“GP ÀS 10″: MEIA HORA DE SENNA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 4 de maio de 2018 - 10:29Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: MEIA HORA DE SENNA

A entrevista citada com a doutora Maria Teresa Fiandri está aqui.

39 comentários

  1. CRSJ disse:

    Não adianta ficar debatendo mil horas sobre o Senna que sua história trágica não vai mudar, e mesmo que fosse possível enviar uma missão de volta no tempo naquele Primeiro de Maio de 1994 a Williams e Senna ainda tinham que ser convencidos de não correrem pra evitar a tragédia. Será que eles iam acreditar? Será que daria tempo? Ainda sim seria uma missão impossível.

  2. murilo medeiros disse:

    Após 94 o posto de herói nacional ficou vago até Guga 97… Depois do Guga, não lembro de um atleta ou personalidade que tivesse cobertura e unanimidade da mídia. Popó no boxe e Ronaldo Fenômeno não chegaram nem perto. Talvez quem mais se aproximou foi a seleção de vôlei masculino liderada por Bernardinho que ganhou simplesmente tudo o que disputava.

  3. S. disse:

    Do ponto de vista esportivo, a perda do Senna foi muito, muito maior do que a do Ratzenberger, pois estava no auge da carreira e provavelmente ganharia mais títulos e vitórias caso a carreira dele continuasse, o que não ocorreria com o Ratzenberger. Entretanto, do ponto de vista humano, concordo que não há importância maior para um do que para o outro…

  4. Bern Roussel disse:

    Caro Flavio, queria apenas acrescentar depois de ler tdo aqui sobre a morte do A.Senna duas hipoteses que não foram citadas como causa do acidente:
    1-Falha nos pneus, provavelmente no traseiro direito que pode ter furado e o carro se tornar incontrolavel mas não foi possivel verificar isso porque o pneu se desmanchou na batido;
    2- A mais consistente: Senna deve ter sofrido um mal súbito tipo derrame/AVC e desmaiou e o carro seguiu reto sozinho. Senna havia tido um problema alguns anos antes ( o que reforça e muito essa teoria) quando ficou com o canto da boca repuchado quem o acompanhou nessa epoca lembra, ele prefiriu ficar com a hipotese de que era apenas uma inflamação periferica do nervo mas ele havia sido alertado por outros medicos de que aquilo era sinal de um comprometimento no SNC e ele deveria fazer um tratamento mais aprofundado e provavelmente PARAR DE CORRER, senna não quis nem saber disso. No acidente, com o cerebro despedaçado não houve como comprovar nada, mas essa hipotese me parece bem plausivel não achas Flavio? As imagens mostram que o carro deu uma sutil guinada- balanceada e depois seguiu reto pode ter sido o momento em que senna desacordou, soltou os braços e maos da direção e a direção voltou à posição reta não é ???? Quero deixar aqui meu reconhecimento ao Flavio que trata o assunto sem sensacionalismo e sem fantasias e só assim é que temos uma fonte boa de automobilismo, obrigado Flavio.

    • Leonardo Costa disse:

      Minha opinião:

      1 – Quando um pneu fura, o carro se desequilibra, balança, roda, não segue reto como o dele, ainda mais em uma curva. Isso considerando todas as imagens que me lembro de carros de corrida com pneu furado.

      2 – Ele pisou no freio e reduziu marchas pelo que a telemetria mostrou. Não devia estar desacordado.

      Acredito mais na quebra da barra de direção ou na falha dos sistemas dela que fizeram o carro parar de fazer a curva.

      • Michael Esdren disse:

        Barra de direção quebrada esta descartada pela telemetria, informe-se melhor! o fato de voce acreditar não muda nada a realidade.

      • Leonardo Costa disse:

        Michael, não sabia sobre a quebra da barra de direção estar descartada pela telemetria, até porque o que mais vejo sobre o assunto até hoje é ela ter quebrado enquanto ele fazia a curva.

        Eu acredito naquilo que faz mais sentido de acordo com as informações que tenho, não tenho intenção de mudar a realidade. Não preciso dessa sua bronquinha no comentário, pode guarda-la para você.

