HOMEM DE VISÃO DO ANO – 2009 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 20 de junho de 2017 - 17:35F-1

HOMEM DE VISÃO DO ANO – 2009

alonso2009RIO (cadê o sol, gente boa?) – E então que anos depois Nick Fry revela que Fernando Alonso recusou uma proposta da Brawn para defender a equipe em 2009…

Fry era dirigente da equipe, montada sobre os escombros da Honda. Alonso, naquela época, já tinha voltado para a Renault depois de quebrar o pau com Hamilton na McLaren.

Olhando agora, é claro que diante de uma informação dessas a nossa única reação é: nossa, que anta. Devia ter ido correndo! Afinal, a Brawn fez um carro imbatível, que acabou campeão com Jenson Button — um bom piloto, sem dúvida, mas que não faz parte de nenhuma lista dos dez melhores da F-1 em todos os tempos. Talvez nem dos 20 melhores. Nem dos 30. Bom piloto, bom sujeito, ponto.

Mas acho que todos fariam o mesmo que Alonso, naquela situação. Quem apostaria uma peseta furada naquela aventura em 2009? Ross Brawn comprara a equipe pagando aos japoneses uma quantia simbólica que, na época, disseram ter sido de um dólar. Isso porque a Honda decidiu de uma hora para outra, no final de 2008, se livrar de sua operação na F-1, que só tinha trazido dissabores nas temporadas anteriores. Quanto antes saíssem, melhor. E pegaram todo mundo de surpresa — inclusive Bruno Senna, que muito provavelmente seria seu piloto titular se a montadora seguisse na categoria.

Ross encarou o desafio/maluquice. Costurou um acordo com a Mercedes para ter motores e finalizou o projeto de carro que já tinha sido iniciado por ele e pela Honda muitos meses antes. E com sua genialidade de engenheiro multicampeão, encontrou uma brecha no regulamento que resultou nos famosos difusores duplos — que acabariam sendo o grande diferencial da equipe no campeonato.

Foi tudo feito a toque de caixa, e a Brawn só conseguiu aparecer na pista na penúltima sessão de testes coletivos, em Barcelona, 20 dias antes da abertura da temporada. Barrichello, que já estava praticamente descartado da categoria, aceitou um contrato confeccionado às pressas e se juntou a Button, que com o fim da Honda também não tinha muitos lugares para correr.

O carro surgiu todo branco com detalhes em amarelo marca-texto. E logo de cara andou uma barbaridade, deixando o mundo de queixo caído. Rubens e Jenson imediatamente perceberam o que tinham nas mãos: um foguete. Mas tudo tinha de ser feito na correria, a equipe mal tivera tempo de providenciar uniformes, adesivos, motorhome, funcionários, nada. Houve apenas mais um teste coletivo em Jerez, e depois viria a estreia em Melbourne. Daria certo, aquilo?

Bem, foi um espanto. Já na Austrália, primeira fila e dobradinha, com Button e Barrichello desaparecendo na frente de todos. Nunca ninguém tinha visto algo parecido. E o resto é história.

Imaginar Alonso ao volante daquele carro extraordinário é desses exercícios divertidos de “como seria se…”. O cara talvez ganhasse todas as provas do ano, chegando ao tricampeonato e dando um rumo completamente diferente a sua carreira.

OK, talvez menos no que diz respeito a vencer todas. A Brawn arrebentou a boca do balão de verdade na primeira metade daquele campeonato, com Button chegando em primeiro em seis das sete primeiras etapas. Depois, só administrou. Barrichello ganhou duas — aliás, a última vitória brasileira na F-1 é dessa temporada, em Monza. Enquanto Jenson empilhava vitórias, ele reclamava dos freios.

A concorrência só acordou depois que a FIA declarou serem legais os difusores duplos que a Brawn usou desde o início, recurso aerodinâmico contestado pelas grandonas Ferrari e McLaren. Foram atrás e começaram a se recuperar, mas já era tarde.

No fim das contas, Vettel foi o vice-campeão de 2009 com quatro vitórias e Webber levou mais dois GPs, elevando a Red Bull definitivamente à condição de time de ponta. Alonso foi apenas o nono colocado, com um mísero pódio (em Cingapura) e uma pole incrível (na Hungria). No ano seguinte, iria para a Ferrari.

Foi um Mundial bem doido, esse da Brawn, marcado também pelo acidente de Massa em Budapeste. Badoer e Fisichella substituíram-no, e o desempenho de ambos foi horroroso. Antes, a Ferrari tentou tirar Schumacher da aposentadoria, mas ele estava todo dolorido por conta de um acidente de moto pouco antes. Teve também demissão de Bourdais pela Toro Rosso no meio do ano. E a estreia de Kobayashi no fim.

