SERÁ ASSIM | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 13 de julho de 2017 - 20:16F-1

SERÁ ASSIM

RIO (não é tão feio, afinal) - Será a Ferrari a testar amanhã em Silverstone o Shield, dispositivo de segurança para proteger as cabeças ocas dos pilotos. Vettel vai andar com a novidade, que a FIA pretende adotar para valer no ano que vem. Aí está como ficou. Sinceramente, diante da possibilidade de adoção daquela tira de chinelos Havaianas que foi testada inicialmente, acho que é o menor dos males.

shieldvettel

48 comentários

  1. Fabio Taccari disse:

    Para nós fabricantes seria muito bom…
    A proposito não é acrílico, mas policarbonato.

    http://www.shortmotorsport.com/index.php?n=prod&id=112

  2. Vai Vettel! disse:

    Ninguém melhor que o melhor piloto do grid para testar novidades para a categoria. E essa novidade já foi condenada. Que partam para outra.

  3. Alexandre disse:

    O Vettel no TL1 de hoje nem chegou a completar uma volta com o “shield” e os problemas que ele citou não são simples como a limpeza do “para-brisa”. E se fosse fácil desenvolver um produto que evitasse a sujeira nos carros da WEC, na parada para troca de pilotos, pneus e reabastecimento, não existiria um mecânico especialmente para limpar o para-brisa. Isso seria inviável na F1, com paradas de no máximo 3s para troca de pneus.

  4. Anselmo Coyote disse:

    Esses posts são ótimos. Em seus comentários falamos como verdadeiros engenheiros, projetistas picas das galáxias. Eu morro de rir, mas nada melhor do que uma boa polêmica de mesa de boteco. Ainda bem que quem é do ramo F1 não nos ouve.

    E por falar em “nada melhor”, nada melhor do que… peraí, peraí, me interpela alguém.

    - Vc já ia dizer que nada melhor do que não estar com o rabo no banco de um F1 correndo o risco. Quanta bobagem. Ora, nada “melhor” do que estar com o rabo no banco de um F1 correndo o risco, vários riscos. Quem aqui não gostaria?
    Eu concordo e agradeço a intervenção e, retomando, nada mais confortável do que falar daqui de onde falo, do outro lado da tela a pelo menos uns 10 mil quilômetros de onde estão os carros de F1 agora.

    Quem é contra mais medidas de segurança nos carros de F1 se vir um carro da década de 90, antes de 1994, jamais assistirá uma corrida.

    E os que tem “Medo da chuva” precisam ouvir Raul, porque “Eu perdi o meu medo, o meu medo da chuva…”, pois somos “pedras que sonham sozinhas no mesmo lugar…”.

    Observei umas fotos de aviões caças e vi que eles não tem limpadores de parabrisas nem películas descartáveis. Não sei se aplicam dispersores de água na “bolha” ou ainda se quando chove os pilotos passam um pretinho nos pneus e os guardam em suas garagens. Se eu tivesse um é o que eu faria.

    Bom, ainda bem que os projetistas da F1 ou de qualquer outra coisa não nos ouvem.

    Abs,

  5. Brabham-5 disse:

    Vettel testando o “Shield”. DESAPROVOU.
    “- Eu testei pela manhã e fiquei meio tonto. A visão frontal não é muito boa. Isso provavelmente tem a ver com a curvatura (do Shield), a visão fica distorcida, e o fluxo do ar puxa o capacete para frente nas retas. A gente planejava andar mais com isso, mas eu não gostei e optamos por tirar.”
    É claro que esse projeto, (e todos os anteriores) do jeito que é apresentado, seria desaprovado pelos pilotos. Tem de fechar/cobrir completamente o cockpit ou não colocar nada. Entre outras dificuldades e desconfortos para o piloto, se colocar uma cobertura ou um ‘para-brisa’ desses, como será nos dias de corrida com chuva, por exemplo? Terão “shields” com limpadores de para-brisa?
    Não é necessário ser nenhum engenheiro para ver que não funcionaria/funcionará. Isso é o que dá quando burocratas (que nunca foram esportistas) e empresários tomam decisões e criam regras para o esporte sem consultar os atletas.

  6. João Paulo Toledo PIza disse:

    Parece o F1 dos Jetsons ,ta até legal !!

  7. VICTROR disse:

    Pô, vai dar para colocar um fumezão irado com detalhes nos laterais!
    Show

  8. mario disse:

    Esteticamente ficou lindo ! Mas e como vão fazer pra tirar sujeira de óleo , pedaços de borracha , chuva , etc ? O piloto vai ter que carregar um “paninho” para fazer a limpeza enquanto dirige ? Vai ter limpador de para-brisas ? Ou vai ter várias camadas de plástico que o piloto vai tirando conforme vai sujando igual dos capacetes ?

