EL REY | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 28 de maio de 2017 - 16:34Indy, IRL, ChampCar...

EL REY

Não deu, mas foi uma aventura extraordinária. Guiou como um campeão, o tempo todo entre os primeiros, com chances reais de vitória. Não sei se vai tentar de novo. Mas Alonso provou hoje que é um gigante entre os maiores. E a Honda, puxa, a Honda… Que merda, a Honda. E que incrível, a Honda! Afinal, Takuma Sato ganhou, o que é igualmente sensacional! Foi um domingo de gala, em resumo.

indy17abre2

136 comentários

  1. Paulo Pinto disse:

    Muita preparação, conversas, informações, treinos, acertos e finalmente a corrida. A festa estava delineada, só esqueceram de combinar com o motor Honda para ele não abrir o bico.

    O consolo é que a vitória, com motor Honda, foi de um ex da F-1. Parabéns, Takuma Sato, segurou fortes adversários na hora da verdade com fibra e talento!

  2. Eduardo Aranha disse:

    Estranho que nos destaques da matéria sobre as 500 milhas não tenha qualquer referencia a emocionante disputa na parte final da corrida, entre o Sato e o Castro Neves.

  3. Alan Borghini disse:

    Que piloto sensacional.
    Fez uma corrida na Indy de tirar o chapéu.
    Brigou pela ponta no final, até sair da prova.
    E estava dando pau no … Alonso.
    Estou falando do cara que mais fez e ninguem viu: James Davison.
    Alonso é um grande poloto sem resultados.
    E outros fizeram mais que ele nessa corrida, mas com menos assessoria de imprensa.

  4. Leonardo disse:

    Um racer, disparado o melhor piloto da atualidade. Gente ele nunca havia corrido em oval. Show. Sinceramente, acho que ele deveria correr na Indy em 2018. Vai dar show. É seria ótimo acompanhar​.

  5. Vila Verde disse:

    Alonso foi o rei, Sato chegou em primeiro, mas o maior vencedor do dia foi Scott Dixon.

  6. Danir disse:

    Assisto Formula 1 desde quando começou a ser televisada e Formula Indy também. Enquanto a F-1 fica na mesmice com regulamento que não favorece a competitividade, a Indy é justamente o contrário. Mesmo que em alguns momentos se possa fazer críticas, a categoria americana sempre pode trazer emoção e surpresa. E no meu entender, corridas em ovais não têm nada de chatas ou fáceis (para os pilotos). É competitiva o tempo todo e penso que deveriam dar mais ênfase aos ovais revertendo as proporções entre ovais, circuitos tradicionais e de rua. O oval é o próprio espirito americano. Piloto para andar em oval tem que ter técnica, arrojo e muito talento. Nestas horas, se vê o que um piloto fora de série pode fazer. Alonso demonstrou o que já sabemos com Emerson Fittipaldi, Andreti, Manssel, Hill e muitos outros. Quem é bom, é bom em qualquer lugar seja em ovais na Indy ou em pistas tradicionais na F-1 ou em outras categorias. O cara vai lá e faz chover. O fato de não ter vencido, so mostra que a competitividade ´é grande. O brasileiro Helio de Castro Neves fez uma grande corrida e só não ganhou porque tinha um Japonês rápido com um carro matador. Alias, eu creio que a política da Honda de trazer motores mais fortes e um pouco frágeis, tinha uma grande dose de risco, mas se somente um durasse até o fim, seria o suficiente para levar o botim. E desta vez, apesar do talento do Alonso, a sorte sorriu para o japonês que tinha o motor certo. Nas palavras do Hélio, o Japonês tinha um canhão e ele não conseguiu se manter à frente e depois não conseguiu recuperar. Coisas de uma Indy competitiva e imprevisível. O Helio, o Takuma Sato, o Alonso estão de parabéns. E todos os outros também. Grande corrida, interessante do começo ao fim. Não dá para dormir.

  7. Apm disse:

    Difícil aguentar a gritaria do Teo

  8. Paulo disse:

    E não e que o Teo José acertou hein.. tanto o rendimento do Alonso no fim da prova.. quanto o vencedor.

  9. LUZ PRATA disse:

    Boa noite Gomes e galera.
    foi Muito Bem o Estreante Alonso…
    andou sempre no pelotao que disputava a Ponta….
    mostrou muita caregoria e Garra…
    e como Sempre a Insana carrera teve acidentes Incriveis…
    gracas aos Deuses da velocidade …que estavam Bonzinhos hj ninguem saiu Morto da Insana carrera Bizarra !!!! valeu.

