O FIM, ENFIM | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sábado, 4 de novembro de 2017 - 11:18F-1

O FIM, ENFIM

massafinal17

RIO (finais & finais) – Não lembro exatamente o que escrevi ano passado quando Felipe Massa anunciou sua aposentadoria, mas creio que deve ter sido o mesmo que vou escrever agora. Que teve uma carreira bonita, digna, que dá para ser feliz fora da F-1 e das pistas, que a decisão de parar é difícil, claro, mas sempre pessoal — e não merece contestação –, e possivelmente lhe desejei uma boa vida.

A única, e grande, diferença entre o que aconteceu em 2016 e o que está acontecendo agora é que desta vez não foi ele quem resolveu colocar um ponto final nessa história, e sim a Williams. Massa voltou a pedido da equipe, que perdeu Bottas de repente, e queria continuar. Estou me fiando em suas últimas entrevistas, todas elas demonstrando o desejo de seguir.

Ocorre que a equipe, em nenhum momento, considerou sua permanência. Não sei, talvez nunca saibamos, em que termos as conversas internas ocorreram. Nem se ocorreram. Será que a Williams falou com Felipe quando saiu caçando piloto para um vestibular? Conhecendo a Fórmula 1 e sua gente como conheço, pode ser que não. O que, em certa medida, mostraria algum desrespeito aos quatro anos do brasileiro na casa.

Mas pode ser que sim, também, e que Massa tenha sido alertado da decisão do time de colocá-lo, no máximo, numa lista — o que, sem precisar de tradução, significaria claramente que não tinha interesse em mais um ano. Fala-se muita coisa indiretamente na F-1, é tudo uma questão de compreender o significado de palavras, comunicados e decisões. Talvez o piloto devesse entender o recado imediatamente. Talvez alimentasse alguma esperança. Sei lá. Mas, para mim, no exato instante em que a Williams falou em Kubica e Di Resta ficaram evidentes suas intenções — aliás, Kubica vem sendo apontado como favorito à vaga, que ganhou mais dois pretendentes nos últimos dias, Wehrlein e Kvyat.

De qualquer forma, a novela durou pouco e, aparentemente, Felipe chegou à conclusão, depois de alguns dias de reflexão e conversas com os mais próximos, que a fila andou e ele já não faz mais parte dela. “Respeito” foi palavra que o brasileiro usou em muitas de suas recentes declarações, dando a entender que a situação era bem incômoda — Victor Martins fala sobre isso no seu blog, em texto brilhante. Mas não vou aqui demonizar a Williams porque, de novo, sei como as coisas funcionam na F-1. As frituras são lentas e, na medida em que o óleo vai esquentando, as relações vão-se deteriorando e o ambiente começa a se tornar esquisito.

Massa é um jovem de 36 anos que, se quiser, ainda pode continuar correndo. Agora é a hora de pensar no futuro, e se ele se imagina por mais algum tempo em carros de corrida, terá de considerar as poucas opções que se lhe apresentam.

Uma seria a Fórmula E. Uso o condicional porque para a quarta temporada, já era. Restava uma vaga na Andretti, que foi fechada nesta semana. E o campeonato está para começar, daqui a um mês. O WEC vive um momento de indefinições e incerteza. Um piloto de seu calibre seria interessante para equipes de fábrica, mas só vai sobrar a Toyota. Os EUA podem ser um destino, assim como mergulhar de cabeça na Stock, como fez Barrichello com muito sucesso.

Não vejo, porém, o mesmo perfil em Felipe. Rubinho é um tarado por corridas e às vezes dá a impressão de só não estar correndo de alguma coisa quando se deita para dormir. É preciso cuidado nessa hora. Corre-se o risco de virar um Villeneuve, por exemplo, vagando por categorias aqui e ali sem muito critério, como se fosse um fantasma, até ninguém mais se interessar por ele. Outros, como Webber, optaram por um fim de carreira sólido e quando perceberam que já não havia mais nada, pararam de vez — o australiano se mandou quando soube que a Porsche faria o mesmo. Há também o exemplo recente de Rosberg, que saiu por cima, campeão, e foi cuidar da vida e nem cogita seguir correndo.

O mais importante é ter certeza daquilo que se quer fazer e perceber que as coisas chegam ao fim, para todo mundo. Por mais que seja doloroso e, num primeiro momento, tire o chão de seus pés.

Foi, não será de novo, lembre. Frase que adoro e uso sempre. A F-1 acabou para Massa, mas a vida obviamente, não. Ele saberá lidar com isso. Que tenha duas ótimas corridas finais em Interlagos e Abu Dhabi, e siga em frente.

E sobre o fato de o Brasil ficar sem um piloto no grid pela primeira vez desde 1970, quando Emerson Fittipaldi estreou, falaremos mais tarde.