Foi também em 2009 que a FIA determinou a volta dos pneus slick, acabando com aqueles feiosos com sulcos, e introduziu o KERS. Eteve mais. Duas semanas antes de começar o campeonato, Bernie decidiu que o campeão seria aquele com mais vitórias, não o que somasse mais pontos, criando um sistema de medalhas semelhante ao dos Jogos Olímpicos. A tolice foi vetada pelas equipes rapidamente — o que impediu que internassem o simpático Ecclestone num hospício.

Nesse cenário de loucura geral, Alonso provavelmente seria campeão. Provavelmente continuaria na equipe no ano seguinte, já comprada pela Mercedes, e não iria para a Ferrari. E o que aconteceria depois, bem, isso é difícil tentar adivinhar.

35 comentários

  1. Fernando Carvalho disse:

    Alonsito sofre da “Maldição do Singapore gate”………deveria ir aos “bsrbadinhos”…….

  2. Alfredinho disse:

    Alonso desperdiçou a melhor parte de sua carreira com escolhas erradas, que pareciam certas no momento em que foram tomadas. Vai ser difícil reverter essa situação, principalmente com seus dois grandes adversários com os melhores carros da atualidade. Mas como nada é impossível…

  3. Danir disse:

    Sec minha avó fosse um velocípede, talvez eu fosse uma bicicleta, ou o contrário; sei lá.

  4. Davi de Oliveira disse:

    Eu acho que isso não é verdade. A Brawn manteve o Button pela questão do contrato, e o Barrichello acabou ficando por ser experiente e barato (o contrato dele era de US$1,5 milhão anual).
    O time estava recém criado, e sem patrocinador, então como eles iriam pagar o salário dele?
    Eu não acredito nessa história

  5. flavio disse:

    Infelizmente o “SE” não existe….

    Gostaria que Emerson Fittipaldi tivesse aceito a proposta de Frank Williams em 79. Certamente o “rato” seria tetra….

  6. Diogo Sorocaba disse:

    Morri de rir com o título e a foto!
    2009, que temporada memorável

  7. Ferrarista disse:

    Vou falar a real, Alonso não conquistou mais títulos na F1 por pura incompetência mesmo. Explico: 1) Em 2007 na McLaren, tinha o melhor carro do grid e um companheiro novato, e mesmo assim levou couro do Hamilton e perdeu o campeonato pro Kimi. 2) Em 2010 na Ferrari, também tinha o melhor carro do grid e perdeu o campeonato na última corrida, quando não teve competência pra passar o Petrov que corria de Renault. 3) Em 2012 o mesmo, melhor carro do grid com a Ferrari e de novo perdeu o campeonato nas ultimas corridas por pura incompetência… O povo adora exaltar e bajular o Alonso, mas na realidade aquele lá é puro marketing, nada além disso. Apenas pelas oportunidades que citei, ele deveria ser no mínimo um penta-campeão na F1.

    • Paulo disse:

      Sobre 2007, concordo, levou calor do Hamilton novato, depois dedurou a equipe e deu no que deu.

      Agora em 2010, ele não tinha o melhor carro, se manteve na briga porque a Red Bull quebrou em corridas e os dois pilotos ainda faziam o favor de bater um no outro… como a Turquia.

      Agora a cagada monumental da Ferrari na corrida de Abu Dhabi, junto com a passividade dele atras do Petrov, realmente ajudaram a perder o campeonato.

      Em 2012 começou aquele equilíbrio, vários vencedores diferentes no início da temporada, mas depois a Ferrari acabou ficando para trás e nem a corrida maluca em Interlagos impediu o Vettel de ser tri.

    • André Fonseca disse:

      Onde assino em baixo???

      Cadê o botão de curtir???

  8. André Fonseca disse:

    Pra ser um dos maiores, as escolhas também precisam ser acertadas…

  9. Helena Sophia disse:

    Se ele fosse pra Brawn, nem uma o barrichello vencia. Seria posto a segundo, como Brawn fez com Schumacher. Imagina se Alonso iria deixar.
    O chorôrô seria enoooorme.
    Outra vez o brasileirinho contra esse mundo todo.

  10. Pangaré 14 disse:

    Homem de visão. E que continue assim…

  11. Aquele amortecedor de massa manchou o primeiro título do espanhol. Se a memória não falha, não fosse um pneu furado de Schuey em Interlagos, Alonso não teria faturado o bi. O estreante Hamilton deu calor em Alonso desde a primeira prova. O motor Honda de Satto não estourou em sua mão e deixou Alonso pra história e venceu a prova de Indianápolis este ano. Felipe Nasr o ultrapassou (é o terceiro carro em uma volta e meia) e o dominou durante toda a prova molhada de Interlagos ano passado, com um chassi muito inferior. https://youtu.be/WCNOIr4dQ3M

  12. Mansell disse:

    Quanta punheta mental pra esse Alonso! Jesus… Chega, FG!

  13. D disse:

    Schumacher estaria bem,
    Rosberg não seria campeão,
    E Massa teria 1 ou 2 vitórias a mais.
    Kubica estaria na F1 ainda, provavelmente na Ferrari.
    Vettel teria menos Titulos.