  10. Fernando disse:

    Vida longa EL REY!!!

  11. André Sb. disse:

    Lenda do automobilismo, um grande privilégio ser contemporâneo desse mito.

    Uma pena que não tem um motor decente em sua Mclaren, se não estaria disputando títulos na F1…

  12. Marcelo R. disse:

    No padock GP o Téo José tinha dito que muita gente acreditava que os motores Honda não iriam aguentar. Pensei que depois da interrupção da corrida por conta do acidente do Dixon, por conta de que os motores foram desligados talvez eles aguentassem, mas quando o Hunter Ray abriu o bico vi que os demais seriam questão de tempo, agora Sato estava forçando muito mais do que ele, pensei que o motor do japonês iria primeiro.. Agora, Alonso guiou muito, mais muito mesmo, o cara é um fenômeno. Fez algumas ultrapassagens por fora e estava muito bem colocado. Agora, acho que a trinca McLaren-Alonso-Honda não continua. Um deles não fica.

  13. Flávio Francisco disse:

    Alonso é um monstro.
    Está ali coladinho, um degrauzinho abaixo dos Deuses Prost e Senna.

  14. Luiz G disse:

    Incrível Alonso.
    Como torci por ele.
    Terrível a Honda….Motores estourando ás pencas no final…

    Será que vale uma conspiração de que a Honda privilegiou Sato?

    Tô ficando velho pra essas emoções fortes.

  15. Wolfpack disse:

    Don Choron pilotou como campeão, merecia melhor sorte, mas com a Honda derrubando o cara não dá. Ele merecia correr pela Mercedes ano que vem.

  16. Breno Tanaka disse:

    El Rey del Honda explotado.

  17. Fernando disse:

    Vida longa ao EL REY!!!

  18. Rafael Wüthrich disse:

    O que o espanhol fez não foi pouca coisa. Ele levou 15 dias para domar um carro totalmente diferente do que está habituado, a correr em um circuito oval e disputar, cabeça a cabeça, com os pilotos mais experientes da categoria.

    E não foi só. Fez prova espetacular, liderando, fazendo várias ultrapassagens e mostrando competitividade monstruosa. Não fosse o motor da Honda, teria certamente terminado entre os 5 melhores. Alonso é muito mito.

    E, contra os bairristas, mostrou que é mesmo melhor que Hamilton e Vettel. Duvido que teriam culhões para fazer o que o espanhol fez – Vettel ano passado dava chiliques com um carro instável e Hamilton fez chororô, chamando Indy de série B -, e diante do que foi a modorrenta Monaco hoje de manhã, deu um show.

    Definitivamente, Alonso é um dos maiores de todos os tempos, mesmo tendo ganhado “apenas” 2 mundiais de F1. Que monstro.

  19. Lucas Martin disse:

    Estou muito feliz com a vitória do Sato, sempre foi meu segundo piloto na sua época de F1. Pena fazer tanta besteira mas era garantia de ação, numa época em que todo mundo disputava na estratégia ele colocava do lado nas freadas.

  20. Luciano disse:

    Perfeito comentário ao contrário dos irmãos responsáveis pelo Twitter grandepremio.

    Parabéns Alonso e Sato

  21. Galvão Bueno de Madri disse:

    Que corrida espetacular, um show de técnica, habilidade e bravura… 200 voltas correndo em círculos em altíssima velocidade e ninguém vomitou!!! Verdadeiros guerreiros do asfalto. E Alonso, ah Alonso… mito, lenda viva das pistas, um Racer nato! Apenas um extra serie como Alonso é capaz de correr de igual para igual contra a verdadeira nata, a fina flor, monstros sagrados das pistas como, Takuma Sato, Helio Castroneves, Ed Jones, Max Chilton, Tony Kanaan, Alexander Rossi, Gabby Chaves, Graham Rahal, Simon Pagenaud, Ryan Hunter-Reay…. enfim a elite do automobilismo mundial num circuito e num carro onde ele não tinha qualquer experiencia anterior, gênio, gênio!!!
    Que privilegio ver um dos maiores de todos os tempos em ação, o dia de hoje foi épico, inesquecível, testemunhamos historia amigos! Vamos lançar o movimento #fica Alonso!!! A F1 não é digna de tanto talento, a Indy é seu verdadeiro lugar Alonso, lá, só lá você pode enfrentar os grandes do automobilismo mundial nos mais incríveis circuitos pilotando os mais belos e potentes carros do mundo.
    #Alonsothebiggestever