92 comentários

  1. Ricardo Bigliazzi disse:

    Que o Massa seja feliz! Ciclo fechado, o mundo das possibilidades que se abre.

  2. Thiago Azevedo disse:

    Esse negócio de despedida é estranho. Mesmo sem estarmos perto (vemos pela TV), e mesmo sem uma real convivência, estamos acompanhando os pilotos e isso de alguma forma acaba fazendo parte de um hábito nosso e, por que não dizer, da vida, pois sempre assistimos às corridas e a coisa acontece ao vivo. Foram vários anos acompanhando o Massa correndo e assim como foi com a saída do Rubinho, será estranho ver os tempos dos treinos e as corridas e não encontrar o nome lá (sempre procuro o nome deles e dos respectivos companheiros). Dá pra dizer que valeu a empreitada do Massa, foi uma bela passagem pela F1. Para mim, os melhores momentos foram aqueles que andou forte e junto do Schumackão quando foram companheiros, (o alemão sempre será referência de topo de pilotagem), além daquele Brasil 2008.
    Acho que o Massa não tem feito um bom ano. Não sei se pelas expectativas. Por melhor que seja o motor, o carro não ajuda, e tende a levar um bom tempo para eventualmente acertar isso. O Massa sabia que não tinha muitos anos de F1 e acho que perdeu um tanto do ímpeto. Como dito no texto do post, há outras categorias e outras coisas para fazer. De repente, um mundão despercebido se abre.
    Se for para outra categoria, vou dar um jeito de ir ao autódromo. O Massa venceu as duas que vi (F1 e F-Chevrolet), vai ganhar outra. Boa sorte no caminho que seguir.

  3. emerson57 disse:

    Williams é uma empresa que dá lucro, pelo que li por ai.
    Sai o Felipe e periga continuar dando lucro.
    O negócio da equipe parece que não é ganhar corridas. É ser rentável.
    Ouvi dizer que o candidato para o lugar deixado pelo Felipe é um tal de Ayrton Fangio-Clark Schumacher Piquet. Apesar do ótimo currículo e do portentoso nome não fará melhor que o Felipe.
    O carrinho vai continuar andando atrás, brigando com STR e Sauber e sonhando, um dia, chegar perto da Force Índia.

    • Lincon disse:

      O argumento de “apenas dar lucro sem ganhar corridas” não parece se sustentar com um campeonato de pilotos. nenhum piloto que chega até a F1 (e são muito poucos que conseguem) vai ficar satisfeito com uma carreira de 10, 15 anos lá no fundo do grid. esses caras são absurdamente competitivos (o mesmo pra muitos engenheiros, mecânicos, etc…). O lance da williams foi que ela se perdeu nas mudanças da F1 e não conseguiu criar um chassi competitivo nos últimos anos, mas já esteve em situação muito pior do que agora. a grana está entrando e eles estão começando a tomar coragem pra tomar decisões mais arriscadas, como por exemplo o teste com o Kubica. a contratação do Paddy Lowe provavelmente será um divisor de águas…

  4. Jorge KNOLL disse:

    - Nós brasileiros ao natural perderemos o interesse na F-1, sem a presença no grid de um brasileiro para torcermos.
    Massa já não passava esse entusiamos a nós, pois os 3 últimos anos foram sofríveis tanto para o Willams que não consegue fazer um carro competitivo, vivendo de apenas de picos, achando que agora vai melhorar, mas notasse que a maioria dos circuitos da F-1, a chassis da Williams demonstra não ser compatível, por perder segundos preciosos em cada volta, embora tenha um motor de ponta que é há campeão da F-1., 4 x campeão com Hamilton e 1 com Rosberg.
    Quanto ao nosso Massa, era sofrível seu desempenho, pois não tinha mais aquele “tchan”, aquele “tesão” para dirigir, pois antes de tudo, tem que liberar adrenalina para continuar no cockpit de um bólido, e isso ele não mais tinha. ANO passado ainda conseguiu melhores colocações, e esse ano foi um fiasco, e que demonstra que infelizmente já está em declive seu modo de dirigir.
    Desejo ao Felipe Massa, uma bela aposentadoria. E aproveite quem sabe para entusiasmar um d seus filhos seguir os caminhos do pai. E que fique lá pela Europa, pois aqui tá danado.

  5. Rossano disse:

    Que texto! Um dos melhores dos últimos tempos. Viva a F1! Com ou sem brasileiro.

