MENU

quinta-feira, 30 de novembro de 2017 - 11:35Automobilismo internacional

“GP ÀS 10″: A PRIMEIRA VÍTIMA

16 comentários

  1. Flávio, desta vez terei que discordar completamente de você.
    Em primeiro lugar, no caso específico do Anhembi, a privatização é urgente. Já fui expositor ali em duas oportunidades e você não tem ideia do antro que aquilo se tornou. Somente o setor privado é capaz administrativa, trabalhista e legalmente capaz de limpar aquilo.
    Em segundo lugar, como você mesmo menciona no video, se está claro que não acontecerá a privatização até março, é óbvio que o cancelamento não tem qualquer relação com a privatização. Se você mesmo sabe disso, por que é preciso insinuar isso ?
    Em terceiro lugar, mesmo que a privatização fosse ocorrer a tempo, a corrida pode perfeitamente fazer parte do pacote. Novamente, os dois assuntos (privatização e cancelamento) não tem qualquer relação de causa e efeito.

  2. HGR disse:

    O problema é a insistência no eixo Rio-São Paulo para eventos no país. Tenho certeza que em outra capital ( ex. Curitiba, BH, Manaus, Vitória, Salvador, Goiania só para citar algumas…) receberia muito bem a categoria e teria um grande público. A Fórmula E é a categoria do futuro e neste ano tem 2 brasileiros, mas só insistimos na Fórmula 1. É preciso pensar um pouco mais fora da caixa…

  3. Anderson disse:

    Só digo uma coisa pra quem votou nesse idiota #JoaoEnganador

  4. ags disse:

    doriana…….kkkkkkkkkk…………boa Edu…….

  5. Rafael disse:

    Flávio, Porque nem se cogita a possibilidade de correr em Interlagos?

  6. Samuel disse:

    Em se tratando de Brasil e de dinheiro público – melhor assim do que a gastança e o roubo/assalto que foram as obras da Copa e das Olimpíadas. Fui a São Paulo na F1 desse ano e ví aquele monotrilho ainda em construção. Não era pra ter ficado pronto para a Copa de 2014? Enfim, estádios superfaturados – de norte a sul! E infraestrutura nada!

    • Flavio Gomes disse:

      Reclamações sobre metrô, monotrilho abandonado e superfaturamento em obras viárias do Estado devem ser encaminhadas ao Palácio dos Bandeirantes. Tem uns 25 anos, aliás.

    • Gabriel P. disse:

      Em se tratando de dinheiro público, quando votamos em cargos executivos (prefeitos, governadores e presidentes) esperamos que essas pessoas tenham competência para administrar os bens e serviços públicos e não para roubar ou vendê-los demonstrando incompetência e safadeza.
      Quem vota e que se candidata precisa pensar mais no país e seu povo e menos nos seus próprios bolsos.

  7. Luciano Santos disse:

    Realmente para realizar a venda de um bem público é necessário a aprovação do Poder Legislativo, no caso apresentado o Prefeito João Dória envia o projeto de lei para a venda de determinado bem público à Câmara Municipal, e esta na qualidade de Poder Legislativo, que representa o povo do Município de São Paulo, decidirá por meio de voto, que caso positivo resultará em um leilão público no qual os interessados irão propor o preço para compra.
    Simples assim e não há por que se espantar com isso, pois em sua campanha o Alcaide Atual disse claramente sobre a possibilidade de privatização de uma série de bens públicos.
    Portanto, consulte e cobre o seu vereador para que vote contra.

    • Guido disse:

      Luciano, o problema é que, na maioria esmagadora dos casos, as pessoas votam naquele que “parece melhor”. Ou seja, naqueles com comerciais “bacanas” (ou de maior visibilidade) no horário eleitoral, suéters legais, bonitos ou gostosas, “só pra zuar” e por aí vai, até porque a mídia só foca no executivo, então, para o público em geral, são apenas candidatos
      a prefeito, governador e presidente que importam. Vide o Enéias que tentou sempre ser presidente, mas, quando se candidatou a deputado federal o cara “bombou”. Posto isso, entramos em um sinuca de bico, pois, se o que resolveria esta situação é a conscientização política, qual o papel do MBL e da maldita “antipatia” à ideologia? Endeusam o liberalismo, mas, quando o criticamos nos chamam de “comunistas”, vai pra Cuba, e o escambau. Até no Bolsonaro cogitam em votar… é um projeto, amigo, é um projeto.

      • Luciano Santos disse:

        Enfim meu caro, é a democracia e o melhor para começar é cobrar de nossos governantes e, principalmente, de nossos representantes parlamentares.
        Cobre isso do parlamentar que você votou que já é um bom começo.

  8. Endel disse:

    Não gosto da forma como esse prefeito governa. Não voto nele porque ainda não fez nada de concreto.
    Mas sou muito a favor de se privatizar bens e empresas públicas. Primeiro porque os Poderes Públicos não tem ferramentas e capacidade de gerir. Segundo porque são portas abertas para cabide de empregos e para a corrupção.
    A privatização bem feita, com preços justos e com a destinação correta dos bens, é sempre bom para todos.

  9. Edu disse:

    Playfrake Doriana.. o que a mídia vende não é pouco, compraram, agora temos que aguentar… a Formula E deixou de ser uma aposta, já é realidade, temos que olhar melhor para essa categoria!

  10. zeba disse:

    Esse cara de capitalista não tem nada.

    Poderia usar da FE pra dar projeção, ganhar dinheiro pro município com impostos, mas não, ele é tão provinciano quanto qualquer outro.

    Só vai vender o patrimônio público e pronto.

    Quem apoiou esse cara e gosta de corrida deve estar se cortando.

  11. Danir disse:

    Este prefeito é uma piada. Gestor fake.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>