  22. Alexandre Soucha disse:

    O Alonso parecia um “excelente veterano”, mas que promete ganhar se caso tentar novamente,se o carma não tivesse se repetido ,teria chegado pelo menos entre os 3 primeiros!
    Este foi o melhor acontecimento do ano no esporte a motor,desde já desejo meus parabéns a todo povo Japonês,por que essa vitória do Takuma, vale por tudo que vocês já fizeram pelo esporte a motor, seja com motor, patrocinador ,pilotos e grandes prêmios!

  23. José disse:

    Flavio, ja faz uns dias que ando pensando, o Alonso parece que gostou de correr lá, o Prost disse que a Renault não vai ter carro pra vencer pra oferecer pro Alonso ano que vem, Mercedes e Ferrari não devem oferecer cockpit pra ele, se não me engano semana passada a McLaren jogou no ar a possibilidade de se aventurar por outras “terras” além da Fórmula 1. Você acha que existe aí uma possibilidade de parceria Mclaren/Andretti/Honda e levarem o Alonso pra indy por toda a temporada? Lá pelo menos ele estaria disputando pódios, corridas e quem sabe o campeonato e não andando do meio pra trás com o carro quebrando sempre na Fórmula 1. Ou será que a parada seria apenas a Indy 500 e pronto?

    Sobre a corrida, foi demais, Alonso andou sempre na frente, o no final torci muito pelo Héliocas Troneves, mas não rolou. De qualquer forma foi bonito ver o Sato vencer. E que panca do Dixon, sujou a cueca com certeza. Lembrei do acidente do Greg Moore…

    Ah e ainda sobre o desempenho do Alonso, não vamos esquecer que o Mansell em sua primeira Indy 500 foi terceiro.

  24. AndréRC disse:

    Foi mágico, espetacular. Torci muito pelo Alonso.

    Dos meus 13 aos 26 anos (1998 a 2011) fui a todos os GPs Brasil de F1, sempre no Setor A, tomando chuva, sol e sendo assaltado nos arredores de Interlagos um ano.

    Sempre fui fã do Rubinho e sonhava conhecê-lo.

    Até que em 2012 fui no GP Brasil da FIndy e me apaixonei pela categoria. Com o ingresso mais barato que era quase metade do mais barato da F1, tive acesso à garagem e a oportunidade de tirar foto com Tony Kanaan, encostar a mão no pneu da Ganassi do Franchitti, coisas que nunca cheguei nem perto na F1 que, aliás, hoje, acompanho a distância, ainda, mas perdi a paixão de desembolsar mil Temers para ficar no Sol/Chuva e ouvir motores que fazem menos barulho que o Fuscão do meu pai.

    A vitória do Sato é dessas coisas sensacionais que só as 500 milhas proporcionam. Alonso foi grande, mostrou estar um degrau acima de todos os pilotos. Que volte logo à Indianápolis.

    Só fiquei um pouco chateado porque senti o grande Felipe Giaffone, tetracampeão da Truck, algumas vezes, gorando o Alonso, sempre alertando que “logo o Alonso veria o que eram as 500 milhas nas voltas finais”…

    Mas… sensacional corrida… espero um dia ver ao vivo e levar meu pai para retribuir todos os anos que ele me levou à Interlagos…

  25. Lucas disse:

    Depois de um (mais um…) GP de Mônaco modorrento pra cacete, que Indy500 foda do caralho!!! Que corridaça!
    O Alonso é o cara mais zicado do mundo dirigindo um motor Honda em competições, mas enquanto pôde deu um show de pilotagem para quem nunca havia andado em um oval na vida!
    E que desempenho desses rapazes ex-F1: Sato, Chilton e Rossi… pqp!!
    Monstro o Téo José na narração e na previsão do vencedor! A galera aí do PaddockGP vai ter que pagar uma cervejada daquelas para ele. Hehehe!!!

  26. Jordan disse:

    Chupa Alonso, da-lhe Sato e Castro Neves.

    • Danielle disse:

      Opa, melhor colocar gelo nesse cotovelo, dizem que minimiza a pancada. Espanhol é mito sim, e incomoda muita gente, mesmo sem disputar títulos a um tempão. agora imagine se estivesse, hahahaha!!