  6. André Luiz Lima da Silva disse:

    Se ao menos criasse uma equipe Brasileira salvaria o país de ficar de fora da F1 2018 o mais breve possível

  7. O Massa não aguentou ver a Williams cheia de opções em cima dele, por isso resolveu cair fora antes de ser chutado pela equipe. Não vai fazer falta principalmente por ele próprio ter selado o fim de sua carreira na Ferrari naquele GP da Alemanha 2010 ao ter dado passagem para o Alonso, justo esse quem ele culpa por ter perdido o campeonato de 2008 para o Hamilton naquela trapaça de Singapura no mesmo ano. Ficará na lembrança aquele GP Brasil 2008 como sua última vitória na F-1 sendo ao mesmo tempo emocionante por ter vencido e frustrante pela perda do título, mas depois do golpe do destino em 2009 e de se rebaixar em 2010 na Ferrari sua desvalorização continuou acentuada a partir de 2014 mesmo de casa nova na Williams ao ser um completo freguês em relação ao novato Bottas, isso sem falar no Stroll. Chegou a hora de sair!

  8. CHAGAS disse:

    Massa teve sucesso na F1. Seu sucesso só não foi absoluto por falta de um titulo, e por ter perdido feio para Alonso.
    Todos os demais anos Massa duelou de igual para igual com todos seus companheiros de equipe e nos anos de 2006 à 2008 teve nível de campeão.
    E vejam que Massa teve como companheiros de equipe, Heidfeld, Fisichella, Villeneuve, Schumacker, Haikkonen, Alonso, Bottas. Algum baba??? Não.
    Massa infelizmente não será lembrado como um campeão, mas com certeza deixou sua marca na categoria. Parabens, Massa e Obrigado principalmente por 2008, quando por alguns segundos gritei somos campeões, e quem é brasileiro de verdade (e não de meia tigela) também gritou.

    • Tarcio disse:

      Tem razão!!!
      Nenhuma baba em relação ao seus companheiros de equipe.
      Mas, tem uma coisa em comum…….. ele perdeu para todos estes companheiros citados.

      • CHAGAS disse:

        Sabia que alguém iria falar algo nesse teor. Mas se Massa ganhasse de todos seus companheiros, seria campeão mundial. Massa não é um fora de série como Senna, Piquet e Fittipaldi, mas é um brasileiro que até 2009 deu tudo o que pode para ser um. Se você tem sucesso em sua vida profissional, Parabéns, e sinta-se como o Massa que também tem sucesso profissionalmente.

  9. Alfredinho disse:

    Quem decide parar ou continuar é quem está no palco. Nós, meros espectadores, podemos concordar ou discordar, de acordo com nossos pontos de vista. Mas o ponto de vista que prevalece é o do artista.

    Respeitemos o artista e sua decisão.

  10. Israel disse:

    Foi, para min não fará falta alguma. Não olho F1 por ter brasileiro. Massa estava se tornando um coitado, não anda nada a anos, e ultimamente falava uma bobagem em cima da outra. Fez em 2008 uma temporada fantástica e foi só. Piloto comum e sem estrela, para min vai tarde.

  11. Marcelo disse:

    Só acho que se a ideia era mesmo ficar só esse ano que teria sido melhor já colcoar isso às claras. Do jeito que aconteceu deu a entender que ele queira continuar ma s a equipe achou melhor mudar, seja por querer um piloto melhor ou alguém com patrocínio. Voltar depois de se aposentar quase nunca é uma boa ideia, caso clássico o do Schumacher.

  12. mario disse:

    Willians parece seguir o caminho ta Sauber…

  13. Antonio Rico disse:

    Vamos torcer para que o Pietro Fittipaldi chregue lá.
    é nossa maior esperança

  14. Cassio disse:

    Só espero que um próximo pioto brasileiro não vá para esta equipe (Viúva negra)
    todos que caem lá são enterrados na F1 aff
    Rubens, Massa, Pizonia, Senna (os 2) e segue…

    • Wanderson Marçal disse:

      É o Milan da F1. No time italiano Rivaldo, Ronaldo, Ronaldinho, Kaká, Serginho, Cafú, Dida, Robinho, Ricardo Oliveira e outros acabaram encerrando sua carreira em alto nível.

      Na Williams ainda teve o Piquet que depois de se estatelar na Tamburello em 87 nunca mais foi o mesmo e depois que saiu da Williams viveu de lampejos na Lotus e na Benetton. rs

  15. periferia disse:

    Olá……na Netflix está o documentário Williams…….sobre a familia Williams.. ….fabuloso……muito tocante ….muito honesto…..a cena do Frak Williams tirando um cochilo e sendo acordado pelo barulho do motor do F1…….maravilhosa.

