LIVRE, LEVE, SOLTO E VELOZ | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 10 de abril de 2018 - 21:15Automobilismo internacional

LIVRE, LEVE, SOLTO E VELOZ

RIO (que sonho…) – A Porsche está fora do WEC, como se sabe. A decisão do grupo Volkswagen pegou muita gente de surpresa no ano passado, e tem mais a ver com os prejuízos da montadora por causa do “dieselgate” do que por alguma aversão às corridas.

Mas o 919 Hybrid, já uma lenda das pistas, segue respirando. E como.

No fim de semana, com Neel Jani ao volante, a Porsche levou o carro para Spa-Francorchamps. Tirou dele tudo que o regulamento do WEC limita. E colocou tudo que as regras proíbem.

Resultado: Jani fez uma volta em 1min41s770, exatos 0s783 menos que a pole-position de 2017 de… Lewis Hamilton na F-1! Sim, é isso que vocês estão lendo. O carro foi quase 1s mais rápido que o Mercedes do campeão mundial do ano passado. E virou nada menos do que 12s abaixo da pole da própria Porsche para as 6 Horas de Spa na última temporada.

A mágica foi possível, primeiro, porque o pequeno motor a combustão V4 de 2 litros teve sua potência aumentada para 720 HP, contra o limite de 500 HP imposto pelo WEC. Isso foi possível aumentando o fluxo de combustível e fazendo alterações no turbo. O motor elétrico também teve sua potência ampliada, para equivalente a 440 HP.

Essa cavalaria empurrou um carro 39 kg mais leve do que a configuração do ano passado, exigida pelo regulamento — apenas 849 kg no total. Foram modificadas também as asas e os difusores, para buscar o limite possível para o monstro. Com isso, aumentou-se em 53% o “downforce” produzido pelo 919 Evo, como foi rebatizado. E ele bateu nos 360 km/h nas retas belgas.

Assistir a essas imagens quase piratas (a Porsche ainda não divulgou um vídeo oficial, até onde eu sei) nos traz um prazer ainda maior. Lembra aqueles testes secretos de antigamente, quando só se conseguia ter uma ideia dos novos carros de algumas categorias invadindo autódromos hermeticamente fechados.

Coisa linda de se ver.

36 comentários

  1. gilberto v de sousa disse:

    Sensacional. está correndo muito.

  2. Rodrigo disse:

    Eu sinceramente acho que o DNA do automobilismo é competição livre entre marcas, conceitos de engenharia e pilotos.
    Aproximar artificialmente os carros para dar “disputa” mata um pouco desse espírito.
    Honestamente, eu prefiro uma categoria com menos disputas mas com desenvolvimento livre e desempenho máximo das máquinas, a uma outra com preocupações de igualdade de desempenho.
    Talvez se houvesse um limitador eficaz apenas de custos, garantindo a saúde financeira das equipes e construtores, mas que dentro deste orçamento qualquer preparação livre fosse admitida, as coisas ficassem bem interessantes.
    Enfim..esse Porsche 919 Evo é fantástico e gostaria de ver outros assim, de outras marcas, dividindo a mesma pista.

  3. Celio ferreira disse:

    Pra quem gosta de automobilismo , esse filme foi um deleite. Certa vêz a 10 anos
    mais ou menos vi uma publicação na revis ta seleções ( rider digest ) do formula 1
    ideal com tudo que tinha direito .motor v12 ,turbo mini-saia enfim tudo o que não pode
    mas já teve ,,êle chegaria a 400 p/h….segundo os tecnicos da época , seria pra um
    circuito misto um absurdo pra qualquer piloto controlar…taí uma bôa discusão..

  4. Arnilha disse:

    E o video que a PORSCHE fez para homenagear o 919?

    https://www.youtube.com/watch?v=i054zcP_iXk

    Vai tomar no cu, isso é automobilismo.

  5. Mauricio disse:

    Simples. Se não fosse os limites quem tem mais dinheiro iria ganhar sempre. Não teria competição. É ao contrario do q acham.

  6. Amaral disse:

    Se mexer mais um pouquinho, arredonda 1s de diferença…
    Mas, infelizmente, os F-1 de hoje também são todos “capados” por causa do regulamento. Faz um carro, respeitando o tamanho e as medidas de hoje, mas podendo tirar o máximo do motor e turbo, suspensão ativa e pneus chiclete, igual eram as classificações dos anos 80, esquecendo esse monte de travas que o regulamento exige hoje, e bota um contra o outro. Não faço ideia de quem ia ganhar. Mas que ia ser um tesão de assistir, ah, seria…

  7. Jader Carvalho disse:

    Eu ri sozinho imaginando esse monstro no vácuo da Mercedes F1 do Hamilton e ultrapassando na reta.

  8. Roderico disse:

    Sensacional! Esses monstrengos da LMP1 são os carros de corrida mais lindos que existem!

