“GP ÀS 10″: HORROR MUSICAL | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 17 de novembro de 2017 - 10:33Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: HORROR MUSICAL

51 comentários

  1. Olá

    Sou fã dos três, Emerson, Nelson e Ayrton,, mas esse musical é uma porcaria, homenagem mais tosca…..

    Abraço,
    Antonio Manoel

  2. Seinfeld disse:

    Quem não tem “Evita”…

  3. Brabham-5 disse:

    Por todo o “conjunto de fatores”, só vou dizer:
    #EUJÁSABIA

  4. Leo disse:

    A sra. Viviane Senna está conseguindo me causar asco de seu finado irmão. Impressionante como em nome da grana ela banalizou o nome Senna, boicotando quem quer manter seu legado e liberando qualquer coisa para quem pagar.

    DVD Pioneer do Senna, GPS do Senna, Gillette Mach 3 do Senna, picolé Diletto do Senna….

    Aguardem e verão: não vai demorar para citações bíblicas terem sua autoria atribuída a Senna, como os textos reaças ao Arnaldo Jabor, e de filosofia de boteco à Clarice Lispector.

  5. YPVS disse:

    Hahahahahahaaha. Sensacional.
    Minha irmã me convidou hoje para ir. Eu mandei o link do seu post…
    Nem sei se foi.
    Eu me recuso.

  6. Segafredo disse:

    Mas que barbaridade Flavio……………..desse jeito vc vai morrer de tanto recalque, kkkkkk!
    Tudo que sai em relação ao mestre vc quer dar pitacos?? Isso é uma admiração imensa escondida??

  7. Thiago Azevedo disse:

    Vixe, as “cavera” do Senna devem estar chacoalhando de raiva na tumba. Ou não, sei-lá. Tem um monte de gente de gosto duvidoso.
    Como disseram acima, imagine o do Neymar…
    Esses musicais talvez devessem ser proibidos.

    Parando para pensar, poucos pilotos têm uma biografia legal o suficiente para virar filme bom ou algo do tipo, como o Rush. Talvez a biografia do Piquet dê um filme legal, porque tem muitos causos (treta com o Mansell, o carro emprestado da tia, e um monte de coisas que nós nem imaginamos…).

    Por melhor que o Senna fosse (foi o melhor, mesmo), não rola um filme. A vida do cara foi treinar, treinar, treinar. Ganhou um monte, teve uma rivalidade legal com o Prost, mas não é interessante o suficiente para virar filme. Um filme desses será visto por nós que acompanhamos na época. Não vai ter graça nenhuma para os mais novos – para esses, a sugestão é alugar as fitas de cada uma das corridas e assistir preferencialmente seguindo a sequência que ocorreu no campeonato.

  8. Sergio Luis dos Santos disse:

    Ah, não fica horrorizado com as letras não… Experimente ver as letras dos samba enredo recentes e para o carnaval 2018 das escolas de samba do grupo principal, por exemplo. O pior é que precisam de 7, 8 ou até 10 autores para “realizarem” aquela proeza com frases desconexas sem qualquer sentido… Dá dó de ouvir os grandes samba enredo dos anos 70 e olha que nem sou assim apegado à samba, mas aprecio uma boa letra.
    Feliz é o Piquet que fica sossegado no cantinho dele…

  9. Banana Joe disse:

    Tá achando ruim?
    Espera mais uns anos pra ver o que vão fazer no musical do Neymar.

  10. julio disse:

    Só falta o templo porque o livro de cânticos já está pronto.
    Vão tomar no cú com esse musical e tantos outros “trabalhos” que enaltecem o Senna além do normal. Sou fã dele, acompanhei a carreira dele, chorei pra caralho quando ele morreu, por alguns meses consumia tudo que aparecia dele nas bancas de jornais/livrarias até que percebi que a historia havia acabado, que já haviam dissecado o defunto e não tinha mais nada de novo para mostrar, neste momento parei e fiquei com as recordações da mente e alguns videos. Revistas e livros foram doados/descartados. O Senna foi um pilotaço, foi um filho da puta, foi legal e ruim, foi um ser humano que se destacou em seu trabalho, só isso porra!

  11. perna quebrada disse:

    Puta merda, pq não fazem um filme sobre ele.

    Seria muito legal um filme sobre a rivalidade dele com o Prost, como foi o filme do Hunt x Lauda.

    É Inacreditável que alguém tenha a coragem de produzir algo como isso…

    Uma homenagem de verdade, com qualidade, é essa que o Antti Kalhola fez

    https://www.youtube.com/watch?v=n9qZu7h5ys0

  12. Rodrigo disse:

    O musical parece péssimo, sem sombra de dúvidas. Mas está na “categoria” arte, onde teoricamente pôde-se tudo. Agora, o que eu não consigo entender é sua indignação no que refere-se ao fanatismo das pessoas. Oras, se vc pode ser um fanático pelo Lula, outras pessoas também podem o ser pelo Senna. Simples assim.