  16. Ronaldo disse:

    Flávio parabéns!!!
    Não sei como você consegue ter tanta paciência. A maioria tem bom senso, agora tem uma meia dúzia que assiste o microondas e acha que conhece F1, ou se acha ô piloto.
    Massa assim como outros termina uma fase e sirene de muitos recebia para fazer o que mais gostava. Vamos viver um jejum que creio, será longo…

  17. pedro araujo disse:

    a williams precisa de 30 milhoes de trumps pra cobrir a perda de dois patrocinadores mais a a ausencia da grana advinda da cessao do bottas pra mercedes (desconto no fornecimento do motor) mais a diminuicao (prevista e acordada) do aporte do stroll para a equipe.

    por outro lado, precisa de um piloto maior de 22 anos (pra se encaixar em regras de alguns paises pra publicidade de bebidas alcoolicas, necessidade da martini) que seja rapido e tecnicamente confiavel. de preferencia, que traga algum retorno bom de imagem

    o kubica (em se confirmando sua recuperacao a niveis competitivos) é o que melhor se encaixa nesses parametros, ja que parece que vai levar algum patrocinador (ajudado pelo rosberg, inclusive). massa nao leva patrocinio pra equipe, e mesmo com seu salario menor se ele fosse correr em 2018 a equipe ainda precisaria da grana pra tentar manter esse orcamneto de 2017.

    portanto tem muitas questoes bem “mundanas” nessa opcao da williams, nem tudo é só facada nas costas do massa…

    empresas sao assim

  18. Danir disse:

    Massa é um ótimo piloto e tem uma carreira respeitável. Só lamento que tenha que eventualmente ir para os carrinhos elétricos. Não consigo gostar destes carros de brinquedo que não têm autonomia para uma corrida inteira e andam menos que um formula dois. Sinto mas não consigo gostar. Espero que ele encontre uma ocupação que o faça feliz e que caso continue nas competiçoes encontre algo melhor do que um carro elétrico. Massa é uma pessoa para admirarmos e respeitarmos como profissional, e como ser humano, alèm de ser um piloto que não fica devendo nada aos que estão ai, pelo menos a maioria. Boa sorte e felicidades. Acompanho F-1 desde a década de 60 e penso que a “maturidade” tirou um pouco da vibração da categoria. Continua no estado da arte, mas não tem mais o “coração”. Devo estar velho.

    • pedro araujo disse:

      sim, a categoria nao tem mais a “vibe” de antes…

      sim, estamos mais velhos…

      hehehe

    • Pedro disse:

      Sobre essa vibração com a F1, também pensava assim, hoje já acho que é apenas saudosismo ou memoria afetiva… O youtube (e outras plataformas) nos permitem revisitar aquelas temporadas e proporção de corridas espetaculares/corridas chatas não era muito diferente de hoje em dia.
      Tente ver o gp de Las Vegas 1981, naquele horrível estacionamento de cassino (e tem gente que diz que autódromo ruim é coisa da F1 atual…), é fácil uma corrida que entra no meu top 5 das mais horrorosas (e olha que sou fã do Piquet). A temporada de 88 é de uma chatice do nível da de 2014.
      Em compensação tivemos em 2012 um dos inícios de campeonatos mais emocionantes de todos os tempos.

  19. John disse:

    O massa cumpriu seu papel e teve uma carreira digníssima. O fato de não termos mais brasileiros no grid, a meu ver , não é problema exclusivamente tupiniquim…com a saída dele, só sobra o Perez, ricciardo e stroll de não europeus. Eu acho muito pouco para uma categoria que se diz mundial, eu sei que os melhores pilotos estão no velho mundo, no entanto eles precisam rever um pouco isso se quiserem ter alcance global de verdade

  20. gabriel disse:

    Brasileiro é o povo mais vira lata e invejoso do mundo. Massa não foi um piloto brilhante, mas teve uma carreira de respeito. Em qualquer outro lugar teria outro tratamento, aqui é ridicularizado.

  21. Paulo disse:

    Como eu gostaria de ver o NewGardem ou até WillPower nessa vaga.

  22. Luciano disse:

    Senão me engano, cinco brasileiros encerraram carreira na F1 quando estavam na equipe Williams: Rubinho, Massa, Senna, Bruno Senna e Pizonia. Equipe carrasco de brasileiros.

  23. Lemon S. disse:

    Com a aposentadoria do Massa acho que se encerra uma era de brasileiros na F1. Não acredito que veremos em poucos anos um brasileiro em condições de vencer/disputar corridas. Sim, podem chegar la alguns, como chegaram no passado. Mas vencedores de corridas e/ou titulos, acho que ficaremos sem por longos anos.
    Espero estar errado.
    E que o Massa seja feliz e valorizado em qq outra categoria.

