MENU

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018 - 21:02Ladaland

LADALAND

RIO (mas só chove, chove…) – O blogueiro Marcos mandou aí nos comentários este link maravilhoso, com fotos de salas de controle da URSS. Controle de quê, exatamente, é quase impossível saber. Mas são sensacionais, com suas centenas de botões, telefones, fios, painéis, relógios, um misterioso círculo que se parece com algum tipo de mandala, ponteiros tremelicantes que lembram VUs dos antigos aparelhos de som (procurem no Google por “volume unit equipment” para entender do que estou falando) e até esses malucos com gorrinhos na cabeça. Controle de alguma cozinha do Masterchef, esse aí da foto que escolhi?

salles-de-controle-sovietiques-vintage-6

27 comentários

  1. Carefull with that Eugene, axe. disse:

    Demais o cara sentado tocando um moog em plena hora de trabalho, por isso que explodiu.

  2. Bola da Vez disse:

    Tá explicado porque Chernobil foi pro espaço. Deixaram a usina nas mãos de confeiteiros…

  3. Mario Aquino disse:

    Bernie disse que precisamos de um Putin no Brasil, como ele já conhece muito o brasileiro e também o Putin, deve saber o que está falando.

  4. LUciano disse:

    Tá claro!! Isto é uma padaria onde se produz bombas!!

  5. Fabio disse:

    O Kraftwerk faria música aí.

  6. Silvio Domingos Rodrigues disse:

    Ucrânia, Chernobyl, explodiu em 1986.

  7. Eduardo Britto disse:

    Rick Wakeman faria a festa aí…

  8. PRNDSL disse:

    Sala de controle de reator nuclear (até tem um painel com as barras de urânio na parede. Deve ser CHENOBIL !!!

  9. João Reis disse:

    Imagina voltar no tempo e falar pra esses caras que da pra reduzir toda essa sala em uma mesa com um laptop e alguns cabos de rede.

  10. Ricardo Bigliazzi disse:

    Cada um daqueles pontos dentro do que Você chamou de “mandala” é na verdade a representação de uma barra de urânio inserida dentro do núcleo do reator.

    Qualquer anomalia é sinalizada naquele painel.

    Em Chernobil aquele negocio deve ter piscado mais do que luz estroboscópica de discotecas do final dos anos 70.

    Obs.: As imagens da sala de controle de nossas usinas elétricas e atômicas são muito mais charmosas, mesmo as da década de 70, quando o Brasil e sua engenharia para grandes obras era reconhecida mundialmente (e ninguém fala nada sobre isso)

  11. Carlos disse:

    A julgar pelo quepe e avental dos sujeitos, parece uma padaria “high tech”.

  12. Acarloz disse:

    10.000km de fios atrás do painel.

  13. Marcos disse:

    esses carinhas estão com cara de padeiros…

  14. askjao disse:

    Com certeza isso aí não servia para nada, a não ser colocar o pessoal do pentágono de cabelos em pé na época da guerra fria.

  15. Vanderlei Ricobom disse:

    A primeira coisa que me veio a mente foi a ponte da Nave Enterprise da série Jornada nas Estrelas.

  16. Ricardo disse:

    Pode ser a sala de controle da usina Mayak, da cidade de Ozersk, uma das “cidades proibidas” da URSS(cidades essas que sequer eram listadas no mapa até 1994) e que ainda está na ativa, na Rússia comandada pelo Putin(não importando em que cargo esteja, lá quem manda é ele e ponto final). Mayak produz plutônio.

    Uma sala bem parecida pode ser vista no filme “Cidade 40″, fantástico documentário que pode ser visto na NetFlix, que fala nas cidades secretas, construídas para desenvolver a “proteção nuclear”, por todo o mundo. A Russia tem várias, Ozersk é uma das mais importantes.

    Tem lá um lago o Techa, onde depositam resíduos nucleares há décadas. a taxa de mortalidade é altíssima, as pessoas morrem muito cedo de doenças ligadas à radiação.

    Ozersk é atualmente considerada a cidade mais poluída(do ponto de vista atômico) do mundo, e o seu rio também tem (infelizmente) essa mesma característica. o rio é lindo, mas mortal.

    cordiais saudações

    Ricardo

  17. Guilherme Zahn disse:

    Sensacionais as fotos!

    Pitaco de quem trabalha na área nuclear: isso não parece ser uma usina nuclear (foi meu primeiro palpite), pelo fato de não se verem dosímetros nos trabalhadores…

    Aliás, tem algumas fotos bem legais num documentário da BBC sobre Chernobyl – por exemplo essa aqui (onde dá pra ver bem o dosímetro no bolso direito do trabalhador): http://news.bbcimg.co.uk/media/images/51056000/jpg/_51056496_picture61.jpg

  18. Jeff disse:

    Muito legal, mas melhor mesmo, era a Batcaverna do imortal Adam West.

  19. Guilherme disse:

    Foi dentro de uma destas que o desastre de Chernobyl começou.
    https://www.youtube.com/watch?v=bv4AoqZsfHs

  20. Alexandre disse:

    Provavelmente uma sala de comando de uma usina nuclear.

  21. Pauo disse:

    Parece cenário de filme do James Bond da época do Sean Connery.

  22. Paulo Leite disse:

    Foto espetacular. Trabalho nessa area engenharia, isso eh uma sala de controle de Subestacoes, pode ser uma Usina Hidroeletrica ou Nuclear, talvez Chernobyl A. tecnoligia sovietica em todas as areas da engenharia era simplesmente imbativel. Outro exemplo, em 1981 eles pousaram na superficie de Venus uma sonda que aguentou quase 1 hora sob 470 graus celcius. Mandou foto e o escambau. Jamais ganharam um elogio pelo feito.

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      “Tecnologia imbatível”??? Questione os habitantes da Cidade de Chernobil se isso é realmente verdade.

      As “Sondas do Programa Venera” foram destruídas pela tremenda pressão da atmosfera de Venus, a ultima (1982) resistiu por 114 minutos. Com os materiais de hoje em dia isso nem mais seria um problema.

    • murilo medeiros disse:

      Desde cedo somos obrigados a tomar doses altas da cultura do Tio Sam… Filmes, seriados… No jogos de computador escolhemos sempre o soldado americano nos jogos da Segunda grande guerra. Acredito que todos aqui saibam ao menos o nome de 10, 12 estados americanos, e umas 15 cidades… E sobre a cultura soviética? Aprendemos que eles são os vilões nos filmes do 007.

      Alguém sabe dizer o nome de cinco cidades Russas? Com a copa do mundo está mais fácil…

    • Jonatas disse:

      O programa soviético Venera, iniciado nos anos 60, mandou várias sondas a Vênus, algumas das quais pousaram e mandaram dados e fotos.

Deixe uma resposta para murilo medeiros Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>