  27. AS disse:

    A TV americana ficou impressionada com a pilotagem do espanhol… Diziam que parecia um veterano. Eu fiquei impressionado… pilota muito.

  28. Manoel Jose Ferreira Nunes Filho disse:

    Pense numa pessoa que torceu pelo espanhol. Podem dizer que é marrento, que tem problemas de trabalhar em equipe, etc… Mas ele é FODA!

  29. Carlo Germani disse:

    1) Scott Dixon
    * nascimento: 22/7/1980
    * 36 anos em 22/7/2016 (3º ciclo de 12 anos na ciência numerológica – período,por um ano,de mega provações).
    * renascimento: 28/5/2017

    2) Alonso:
    Se tentar,novamente,as 500 milhas em 2018,não sairá vivo.
    Em 29/7 próximo,Alonso fará 36 anos.
    Onde estiver (F1-Indy-???) estará sob mega provações generalizadas.

    Quem viver verá!

  30. Peixe disse:

    Foi lindo…
    Ver o Alonso pilotar em Indianápolis, sempre na frente, sempre ali!
    Sempre deixando a gente pensar: “Esse cara vai ganhar!”
    Não ganhou, mas ganhou.

    Ganhamos

  31. mario disse:

    Helinho tava voando ! A pergunta é : Será que aquela asinha quebrada fez a diferença toda ?
    Não dá pra acreditar no azar do Alonso . Tava guiando como um veterano , se não vencesse , ficaria entre os 3 primeiros . Depois dessa vitória do Sato , acho que a Honda nem vai mais ligar para as críticas que vem recebendo na F1 .

  32. Carlos Pereira disse:

    Nos bastidores Alonso vai mandar a Honda pra PQP.
    Ou ele é pé frio demais, ou a Honda não combina com Laranja.
    3 desistências no mesmo dia vestindo laranja … É praga. Só pode.

  33. Lucas disse:

    Para mim, dos pilotos da era moderna, e por era moderna entendam de uns 1970 pra frente, existem apenas três que realmente são os melhores (não necessariamente nessa ordem):

    Schumacher
    Senna
    Alonso

    Existiram grandes pilotos, como o Prost, como Hamilton e Vettel, dentre outros. Mas, na minha visão, apenas estes três são legítimos racers. Corredores geniais e que sentem um prazer em guiar que vai além destes outros meros mortais.

    Recers ao ponto de ter desempenhos individuais em corridas que vão além de qualquer expectativa, como fazia o Senna.

    Racers ao ponto de, mesmo com 40 anos, aposentado a três e sem mais nenhum condicionamento físico, voltar a correr pelo simples prazer de guiar.

    Racers ao ponto de empreender uma aventura homérica, indo para o outro lado do mundo para viver uma experiência completamente nova, e de ter condições de combatividade em que sequer conseguiria sonhar com o carro que tem nas mãos atualmente na categoria em que disputa.

    Alonso, para mim, não é apenas um grande piloto. É um verdadeiro gênio, comparável apenas a estes outros dois.

    No mais, espero que este intercâmbio possa possibilitar uma maior proximidade da Indy com a F1. É fato que o automobilismo não vive seus melhores dias, então unir forças para chamar mais a atenção da mídia seria benéfico para todo mundo.
    E elogio muito a forma como a Liberty lidou com esta decisão do Alonso, sabendo como tirar proveito disso inclusive com aquela ligação ótima para o Button antes da corrida.

    Nada disso teria acontecido em tempos de Ecclestone.

    Os tempos estão mudando, e eu estou gostando muito disso!

  34. Luiz Carlos Barbosa disse:

    Corrida que ganha por um japonês não poder ser grande coisa !!!

  35. Glauco de F. disse:

    Alonso, definitivamente e de forma inquestionável, cravou seu nome entre os maiores. Se muitos ainda hesitavam em não o colocar na mesma linhagem dos grandes, a “aventura” nos EUA demonstrou que está muito além da grande maioria dos pilotos da F1 atual. É uma pena que a Honda “abriu” o bico no finalzinho, e não somente com ele…

    Tomara, sinceramente, que o possível gosto de “quero mais”, competitivo como Alonso o é, faça o voltar novamente a Indy 500.

    Ganharíamos todos aqueles que realmente gostam de automobilismo, seja aonde for que estiver presente a verdadeira disputa, como foi na Indy 500 2017.