  24. ari disse:

    Senna > piquet > emerson > massa > barrichello . Muito respeito a este rapaz!
    Nao tinha o o talento do barrichello, mas soube jogar e lutar melhor que o barrichello, no final das contas ficou maior. Maior que tantos outros nao brasileiros que passaram na formula 1. Ja bateu campeão do mundo companheiro de equipe. Ja lutou de igual para igual com o maior atualmente. Teve que lidar com uma molada na cabeça, venceu, voltou. E teve que lidar com o maior golpe de todos em sua carreira que foi assumir o carro de numero 2 na ferrari nos tempos de alonso. Mas quem eh alonso mesmo? Dizem que o maior de todos atualmente.

    Belíssima carreira felipe!! Parabe

    • Robertom disse:

      Barrichello foi competitivo por mais tempo, e Massa foi mais competitivo por algum tempo… Até levar a molada. Deixou de ser um piloto de ponta e se tornou apenas mais um bom piloto. Seu retorno á F1 foi uma lição de superação por um lado e comprovação que não era mais o mesmo porlo outro…

  25. ari disse:

    Senna > piquet > emerson > massa > barrichello . Muito respeito a este rapaz!
    Nao tinha o o talento do barrichello, mas soube jogar e lutar melhor que o barrichello, no final das contas ficou maior. Maior que tantos outros nao brasileiros que passaram na formula 1. Ja bateu campeão do mundo companheiro de equipe. Ja lutou de igual para igual com o maior atualmente. Teve que lidar com uma molada na cabeça, venceu, voltou. E teve que lidar com o maior golpe de todos em sua carreira que foi assumir o carro de numero 2 na ferrari nos tempos de alonso. Mas quem eh alonso mesmo? Dizem que o maior de todos atualmente.

    Belíssima carreira felipe!! Parabens!!!

    • Amadeu Calisto disse:

      finalmente um comentário sensato e inteligente nessa seara de insultos e abobrinhas. Por que brasileiro tem mania de denegrir o trabalho e esforço alheio? O cara pode não ter sido campeão, mas ficou lá dezesseis anos…entre os melhores do mundo. Levantou nossa bandeira. Merece muito respeito.

      • Wanderson Marçal disse:

        No dia que as pessoas só assistirem esporte pra bater palma e elogiar quem lá está ganhando milhões independentemente do desempenho esse dia será o fim da modalidade.

        Como todo piloto, tem quem goste e tem quem não. Quem quer só elogios devia ficar longe da modalidade esporte. Ou ser excepcionalmente bom. Não é o caso do Massa.

  26. Rico Mears disse:

    Uma pena a situação chegar a esse ponto. Ele tem um ano pra descansar e fim de 2018 voltar pra 5 temporada FE. Sinceramente depois de toda essa embromação torço que Kubitza ,como diz Galvão, seja efetivado e que a equipe só desabe ladeira abaixo daqui pra frente.

  27. Vander Mello disse:

    Boa tarde amigos.
    Desejo muito sucesso ao Felipe Massa na fórmula E, que será o seu caminho natural.
    E também como outros agradeço tudo o que ele fez nesses anos de fórmula 1.
    Acho impressionante que todos os que tiveram a oportunidade de trabalhar com ele sempre o elogiaram muito como pessoa e profissional.
    E aproveitando a oportunidade quero felicitar o pessoal do Grande Prêmio que vem tentando incentivar as competições de Kart.
    Espero que a CBA possa rever seus objetivos e proporcione condições aos nossos jovens pilotos de chegar à Fórmula 1. Abraço Flávio.

  28. Michel disse:

    O fato positivo de não haver nenhum brasileiro na F1 ano que vem é que as coisas podem mudar e serem encaradas com mais seriedade não é mesmo CBA!? Talvez daqui a 5, 7 anos desponte algum brasileiro de talento e nossa economia possa eatar melhor o que ajudaria em termos de patrocínio!

    • MARCIO LUIZ BORGES disse:

      Mano, brasileiros de talento tem, como Di Grassi, Matheus leist, Victor Franzoni, problema é que F1 é feita de pilotos pagantes e não é todo mundo que tem dinheiro pra estar lá, porém em outras categorias, temos bons brasileiros. Ja no que diz respeito a CBA vc tem toda razão, é desastroso como vem sido conduzida a confederação.

