QUEM VEM, QUEM VAI | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 13 de setembro de 2017 - 23:47F-1, Grande Prêmio

QUEM VEM, QUEM VAI

RIO (definindo…) – Ontem passei o dia em Brasília trabalhando, hoje passei o dia voltando de Brasília, e só agora dá para pingar um resumão das notícias bem importantes da F-1 que pingaram nas últimas horas. Então vamos a elas, com breves comentários.

- Bottas fica: a Mercedes renovou o contrato do finlandês por mais um ano. Um aninho só, está bem claro no comunicado da equipe alemã. Não é propriamente uma surpresa. O primeiro contrato foi quase de experiência, já que o time foi pego de surpresa pela decisão de Rosberg de abandonar a carreira. Um risco calculado, com boas chances de funcionar — pelas características técnicas e pessoais do piloto. Mas, ainda assim, um risco. Por isso o primeiro contrato foi curto. Bem, o período de experiência passou. Bottas vem bem, ganhou duas corridas, fez duas poles, tem ajudado. E, sendo assim, por que só um ano de novo? Porque acho que a Mercedes quer dar uma olhada no mercado no final da próxima temporada. Vai ter gente livre e solta, e vai ter gente que está sob suas próprias asas que precisa ser mais bem observado. Enquanto isso, Valtteri vai ficando.

- Kubica não vem: os últimos movimentos da Renault acabaram esfriando as negociações com Kubica, que chegaram a esquentar quando o polonês fez testes na Hungria, em agosto. Segundo a imprensa europeia, já não há mais vínculos entre a montadora e o piloto. E ele, agora, estaria ciscando na Sauber e na Williams para tentar uma volta à F-1. Acho que não vai acontecer mais nada. A chance na Renault era concreta, mas agora os franceses estão preocupados com outras coisas.

- Renault vai: uma delas é a migração para a McLaren. Ainda não é oficial, mas está decidido. A Honda deixa a equipe de Woking e será substituída pela marca do losango em Woking. Foi a única forma, inclusive, de segurar Alonso mais um ano. Equie e fabricante terão muito trabalho pela frente para fazer o carro de 2018 — o “diálogo” entre chassi e motor vai muito além de espetar o equipamento atrás do cockpit. A Honda terá de se contentar com a Toro Rosso, única forma de se manter na categoria. Essa decisão mexe também com Carlos Sainz Jr., que deixará a filial da Red Bull para ser o novo companheiro de Nico Hülkenberg na equipe amarela.

Esses e outros assuntos foram discutidos no “Paddock GP” de ontem. Já viram?

18 comentários

  1. ags disse:

    Bombaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa…Bomba…..
    Nasce uma nova montadora para a F1….
    Geddel Motorsspeed..Ela vai fornecer motor apenas para o Alonso…pois o Presidente da fabrica é fan numero 1 do Alonso….
    Baiano quando assume que é foda nem o Mpf..segura..ele..rsssss
    GMS..a nova fabrica de motor para a temporada de 2018…………………

  2. Penso que Kubica ainda vem. Nico Rosberg se uniu ao polonês a fim de facilitar o acordo com a Williams.

  3. ags disse:

    O pig vai de formula E..em 2018..com selo categoria A….gasta menos..é de rir..rsssssssssssssssssss

  4. John disse:

    A verdade é que a Honda entrou numa fria nessa empreitada. A mclaren jogou os japoneses na fogueira esperando um milagre, que seria concorrer contra motores com 3 anos na frente de desenvolvimento. Subestimaram o desafio, e uma montadora tão respeitada pela qualidade de seus produtos virando motivo de piada, se eu fosse o presidente da Honda demitia todos que se envolveram nesse negócio e cairia fora o quanto antes. Melhor investir na fórmula-e. A fórmula 1 é arrogante demais e expulsa os aventureiros

  5. GASTAO disse:

    Espero que me engane:
    Com o motor Renault, a McLaren vai continuar na mesma e pior, vão ter de começar do zero outra vez. No final de 2018 o Alonso sai.
    Espero que não me engane:
    A Toro Rosso com motor Honda vai andar bem, afinal de contas, o motor está em desenvolvimento desde 2015, se não me engano. Se a Honda não desistir, em 2 anos terá um dos melhores motores da F1.

