MENU

sexta-feira, 21 de julho de 2017 - 0:45Dica do dia

DICA DO DIA

Entrevista raríssima de Ayrton Senna à grande atriz Irene Ravache no programa “TV Mulher”, da Globo, em dezembro de 1984. Detalhe: Ayrton tinha acabado de sofrer uma paralisia facial (essa história pouco lembrada está aqui) e não teve vergonha alguma de ir à TV assim. Foi algo que o abalou demais, na época. Muito legal, não lembrava de ter visto. Denisson de Angelis mandou.

18 comentários

  1. ivo rettor disse:

    Dizem que ficou com a boca torta e repuxada de tanto chupar picolé de uva, isso era o que senna mais gostava, o excesso de gelo na boca lesionou o nervo trigemeo responsavel por esta área, pode ter sido também uma infecção dental mal tratada, ou ainda um vírus de doença venérea após sexo oral , essas são as prováveis causas, as outras não tem sentido. Mas também há um lunático na itália que diz que essa foi a primeira manifestação de um avc, mal diagnosticado e sequer tratado, a segunda manifestação de avc do senna foi num domingo primeiro de maio em plena corrida de F1 e todos sabemos no que deu: senna teve um mal subito TIPO AVC, perdeu os sentidos, o carro descontrolou a pateu no murro se espatifando ele e a cabeça do piloto, o avc não pode ser diagnosticado nessa caso porque o cerebro do senna se estraçalhou todo!!! EU TO ACREDITANDO NESSE LUNÁTICO ITALIANO, E VOCE FG ACREDITA????

  2. Paulo disse:

    Legal, com base na sua du=ica achei outra com o Senna e o Zico a uma tv japonesa.

    https://www.youtube.com/watch?v=_jMHfdfcflI&t=30s

  3. O Ayrton Senna teve essa paralisia facial no intervalo da F-1 entre as temporadas de 1984 e 1985 para sorte dele, senão poderia perder alguns GPs comprometendo até a sua estreia na Lotus no GP Brasil de 1985.

  4. André C.L disse:

    Dificilmente a gente assiste uma entrevista chata com o Ayrton. Gostei da combinação! Emerson Fittipaldi (respeito) + Niki Lauda (profissionalismo e disciplina) + Gilles Villeneuve (arrojo) = Ayrton Senna

  5. Aluisio Borelli disse:

    Muito legal. Difícil que algum esportista ou famoso de qualquer esfera fosse se submeter a uma entrevista hoje no estado em que ele estava.

  6. joel lima disse:

    Não vi essa entrevista, mas eu vi uma não entrevista. Explicando = o Senna, acho que em 86, ou 85, ia ser entrevistado no Bom dia são paulo. Fiquei esperando, mas aí teve uma reportagem fora do programado, não lembro o que era, e aí a entrevista foi cancelada. Uma coisa inimaginável hoje.

  7. Brabham-5 disse:

    FG, dá uma olhada nessa foto e adivinhe quem é o garotinho ao lado do Schumacher.
    Dica: Nesta foto estão 11 títulos mundiais de F1.
    https://www.facebook.com/AmantesDeF11/photos/rpp.465398643536585/1394461273963646/?type=3&theater

  8. Thiago disse:

    A Irene Ravache mandou MUITO bem nas perguntas!

  9. Jader disse:

    Eu odiava esse programa TV mulher porque passava antes de começar Sítio do Pica-Pau Amarelo. Hoje, 30 e tantos anos depois, estou vendo o programa que odiava. O mundo dá voltas…

  10. Marcelo mpgArte disse:

    Interessante entrevista, uma abordagem um pouco diferente e com personalidade. Curioso notar como os tempos mudam, quando hoje, em um programa chamado “TV Mulher”, a entrevistadora assumiria que as mulheres são medrosas

  11. fabiom disse:

    Paralisia facial é brabo!! Depois a gente da risada, já tive, mas quando acontece você fica mal!

  12. Rodrigo Moraes disse:

    Muito legal! O Senna era um rapaz bastante articulado, se expressava muito bem. Era dono de uma personalidade interessante. Normalmente as pessoas são arrogantes quando jovens, e depois vão tendo uma noção melhor de sua importância perante a sociedade e vão baixando a bola. O Senna parecia humilde quando jovem, depois foi ficando arrogante e infelizmente morreu antes de amadurecer. Eu acho que, se lhe tivesse sido dada a oportunidade de envelhecer, ele seria um cara gente boa, no fim das contas.

    • Luciano disse:

      Boa análise Rodrigo, concordo com você. Não conhecia essa entrevista e acho que foi a melhor entrevista que vi do Ayrton. Nesse tempo ele ainda era Ayrton, não Senna, o “Herói”. Não que tenha deméritos, mas dá pra ver, através dessa entrevista, porque ele se tornaria o grande campeão um dia. Muito centrado, cabeça incrível se comparada a um Hamilton da vida.

  13. Jonatas disse:

    O texto do blog linkado copia trecho do livro “Ayrton, o Herói Revelado” de Ernesto Rodrigues sem aspas e sequer dá crédito ao autor. Que feio.

  14. Interessante que nessa altura ele estava com 24 anos e disse ser o mais novo da F1. Realmente, eram outros tempos.

  15. Daniel Amorim disse:

    Rapaz, pior que me lembro de ver essa entrevista dele, lembro exatamente pela paralisia facial…eu tinha seis anos em 84…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>