    • GunneR disse:

      Não acredito em heróis, mas caso tivesse que escolher, escolheria aquele que tirou milhões da miséria, aumentou o poder de compra do brasileiro, alavancou a economia, levou água pra quem só tinha um poço barrento e etc., do que um carinha que a única coisa que fez “pelo Brasil” foi sentar a bunda num carro de F1 e empunhar um pedaço de pano verde e amarelo.

      • Fernando disse:

        É isso aí, eu também não tenho heróis, mas no futuro quando esse cara que você descreveu nascer e fizer tudo isso que você sugere será também meu herói.

      • GunneR disse:

        Enquanto você não deixar a estupidez de lado, Fernando, será sempre um mero pacóvio tentando tapar o sol com a peneira, fingindo não enxergar coisas que não estejam de acordo com sua ideologia.

      • Fernando disse:

        Eu não tenho ideologia querido, mas tenho educação. Me avise quando o cabra nascer, por favor.

      • GunneR disse:

        Eu também tenho educação, Fernando, porém não queira que eu trate com extrema gentileza um ser que insiste em tapar o sol com a peneira, pois isso seria a mesma coisa que dar atenção a uma porta!

  13. Largebeer disse:

    Parece teatro da 6.a série com menos qualidade .. rs … Profa Olinda obrigou todos a participarem subornando com a promessa de 1 ponto na nota final .. he he

  14. Saima disse:

    “Está morto. Pode-se elogiá-lo à vontade” – Machado de Assis.

  15. karlo disse:

    A viuvada vai lotar o teatro.
    Tomara que parte da renda seja revertida para as crianças do instituto AS.

  16. Saima disse:

    A resposta é simples: grana. Senna, Elvis, Michael Jackson valem e vendem mais estando mortos do que se estivessem vivos e envelhecidos. Ninguém liga pra qualidade artística, a fidelidade aos fatos e a relevância da obra, o que importa é que dê lucro – assim pensam os idealizadores. E claro que dá, muita.

  17. Bola da Vez disse:

    Eu já tinha ouvido falar do ET Senna, só não sabia que ele era de Marte.

  18. Gustavo disse:

    hehehehe estas letras…. quem será que as escreveu???
    se foram escritas por crianças atendidas pelo Instituto Ayrton Senna, até que da para entender a infantilidade, posso classifica-las como coisa de criança e acha-las bonitinhas, se não…. é muito ridiculo mesmo hehehehe

  19. fernando disse:

    Se prepare, os haters vai invader seu blog…os 2 colegas que ja escreveram estao certos, o cara era apenas um otimo piloto mas as viuvas ainda enchem o saco com isso, um saco…
    Ja essa camiseta, sensacional, comprei a vermelha, uniforme 3 mas minha proxima sera essa do Berna…
    abracos

  20. Silvio Domingos Rodrigues disse:

    Fico me perguntando como a família autorizou a produção de algo com essas letras… Patético!

  21. Ricardo Bigliazzi disse:

    Como o Fangio, a cada ano que passa o Senna fica cada vez melhor.

    Obs.: Como será que o “Galvão Bueno da Argentina” narra as corridas… será que Ele fica cutucando o “Reginaldo de lá” se o Fangio não seria muito melhor que o Hamilton/Vettel?

  22. Adriano Silva disse:

    Musical sobre qualquer tema ou personagem não é, em si, motivo de espanto. Mas não parece sem uma linguagem bem utilizada por aqui. Principalmente quando tentam copiar o estilo “brodway” e britânico de musical. Não basta juntar vários fatos (ou lendas) sobre o personagem, encaixar em uma melodia e vamos em frente.
    Principalmente esse estilo “musical-homenagem”, escrito do ponto de vista do louvor. Mas se querem fazer, que façam – temos que conviver com todas as expressões, afinal. E quem foi assistir e gostou, ótimo.
    Acho que minha melhor referência de musical daqui foi “A Ópera do Malandro” (no teatro. não vi o filme). E dos gringos (infelizmente nenhum pessoalmente, mas por DVD) Miss Saigon e Evita – gostei do filme, inclusive.

  23. Fernando disse:

    Não vou nem falar do musical, não consigo entender tamanho absurdo, como pode um piloto de F1 virar um musical? Você já havia comentado isso, coisa sem pé, cabeça e nada no meio. Não quero nem imaginar qual a motivação. De qualquer forma me permita a crítica: As notícias não deveriam estar aqui, não estão em lugar nenhum, não é importante, não é automobilismo, acaba por parecer apenas mais uma forma de criticar qualquer coisa ligada ao Senna – pessoa que você nunca gostou -, embora o admire pelo um bom piloto que era. Este fanatismo mítico em relação a criatura Global “Senna” também é alimentado por seus críticos

  24. Vinicius Franco disse:

    Que terror. As músicas parecem versinho de jogral de 3ª série.

  25. Mauricio disse:

    Musicais em geral (salvo raríssimas exceções) são um horror. Em música, são equivalentes às “obras” de Romero Britto para as artes visuais.