  9. czk disse:

    Ficou a cara do Francesco Bernoulli

  10. Pacheco disse:

    E se o vidro ficar sujo, vai ter aquela jato d’água e o para brisa para limpa?

  11. Gustavo disse:

    Acho que deixar de tomar uma medida de segurança por questão estética é de uma burrice terrível. Resta saber se não causaria mais problemas por questão de visibilidade. Isso sim um problema.

  12. Alessandro Neri disse:

    Deus meu.. o que essa categoria foi um dia e o que é hoje… com essa coisa pavorosa, agora é que os boys da F1 nunca mais correrão na chuva.

  13. murilo medeiros disse:

    Faltou o limpador e desembaçador. Lembra as McLarens dos anos 70… M23, M24… até a M30 usava um acrílico similar (só que mais baixo).

  14. Fabiano disse:

    É melhor esses caras andarem de LMP1, pronto proteção completa.
    Frescura!! Vão jogar tênis, mudem de esporte!

  15. Helton Fernandes disse:

    Essa proteção vai dar algum ganho aerodinâmico?

    • Anselmo Coyote disse:

      O projetista tem ser muito mais do que burro se não tirar mais proveito aerodinâmico dessa peça que por si só já é, por ser inclinada e cortar o arrasto com a cabeça do piloto e a parte detrás da cabeça. No mínimo dá ainda para tirar proveito mecânico direcionando mais o ar para a grande entrada acima e atrás da cabeça do piloto.
      Abs.

  16. Alessandro Silva disse:

    Gostei! Esteticamente, muito melhor e mais fácil de se acostumar do que aquela tira de havaianas que tentaram e que com certeza teria um impacto extremamente negativo na audiência. Teria evitado os graves ferimentos em Felipe Massa e a morte de Justin Wilson – esse na Indy – dois pilotos que foram vítimas do acaso. Ser acertado por um destroço ou detrito exatamente na cabeça diferente de você se ferir ou morrer tentando uma ultrapassagem ou passando dos limites do carro e da pista. Portanto vejo com bons olhos o Shield.
    Quanto à chuva, existem soluções e materiais hidro-repelentes. Tinha até um produto que vendiam antigamente no 011-1406 que você passava no para-brisa e jogava barro nele e escorria tudo! Incrível! Ligue já! E na compra do produto você ainda ganhava uma toalha super absorvente. Ideal para absorver.
    Portanto se eles tiverem o produto lá e a toalha super absorvente tá tudo certo!

  17. gabriel disse:

    O mundo cada vez mais boiola, não tem jeito mesmo. Os carros já são super seguros, se o cara não que correr risco nenhum, que mude de profissão. Piloto de corrida não é contador.

  18. Ricardo Bigliazzi disse:

    Quero ver no final da prova esse treco cheio de borracha e outras sujeiras. Vai ser engraçado na chuva, além da aguá vai rolar um “lamê” danado nesse negócio

    No acidente do Jules Bianchi acho que esse troço não resolveria, no infeliz incidente com o filho do Surtess (coitado do menino quebrou o pescoço) acho que esse trem não funcionaria também.

    Na boa, nada é seguro a 300km/h, nem um tanque de guerra. Os pilotos, correm o risco e ganham para isso.

    Corridas são um esporte de risco, para quem esta dentro do carro e para quem esta no autódromo.

  19. Gustavo disse:

    Problema vai ser quando um passarinho cagar no para-brisa e não poder limpar.

  20. Mauricio Rocha disse:

    Não é feio, mas pelo que vi no treino dá um baita reflexo!!

  21. Renato F1 disse:

    Shield? Desde quando “Os Vingadores” agora irão proteger pilotos?
    Já vou logo avisando: Tony Stark não vai gostar da concorrência dos holofotes com Lewis Hamilton.

  22. Estevão Busato disse:

    Pelo menos o carro, agora, ganhou um painel. Dá para o cabra jogar a carteira de cigarro ali.

  23. Sheldon disse:

    Essa proteção vai desviar o fluxo de ar da entrada sobre a cabeça da mesma forma que o aeroscreen… não sei não…

  24. Gus disse:

    Não ficou horrendo, no fragor da novidade, parece até legal, exótico – rsrsrsr

  25. Douglas disse:

    Provavelmente o desenvolvimento dos próximos carros vai deixar o desenho da carenagem e do shield mais uniforme, tirando esse aspecto de gambiarra.