  29. joel lima disse:

    Quis o destino que Massa experimentasse uma das experiências mais doídas de um piloto = sentir só por alguns segundos o gosto de ser campeão do mundo vencendo em sua casa sob chuva e guiando uma Ferrari. Se isso fosse um roteiro prum filme o produtor não aceitaria por achar que o escritor estava viajando. Às vezes fico pensando que se Massa tivesse ganho em 2008, talvez pesaria sobre Lewis a fama de piloto azarado e de repente isso contribuiria pra ele não ter chegado aonde chegou, mirando números que pareciam impossíveis de serem batidos. Me lembra o filme Match Point, do Woody Allen.
    Se lhe faltou sorte em 2008, o destino compensou ao sobreviver e depois voltar às pistas apos o estranho acidente em 2009. Infelizmente, o episódio de ceder para Alonso a posição foi um momento negativo em sua carreira. Como Felipe deve ter torcida pra que Alonso fosse campeão naquele ano tendo de diferença a troca de posição deles na pistas .Talvez esse fosso único ato que Felipe, se pudesse mudar um só momento do seu passado, faria diferente em sua passagem digna pela F1. Chegou na categoria top, ganhou corridas, fez poles, disputou títulos, trabalhou em equipes como Williams, Ferrari e a saudosa Sauber com profissionalismo e ganhou bem pra fazer o que mais ama. Cumpriu sua missão. Que seja feliz em outras projetos e consiga curtir mais a família.

  30. valter disse:

    Deve ter ficado acordado que a sua volta seria apenas por um ano. Levou uma ‘saveiro” de dinheiro por um ano de tapa buraco e todos foram felizes. Felicidades Massa. Obrigado pelas alegrias que proporcionou aos brasileiros amantes da F1. Logo teremos um piloto brasileiro na F1.

  31. Gilmar o Hétero disse:

    De 1970 até o final do ano 2000 acompanhei 95% das transmissões da F1. Quem é Felipe Massa? O que fazia ele na F1?

  32. Fim de uma era, acabou e agora não tem mais volta.
    O automobilismo brasileiro chega ao seu derradeiro fim, sem o vislumbre de algum piloto de ponta e com bom aporte financeiro, pelos próximos anos viveremos o jejum da F1, sendo quase que obrigado a torcer por um Hamilton e um Vettel, o que é triste a esta altura do campeonato depois de mais de 70 anos da F1, e com 8 títulos, vemos enfim que a má gestão dos nossos futuros pilotos acaba aqui.
    Triste para o torcedor, triste para o Brasil, mas Valeu Massa, por tudo e vida que segue, tomara que nos próximos anos nossos dirigentes olhem com mais carinho para a categoria que já foi o sonho de muitos iniciantes!

  33. Gilmar o Hétero disse:

    Quem é Felipe Massa? O que fazia na F1?

  34. Wanderson Marçal disse:

    Só acho que ano passado ele também foi aposentado. A equação era até mais simples: Stroll entrava, pela grana, e Bottas não tinha porque sair em detrimento do Massa, mais velho e mais lento. Percebendo isso Massa se saiu com a de que queria um carro competitivo e não via isso acontecendo. Mudou rapidinho de idéia quando foi convocado novamente e esse ano insistiu até onde deu.

    É um osso difícil de largar. Acontece. E hoje dá pra dizer que o piloto não deveria ter voltado. Também acontece.

  35. Eduardo disse:

    Massa aposentado ??? Enfim ….. um dia feliz pro automobilismo brasileiro

    • Flavio Gomes disse:

      Desenvolva o tema, mestre das pistas.

      • Eduardo disse:

        Sem ironias FG, mas em 15 temporadas disputadas, o cidadão só conseguiu superar um companheiro de equipe em 2 temporadas (2005 e 2008).
        O “Gran Finale” será ser superado pelo “talentoso” e “experiente” Stroll.

      • Paulo Pinto disse:

        Massa só conseguiu superar seus companheiros de equipe em duas temporadas. Concordo, mas seus companheiros eram dois campeões. Isso valoriza a superação.

    • Cláudio disse:

      Massa faz falta mesmo não, quem está fazendo falta é o Rosberg, Massa paga por não ter assumido que ninguém o queria ano passado pra correr esse ano, inventou uma “estorinha” pra aposentar-se… Acho é pouco …quando Rubinho tentava continuar ele falava muita merda dizendo que era hora dele parar …. Então toma aí ….#mundogira!

      • Amaral disse:

        Rosberg faz tanta falta que só lembram dele quando falam do Hamilton.
        E mesmo que ele quisesse voltar, a equipe não aceitaria. Foi decisão dele, mas achei pilantragem com a equipe. Ele poderia ter pelo menos deixado a chefia de sobreaviso e pedido a todo mundo pra ficar de bico calado.

  36. Rodrigo Fernandes disse:

    Acabou de sair que a Williams avalia Kvyat na briga pelo segundo posto, Querem um bom patrocínio de certo e viram que o Massa não “ofereceria$” o que a equipe deseja no futuro próximo. Felipe apesar de não ter mais a gana de um jovem, não deixa em nada a desejar para Di Resta, Kvyat, Werhleim. Kubica, sei lá, o próprio Flávio pode saber mais sobre, nós só pelo que a mídia fala, não dá pra avaliar. Boa sorte ao Felipe!