  26. Jayme Pires disse:

    Vendo seu vídeo, me senti com uma vergonha alheia como se estivesse sentado na primeira fila, convidado VIP e tivesse obrigação de bater palmas, porque os atores eram meus amigos. Confesso que nem consegui assistir até o fim, porque fiquei constrangido com a “qualidade”. Pior é que mesmo sendo ruim, há um estardalhaço enorme da mídia.

  27. zempa disse:

    Imaginava que o negocio seria ruim. Mas nem tanto…

    Um dueto emtre Senna e Prost já seria cômico mesmo se eles cantqssem uma musica decente.

    Cantando isso então…

    Qualquer programa infantil tem canções melhores.

  28. Tiago S disse:

    Eu não gosto de musical e não assistiria por isso, independente do tema. Não conheço ninguém desse meio mas imagino que conseguir juntar os sonhos no papel, conseguir mobilizar uma estrutura, patrocínios, etc, deve ser um trabalho e tanto, e também são poucas pessoas que conseguem realmente se dar bem nesse meio.

    Eu acho que a liberdade da arte está sujeita a críticas e elogios, mas particularmente acho desnecessário queimar o trabalho deles nesse espaço que tem alta visualização, um trabalho de um monte de gente que está ali acreditando naquilo, e que ainda está no início da temporada.

    Mas enfim como disse lá em cima não iria, neste caso pelo tema e pelo musical, que particularmente não gosto, só acho que seria legal não esculhambar a turma.

    Abs

  29. Rodrigo Ribeiro disse:

    Quando soube desse musical, admito que fiquei bem receoso, mas tinha alguma ponta de esperança, já que, aos olhos externos, a Viviane Senna e o IAS parecem cuidar com rédea curta tudo o que envolve o nome do Senna. Mas, vendo essas músicas, já dá desânimo. Essas rimas lembram aquela época da escola que a professora pedia aos alunos exemplos de poemas com rimas, e aí surgiam pérolas de bola com escola, meleca com peteca e por aí vai.

    Bem, essa onda de musicais, cedo ou tarde, começaria a produzir essas pérolas. Pro bem ou pro mal, que sirva de aprendizado para as próximas obras de arte no futuro.

  30. Eduardo disse:

    É muito recalque, muito mesmo!!!

    kkk

  31. S LUIZ ARDUIN disse:

    LEMON S. e HOMAR

    Não saiam nas ruas pois as viúvas podem ataca-los.

  32. Leon Neto disse:

    Ainda tem esse negócio de querer imitar os EUA em tudo; por aqui, tudo vira musical, mesmo. É uma industria fortíssima que movimenta bilhões todos os anos, tem até curso universitário de “Musical Theater”. Assim, tudo é desculpa pra fazer um musical, com os temas mais exdrúxulos que vocês possam imaginar. E Parece que o Brasil resolveu imitar mais essa.

  33. Homar disse:

    Pelamor….ninguém aguenta mais esta baboseira sobre o Senna. Acompanho F1 desde 1980 e já vi grandes pilotos nestes 37 anos, Senna era um deles e ponto. Parece que a carência e a necessidade de ter um brazuca ganhando de novo na F1 faz com que a “midia global” e alguns outros bossais, como esta peça ridícula, não deixarem o cara em paz. O Babão Bueno o tempo todo querendo ligar algum piloto com o cara. A moda da vez é o Hamilton que até pouco tempo atrás ele malhava…foi só a admiração dele pelo Senna ficar mais evidente e, claro, ganhar como está ganhando pro Babão ficar nesta tecla o tempo todo. Se fosse piloto do fundo do grid, ele nem tocaria no assunto.
    Tá na hora de deixar o Senna apenas como parte da historia da F1 e foi uma bela história, PONTO.

  34. Lemon S. disse:

    Nem todos possuem sua lucidez. Senna virou religião, já deixou o campo do automobilismo há anos. Conheço uns fanáticos, que na verdade nem viram o Senna, pois eram crianças na época, mas não permitem que seja argumentando absolutamente nada sobre o falecido piloto. Virou uma lenda, um deus… uma imagem de adoração, o salvador dos pobres e oprimidos. O responsável por tornar os brasileiros felizes…. enfim, uma lambança medonha que extrapola o automobilismo. Ter um ídolo é uma coisa, adorar uma figura (uma pedra, um astro, uma imagem) é coisa de povos menos esclarecidos.
    Como esse assunto é muito polêmico e corro o risco de não ser bem interpretado, paro por aqui.
    Sobre o musical, não vi, não verei, mas chuto que são pessoas tentando surfar na onda Senna. Tudo que envolve o Senna faz sucesso.

    • moisesimoes disse:

      - Não serei azedo, Lemon, mas não pare “por aqui”. Só mesmo compreendendo Filosofia e Antropologia ou outra Ciência Social, até mesmo ler ou ouvir sobre uma civilizacão como a Asteca ou a Grega, à luz da alteridade, pra ter o mínimo de conhecimento sobre heróis, ídolos, pedra, astro, imagem, vento, fogo, Sansão e Marvel Vs DC. Mas ninguém é obrigado a saber, ou melhor, ser esclarecido sobre algo.
      Cordialmente. “Fica com Deus.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>