  14. claudio conrak disse:

    HOMEM DE VISAO 2009…
    Essa foi foda hein FG!!!!

  15. Ricardo Bigliazzi disse:

    Realmente foi uma pena… se acontecesse hoje o Vettel seria Hexa Campeão da F-1.

  16. Chupez Alonso disse:

    O que aconteceria era que Viceonso seria vice do Ve55el já em 2009.

    E a Brown nunca teria sido campeã.

  17. Garlet disse:

    INJUSTIÇADO, ou chato pra caralho ao ponto de ninguém querer trabalhar mais com ele? Fala sério esse espanhol é uma mala sem alça, muito mal educado por sinal. Na Ferrari só fazia barraco, irritou os italianos até dizer chega. O que , a Ferrari não estava do nível dele? Porque com o Schumacher foi diferente? A ta o Schumacher sabia trabalhar e formar um grupo unido. E porque a Ferrari agora com o Vettel tem chances do título? Sorte? Não. Trabalho em equipe , grupo unido. Dinheiro a Ferrari sempre teve. E é injusto colocar os títulos do Vettel somente na conta da Red Bull, intriga do oposição. O Alonso infelizmente sofre do mal da maioria dos latinos, se vence, o mérito é dele, se perde a culpa é do carro. Ninguém quer trabalhar com alguém assim. Pergunta lá se a Mercedes, Ferrari, Red Bull, vai dispensar alguém para contratar o Alonso? É bucha, é encrenca.

  18. João Paiva disse:

    São incríveis as histórias envolvendo Fernando Alonso… Como esse cara teve tudo, carros excelentes (Renault 05,06, McLaren 07, Ferrari), técnica invejável, comparada a de grandes lendas, empresário (Briatore), mídia, dinheiro…e no fim não teve nada. Quer dizer, 2 títulos que, as vezes, até esquecemos de tão pequenos que são perto do tamanho do Alonso. Olho para a trajetória do Hamilton, Vettel, Schumacher e parece que é até fácil dominar, basta talento e o carro. Mas não. Talvez o Alonso seja melhor que os 3 que citei (inclusive o Schumacher) mas isso vai ser um achismo meu, talvez seu e de mais um ou outro. Daqui uns anos, quando toda essa geração houver aposentado, haverá mais um piloto tentando quebrar os recordes do Schumacher, de poles do Hamilton e até de corridas do Barrichello. Mas nenhum do Alonso! Acho que ele vai ser tipo um Heleno de Freitas…. Mas ainda bem que vi esse cara!!!

  19. Ricardo Bigliazzi disse:

    Todo castigo para esse pulha é pouco. O Sr. Eu não Sabia não vale nada.

  20. Fernando disse:

    Bom….se é exercício de imaginação então vamos lá….SE Alonso tivesse ido pra equipe, sim, seria campeão com MUITO mais sobras que Button. Concordo plenamente FG, Button é bom camarada e bom piloto. Bom e só isso. Mas vamos lá..Alonso seria campeão em 2009 e, claro, ficaria na equipe pois em time que ganha não se mexe. Amargaria um 2010…11…12….e 14 sem ganhar título. A pergunta é, ele teria paciência para ficar 4 anos em um time sem ganhar nada? Vão dizer…ah…aguentou 5 anos na Ferrari. É diferente. É equipe de ponta com grana, muita grana e muito prestígio. Mesmo assim…picou a mula de lá.
    Em 2010 ele estava na Ferrar e não na pós-Brawn. E foi na Ferrari de 2010 que quase foi campeão, que em 2012 fez a melhor temporada da carreira, mesmo não sendo campeão. É muito fácil falar agora e criticar.

  21. Luis felipe disse:

    FG , ai te pergunto: e vc na situacao dele em
    fins de 2008, aceitaria ir para a aBrawn?

  22. Dan Patricio disse:

    Foi muito louca essa temporada, legal pra caramba! Daria um filme……
    Alguma chance de o raio cair duas vezes no mesmo lugar Flavio?
    Alguma chance de uma equipe pequena montar um carrinho campeão????

    abç!

  23. Pablo disse:

    Eu gosto muito do Alonso, mas acho que todo esse azar dele é karma pela confusão que ele aprontou com o Massa em Cingapura.

  24. Lembro que o nome do Alonso era especulado na Honda para 2009. Seria campeão, certamente.

    Em 2010, continuaria na equipe, mas seria um tempo de vacas magras. Se ele tivesse paciência e continuasse na Mercedes, muito provavelmente colheria os frutos colhidos por Hamilton a partir de 2014.

    Teria hoje os 5 títulos que fariam jus ao prestígio que tem.

    Schumacher não teria voltado, Rosberg também nem teria guiado pela Mercedes, caso Button ali ficasse.

    Tudo, tudo mesmo, bem diferente.

    Inclusive, Schumacher poderia estar dando as caras por aí ainda.

  25. zempa disse:

    Bom… acredito pela evolucao da Mercedes. Hoje ele estaria superando schumacher em número de titulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>