensar muita coisa, senão adeus mais um campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>