KUBICA, QUE HOMEM | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 5 de junho de 2017 - 22:24F-1

KUBICA, QUE HOMEM

RIO (já explicamos) – Perdoem o ligeiro sumiço. E vamos às notícias. Kubica vai voltar a andar num F-1, mais de seis anos depois do acidente que quase arrancou seu braço num rali. Será em Valência, amanhã. A Renault vai usar um carro de 2012.

Ninguém deve entender a iniciativa como algo que aponte na direção de uma volta do polonês à categoria. Infelizmente, ele não tem como pilotar com 100% de condições depois do que aconteceu naquele rali. Não um F-1. Talvez outros carros de outras categorias, nas quais o grau de exigência é menor.

Mesmo assim, é legal saber que ele vai voltar a um cockpit. Porque esse moço era para ser um dos maiores de seu tempo — em 2002, quando o vimos numa prova de F-Renault em Interlagos, deu para perceber que ali havia alguém especial, ainda que fosse impossível estimar quão especial viria a ser.

O esforço pela recuperação, para se manter no mundo da velocidade com alguma competitividade, é louvável e comovente. Que Kubica aproveite seu dia.

KubicaRenault_DR

55 comentários

  1. Se o Robert Kubica não sofresse o acidente no Rally em 2011 ele com certeza substituiria o Massacrado na Ferrari em 2012.

  2. Sandro Karam disse:

    E mesmo com braço meia boca completou 115 voltas. Mais de um GP com sobras

  3. ivo rettor disse:

    Ui que homem…..!!!! TÁ LOUCO FG????
    Já eu prefiro as POLACAS!!!!
    PODES FICAR COM O KUBICA PRA TI FG!!!!

  4. Michael disse:

    Cheiro de Kubica no lugar de Palmer. Nos testes, virou mais rápido que o Sirotkin.
    Fiquem de olho!

  5. Pedro Gomes disse:

    KubiKa ou KubiTSa?

  6. Luiz Carlos Barbosa disse:

    A Renault ainda brincou com toda a experiência em seu Twitter. “Robert reclamou de falta de aderência, saída de frente, pediu mais downforce e, depois das 115 voltas, tinha o maior sorriso do mundo”, descreveu.

    Aos 32 anos e com alguma restrição de mobilidade no braço quase amputado, o retorno de Kubica seria uma façanha e, por agora, uma aposta com cara de zebra. Mas a Renault indicou que poderão ocorrer mais testes. E aí, Jolyon Palmer que se cuide…

  7. Paulo Pinto disse:

    Além do terrível acidente que limitou sua dirigibilidade (principalmente em monopostos), lá se vão sete temporadas longe da F-1. Isso representa uma eternidade na categoria. Se voltar, o que não acredito, levará “olé” da garotada.

    Sem chance.

    • moisesimoes disse:

      - Olé de Lance Stroll e Palmer? Sem chance.

      • Paulo Pinto disse:

        O tempo vai mostrar. Depois me conta.

      • moisesimoes disse:

        - Os tempos de um provável teste com um R.S. 17 vão te mostrar se ele é capaz ou não. Não precisa contar. Vira notícia.
        Subestimação, limitação, dúvida, faz o mundo dar voltas:
        – 115 voltas pra quem deveria estar morto é uma vitória. Se voltar, já é campeão. E se levar “olé”, infelizmente será apenas a confirmação de um comentário. Apenas.
        O fato é que enquanto digitamos aqui, alguém está se superando.
        Abr.

      • Paulo Pinto disse:

        O que ele pode fazer, é o que Piquet fez nas 500 Milhas no ano seguinte ao seu acidente. Dar umas voltas no Templo do Automobilismo durante a prova e só.
        É uma superação, sim! E a coisa termina aí.
        Abraços.

    • Fabiano Lacerda disse:

      Ele não volta à categoria nem pra ser piloto de testes. Argumentar se ele aguentaria o tranco ou não é discutir o sexo dos anjos.

  8. Luigi disse:

    Sempre fui muito fã do Kubica. Torci muito para que ele conseguisse alcançar os seus objetivos na categoria. Achava ele um talento nato e um sujeito muito carismático.

    Não achei falta de profissionalismo o fato dele ter se acidentado fora da F1. Acho que foi falta de sorte, destino, sei lá.

    Mas são águas passadas. Hoje ele nos dá um exemplo de persistência, força de vontade e muito amor ao esporte.

    Bom retorno, Kubica!!!

  9. Alonso na Indy 500 e Kubica num F1. As notícias do ano!

    Se o polonês conseguir voltar a disputar o campeonato, será algo notável.

    Na torcida.

  10. Rafael disse:

    Eu cravo: se o Kubica não tivesse sofrido o acidente ele seria campeão mundial na F1. Um puta piloto, um dos melhores que eu vi correr, sempre torci por ele e a vitória naquele GP do Canadá foi histórica. Uma pena o que aconteceu com ele e uma pena ele não poder voltar a guiar um F1 de forma competitiva. Seria muito bom ver ele disputando com Hamilton, Vettel e Alonso… na minha opinião ele estaria no nível dos três.

