MENU

segunda-feira, 27 de novembro de 2017 - 23:47One comment

ONE COMMENT

Isso é corrida. Julio Cezar Kronbauer mandou o vídeo. O #17 foi punido e perdeu o campeonato.

10 comentários

  1. Thiago Azevedo disse:

    Que barato essa categoria. Acham ponto de ultrapassagem em pista de rua.

  2. Glauco Tavares disse:

    Justa a punição, aliás deveria ser suspenso por uma ou duas corridas na próxima temporada. Quem quer fazer este tipo de canalhice deve correr na nascar ou em unas suas sub categorias, lá este tipo de atitude é “normal” e ainda rende aplausos da turba ignorante.

  3. Daniel disse:

    E a foxsport não passa nem sequer o resumo da corrida.

  4. Takashi Kawazoe disse:

    Fantástico. Isto é Corrida. O 17 fez certo ao tentar defender a posição e o campeonato no limite. Da mesma forma a punição também foi correta.

  5. Para conquistar o título, Jamie Whincup largaria em quinto e precisava vencer, além de torcer para que Scott McLaughlin, o pole position, fosse muito mal na prova e fizesse poucos pontos. O cenário não era nada positivo para o piloto da Red Bull Racing.

    Só que as coisas começaram a mudar para melhor na volta 16, quando Scott McLaughlin foi punido com um stop & go penalty por ultrapassar a velocidade permitida no pit lane e caiu para o fim do grid.

    As coisas só pioraram para Scott McLaughlin, quando, na tentativa de tomar o décimo-primeiro lugar de Simona de Silvestro, tocou no carro da suiça e fez ela rodar na pista. O piloto da Penske foi novamente punido.

    A corrida está na volta 93. O cenário que Jamie Whincup desejava estava materializado, já que fazia sua parte e vinha em primeiro, e Scott McLaughlin vinha em décimo-segundo. No entanto, o piloto da Holden força a ultrapassagem e conquista o lugar de James Moffat. Craig Lowndes aproveita o momento e continua sua perseguição a Scott McLaughlin.

    Se estas posições em pista permanecessem assim até o final, Whincup e McLaughlin ficariam empatados com 3042 pontos, e Scott seria campeão pelos critérios de desempate.

    No entanto, ao negociar a primeira curva da volta 94, McLaughlin erra a tangência, e Lowndes avança pela reta para tentar retomar a posição perdida. Scott, numa manobra desesperada, fecha o espaço de Craig, que bate no muro e quebra a suspensão dianteira esquerda de seu Holden.

    Os ânimos se exaltaram, principalmente entre os integrantes da equipe de transmissão da corrida. A expectativa era se Scott McLaughlin seria punido pelo acidente provocado.

    Final da volta 95 e última: Jamie Whincup faz sua parte, vence a corrida, e aguarda ansiosamente por Scott McLaughlin. Eis que, quando o piloto da Penske aponta para a linha de chegada, chega a informação de que ele foi punido pelo acontecido com Lowndes com o acréscimo de 25 segundos ao seu tempo final de corrida.

    Scott McLaughlin cai para décimo-oitavo na classificação final da Newcastle 500, e Jamie Whincup torna-se o campeão do 2017 Supercars Australia Championship.

    • Tom Marco disse:

      Emocionante, mas essa coisa das punicoes parece meio exagerada nao? A corrida eh louca, com mt contato… parecem ate carrinhos bate-bate em alguns momentos. Deixem o couro comer.

      • Scott McLaughlin tornaria-se campeão ao tirar outro piloto da corrida à força.

        Não puni-lo seria a mesma coisa que beneficiar o infrator.

        Vale lembrar que era a terceira punição que ele sofrera na mesma corrida.

        Largou em primeiro, o cenário era totalmente favorável.

        Só que cometeu um erro bobo, ultrapassou a velocidade máxima no pit lane e foi punido.

        Aí ficou desesperado e teve que forçar a barra. Acontece…

  6. Miguel Direito disse:

    Estas corridas V8 australianas são as melhores, pela emoção, competitividade, sensação de velocidade dos carros, filmagem,
    Somente tenho tanto prazer em ver corridas quando vejo as 24 horas de Le Mans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>