MENU

quinta-feira, 13 de julho de 2017 - 21:05F-1, One comment

ONE COMMENT

Essa nova Fórmula 1 está espertíssima. Marcus Reis, de Andrômeda, mandou o vídeo.

22 comentários

  1. Rodrigo Correa disse:

    Poderiam adotar isso nas demais provas. Na quarta feira da semana do GP um evento desses na cidade da corrida ou em municípios próximos e para não haver reclamação dos pilotos poderia ser adotado um rodizio onde cada equipe obrigatoriamente enviaria apenas um.
    Por exemplo, aqui no Brasil poderiam fazer algo desse nível no Rio.

  2. clodoaldo lelli disse:

    tudo na vida e passageiro menos o motorista (por enquanto )o cobrador tambem ja era ta em extinção e o tempo do bernie passou e só ele não percebeu so que todo mundo agora esta percebendo se for analisar nem é tudo isso colocar a f1 na rua ja esta tudo la , mas com certeza o bernie não faria isso,e todo mundo ganhou equipes com exposição de patrocinadores o publico que teve a oportunidade de sentir o cheiro da gasolina (por enquanto )da borracha queimada dos pneus e

  3. Brabham-5 disse:

    …E a “estrelinha de simpatia” (#SQN), Lewis Hamilton, não estava presente no evento PARA O GP DA INGLATERRA.
    Go Vettel!!

  4. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Damon Hill foi, Fernando Alonso foi.
    Até Nico Rosberg foi!

  5. GASTAO disse:

    Os americanos podem ter muitos defeitos. E têm. Mas, são vendedores natos. e não se meteram nisto para perder dinheiro.
    Estão usando o mesmo sistema que utilizam nas categorias americanas: humanizando os pilotos, fazendo da competição um espetáculo dentro e fora das pistas. Acho que vão no bom caminho.

  6. rafaelle disse:

    Caramba a emoção já começa antes da festa.
    Esperando México e Brasil creio que vão dar show aqui também.

  7. Chupez Alonso disse:

    Legal.

    Mas nada se compara ao que fizeram em Paris:

    https://youtu.be/zvDXlDxMnb4

    Em agosto de 1978, o cineasta francês Claude Lelouch adaptou uma câmera giroscopicamente estabilizada na frente de
    um Ferrari 275 GTB e convidou um amigo, piloto profissional de Fórmula 1, para fazer um trajeto no coração de Paris, na maior velocidade que ele pudesse. A hora seria logo que o dia clareasse. O filme só dava para 10 minutos e o trajeto seria de Porte Dauphine, através do Louvre até a basílica de SacreCoeur. Lelouch não conseguiu permissão para interditar nenhuma rua no perigoso trajeto a ser percorrido. O piloto completou o circuito em 9 minutos, chegando a 260 km por hora em certos momentos. O filme o mostra furando sinais vermelhos, quase atropelando pedestres, espantando pombos e entrando em ruas de sentido único. O sol nem havia raiado ainda. O piloto teria sido René Arnoux ou Jean-Pierre Jarier? Quando mostrou o filme em público pela primeira vez, Claude Lelouch foi preso. Mas ele nunca revelou o nome do piloto de Fórmula 1 que pilotou a máquina e o filme foi proibido, passando a circular só no underground. Se você não viu ainda o clássico, prenda a respiração. Vale a pena curtir a emoção de passear em Paris como se estivesse a bordo de um Ferrari 275 GTB.

  8. Rafael Friedrich disse:

    Até Kimi com um sorrisão, legal.

  9. marcio Sousa disse:

    A F1 VOLTOU!!!

  10. Alfredo Aguiar disse:

    Fantástico esse evento.
    Pense num cara que deve ter se arrependido de não dar as caras, podendo ter sido o herói do evento. Capaz de domingo os britânicos estarem torcendo pro Vettel. Que vacilo!!!

  11. pedro araujo disse:

    ficou fina a edição.

    realmente é esse tipo de coisa que pode fazer o espectador médio voltar a se interessar pelas corridas…

    a musiquinha de BG me lembrou “bulls on parade”:

    https://www.youtube.com/watch?v=46ubFgAwKlU

  12. Os caras tão dosando juventude, tecnologia e o mais importante: FOCO. O que eles vão fazer com a marca vai fazer a gente achar o Bernie um dinossauro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>