  11. Manfred W disse:

    Andaria hoje melhor que o Stroll

  12. Tales Guimarães disse:

    Guardadas as proporções entre os dois acidentes, eu diria que este polaco gente boa tem o “espírito Zanardi”

  13. Betocam disse:

    Acredito que não terá problemas em dirigir um F1, pois um ano e meio depois da cirurgia, já estava vencendo com folga um rali na Itália.

    • Zé Maria disse:

      Peraí, Betocam!
      O Kubica mais bateu do que venceu nos rallies, ok!
      E era uma panca atrás da outra, parecia que o cara não sabia qual era o limite, seja do traçado, dele ou da viatura.
      Na F1, onde as exigências são extremas, sem chance!
      Vai matar a saudade, prêmio de consolação merecido ofertado pela Renault, e só!

      • Anselmo Coyote disse:

        Assino embaixo. Antes da F1 não sei de nada, mas na F1 e no rali foi bem medíocre, talvez menos. Mas uma coisa é certa: o cara deve ser o maior gente boa para receber a atenção e elogios que recebe da mídia “especializada”.
        Abs.

      • Betocam disse:

        Concordo com vc Zé Maria. “O Kubica mais bateu do que venceu nos rallies” (Uma pena, porque andava forte. Liderando na maioria das vezes). Mas em setembro de 2012, venceu, com sobra, o ralli de Ronde di Gomitolo Lana, na Itália. Sendo assim, não acho que ele vai ter grandes dificuldades num carro de Formula 1. Vamos torcer. Um abraço.

    • Luiz Carlos Barbosa disse:

      Acredito que com uma preparação adequada tenha condições de pilotar um F1 pois o cambio automático facilita um pouco no seu caso.

  14. César disse:

    Flávio,
    Viu esse vídeo da Red Bull? Bem engraçado.

    https://youtu.be/1ZPe08qJjfk

  15. Flavio Bragatto disse:

    Esse é outro que deveria tentar a Indy.
    Eu acho que ele teria boas chances.

    • Mario disse:

      acho que a falta de direcao hidráulica nao ia ser “mole” pra ele nao.

    • Fábio disse:

      Não, talvez nos circuitos mistos. Mesmo assim, é improvável, As médias de velocidade já são elevadas. E nos ovais é ainda pior que a Fórmula 1, tendo que lidar com velocidades altas constantemente, disputando posições no vácuo. Muitos pilotos em perfeitas condições com sucesso na F-1 preferem não se arriscar (por isso, méritos ao Alonso). No Turismo e no GT, ele pode competir em excelentes condições.

  16. Fernando Monteiro disse:

    Boa sorte Kubica. Seja bem vindo Flávio.

  17. Diogobatalha disse:

    Tem um video da Jordan com o Kubica em 2013 onde ele fala sobre a vida pós acidente.
    https://www.youtube.com/watch?v=yfhfszO5kxA

  18. Eu estava em Interlagos assistindo aquela prova de F-Renault, e depois de poucas voltas Lucas Di Grassi e Sérgio Jimenez lutavam pelo segundo lugar na freada do fim da Reta Oposta, enquanto Kubica já apontava no Café…
    A diferença de desempenho (talento) era gritante.

  19. Squa disse:

    Pra quem tiver a curiosidade de ver como ficou seu braço após o acidente

    http://f1corradi.blogspot.com.br/2017/06/alive.html

    • Antonio Seabra disse:

      Impressionante.
      Que bom que ele ainda consegue guiar, e rapido.
      Eu não concordo que foi falta de profissionalismo: o cara amava (ama) guiar, foi fazer rally (já tinha feito alguns), deu azar. Ponto.
      As vezes acontece: O Hayden morreu num acidente de bicicleta, o Rossi se machucou fazendo motocross…não foi flata de profissionalismo.
      Guiava muito. Esse exemplo de Interlagos não sai da minha cabeça: não conhecia a pista, não conhecia a equipe, não conhecia o carro, e fez o que todo mundo lembra !!!

  20. Daliton disse:

    O tempo verbal da matéria no GP está incorreto, seria “voltará”. Do jeito que está ate parece que o título foi feito para induzir o leitor ao erro fazendo-o pensar que seria uma matéria descrevendo o que ja aconteceu, com o intúito de caçar clique! lógico que não foi essa a intenção

  21. Luiz Carlos Barbosa disse:

    Esse era fera mesmo !!!

  22. moisesimoes disse:

    - Não sei. De repente ele pode até ser melhor que o Palmer…

  23. Chupez Alonso disse:

    Pagou um preço alto pela irresponsabilidade e falta de profissionalismo.

    Piloto de F1 é piloto de F1.

    Correr rali?

    Fala sério…

  24. Luis Antonio Mendes disse:

    Kubica é um dos hérois do automobilismo gestado depois dos anos 2000.

    Kubica é o cara!

  25. Rodrigo Bmikossiski disse:

    Flávio, para dar mais umas risadas, narrador honesto 4:

    https://www.youtube.com/watch?v=n89ZLDXKtJE

Deixe uma resposta para Mônica Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>