MENU

terça-feira, 9 de janeiro de 2018 - 18:37Turismo

BABACOLÂNDIA

camboys

RIO (não me espanta) – Foi o Denis Souza quem mandou o link com esta notícia sobre um episódio ocorrido domingo em Balneário Camboriú. Resumidamente, uma porção de donos e/ou usuários de carrões resolveu se exibir na avenida Atlântica, fechando o tráfego e dando até zerinhos, diante do olhar admirado de retardados de todos os tipos, espécies, gêneros, idades e classes sociais. Até que alguém chamou a polícia, que conseguiu apreender apenas dois carros — um deles dirigido por um cara aparentemente embriagado, outro com carteira vencida.

Parece que essa demonstração de virilidade automotiva não é incomum na cidade, e se for assim tendo a acreditar que as autoridades sabiam que ela iria acontecer, mas acharam por bem não incomodar os cidadãos de bem que dela participariam.

Balneário Camboriú é uma cidade bastante peculiar. Conheci a praia nos anos 70, numa longa viagem que fizemos, num Opala, de São Paulo a Porto Alegre. Como todo o litoral de Santa Catarina, era praticamente virgem, com um ou outro hotel e longas faixas de areia. Belíssimo vilarejo, uma graça mesmo.

Hoje, me parece o local com maior concentração de babacas por metro quadrado do país. A começar por seus prédios. Eles são tão altos que já não bate mais sol na praia — passou alguma coisa na TV domingo, lembro de ter escutado algo no aparelho ligado na cozinha para distrair meu cachorro, acho que o prefeito exaltava a pujança da orla, sua beleza e riqueza, alguma coisa assim.

Os locais, ao que parece, se orgulham desses espigões de arquitetura horrorosa que ostentam no topo, como se fossem esculturas, os nomes das construtoras que os levantaram — uma espécie de grife do imóvel. Compradores disputam a tapa coberturas e andares bem altos, porque quem tem apartamento abaixo do 20º andar não é muito levado em consideração. Creio ter ouvido, no mesmo programa de TV, uma conversa sobre o pai de Neymar ter comprado uma, ou algum cantor sertanejo conhecido, ou vários, sei lá.

Desfiles de carrões também fazem parte da rotina do balneário, onde a única regra a seguir é a do hedonismo-jeca: mostrar que tem grana, seja ao volante de um automóvel, ou pela roupa que veste, relógio que usa, prédio onde dorme empilhado. É a elite branca brasileira em sua essência, concentrada numa pequena faixa de terra que um dia foi uma linda praia, onde a beleza da natureza foi substituída pela idiotice humana.

Se um dia for a Santa Catarina, passe direto. Dá para ver essa aberração da estrada, à esquerda de quem desce a BR 101. Já é o suficiente para se assustar. Se não quiser nem chegar perto, pare antes, em São Chico, e divirta-se. Caso contrário, siga em frente e vá conhecer Bombinhas, Guarda do Embaú, Garopaba, Ibiraquera, Imbituba…

A não ser que tenha uma Ferrari, ou um Lamborghini. Nesse caso, procure saber quando tem outro desfile na babacolândia, para aproveitar bem a estadia.

126 comentários

  1. GuilhermE disse:

    Antes disso, Balneário foi palco de uma épica disputa entre máquinas italianas, jovem.

    https://www.youtube.com/watch?v=3Yo7xZvy5vM

  2. Henrique Tiedje disse:

    Minha família tem um apartamento na dita praia a 50 anos, lembro bem de 1993-94 quando já circulavam, os senhores que acreditam que a capital cultural do mundo é Miami, em seus Kadett Gsi e BMW M3 conversíveis, dirigindo com uma lata de cerveja na mão. Em suma a cultura que se criou (e cresceu) é a que quem tem dinheiro para comprar um bom carro, compra também uma quota social do Brasil e assim, sócio, pode fazer o que bem entender. infelizmente para mim, que gosto muito de todos os outros aspectos do litoral daqui, teu texto não poderia expressar melhor a “Babacolândia” e aviso aos circulantes, a maravilha só se espalha, mais e mais, por outras praias antes intocadas… Grande Abraço Gomes parabéns pelo teu excelente trabalho.