    Curiosidade: Um carro de F1, também preparado para quebrar recordes, viraria essa volta em Spa em quanto tempo?

  9. Marcos Oliveira disse:

    Nas mãos do Webber não viria tempo melhor que isso ?

  10. Rafael N disse:

    E já estão rolando boatos de que eles vão para die Nordschleife bater o recorde também

  11. Rodrigo Moraes disse:

    Vale como curiosidade, pra ver um carro andando rápido. Mas, em termos técnicos, se dessem 10 dias pra Mercedes mexer no carro de F-1 deles, sem se preocupar com regulamento, também baixariam 10 s no tempo.

  12. João Paulo Toledo PIza disse:

    “O Fusca” , sensasional , Ferdinand está sorrido e vibrando em algum lugar!!!

  13. Gus disse:

    Muito legal, impressionante – mas em épocas antigas (1970 por exemplo), Rodriguez foi bem mais rápido que um F-1 em SPA (pista antiga) com seu carro de endurance (917, claro!). Houve outros embates onde os protótipos – principalmente os Porsches , Ferrari’s e Matras – eram mais rápidos que os monolugares da época.

  14. Gustavo disse:

    A velocidade de curva desse carro ficou absurda…..comparando a F1 com qualquer categoria, o que mais impressiona é a velocidade de curva dos F1, mas essa Porsche surpreendeu e muito nesse quesito….

  15. Alaor Jr. disse:

    Eu acho que a Mercedes ou a Ferrari baixam da casa de 1min41seg só aumentando o fluxo de combustivel e com pneus hipermacios.

    • Luigi disse:

      Só que tem o problema das rodas descobertas que geram um arrasto que os carros da WEC podem conviver melhor com o problema. E um F 1 com rodas cobertas só foi permitido nos anos 50 Mercedes W 196 Streanliner. E se fosse um carro da AUDI com motor diesel e sem as criminosas restrições que o pessoal do BOP (Babacas Obstruído rés de Performance),a mando do francesinho mal caráter presidente da FIA ,impôs aos carros da AUDI, aí você veria que nenhum F1 teria condições de virar tempos próximos, pela limitação aerodinâmicas que as rodas a descoberto impõe, são só leis de física, ( mecânica dos fluidos) e não a vontade de um torcedor.
      Em tempo : Nenhum motor a gasolina ,consegue atingir a faixa de torque de um motor diesel a compressor ,seja ele turbo ou volumétrico.
      Um motor a gasolina do mesmo deslocamento volumétrico, possivelmente seria um pouco mais potente em Hp mas perderia longe em torque, e ou que faz o carro ganhar velocidade rapidamente é um motor com muito torque .

  16. Uziel disse:

    Flávio, desculpe o comentário fora do tema, mas vc chegou a ver esse reclame do Mini? https://youtu.be/9nmK-e0MUl0

  17. Iuri Jacob disse:

    Muito maneiro. Será que isso não coloca uma pulga atrás da orelha dos caras do WEC, hein? Se bem que os custos de um campeonato com carros desse naipe seriam bem maiores. Acho difícil acontecer. Mas que seria sensacional, seria.

  18. Paul D disse:

    Mano isso é automobilismo.

    Deveria ter uma categoria onde a única restrição fosse quanto à segurança. Não tem grana para desenvolver, não entra.

    Se é para limitar qualquer coisa, que se jogue dominó.

  19. Rafael Alves disse:

    Desse jeito, sei não se eles não dão as caras em Pikes Peak esse ano, com o 919 ainda mais mexido.

  20. Fernando Monteiro disse:

    É sobre isso que tenho falado com meus amigos do grupo que temos sobre F1 passado e presente. A F1 mudou tanto que não vemos mais os carros de com o ápice de potência e desempenho que víamos outrora, até meados dos anos 90. Antigamente os motores eram levados ao limite, o que víamos na pista era o máximo de ´potência que aqueles motores podiam entregar. Durante o ano, até de uma corrida para a outra, os fabricantes para não ficar para trás, traziam inovações técnicas que aumentava o desempenho. Hoje um carro da F1 poderia andar muito mais rápido do que anda e passaria facilmente dos 400Km/h se fosse liberado o desenvolvimento técnico e fosse banida a restrição de número de unidades de potência assim como a restrição no layout do motor – V6, limite de RPM e etc… – além do limite de hoje, que é o uso de 3 por temporada. Hoje o regulamento, tanto esportivo como técnico, é tão restrito que os complexos cálculos matemáticos feitos em supercomputadores levam todos os projetos à um ponto comum onde todos os carros são praticamente iguais. Acho que isto é exatamente uma das causas da debandada de público da F1. Saudade da época que tínhamos motores V6, V12, plano12, motores de 4 cilindros turbo de 1,5 litro como os Hart e BMW, caixas transversais e etc. Hoje tudo é muito regulado, se pensa muito em campeonato mundial, me lembro que nos anos 70 uma corrida de F1 era um acontecimento e tanto, tinha até as corridas extra campeonato, que eram bem legais. Hoje cada Gp não passa de mais uma etapa e só, e muitas vezes enfadonhas.