    • Gus disse:

      Desmaiou e mesmo assim (dados da telemetria) freou e reduziu marchas????

      • Michael Esdren disse:

        No instante de instalação de u avc o paciente tem alguns decimos de segundos pra reagir e nesses pouquissimos instantes senna reagiu freando e reduzindo num reflexo tipico de pilotos mas foi insuficiente……

    • Alexandre Carvalho disse:

      Bern, a segunda hipótese não faz o menor sentido. O problema que ele teve em 1984 foi uma paralisia facial, e que em nada se assemelha a um AVC, que ele não teve. Não há nada de plausível nessa história. E mesmo com a paralisia facial (coisa que eu também já tive), jamais houve recomendação para que ele parasse de correr, pois isso não incapacita uma pessoa de fazer algo. Quem disse isso falou besteira. Além disso, não houve desmaio algum, uma vez que a telemetria provou que ele reduziu marchas e acionou os freios antes da batida. Enfim, não houve mal súbito algum. O acidente foi causado pela quebra da coluna de direção.

  5. Inácio Neto disse:

    Flávio, lendo sobre a temporada de 84, a primeira de Senna, vi que a Renault colocou um terceiro carro, com Philippe Streiff. Houve realmente uma equipe com um terceiro carro? E outra pergunta: na F1 dos anos 60, 70 e 80, há via a possibilidade de ter uma equipe com três carros?
    E hj? Teria espaço uma equipe com o terceiro carro?

  6. Michael Esdren disse:

    REDE GLOBO PLIM PLIM !!!!!!

  7. Alberto disse:

    Parabéns mais vez, Flávio Gomes! Grande vídeo! Eu concordo com você com relação ao endeusamento que se faz com o Senna. Parece que ele está acima do bem e do mal , não tem defeitos e é sempre injustiçado. Como se ele nunca tivesse sacaneado ninguém. Vide casos do Martin Brundle e do Dereck Wawrick por exemplo. Enfim, ele foi um grande piloto mas tem virtudes e defeitos como todo mundo

  8. Martina Valerius disse:

    Otimo Flavio!!! Excelente
    O brasileiro adora ser escravo duma idolatria e de estorinhas….
    O tal instituto Ayrton Senna não é tão benefico assim, é na verdade um grande engodo
    Como dizem : Um país que precisa dum salvador não merece ser salvo. Quem quiser continuar a ser escravo da idolatria e acreditar em estorinhas da carrocinha que se dane….
    E a entrevsita da Dra. confirma o que já foi dito aqui: A pancada da cabeça do Senna destruiu (de maneira irreparavel) o cérebro do Senna mas ele ainda mantinha, embora de forma precária, a circulação e a respiração então não estava morto, seguiu-se todos os protocolas aplicaveis ninguem foi besta de inventar mutretas, e constatou-se oficialmente apos os devidos exames e procedimentos o obvio (pela extensão dos danos) : MORTE CEREBRAL ou seja senna como pessoa já não existia , havia somente o corpo dele ainda respirando e com batimentos cardiacos e que depois foi decidido pelos familiares pelo desligamento dos aparelhos e assim consumando sua morte fisica. então claro que os médicos já na pista previam que a situação do acidentado era irremediavel quanto aos danos cerebrais devido á terrivel pancada que levou mas era uma preciso os exames complementares em hospital, e claro que mesmo sabendo que ele nao tinha muita chance de voltar a normalidade poderia ainda se tentar alguma coisa pois os sinais vitais embora fracos ainda estavam presentes, então nem o pior medico do mundo nem o mais idiota iria dizer assim: olha o cerebro dele esta destruido e esse cara já era nem vamos fazer mais nada tá, pode me dar aqui o atestado de obito que eu assino…..COMO JÁ FOI DITO SEGUI-SE OS PROTOCOLOS MÉDICOS APLICAVEIS!!!
    Outro detalhe Flavio é que os italianos NUNCA GOSTARAM DO SENNA, SENNA ERA INIMIGO DA FERRARI E DA ITALIA !!!! E também acho que esse reporter italiano é um falastrao sensacionalista ele nao tem foto do rosto do senna no acidente porra nenhuma só ta querendo surfar na onda popularidade…. Enfim é isso simples assim !
    Flavio me permita uma sugestão: troque seus óculos eles não combinam com voce viu!!!