  3. Leandro Batista disse:

    Vamos falar de algo bem mais sério. Essa madruagada um imbecil dirigindo uma Mercedes a mais de 200km/h bateu numa Ecosport na Rodovia dos Imigrantes, o que resultou em duas mortes e vários feridos. O motorista do Mercedes é um cidadão de 50 anos e e estava participando de um racha. Não vou entrar no mérito de haver oito pessoas dentro de uma Ecosport e tampouco citar que o motorista estava com a CNH cassada. Quando a gente ouve falar de racha, logo imaginamos um monte de moleque que pegou o carro do papai escondido e foi se matar em alguma avenida por aí. Mas um cara de 50 anos de idade? Tem que morrer na cadeia…

    • Guimartins disse:

      No ano passado a irmã de um amigo querido morreu por conta de uma situação dessas. O cara estava tirando racha e bateu atrás do carro em que ela estava, no banco de trás. As demais pessoas (entre elas um bebê que estava na cadeirinha, sobreviveram. A Imigrantes é cheia desses cretinos acelerando a mil, em rachas ou sozinhos, e acontecem acidentes assim com frequência.

  4. diego zomer disse:

    Acho engraçado que tem uma galera que defende (não aqui, nas redes sociais da vida) esse pessoal que tranca faixa e toma conta do que é público para si sem autorização, sem formar um evento…
    BC vive essa vontade de ser Miami, Dubai, um jardim para ostentar dinheiro se esquecendo de todo o resto… A cidade pode ter apartamentos maravilhosos por dentro e coberturas com uma bela vista, mas é uma merda de se andar no verão, fica tudo trancado, entupido de gente, é contra-senso para mim… ostentar para ficar entocado.

    Mas, para quem não conhece, vale a pena entrar pela última saída na BR sentido ao sul e cruzar até Porto Belo pela interpraias.. a estrada é maravilhosa, visual idem, e alí se percebe a diferença entre ter dinheiro e ter bom gosto.

  5. Marcos Rosa Filho disse:

    Bem observado… não vou mais a Balneário Camboriú com tantas praias melhores e sem sombra na região, incluindo praias também com gente rica mas com bom senso. Novos ricos que saem de seus prédios nas grandes capitais para seus prédios em Camboriú. Que fiquem lá no mundo deles.

  6. Paulo F. disse:

    Retrato do Brasil coxinha!

  7. Clayton Araujo disse:

    Imagino o nojo. Um monte de mauricinhos em pura ostentação com seus carrões zuando tudo numa barulheira danada, De que adianta ir à praia e fazer barulho? Será que estão todos com os documentos em dias? Será que não rola um pozinho branco em algum porta-luvas?

  8. Pontalti Jr disse:

    Absurdo mesmo era o valor cobrado em uma long neck na semana da virada do ano em uma portinha qualquer na av. atlântica: R$ 9,00. Foda-se os porshes…

  9. Luciano disse:

    Dinheiro é como o açúcar: para muita gente, o excesso as tornam doentes.
    Balneário Camboriú virou essa meleca aí porcausa do exibicionismo a la Dubai, e pelo menos Florianópolis continua linda (exceção de de algumas áreas mais pobres ao norte e ao sul da ilha, e a Jurerê “internacional” (?), que é ricamente cafona). Pois é, uma cidade que foi deformada pelo modismo, pena.

  10. Alex disse:

    Vcs não conhecem Balneário. Sou de SC, vou algumas vezes por ano a Balneário e EU e quem conhece pode dizer, e não vcs comentaristas de noticiário. Primeiro, essa coisa de rachas e coisas estravagantes com estes carrões são raras e são mais para esta época de temporada e de madrugada. A maioria destes bacacas não são do estado, e são sim do seu. A maioria destes carrões tem placas de fora do estado.. Durante todo ano Balneário é uma cidade muito pacata. Só nestes dois meses de veraneio é que se vê essas coisas e de forma rara. O que acontece é que na Barra Sul tem as boates para onde vão os donos desses carrões, e na saída e com uma cachaça na cabeça tem uns que fazem isto. Volto a dizer, vc pode sentar a beira mar hj, ficar o dia inteiro lá e não ver um carrão desses. Se assim fosse, Miami mereceria as mesmas críticas. Pode ter certeza que não é da forma que vc falou. Agora, se vc quer polemizar, fique com sua opinião tacanha.