  36. Rossano disse:

    É. Entao motorzinho de Civic não é tão ruim assim né…….

  37. João Ernesto disse:

    Simplesmente não acredito no que acabei de assistir…

    Óbvio que não vou desmerecer o Sato, ao contrário. Parabéns a ele.

    Mas todo torcedor é passional e estava torcendo era pelo Alonso mesmo. Até porque, caso ele fosse vitorioso, gostaria muito de ver as consequências “políticas” disso na F1.

    O Hélio despensa qualquer comentário. Correr em alto nível aos 42 anos… já está além de qualquer elogio bem como além de qualquer obrigação.

    Tony segue como um piloto espartano. Combativo. Audacioso. Herói.

    A Indy 101 foi BEM melhor que a Indy 100.

    Corrida para quem gosta de corrida.

  38. jean jacubowski disse:

    fazia muito tempo que não via uma corrida de formula indy. e foi bem divertido.
    monaco foi muito chato e essas presepadas da ferrari sempre pioram as coisas pra todos.
    mas uma coisa foi interessante, cada um a seu jeito, foi claro que os grandes pilotos como vettel e alonso não são o que são pq fazem uma ou duas voltas rápidas ou corridas corretas, eles sáo constantes em todas as voltas.

  39. Paulo Pinto disse:

    Existe alguma incompatibilidade entre Fernando Alonso e o motor Honda. Não tem outra explicação.

  40. ags disse:

    Esse cabra foi quase …
    Ele sabe do que faz..
    Ao passo que um Pigmeu anda reclamando desde que sabe se por piloto..
    Pig..vai brincar em Monaco..deixa essa chance passar não..
    Depois vce leva um pancão e vai ficar de molho..

  41. Samuel disse:

    O Alonso guiou muito e fez uma baita corrida. Sairá um piloto ainda mais completo depois de Indianápolis 500.
    Mas incrível mesmo é a lábia do Téo José: cravou o Takuma Sato no Paddock GP e acertou em cheio.

  42. Eltontoptec disse:

    Que pena pro Helinho, que massa pro japa e pra geral e que karma horrível esse da associação Alonso/Honda.

  43. Goos disse:

    Alonso gigante!
    Um campeão, guiando em uma categoria totalmente desconhecida para ele.
    E foi dos melhores…
    Impressionante!
    Gigante!

  44. Chupez Alonso disse:

    É, definitivamente, é carma.

    Takuma Sato vence a Indy 500 com a merda da Honda.

  45. Fernando disse:

    Depois de uma prova de F1 chata e nojenta como a de hoje, todos os olhos estavam voltados para o Alonso. Que não decepcionou, andou sempre nos ponteiros e fez muito bonito. Que piloto, madre mia!!!! Podem chamar de vigarista…de xiliquento (todos os campeões são) de qualquer merda, mas quando baixa a viseira e senta a bota poucos são como ele. Vettel e Hamilton, sinto muito aos bairristas, ainda estão um degrau abaixo.
    Alonso é mito, lenda viva que ainda podemos ver em ação, que a gente saiba aproveitar isso.
    Valeu todo o esforço trocar Mônaco pela Indy hoje. Todos saíram ganhando. Se tivesse na F1 hoje, ele teria sido no máximo 8 ou 9, o que isso significa para um piloto do seu calibre??? Absolutamente N-A-D-A. Alonso tem talento pra ser campeão da Indy com sobras, muitas sobras. Racer genuíno.

  46. Fernando Monteiro disse:

    Uma pena que o motor Honda abriu o bico, eu estava até animado e torcendo muito, mas depois que o segundo motor Honda quebrou fiquei meio ressabiado, achei que quando o asturiano forçasse no fim poderia haver a quebra, não deu outra. Que sina essa de Alonso e a Honda!! Uma pena, Alonso merecia melhor sorte.

  47. josé disse:

    O cara é bom. Fácil, fácil entre os melhores que já vi.

  48. Anselmo Coyote disse:

    A Honda deixou Alonso pelo caminho mais uma vez. E ela estava indo tão bem.
    Abs.

  49. samir disse:

    Flavio

    Assisti a corrida e o Fernando Alonso foi simplesmente sensacional.

    Mostrou que um grande piloto e paga o preço da honda na formula 1.

    Abs

    Samir

  50. Chupez Alonso disse:

    Motor Honda do Al Onso estourou?

    Só pode ser carma.

    E ninguém vai falar do Max Chilton não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>