    • Angelo disse:

      Há rumores que o Kubica foi mais lento que o Di Resta nos testes mas deu um “feedback” melhor para a equipe. Como o Di Resta não é tão rápido como o Felipe, dá para ter uma ideia que não foram legais o tempo do Polonês… Das opções da Williams a melhor agora sem o Felipe é o Kvyat que se botar a cabeça no lugar é um grande piloto e ainda leva grana. Outro ponto é que tudo leva a crer que o ano quem vem vai ser ainda pior para a Williams (Mclaren e Renault tb vão ficar na frente, junto da Force India, fechando o 2018 da Williams entre sexto e sétimo lugares, nas melhores hipóteses), então não é nenhuma perda para o Felipe não correr por eles em 2018, a questão era só largar o osso mesmo de quem tava mais de uma década na profissão.

  37. EduardoRS disse:

    A carreira do Massa foi acabando em prestações ao longo da última década. O primeiro golpe foi a molada na Hungria em 2009 – nenhum pessoa volta a ser a mesma depois de uma porrada dessa magnitude na cabeça, ainda mais um piloto onde alguns milésimos de segundo nos reflexos fazem toda a diferença. O segundo golpe foi o passão do Alonso em cima dele na entrada dos boxes na China em 2010 – depois desse episódio, ficou claro que ele seria relegado ao posto de segundo piloto na Ferrari. Depois veio o Fernando is faster than you”, exatamente um ano após o acidente na Hungria onde ele teria enfim a chance de vencer uma corrida. De 2010 a 2014, o Massa foi um zumbi. Teve um breve momento bom com a Williams em 2014, mas nunca mais mostrou capacidade igual ao Massa pré-Hungria/2009.

    Teve uma bela carreira, realmente. O que ele guiou em 2007 e 2008 foi uma barbaridade. Aquele Massa merecia sim um título mundial. Pena que o destino não quis assim. Mas acho que ele pode sair da F1 com a cabeça erguida e com a certeza de que escreveu uma bela história. Que aproveite a vida e faça algo que lhe traga prazer e realização.

  38. ags disse:

    Final feliz..Chiquinho ta certinho…tem 9 anos que ele não sabe o que é ser piloto de F1..
    O pancão que levou foi um milagre..ele voltou com 58% da visão do olho direito..nunca foi dito na midia..mas ele não consegue ver na chuva e nem no sol..perdeu o ponto do olho para obejtos em movimentos..por isso que andou fazendo M..em certas..provas..
    Chiquinho..vce vai ser um P pai..vai brincar de velocipdes que é sua praia..
    Não inventa de ser piloto por favor………………………….
    Viva..o Chiquinho acordouuuu….

  39. Helio disse:

    Já estava passando a hora de se posicionar pois a postura da Williams, a meu ver desrespeitosa e injusta , já indicava que não havia mais interesse do time em mantê-lo . Triste saída , diferente do ano passado , pois teve um 2017 abaixo da média é isso contribuiu em muito para sua saída definitiva

  40. Evandro disse:

    Massa fez o que qualquer um de nós faria, quando abandonou veio um convite para mais uma temporada, aceitou e pronto! Tenho eu a sensação de que naquela época foi isso que se falou; Mais um ano! Lá dentro se empolgou, achou que emplacaria mais outro ano e não aconteceu. O que faltou? Nada além do que a equipe poderia lhe dar. Haverão muitas especulações. Mas o certo é que ele deve seguir o conselho que deu ao Rubinho um dia: Pare agora e não se desgaste mais! Outras oportunidades surgirão e deve ele olhar atentamente antes de se lançar numa carreira que destrua tudo o que construiu até aqui. Run Massa Run.

  41. Macario disse:

    Agora, como no ano passado, não faltarão detratores que vão diminuir o valor de Massa, mas a real é que ele teve uma carreira bastante vitoriosa. Só não foi campeão por erro de equipe. Claro que não seria um campeão como Hamilton e Vettel, mas seria um campeão no nível de um Button ou um Rosberg. Massa possui um nível acima de outros que chegaram perto e não conseguiram, como Webber, Irvine e Barrichello. Pena que não consiga emendar com a F-E. Torço para que ele participe no ano que vem. Tenho a impressão que ele andará bem nessa categoria..

    • Wanderson Marçal disse:

      O Button bateu o Hamilton em 2011 e no geral nos anos que foram colegas de McLaren. Fez mais pontos que o Alonso em uma temporada e ganhou 2009 com autoridade. Aliás, o campeonato do Button em 2009 foi muito melhor que o do Hamilton em 2008. Já o Rosberg bateu o Schumi — aposentado e tal, mas o cara era rápido, foi pole em Mônaco e tudo –, andava próximo e superou o Hamilton na pista, com o mesmo carro. Dos companheiros importatnes o Massa só foi melhor que o Raikkonen — que mesmo em 2007 já não apresentava o melhor da sua forma.