  6. rafael disse:

    Flávio, o que você acha que vai acontecer com o Pascal Wehrlein?

  7. Brabham-5 disse:

    Coitada da Toro Rosso.

  8. RICHARD disse:

    Do jeito que anda a sorte do El Fódon Alonso a HONDA ano que vem vai ter o motor mais potente….

  9. Rodrigo disse:

    Do jeito que o Alonso é “sortudo”, ano que vem a Honda vai estar canhão na Toro… hehehehe

  10. Roberto disse:

    McLaren – Honda – Alonso – Renault
    Eu acredito que a ZICA de Alonso é tão grande que a história da matéria sobre a “Honesta e estagnada, Toro Rosso se prepara para saltar no ‘precipício Honda’ em ato de servidão-mor à Red Bull” poderá se tornar similar à situação vivida por Hamilton quando mudou para Mercedes.

    A RedBull vai começar a parceria com a Honda com a Toro Rosso. Ainda mais agora que a Renault disse que fica até 2018. É uma aposta ariscada e a RedBull vai jogar tudo com a Honda. O case McLaren – Honda dos anos 80 vai se tornar o case RedBull – Honda a partir de 2019.

    A Honda aprendeu, os japoneses aprenderam. Virão humildes e aceitarão as sugestões que surgirem da Toro Rosso e RedBull.

    FG, quando se está no chão não se nega uma mão estendida. E uma coisa que a japonesada sabe é o significado da palavra GRATIDÃO.

  11. Ricardo Bigliazzi disse:

    Fica a torcida para que a Honda vá mesmo para a Toro Rosso, será a grande chance do mundo mais uma vez constatar o poder de “aglutinação e construção de equipes vencedoras” que o Alonso carrega consigo.

    Concordo com Uncle Bernie, muito da culpa do fraco desempenho da Honda está na própria Mclarem, Ele sabe muito bem o que é construir uma Equipe Campeã, Ele fez da Brabham uma equipe de ponta, e sabe muito bem como os pilotos são fundamentais nesse processo (tá certo que ele contou com pilotos do calibre de um tal de Niki Lauda e um tal de Nelson Piquet… o que a Mclarem nunca chegou a ter nesse breve período com a Honda).

  12. Paulo Pinto disse:

    Perguntei aqui, há algum tempo atrás, se alguém tinha dúvidas sobre a renovação de Bottas (só um ano… Valtteri vai virar Vettel).
    Falei desde o princípio que a movimentação em torno de Kubica não passava de marketing (na hora da verdade o polonês sobrou).
    Torci muito para que Alonso continuasse na categoria. Um piloto diferenciado como ele faz falta (principalmente quando leva poeira da garotada).

    • Luigi disse:

      Se você estivesse andando de Fusca no meio de uma garotada recém habilitada, mas andando de Porsche, também levaria muito vento.
      Não é porque eu não simpático com o piloto que devo externar opiniões pouco ponderadas.

    • Murillo disse:

      Não sei não hein, acho que quem vai perder o lugar na F1 será o Massa, no lugar dele entra o Kubica (anotem aí) !!!

      Acabou de sair no Grande Premio que o Nico agora é empresário e adivinhem de quem ? (de Kubica). Nico tem forte ligação com o pessoal da Williams, então aposto no polones na Williams em 2018.

  13. Luiz G disse:

    Que tristeza…..torci tanto por Alonso na Indy.
    Mas enfim….o espanhol vai ganhar bem pra se arrastar mais uns anos.
    Que seja feliz, que é sempre o mais importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>