    • TEVEZ disse:

      Pelo que vi o video não foi a madrugada na saida da balada
      Foi bem na tardinha
      O Balneario lamentavelmente virou o que o Gomes diz mesmo, uma autentica babacolandia.
      Ainda bem que o Brasil tem milhares de outras opções

  11. julia disse:

    o típico brasileiro trouxa. Completamente brega!! os mesmos trouxas são os que se vestiam de patos da CBF pedir a cabeça de Dilma.. com a cultura que eles tem, não chega a impressionar. O mais triste ainda é que os pobres acham bonito e seguem esses milionários (99% de algum crime) nas passeatas dos patos amarelos.. e batem panelas

  12. McLaren-12 disse:

    Na questão da quantidade de babacas por m2, concorre diretamente com Alphaville.

  13. kalil disse:

    Prezado Flávio Gomes,
    Muito interessante tua matéria.
    Realmente esses babaquaras (ou babacoaras) tem um potencial de atrapalhar a vida de terceiros impressionante.
    Mas acho que você pode ter exagerado quando chamou de ‘babacoLÂNDIA’.
    Reflita ai, o problema não é culpa da cidade.
    Com certeza há uma parcela enorme de gente boa ali.
    As poucas maçãs podres não devem ser generalizadas para todo o pessoal.
    E, afinal de contas, ali não é o único local do Brasil, nem do mundo, onde acontece esse tipo de exibicionismo-mequetrefe.
    E também não é o único balneário praiano que foi detonado pela especulação imobiliária predatória e arquitetura de mal gosto.
    Sobre os elementos exibicionistas, seria interessante saber onde estão as autoridades civis, militares e de trânsito.
    E verificar se essa turma está com os impostos em dia (IPVA e IRPF, no mínimo).
    Como penitência aos individuos envolvidos e comprometidos, sugerimos:
    Que troquem todos os pneus de uam frota de 19 carretas scania (aquelas cor laranja L-75?), sem cruzetas, sem macacos e ajoelhados (sem joelheira) em brita 2 com sal grosso do himalaia, sob sol do meio dia na praça dos Três Poderes. Deverão recitar como mantra, o hino do partido do presidente da república vigente.
    Abraço

  14. Mauro disse:

    O que tem de idiota cujo cérebro é do tamanho de um grão de ervilha. A lei em Balneário Camboriú é a seguinte: o ¨turista¨ pode tudo, não façam nada contra eles. Vergonhoso.

  15. Giovanni disse:

    Balneário Camboriú é uma espécie de Dubai, respeitando suas proporções. Suas histórias se resumem a dinheiro e especulação. Agora vão construir uma RODA-GIGANTE de sei lá quantos metros de altura numa das pontas da praia. O ser humano adora isso, e o brasileiro, colonizado que é, também.

    Camboriú, assim como Jurerê (já morei em Florianópolis e posso garantir que Floripa não tem nada a ver com esse “bairro de praia”) são locais que 90% é classe média e 10% é rico, que podem desfrutar de seus bens com mais segurança, o que é ótimo. Além disso, Camboriú, por ser bem pequena, é fácil de se deslocar a pé, passear, caminhar na praia, etc (por isso muitos aposentados vão viver lá). Porém, ao mesmo tempo se tornaram os lugares com maior concentração de gente narcisista, que valoriza a aparência e ostentação, lavagem de dinheiro, e por aí vai.

    Pra quem não é do Sul, esse perfil de pessoas é facilmente encontrado em praias do RJ como Ipanema, Copacabana, Leblon… Grupo de gente endinheirada, e quando não se tem dinheiro são caras bombados ou mulheres lindas (que novidade, não?!). O que chama a atenção é que boa parte das pessoas que estão lá e não se encaixam nestas características, acham legal e se pudessem seriam assim. Então, no fim, tá tudo certo (pra eles!).