  26. Luiz Aguiar disse:

    Essa proteção ainda manteria o “velho” massa em atividade… E evitaria a morte do Senna, pois a suspensão entraria/desviaria nessa proteção, ao invés de entrar no capacete dele, fora que poderia ter evitado a morte de Justin Wilson, sem falar de outros pilotos que morreram por serem atingidos por objetos nessa direção(exceto certos casos como o de Pryce que aí não tinha jeito mesmo),.. Sem mais,..

    • Sergio Luis dos Santos disse:

      Tenho dúvidas quanto ao Senna, a peça não entroo pelo cockpit? Ou ela passou por cima da carenagem e acertou o Senna?

      • Paulo Pinto disse:

        A peça que acertou Senna veio por fora e com certeza, resvalaria nessa proteção. O problema é a desaceleração brusca causada pela batida no muro, que afetou o cérebro do brasileiro (segundo os médicos) de forma irreversível.

      • Leo disse:

        Pois é, Paulo. Um vez li algum comentário de médicos dizendo que o Senna teve três ferimentos que sozinhos seriam fatais. O causado pela desaceleração, a peça que entrou pela viseira e um terceiro que não lembro. Essa proteção evitaria apenas um.

  27. MARINO disse:

    O do LOTUS49 era mais bonito (assim como o resto do carro)

  28. Paulo disse:

    E na chuva como vai ser ?

    Tirando a mola na cabeça do Massa e já se vão 8 anos não houve nenhum acidente que justificasse o uso.

    O acidente do Bianchi foi causado muito mais por falha de segurança do proprio autodromo do que pelo fato da cabeça dele estar exposta.

    • Douglas disse:

      Teve o acidente do Justin Wilson na Indy que poderia facilmente acontecer na F1 também.

    • Anselmo Coyote disse:

      O capacete do Bianchi não sofreu nem um risco. Ele morreu por concussão cerebral causada pela desaceleração brusca.
      Abs.

      • Angelo disse:

        O carro dele passou por baixo do trator, que é bem baixo, tirando-o do chão. O primeiro ponto elevado a tocar o trator foi o capacete, que pelo formato o achatou contra o banco. Depois dá uma conferida nas fotos do acidente, até os retrovisores foram arrancados quando ele passou por baixo do trator. Nada resistiria a esse impacto, foi uma fatalidade (misto de bobeada do pessoal do circuito e dos pilotos que tentam perder o mínimo de tempo numa bandeira amarela de somente um setor).

  29. Pablo disse:

    E como vai ser na chuva? Vai ter limpador? kkkkkkk

    • Rafael Friedrich disse:

      Meu carro usa um produto (cristalização) que faz a água escorrer e eu não ando a 300 km/h.

      • Anselmo Coyote disse:

        Water off. E é mto bom.
        Soluções existem demais e outro tanto podem ser desenvolvidas, descobertas etc. Não está com o proprio rabo na reta é fácil criticar tudo a toda hora.
        Abs.

    • Sergio Luis dos Santos disse:

      Pensei isso também. Basta ver como ficam os vidros dos carros esporte fechados e nem sempre um limpador ajuda, se houver resíduos gordurosos, acaba sujando mais. Vão ter de colocar aqueles filmes transparentes que podem ser removidos nas paradas de box mas e durante a corrida?

  30. Heverton Elias disse:

    “Tira de chinelos havaiana”
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Bolando de rir aqui, jahuahhauhuhauha.

  31. Saima disse:

    Sei lá, não me convenceu ainda. Não teria evitado a morte do Bianchi. Acho que já disse, a F-1 é um esporte com a excepcionalidade inevitável do risco de morte – isso foi dito por ninguém menos que Nelson Piquet. Para acabar com ele, só se literalmente robotizar a disputa.

  32. Victor disse:

    Eventualmente vou me acostumar com o para-brisa, mas não consigo gostar da ideia

  33. Marcos Soares disse:

    Ficou muito bom,mas assim como a capacete dos pilotos devera haver uma película para ser retirada nas paradas de box

  34. Wanderson Marçal disse:

    Não achei tão feio também, mas continua a descaracterizar o carro. E é uma solução que só seria prática, mesmo, no acidente do Massa — que sei lá qual a chance de voltar a se repetir um dia. Prefiro que não adotem.

    • Victor disse:

      Fora que parece dificultar o atendimento ao piloto.

      Não duvido dos engenheiros da F-1, mas me parece mais um item aerodinâmico do que de segurança. Sem falar que o último acidente sério, o do Jules Bianchi, poderia ser evitado com políticas de segurança e treinamento dos fiscais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>