MENU

quarta-feira, 22 de novembro de 2017 - 11:38Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: ASSASSINATO EM CURSO

RIO (bem feito) - Privatizar Interlagos, com alguém comprando o autódromo como o que ele é, um autódromo, eu sempre achei que não ia rolar por falta de interessados. E não vai. Mas a julgar pelos planos do vereador Milton Leite — “enfiar 100 mil pessoas lá dentro, fazer outra pista” –, podemos começar a acender as velas para o defunto. Os caras querem vender o terreno e ganhar dinheiro com especulação imobiliária. Essa é a ideia original. Aliás, sempre deve ter sido. Jacarepaguá revival.

E a “comunidade automobilística”, o povo das corridas que conheço tão bem, que odeia o PT, que fez campanha aberta para derrotar Haddad, que acha que o “gestor” é o máximo, essas pessoas que se orgulham do suéter no pescoço e que usam mocassins, bem… Claro que não quero que acabem com Interlagos — vejam bem: o que estão propondo não é “privatizar” ou “vender” Interlagos; é ACABAR com Interlagos. Mas, no fundo, sinto um certo prazer mórbido ao ver a reação dessa gente motorizada “do bem” ter chiliques agora, ao perceberem que foram feitos de trouxas, otários que são em significativa maioria.

84 comentários

  1. Os políticos e cartolas do esporte não estão nem aí pra história ou importância de tudo que existe no Brasil, a Copa do Mundo e Olimpíada não tiveram nenhum legado do esporte e sim farra com o dinheiro público. Infelizmente o Brasil hoje está na mão de corruptos que não ligam mais pra nada a não ser suas maracutaias.

  2. José Carlos Mota disse:

    Sou morador e frequentador de Interlagos desde 1972 .Já vi e ouvi todas as promessas e absurdos possíveis. Só posso dizer uma coisa, com o Milton Leite envolvido, só pode ser falcatrua. Se deixarmos será o enterro do autódromo.

  3. Danilo Junqueira disse:

    Tenho 34 anos e sou fâ de F1 deste sempre. Acompanho praticamente tudo por TV e internet, da pré-temporada à última entrevista depois da última corrida.
    Dito isto, só fui ao GP do Brasil em Interlagos uma vez a dez anos atrás. Não porque eu não quisesse ir outra vez, mas porque o custo-benefício não compensa. Na minha humilde opinião, o ingresso é ridiculamente caro, as instalações (comida, banheiros, etc.) são precárias e a maioria do público presente no autódromo é uma cambada de idiotas mal-educados.
    O automobilismo está morrendo no Brasil de qualquer jeito. Praticamente, não tenho nenhum amigo ou parente para conversar sobre F1…Ninguém liga mais…Somos futebolizados demais.
    Se Interlagos acabar (como acabaram os pilotos brasileiros na F1), não fará falta pra mim, porque vou continuar acompanhando o esporte do mesmo jeito.
    Será apenas mais um prego no caixão…

  4. Paulo Roberto Guedes disse:

    Não pratico nem vivo ligado ao automobilismo mas moro muito próximo do autódromo a aproximadamente 40 anos, Sei perfeitamente que o local é utilizado quase diariamente tanto por equipes para testes quando não tem competições como por moradores da região para lazer na área externa da pista. O Sr. Prefeito (que teve o meu voto) e o Vereador Milton Leite que se diz da região, estão completamente equivocados na argumentação que utilizam e certamente se o projeto for adiante perderão não somente o meu voto como de muitos moradores da região que têm orgulho de morar próximo do Autódromo apesar dos problemas de segurança e de transito nos horários de pico na região. Pensem bem antes de darem um tiro no próprio pé senhores políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>