  16. Igor Freire disse:

    The good and old Flavio Gomes. Li o texto inteiro com um sorriso no rosto e balançando a cabeça positivamente.

  17. Paulo Andrade disse:

    O que é cidadão de bem em sua ótica caro Flávio?

  18. Moy disse:

    Perfeito! Não muito diferente de outros “balneários”.
    Sobre o desfile de carros, me lembrei de uma propaganda antiga, que vi no extinto e tb antigo programa “Intervalo Comercial” da Cultura: O cenário todo escuro e só a penumbra de uns pneus, com o slogan “carro pra quem quer mostrar que tem muito dinheiro”. Quando as luzes acendiam, era um carro forte. Depois o mesmo cenário com o slogan “carro pra quem quer mostrar que tem bom gosto”. Quando acendia o cenário, era um Mercedes.

  19. Luiz antonio ferreira disse:

    Um bando de babavas legitimando umas das maiores lavanderias do Brasil

  20. Wagner Dezordi disse:

    Sempre ouvi falar que BC era foda e tal, dai resolvi passar pela cidade em 2006. Entrei na cidade e pensei, “não acredito que BC é essa merda que tanto falam”. Dei meia volta, fui embora e nunca mais voltei. E acredito que hoje esteja pior ainda

  21. Leandro Batista disse:

    Se a ricaiada estragou o Balneario de Camboriu, o que dizer da cambada que desce pra baixada santista todo fim de semana? Experimente ir pra lá e passar um feriado. É um festival de falta de educação. A cada cinco metros tem um carro com o porta malas aberto e o som ligado no ultimo volume. A praia vira uma imundice, Seja rico, de classe média ou baixa, o brasileiro é um sujeito sem educação que não sabe onde terminam os direitos dele e começam os do vizinho.

  22. Juliano Jorge disse:

    Perfeita a colocação…Nunca vi tanto idiota metido a besta numa área tão pequena, o lugar que era um paraíso se tornou insuportável!!!

  23. Irapuam disse:

    Parabéns à Polícia Militar, que fez o que tinha que fazer. Dá gosto de ver!!

    O litoral do Brasil é extenso e tem lugar pra todos os gostos. Não sei bem o motiva da implicância das pessoas com BC. Vai quem quer, afinal. Em SC tem muita praia mais tranquila e por aqui ainda tem espaço pra muita gente.

    Cada um pode escolher em SC que tipo de praia quer ir, seja metrópole, desenvolvida, sub-desenvolvida, ou até mesmo completamente isolada. O cardápio é bem variado.
    As indicações de praias do Flávio são realmente ótimas. Acertou em todas. Acrescentaria ainda Penha e Piçarras.

    Quanto aos baderneiros, tem em todo lugar. Muda apenas a praia e automóvel. Tem muito mané dando pau de Chevette, Opala e Golzinho por aí em praias “mais legais” Babacas iguais.

    E também tem um pessoal bem gente boa andando de Porsche em praia que mal tem asfalto. E se comportam como gente normal.

    Não vejo associação do nível de “babaquismo” como carro do indivíduo.

    • Diego disse:

      Concordo plenamente.
      Endinheirado ou pobretão, babaca tem em todo lugar. E BC não se resume a isso, muito pelo contrário. Tem ostentação e afins? Olha, da parte de alguns realmente tem, mas é de uma minoria. Sem contar que tem muita praia super tranquila ali perto, como Estaleirinho e afins.
      Mania do povo de falar mal de gente com dinheiro…

  24. Gus disse:

    É bem por ali mesmo, ótima análise desses babacas ostentadores, paupérrimos de cultura e noção moral.
    Camboriú de fato é terrível nesse trecho cheio de prédios, mas um pouco mais ao norte (uns 3kms), encontra-se a Praia Brava que não sofre desse mal. Existe alguns atrativos interessantes no local – Camboriú urbana – como um belo parque com seus bondinhos e tobogãs…ou seja, pouca relação com a orla deteriorada pelo urbanismo desenfreado.
    Jurerê com suas tendinhas repletas de jovens “3 horas por dia academia/8 horas redes sociais” também impressiona; mostra como a sociedade em geral – tendo a chance de “mostrar” – se comporta de modo deprimente.

