SOBRE MOTORES | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 11 de julho de 2017 - 22:42F-1

SOBRE MOTORES

RIO (apelando total) – Já pensaram numa McLaren-Ferrari? Bem, parece que a McLaren está pensando, de acordo com a imprensa italiana. Eu, sinceramente, não acredito que isso vá adiante. Mas dá bem a medida do desespero da equipe com a Honda.

Honda que, segundo jornais alemães, ficou irritada com a mudança de direção na Sauber — leia-se demissão de Monisha Kaltenborn — e decidiu romper o contrato assinado algumas semanas atrás, que previa o fornecimento de seus motores para o time suíço a partir do ano que vem.

Ainda não há nenhum comunicado oficial. Aguardemos. Mas se se confirmar, a Sauber arruma um problema financeiro e se livra de um problema técnico.

18 comentários

  1. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : a equipe Mclaren, já teve motores Alfa-Romeu, Peugeout,Porsche, e o tradicional Ford, com qual Emerson Fittipaldi foi o primeiro campeão da equipe, teve um vitorioso motor Honda, uma gama de motores e projetos,acho muito difícil fechar fornecimento com motores com a tradicional equipe Fiat-Ferrari. Como você mesmo disse ,para melhorar se faz necessário simplificar, motores aspirados ou turbos, de V-12-V-10,V8,ou V6, 4 em linha turbo, com todas as marcas de motores de montadoras, os novos investidores da F-1,já pensam assim, mais equipes nos estilo de garagistas clássicos.Porém a Mclaren vai sofrer um pouco com o motor Honda.

  2. moisesimoes disse:

    (horrível quarta-feira) – Nunca pensei que Mclaren-Fiat poderia soar melhor que Mclaren-Honda.

  3. Fernando disse:

    Caso a Honda realmente tenha quebrado o acordo com a Sauber, a Ferrari volta com a Sauber num piscar de olhos. Será muito rápido esse anúncio caso confirmem o rompimento com os japoneses.
    A Mclaren fica com a Honda para 2018, sem dúvida alguma disso. Não tem opções. Simples assim.
    Sobre pilotos talvez a única alteração seria o Kubica no lugar de Palmer para o ano que vem, de resto fica tudo como está.

    Incrível a incompetência dos japoneses…que vergonha, que decepção.

  4. Penso que seria melhor dar liberdade de motores para as fabricas, como tinhamos antigamente, quer turbo, ok, quer aspirado, ok, quer eletrico, ok, quer 4 rodas, 6, tudo bem… sao construtores, liberdade de criacao, de projetos… Queria muito ver o Ron Dennis de volta, mas Sauber… acho que nao, acabou de ser comprada, queria muito ver e P4 no circo, mas acho que nao vou ter esta oportunidade, uma pena.

  5. Fabio Silva Aguilar disse:

    Bateu o desespero mesmo na McLaren.

  6. murilo medeiros disse:

    Parece uma mistura improvável, soa estranha… mas a Willians já teve motores Renault, Honda, Judd… a McLaren já teve motor Peugeut! Sem falar nos Ford Cosworth que todo mundo já usou.

    Teve até testes de uma McLaren Lamborguini em 93!

  7. valter rodrigues disse:

    Motor Ferrari na McLaren??!!? Nunca. E mesmo que venha será com especificação inferior.

  8. Luiz disse:

    Sauber seria um bom ancoradouro para o Ron Dennis. Montaria novamente a Project 4 e investiria na Sauber.

  9. Ricardo Talarico disse:

    Fica difícil entender. Parece que a Fórmula 1 fica inventando notícias para manter-se na mídia.
    No mesmo dia leio notícias que a McLaren resolveu “pegar leve” com a Honda, afirmando que daria mais tempo aos japoneses, e também a imprensa italiana dizendo que estão negociando com a Ferrari.
    Muita fofoca para pouco fato.

    • Adilson disse:

      Exato. Notícias para vender-se. A grande questão, e aí não há muita movimentação da F1 e da imprensa especializada, é a sucessão de países proibindo, a partir de 2030, 2040, os motores á combustão. É isso que matará a F1, não a venda de motores entre equipes, circuitos ruins, Galvão Bueno, etc. Eu acredito (e é um achismo) que quem entende de mercado está migrando para o elétrico, mesmo que homeopaticamente. A F1 tentou, mas como tem uma essência calcada em valores seculares, vide os frequentadores deste blog (e o próprio blogueiro), que não admitem a inexorável mudança, fracassou, a ponto de começar a discutir a volta dos poluentes motores movidos somente a carbono.

    • murilo medeiros disse:

      Outro episódio suspeito foi o Halmilton não querer apertar a mão do Vettel na Áustria quando a câmara estava gravando… Mas existe uma foto (de outro momento) deles se cumprimentado! Puro marketing.

  10. Luiz disse:

    Sauber seria um bom lugar para o Ron Dennis ancorrar seu barco.

  11. Paulo F. disse:

    Motor Honda dado é caro!
    Enquanto não calçarem as sandálias da humildade nada feito.
    McLaren à beira de um ataque de nervos. Vão sentir muita falta do Ron Dennis!

  12. Celso disse:

    E a Sauber ficou a pé. O que na prática não muda muita coisa.

    Essa notícia tem muito a ver com a anterior (BMW na F-E). Porque não é possível que não exista uma só empresa disposta a se juntar com a McLaren para fornecer-lhe motores

    Além de um complexidade maior, que não basta vc apenas fabricar motores, mas “unidades de potência”, o preço tá prá la das alturas. É como disse o pessoal da Lamborghini (acho). A formula 1 tem um custo que não lhe interessa.

    Pra Audi e Toyota, não interessa, eles já estão com um pé no futuro. Ou adotam algo mais simples ou partem para a fabricação de um motor genérico, para atender principalmente os pobres. Do jeito que está, acaba.

  13. leandro disse:

    SE A MCLAREN TIVER MOTORES FERRARI, SERÁ A MESMA COISA DE UM PADRE REZAR UM CULTO NUMA IGREJA PROTESTANTE.

  14. Marcelo Silva disse:

    Sorte da Sauber !! Se livrou de um abacaxi !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>