  9. Paulo Pinto disse:

    Morreu tragicamente fazendo o que mais amava, mostrando até na derradeira hora, sua paixão pelo esporte que abraçou. Os fãs, juntamente com os pilotos esquecidos e os entendidos com sede de palco, se encarregaram de elevá-lo à condição de mártir do automobilismo.

  10. Gustavo disse:

    Eu fico pensando: será que o Senna sentiu dor na hora da batida… Será que ele teve tempo de pensar: vou morrer ?

  11. AS disse:

    … estranho esse acidente em Spa na Eau Rouge…. o carro balancou, o farol apaga e acende e o carro foi reto !! Sera’ a coisa da direcao hidraulica ?

  12. Hausensson disse:

    Flávio, se souber algo a respeito, pode me responder?

    Pra que os sistemas eletrônicos fossem banidos já em 1994, era preciso que todos os times concordassem, A Williams, pra surpresa de todos, concordou com a mudança (pelo menos foi o que li a respeito).

    O que a fez a Williams fazer isso? Jogar milhões em desenvolvimento fora dessa maneira?
    Pra ter poder politico? Pra ser protegida, em caso de situações como essa de Ímola?

    Agradeço.

  13. Ricardo disse:

    Esse “endeusamento” ao Senna é resultado mesmo, na minha humilde opinião, de Galvão Bueno, e por consequência, Rede Globo. Piquet também foi tricampeão, assim como Senna. Não tivesse sido prejudicado internamente na Williams em 86, teria sido tetracampeão. Galvão valorizava mais Senna por conta da amizade pessoal entre os dois e, acredito eu, para provocar Piquet por este ter dito várias vezes que Galvão só falava bobagens. Senna era respeitado como excelente e talentoso piloto no mundo todo, mas assistindo as transmissões em outros países, não vemos a gritaria e o exagero de adjetivos ao Senna como Galvão fazia.

    Barrichello entrou nessa e tomou para si a responsabilidade de preencher o “vazio” deixado por Senna e colocou muita pressão em si mesmo. Com isso nunca conseguiu ser campeão do mundo (tendo Schumacher como companheiro piorou ainda mais suas chances). Nunca me esqueço da vinheta da Globo anunciando a F1 antes do início da temporada de 2000, a 1ª de Barrichello na Ferrari: entrava uma imagem da Ferrari com Rubens (gravada de testes) e o grito de Galvão ao fundo: LÁ VEM RUBINHO!!

    Senna pode ter sido o piloto com mais talento? Pode e muitos pilotos falam isso (programa Top Gear aniversário 50 anos de Ayrton: https://www.youtube.com/watch?v=ewlRFdoRdvQ), mas no fim de tudo era apenas um homem que era muito bom no que fazia e vivia sua vida colhendo o fruto de seu trabalho. É como você mesmo disse, FG, todos nós trabalhamos duro, tentamos fazer nosso melhor, colhemos os frutos do nosso trabalho. Nada demais! Nada de herói, nada de super piloto, apenas um homem fazendo seu melhor. E segue o jogo!

    • Amaral disse:

      Kkkkkkkkk A globo deve ter feito a cabeça do Schumacher e do Hamilton tb amigão, um heptacampeão e o outro tetra por enquanto, olhe que esse último nem correu contra ele, o problema do Piquet é que apesar de tricampeão ele é ruim de marketing e seus números não são espetaculares, pelos números o espetacular é que ele tenha sido tricampeão, Rubinho foi um bom piloto mas desperdiçou a chance que teve na Brawn, na Ferrari contra Schumacher não dava mesmo pois o alemão era muito superior tecnicamente e politicamente, nessa época a Ferrari era o melhor carro e portanto sua melhor chance, se estivesse em outra equipe não faria diferença.