      Massa pra mim tá bem colocado na turma do Irvine e do Barrichello. Pilotos medianos com uma oportunidade de título na carreira por questões excepcionais. Fica a cargo de cada um decidir seu predileto.

      • Macario disse:

        Quanto aos três que você citou, destacaria uma diferença básica.: Irvine teve sua chance – quando Schumacher se machucou – e Barrichello também – na Brawn – e nenhum dos dois pode culpar suas equipes, como Massa pode.

      • Costa disse:

        A diferença é que o Rubens ama correr até hoje. Esse sim não desiste nunca.

  42. joel lima disse:

    O momento de parar é o mais difícil para um esportista. Mesmo dois grandes em seus esportes – Michael´Jordan e Schumacher – saíram e depois voltaram. Dos esportistas que marcaram época, só me vem à memoria Pelé como alguém que parou no momento certo – que foi em 74, não jogando mais pelo Santos e também não indo pra Copa de 74. O período dele no Cosmos foi só pra ganhar dinheiro e nada mais.

  43. Zano disse:

    Diferente do ano passado, esse ano ele sai de cabeça baixa. Não altera o que fez na F1. Mas não precisava passar por isso.

  44. Luis Eduardo disse:

    Massa nunca foi um gênio das pistas. Barrichello, por exemplo, era mais piloto. Mas ele teve, sim, uma carreira bem sucedida. Não é qualquer piloto mediano que consegue um vice-campeonato e 11 vitórias na F1. São números melhores que os de um Berger, por exemplo. Muitas críticas que se fazem a ele são injustas. Em 2008 ele superou um campeão do mundo (Raikkonen), mas a Ferrari, com seus erros, tirou o título dele.

    Já a partir de 2009 ele não foi mais o mesmo, o que é natural, não se pode culpá-lo pelo acidente que causou sua queda de desempenho. Talvez apenas tenha faltado fibra em 2010, quando ele cedeu naquele episódio do “Fernando faster than you”. Era a grande oportunidade de ressurgir, mas ele falhou, tanto quanto Rubinho em 2002. Ali, sim, acho que o Massa selou o destino da carreira dele.

  45. Alessandro Neri disse:

    Massa mais piloto que o Barrichello porém similar a ele no “quase”. Quase entrou para a história da F1. Quase. Não será lembrado como um dos grandes da categoria, mas assim como o Barrichello, no futuro será lembrado pela bela, honesta e lucrativa carreira.

  46. Daniel disse:

    Equipe pilantra essa Williams!!! Por isso vai continuar sendo medíocre no ano que vem!
    Vão ressuscitar Kubica para nada, piloto medíocre já no último ano antes do acidente, ainda mais agora afastado e com apenas um braço.

  47. Tarcio disse:

    Com relacao a aposebtadoria de Massa, Nao existe diferença alguma entre 2016 e 2017. Ano passado e equipe teve que escolher entre ele e Bottas. Como a opção foi Bottas não restou outra alternativa em anunciar que estava se retirando. Este ano eh exatamente a mesma situação, pois a equipe está optando por outro piloto.
    Ou seja , nosso amigo gostaria de continuar mas não tem lugar. Isso porque eh um piloto decadente. Aliás nunca foi um piloto top de verdade porque vive colecionado derrotas para seus varios companheiros de equipe.

  48. Fern Kesnault disse:

    Nao fara falta nenhuma pois como disse FG, é so mais um merdinha numa categoria ridicula que ja teve o seu “glamour”…

    • Flavio Gomes disse:

      Mais um no bico do corvo. Seguinte, bonitão: chame alguém de merdinha apenas quando se olhar no espelho. Beleza? Aqui não.

      • Fern Kesnault disse:

        Falo sim amigo…sei que estas meio “down” pois sabiamos que mais cedo ou mais tarde isso aconteceria. Mas veja pelo lado bom e excelente, foque tuas energias na IMSA Weather Tech pois teremos pilotos brasileiros de calibre por la (Dirani, CastroNeves, etc), nao que eu assista em função de ter brasileiros e sim pelo espetaculo que esta a acontecer. É sabido que amo muito corridas de “endurance” e de GTs…e sim, somos todos merdinhas…eu, tu, ele, nos, vos e eles….assim caminha a humanidade.

  49. wilton stang disse:

    Tudo culpa do Temer globista lixo: Massa não se aposentou ano passado porque o Temer não deixou e fez eloe trabalhar mais um ano pelo menos, agora o massa não quer se aposentar porque a aposentadoria ficou com um valor bem baixo culpa do temer novamente

  50. Iuri Jacob disse:

    O Massa agora deve estar lamentando muito a saída do Ecclestone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>