  25. Ricardo Bigliazzi disse:

    É incrível como um “carro” pode transformar um ser humano e um babaca completo.

    Na noite de ontem um acidente pavoroso na Rodovia Imigrantes é prova dos tempos malucos em que vivemos. Uma Mercedes encheu a traseira de uma EcoSport. Testemunhas dizem que a Mercedes rachava com um Camaro Preto (que fugiu).

    A panca foi enorme, na Ecosport estavam 8 pessoas, 4 adultos e 4 crianças, das 8 pessoas 2 morreram (as duas Mães).

    Detalhe curioso, tanto o motorista da Mercedes quanto o motorista da EcoSport estavam com as habilitações cassadas.

    Pergunta do Milhão: Cabem 8 pessoas dentro duma EcoSport? Todas estariam afiveladas em cintos de segurança? As crianças estariam em “cadeirinhas” se fosse o caso?

    Realmente o Pais foi transformado em uma Babacolandia! Tudo pode ser feito

  26. Marcus Simões disse:

    “…lembro de ter escutado algo no aparelho ligado na cozinha para distrair meu cachorro…”.
    “Creio ter ouvido, no mesmo programa de TV, uma conversa sobre o pai de Neymar…”
    Fala sério. Tava vendo algum jornaleco da RGTV e escreveu que a TV tava só ligada. Kkkkkk!
    Esquenta não. Eu também sou desses chatos que não assiste e ainda faz propaganda que não assiste a RGTV.

  27. pabloREM disse:

    A praia principal de Balneário Camboriú só tem uma vantagem: ele tem apenas pouco mais de 6 quilômetros. De resto, as prais que a cercam são muito melhores, em todos os sentidos. O litoral de Santa Catarina tem muita coisa boa.

  28. Estevão Busato disse:

    Pessoal baba muito ovo para o litoral catarinense. Litoral norte de São Paulo coloca a Santa Catarina no chinelo.

  29. Rafael P Chinini disse:

    babacas existem em todos os lugares. pobres e ricos!! pode ser que ai tenha uma concentração maior.
    Porém Balneário é sensacional. Laranjeiras fica onde?
    Lá tem opção para todos os gostos, pode se ficar na cidade com praia bem urbana e prédios e passear pelas praias próximas como as que foram citadas.

  30. Pepeu disse:

    Passei por la hoje de moto e debaixo de muita chuva. Mesmo sem ter lido esse post antes, ja tinha tirado BC do meu roteiro.

  31. josé disse:

    Brilhante Flávio. Conheci o litoral de SC nesta época (de moto) e não acredito o que fizeram com aquela maravilha. Sou gaúcho da serra e atualmente moro no centro oeste onde proliferam políticos endinheirados, colonada sulista que viraram empresários no agronegócio e outras tribos que não vale a pena comentar.
    Outro exemplo é a cafoníssima Jurere Internacional minada de gente babaca e talvez a maior concentração de Ferraris do país.
    Só para ilustrar: á um tempo atrás uns palhaços montaram na praia uma tenda com uns caras e,não sei como é o nome, com uns leques gigantes ficavam fazendo ventinho para os babacas, estilo filme antigo nas arábias, simplesmente ridículo.
    Camboriú até pouco tempo era uma latrina gigante com cara, cheiro e merdas boiando, o que mudou? O tipo das merdas.
    Não, não é inveja e nem ciúmes como dirão alguns, gostaria de poder ter uma Ferrari ou uma casa em Jurerê de antigamente, hoje prefiro o litoral norte de São Paulo em especial algumas prainhas frequentadas por gente culta, educada e muito mais ricas que esses idiotas que se contentam em bancar os endinheirados.

  32. Luiz Fernando Batista Gomes disse:

    Falou e disse.