    • Garlet disse:

      Certíssimo Ricardo. Assisto F1 desde 1983. Concordo com vc. O problema é que as pessoas tem a tendência em criar mitos ou semideuses pois precisa venerar, já aprende isso desde cedo na própria religião. O Senna quando morreu já estava em dificuldades na pista com o surgimento do Schumacher, e a McLaren já fazia tempo não era o melhor carro. Enfim as pessoas vêm Senna pelo you tube e acham que tudo foi vitórias incríveis, mas ele amargou um tempo em baixa na Mc LAren com o dominio da Willians, e após literalmente abandonar os japoneses, a Willians já não superava a Benetton. MAs enfim não adianta lutar contra o fanatismo. Apesar de eu concordar que Senna era mais aclamado que Piquet, acho que existe e sempre vai existir um exagero no que falam sobre ele, e sobre o que não falam de Emerson e Piquet. Piquet foi um pilot de outra época, em que o proprio plito desenvolvia a mecanica do carro, diferente da epoca do Senna.

  14. Ricardo disse:

    Oi Flávio, tudo bem?

    Queria somente acrescentar informação ao seu vídeo, não que faça diferença, mas apenas para dar mais detalhes sobre alguns fatos. O episódio do Comas, onde Senna estaciona seu carro e sai correndo pela pista para ajudar, o que houve foi que com a batida, o motor do carro do Comas não desligou e o piloto desacordado “cravou” o pé no acelerador, fazendo com que o motor ficasse em giro máximo. Senna ao passar e perceber isso, vai correndo até o carro de Comas para desligar o motor.

    Não me lembro onde exatamente eu li uma reportagem onde o próprio Comas relata esse episódio, por ocasião do comercial. Com o carro arrebentado pela batida, motor acelerado em RPM máxima, altíssima temperatura de escapamento, um eventual vazamento de combustível poderia provocar um incêndio. Como Comas estava desacordado, ele não teria como sair do carro, caso isso viesse a acontecer. Senna correu para desligar o motor. Foi isso que Comas quis dizer quando disse que “Senna salvou sua vida”.

    Com base nesse relato de Comas, eu fui assistir o vídeo do acidente novamente. Realmente é possível ouvir o motor do carro do Comas acelerado em RPM máximo.

    https://www.youtube.com/watch?v=tZmfge8jSSs

    Um abraço!

  15. Sergio Miami disse:

    Flavio, acompanhei todas as notícias aqui no blog, os 20 anos e muito também fora dele. lembro de uma matéria sobre o Ratzemberger, que sim o mundo esqueceu, mais especialmente nós brasileiros. Algo que nunca vi ainda foi sobre aquele carro Simtek de 1994, talvez o mais perigoso carro de F1 jamais construído, que de bacana tinha somente aquele MTV na carenagem. Houveram pelo menos dois outros acidentes muito graves com esse carro, um deles com o substituto do RR e outro com seu companheiro de equipe. Asas e aerofólios voavam com muita facilidade desse carro. Valeria a pena uma publicação sobre esse infame carro. Abraço

  16. Sérgio Barros disse:

    Muito legal ouvir estas histórias. E concordo com você em relação a essa lavagem cerebral que foi feita, tornando o Senna um produto da Globo, e que ele acreditou e viveu este personagem até o fim. Concordo com tudo que disse a esse respeito, mesmo que muitos não aceitem e seja um tabu aqui no Brasil.

  17. Rafael Martins disse:

    Boa tarde.

    Sempre esclarecedores e nostálgicos os seus vídeos e histórias. Obrigado.

    Nessa foto dá para ver parte do fotografo Ângelo Orsi, com o uniforme típico de imprensa e o corte de cabelo que lhe é característico. Ele está por detrás da cerca e nas costas do Dr Sid..

    http://f1.imgci.com/PICTURES/CMS/2300/2302.jpg

    Abraços!