  21. Gabriel P. disse:

    Esta aí uma coisa que não entendo são essas regras de limites e potencia para corridas de carros, principalmente na categorias Top.
    Não seria uma beleza que acontecesse isso, nem que fosse experimental?
    Já pensaram num carro de F1 que pudesse utilizar toda a tecnologia possível, combustível e pneus se restrições e como bem desejassem as equipes.?
    Aí vão dizer, mas as equipes mais pobres não teriam chance.?
    Ora mas não é isso o que já acontece.

  22. zempa disse:

    Basicamente, transformaram um carro de corrida em carro de corrida de verdade.

    Parabéns aos envolvidos.

  23. Antonio Seabra disse:

    Isso mostra bem o potencial do carro, retiradas as limitações impostas pelo regu
    lamento do WEC, que tem a finalidade de equalizar desempenhos.. Um carro que já era rápido vira um foguete, a ponto de baixar 12 seg de seu próprio tempo !!!! Por outro lado um carro construído para provas de longa duração, se ajustado apenas para bater recorde, pode ser montado com vários set ups específicos: pressão de turbo mais alta, pastilhas e discos de freio de maior grip, algusn poucos litros de gasolina no tanque (só pra dar alguns exemplos) que não seriam compatíveis com provas de resistência.
    Quanto a quem se surpreendeu que isso tenha acontecido em SPA, eu lembro que é uma pista de longas retas e de muitas curvas de alta, que favorecem a um carro veloz e muito potente, e principalmente capaz de forte aceleração (motores eletricos de 440HP). Se essa comparação fosse feita em Sarthe, provavelmente a diferença proporcional de tempo seria ainda mais gritante. Já num autodromo menor e mais travado, como por exemplo Montmeló, acho que ele nem igualaria o recorde da F1.
    Quanto a ter batido o tempo da pole da F1, eu lembro que os carros de F1 desse ano estão bem mais velozes do que os do ano passado, com asas maiores e maior largura de pneus, e eu até acredito que nos treinos do GP da Belgica eles deverão bater esse tempo do 919 Evo, sem muita dificuldade.

    Concluindo: ver esse carro andando rápido desse jeito é realmente gratificante, pra falar a verdade, é um tesão !!! Mas esse recorde deve ser entendido como ele é de fato: um carro de rodas cobertas e cabine fechada preparado para velocidade pura (e não um carro de provas de resistencia) que andou mais rápido que um F1 em configuração de treino oficial. Não vale dizer nada diferente disso.

    Antonio

  24. Robertom disse:

    Vendo essa notícia em outro site fiquei surpreso com a quantidade comentários de gente revoltada com o record alcançado pelo Porsche 919, reclamando que não vale por que não está no regulamento do WEC, que um F1 sem as limitações seria muito mais rápido, etc…
    Pelo jeito o Bernie foi aposentado mas deixou muitos seguidores, a filosofia que prega que F1 é o máximo e as outras categorias não significam nada está bastante enraizada. Eu gosto de corridas, inclusive da F1, já quem diz que gosta de F1…

  25. Thiago Azevedo disse:

    Que maravilha! Cacildis!

    Talvez não tenha muito a ver, mas que o pessoal da F1 repense esses carros (que são tão mais rápidos assim) e regulamentos artificiais.
    O Porsche mostrou que tem carros/categorias mais legais pra ver.

    Aliás, a corrida da Moto GP foi sensacional. Dá um baile na F1.

  26. Felipe Fugazi disse:

    Bem que a outra Casa de Stuttgart podia entrar na brincadeira e fazer um W09 fora da lei pra dar o troco.
    (Meu profundo, sincero e irrestrito respeito e admiração a Porsche)

    • Gilberto H disse:

      Pois é, tirando peso, aumentando pressão do turbo, fluxo de combustível y otras cositas más o W09 iria detonar este tempo do 919, claro. Aliás, qualquer F1, e até o F2, era capaz de ser mais rápido.

      Para falar a verdade, achei uma coisa meio nada a ver essa da Porsche. Se queria brincar, que continuasse no WEC, ora.

  27. Webler disse:

    O downforce é tão absurdo, que a cada passagem pela Eau Rouge, é nitido a fumaça do assoalho arrastando. Nunca imaginei qualquer carro virando mais rápido – em misto- do que um F1, muito menos em spa.
    Fora de série!!

  28. Luciano disse:

    Então fica a pergunta: E se fosse um F1 ?

  29. Tales Gaede disse:

    Só quem nasceu com gasolina na veia é capaz de enxergar toda a beleza da máquina e do impressionante feito.

Deixe uma resposta para João Paulo Toledo PIza Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>