  33. Márcio Duvoisin disse:

    Boa noite a todos! Na minha opinião, cada um deveria cuidar da sua vida e parar de cuidar e criticar a dos outros, Santa Catarina tem praia para todos os gostos, cada um vai e faz o que acha melhor para si e sua vida! Balneário Camboriú é um lugar bem legal e com várias opções de praias, inclusive quase intocadas também!
    Abraço

  34. Airton Silva disse:

    Não dá mais para mudar o que no passado poderia ter sido feito de outro jeito. Como remédio há alguns anos uma atualização no plano diretor passou a exigir recuo nas novas construções na orla. Muito importante destacar que a efervescência imobiliária e comercial de BC geram empregos e renda, boa parte de deles de excelente qualidade. Melhor é as pessoas investirem aqui que nos EEUU ou em Punta, e a cidade atrai cada vez mais aposentados como moradores definitivos. A maioria da população só quer relaxar, curtir os restaurantes e bares, conversar com os amigos e se abrigar no conforto que uma boa propriedade oferece. Existem os episódios de comportamento inadequado, mas torçamos que se tratem cada vez mais de exceções.

  35. bruno disse:

    na maravilhosa Guarda do Embaú, não tem essas imbecilidades e ainda tem o Residencial Rogério no cantinho da praia que sempre nos recebe bem! Melhor praia do sul do Brasil.

  36. Eduardo_SC disse:

    Aqui em Joinville é feio dizer que se tira férias. Lá em BC é feio dizer que se trabalha. Estive em Bombinhas final de semana e estava tomada pelos argentinos. Mas curioso mesmo é perceber que eles não são dados aos modismos como alguns brasileiros que vão à praia. Ao invés de corpos bombados e prosecco, eles curtem roda de amigos, livros, chimarrão e bermudas de futebol da Adidas.

    • Moy disse:

      Boa. Argentino de Adidas é quase um pleonasmo.

    • José disse:

      Em geral, o argentino e também o uruguaio é muito mais educado e cordial que brasileiro. Trabalho em hotel de praia em Floripa e recebo 90% dos hóspedes desses dois países. Quando conto que prefiro recebê-los do que aos brasileiros, me chamam de louco. Muito do preconceito vem da TV e futebol. Costumo dizer que não existe argentino bom ou ruim, nem brasileiro bom ou ruim. Existe, sim, pessoas, boas e ruins. Mas como falei, no geral, brasileiro é muito mais chato e inconveniente. No hotel, pelo menos, você tem que fazer de tudo pelo brasileiro para ele achar que você está fazendo sua obrigação. Aos gringos você faz apenas sua obrigação e eles te agradecem sem parar. O reconhecimento do teu trabalho é muito maior por eles.

      Mas voltando ao assunto do post, quem precisa de um carrão pra se achar melhor que os outros, é porque na verdade é muito pior. A ponto de precisar de um carro para provar que não é (ou é, afinal).

  37. Mauricio Rocha disse:

    Acabaram com Balneário Camboriú.

  38. VICTOR DIAS DE OLIVEIRA disse:

    Pior que esses idiotas que vivem da ostentação são “admirados” por outras centenas de idiotas que acham isso lindo, o ideal de vida. Competem para ver quem toma mais espumantes de cinco mil reais no reveillon de Jurerê e acham que essa ostentação pífia é o nirvana espiritual. Bolsos cheios e cabeças fracas produzindo retardados funcionais admirados por outros tantos retardados, só mais frustrados. Ser humano não merece o mundo que ganhou de presente.

  39. randy disse:

    Tu tá embasado, recheado e coberto de razão de razão FG !!!
    Infelizmente os cretinos, imbecís, babacas e nojentões simplesmente estragaram várias praias do litoral catarinense, isso é na verdade um crime!!!! Melhor procurar um lugar menos “badalado” pelos idiotas pra realmente se curtir uma praia decentemente, infelizmente num país de pobreza mental escrotos como esses proliferam e não se contentam não apenas em estragar as próprias férias mas também as dos outros….. Camburiu e Balneário já não valem mais a pena!!!! Eu me pergunto como uma prefeitura deixou estragarem a orla com esses prédios cujos apartamentos em sua maioria são comprados por traficantes , mafiosos e corruptos em geral, muitos contrabandistas e traficantes do Paraguay simplesmente “adoram” Camburiu e Balneário!