  18. Allan Luz disse:

    Grande Gomov, na minha opinião, esse negócio de institutos, seja do Senna, Neymar, Barrichello, PQP… enfim, na maioria deles ligados a esportistas, tem como um dos propósitos, lógico, pode ter algo de sério em determinadas ações e tudo mais diga-se, uma fonte de renda com a imagem da figura, com produtos “oficiais”, ou “licenciados” ou “autorizados” seja lá o que for… Onde a grana que supostamente entra, sabe-lá se é destinado a um fim descente ou se é apenas para encher o bolso deles… espero estar enganado, mas, por conta deles mesmos, levantam dúvidas em todos, pois não se divulgam os balanços, ações, programas e tudo mais… Um caso que aconteceu comigo, em um breve relato, fui até os boxes da equipe de Rubens Barrichello durante a última etapa da Stock aqui em Curitiba, fui numa sexta feira de treinos livres, pois não tenho condições de pagar o olho da cara para uma credencial de box, enfim, fiz uma réplica do capacete do Rubens, pintei, aerografei, deixei o mais perto de um capacete real e “oficial”, fiz por conta, gosto dele, admiro sua história, trajetória, me parece um cara bem agradável. Levei esse casco no intuito de conseguir um simples autógrafo, para depois guardar na estante de minha casa e ficar de recordação. Ele se recusou a assinar, foi muito educado e até certo ponto atencioso, na medida que pode. Disse que não pode assinar capacetes, pois tem um Instituto ligado à ele. Fiquei de boa, procurei entender, depois a assessora de imprensa me disse que devido ao contrato, ele não pode autografar, pois a alegação é que eu posso leiloar, vender, fazer uma ação com esse capacete assinado e ganhar dinheiro com o nome dele. Eu não tenho a mínima intenção de me desfazer das minhas coisas, muito pelo contrário, gastei tempo e dinheiro para fazer uma recordação para mim. A frustração aconteceu, claro, como um fã que não conseguiu o que mais simples existe, um autógrafo… não vou morrer por causa disso, nem me deitar em um trilho de trem e esperar a composição passar por cima de mim, não, muito longe disso, nao sei nem se você vai ler isso, entendo que tenha muito mais tarefas e coisas para se preocupar, não vou mudar minha vida, não vou deixar de gostar, de acompanhar e tal, mas que o mundo está chato e formal demais, isso está! Um abraço forte!

  19. fabiom disse:

    Flavio, o pé do Comas ficou preso no acelerador, podia sim acontecer algo mais grave por conta disso.

  20. Eduardo Britto disse:

    Que pena, o áudio não tá funcionando, sua fala sai legendada embaixo, mas com muitos erros, difícil ler…

  21. Brabham-5 disse:

    Enquanto isso, o Hamilton foi se queixar de “break test” de Vettel durante bandeira amarela em Baku. (Isso não vale um post?)
    E teve como resposta que suas queixas são IMPROCEDENTES.
    Lewis Hamilton é FALSO DEMAIS.
    Exatamente nessa mesma corrida, no ano anterior, fez com o alemão o que agora reclama do Vettel.
    Para mim, isso é apenas a confirmação da manobra PROPOSITAL que fez no ano passado nessa mesma corrida.
    Falso. Cínico. Hipócrita.
    Teve a quem puxar.
    Gol da Alemanha.

  22. Boer disse:

    Flavinho, bom dia. Eu tenho essa entrevista com a Dra. Maria Tereza Fiandri, numa edição do Lance! de 1998. Sou um colecionador de jornais. Tenho coisas do arco da velha. Lembro que o título era mais ou menos assim, da reportagem: “1300 e poucos dias (não lembro o número exato) sem ele”.

    Os jornais ficaram guardados no quartinho da casa da minha mãe, quando me casei.

  23. Rafael Fusco disse:

    Sensacional. Obrigado por compartilhar todas essas histórias. Pode falar 2 horas que eu vejo.

  24. Marco Aurélio Pelli disse:

    Tenho o vhs oficial da FIA de 1994 que mostra o acidente do Ayrton na câmera on board de sua Williams , mas a federação corta a imagem antes do choque que com o muro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>