  40. Com enorme tristeza devo concordar com você. Sou catarinense e moro em Florianópolis. É impressionante o que a ganância está fazendo com um dos litorais mais lindos do mundo. Nunca vi tanta falta de classe e mau gosto juntos.

  41. Jonny'O disse:

    Eu acho ótimo isso, os caras gastarem seu dinheiro com carrões, porque se não tivessem os carrões eles iriam comprar um carro mil e deixar parado no banco os demais milhões dos carrões……… melhor girar a grana!

    Me gusta muito do meu Palio 2001 ……..

    • Giovanni disse:

      Ninguém disse que não pode ter carrão. O que não pode é fazer desfile e o pior é ter gente que acha isso bonito. Eu já estive em Balneário Camboriú e vi um cara pedindo pra um dono de um Camaro (que nem é taaao carrão assim) nessa Av Atlântica mesmo, segurar um pouquinho… Aí o pedestre foi lá do lado e pediu pro amigo tirar uma foto do cara fazendo sinal de positivo. É ou não é o fim do mundo?

      • Jonny'O disse:

        Eu simplesmente não me incomodo se um cara compra um carrão só pra ostentar, só isso, o lado positivo já falei acima, Aqui na minha cidade, a 350 km do litoral e 200km de alguma boa lagoa, os novos ricos daqui gostam de andar nos fins de semana na praça com caminhonetas tipo Toyota Hilux puxando lanchas e Jetski , ai vira um padrão de ostentação , aquela fila. Mas o que disse antes, a grana roda.

  42. Alex disse:

    O que mais me assustou em BC foi o péssimo planejamento urbano: prédios altíssimos com avenidas estreitas, como a Av. Atlântica mostrada na notícia, de apenas 2 faixas em mão única. Em dias de pico, a cidade é intransitável na orla…

  43. Edgard disse:

    Nem precisa ir muito longe, logo ao lado, na conhecida como rodovia Interpraias, tem pelo menos umas 6 praias quase virgens, sem esses arranha-céus cafonas e onde é impedida tal construção (sobrando apenas alguns condomínios fechados de novo-ricos), mas com a natureza exuberante chamando a atenção; aliás, dá até para ir de bondinho da babacolândia para lá…

  44. Roberto Borges disse:

    Tristeza pura o que fizeram lá.
    Outro dia passou no programa da Globosat “Brasil visto de cima” e é assustador ver como ficou. A diferença dos prédios antigos para os novos é enorme.
    Tentaram a mesma coisa aqui em Santos, com uns espigões horrorosos de grande, piorando muito o microclima da cidade, que já era abafada. A crise deu uma freada, mas com a mudança do plano diretor, vai valer tudo.

    • TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

      Foi o Mendes.
      Queria botar trambolho em tudo que é lugar.
      Tem uns prédios vermelhos no bairro Aparecida. São de três andares e estão lá desde a década de 1970. Ele queria demoli-los porque achava que estavam num bairro muito bom. Felizmente isto não aconteceu.
      Santos tem tanto prédio que ninguém mais estaciona,

  45. Danilo Candido disse:

    Pior ainda são os manés que andam de HB20 ou Moby financiado em 60 meses (c/ taxa zero) tirando fotos da ostentação alheia…

  46. schmidt disse:

    Se conseguir passar por lá, pois o tráfego na estrada está completamente saturado, pra não falar entupido em Itajaí e na região de Florianópolis (não vou considerar o já clássico congestionamento de Itapema, por conta da guarita da PRF)

  47. Julio Campanha disse:

    Flávio, passei por lá há uns dias e juro que me lembrei de você e achei que tivesse fazendo investimentos lá (risos). 7 de cada 10 prédios exibem no topo o emblema FG!

  48. Leandro Filho disse:

    Talvez você lembre deste prefeito babaca, foi o papagaio de pirata que ficou do lado do pessoal que estava votando no dia do impeachment, todo mundo criticou a postura, mas se elegeu e continua passando vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>