MENU

quinta-feira, 31 de maio de 2018 - 16:25Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: WILLIAMS NANICA

19 comentários

  1. Paulo Pinto disse:

    E pensar que a Williams já teve em seus assentos os quatro grandes que disputaram vários campeonatos entre si: Piquet, Mansell, Prost e Senna.

  2. CRSJ disse:

    Numa equipe nanica de verdade tudo é incerto sendo que a Williams hoje conta com a grana de dois pilotos pagantes pra sobreviver, e se acostumar a isso pode ficar uma eterna nanica com o seu Fim batendo na sua porta sem perdão.

  3. EduardoRS disse:

    Sabe qual é a impressão que eu tenho? De que a Claire Williams NÃO GOSTA de automobilismo. Uma frase dela de pouco tempo atrás me chamou a atenção, sobre as críticas à aparência dos carros atuais, principalmente com a adoção do Halo. Ela disse algo do tipo “as pessoas não se importam com a aparência dos carros, desde que eles sejam velozes”. Isso não é algo que passe pela mente de um cabeça-de-gasolina, mas sim de um CEO frio e sem tesão pelo negócio que comanda, que por acaso administra uma equipe de F1 – assim como poderia estar administrando um escritório de contabilidade. E, ainda assim, ela seria uma CEO incompetente, pois está enxergando apenas os retornos em curto prazo ao vender vagas para pilotos pagantes e sem talento nenhum. Na hora em que os papas do Stroll e do Sirotkin cansarem de brincar de carrinho, a empresa fecha as portas.

  4. Brabham-5 disse:

    Se a Williams fosse um clube de futebol, todos estariam pedindo a cabeça da diretoria e do presidente do clube, que só erra e apequena o clube/time.
    Mas no caso da Williams parece que é pecado mortal criticar a INCOMPETÊNCIA de CLAIRE WILLIAMS e seus diretores.
    Porque hoje é pecado mortal criticar uma mulher quando é “empoderada”.
    Antes, reclamavam da “mentalidade ultrapassada” do Frank Williams. Ai a filha do criador/dono da equipe teve sua oportunidade de mandar, tomar decisões sem a presença do pai para limitar seus poder, suas escolhas. “Finalmente uma mulher chegou ao poder numa equipe da F1!”. E só fez m…
    Da dificuldade em conseguir patrocínios, em montar equipe técnica mais competentes, á opção de contratar pilotos PAGANTES para pagar suas contas, a Williams de Claire Williams não fez nada diferente do que vinha fazendo o pai nos seus últimos ano dirigindo a equipe.
    Quem são os maiores culpados da situação ridícula da Williams são justamente Frank Williams e agora Claire Williams…
    Os Williams optaram em apequenar as ambições da equipe nas suas escolhas.
    Então, me desculpem, Claire Williams é mais uma mulher “empoderada” que no final das contas apenas piorou a situação.
    O problema maior da Williams é a incompetência da Claire Williams.
    A Williams F1 não tem acionistas?
    Fora Claire Williams, voltem Grid Girls!!

  5. Ricardo disse:

    lamentável ver que uma das últimas garagistas vai sumir.

    a outrora poderosa williams da suspensão ativa parou no tempo.

    uma pena.

  6. Wilson Lima disse:

    me parece uma empresa familiar, que ñ se profissionalizou, e a exemplo do mundo corporativo gigantes de poucos anos atrás, estão quebrando ou já deixaram de existir, uma pena, mas creio que vai seguir o msm camiho de Lotus, Brabham, Tyrrel, entre outras, com a diferença que diferente destas “médias” ela foi gigante :-(

  7. Clodoaldo lelli disse:

    Infelizmente faltou uma pessoa como Ron Dennis na Williams fez da equipe Mclaren de f1 se tornar um grande empresa mas não esqueceu da sua origem nunca abandonando as corridas e a vontade de ganhar corridas a filha priorizou só a expansão dos negócios e a grana esquecendo da história que o pai construiu

  8. Ricardo Bigliazzi disse:

    Acompanho a F-1 a muito tempo, e esse enredo é mais do que conhecido.

    Assistimos a esse filme com as outrora poderosas Tyrrel, Brabham e Lotus para não citar uma penca de times. Parece que a Equipe entra num “parafuso chato”, irrecuperável.

    Fico apenas imaginar o ano que vem sem a grana da Martini, vai ser muito difícil melhorar, só se os engenheiros da equipe forem iluminados pelos Deuses do Automobilismo e criarem um carro alienígena que seja capaz de levar dois perebas para as primeiras posições do grid… difícil, porque não dizer, impossível!!!

    • Luigi disse:

      Caro Ricardo, assim como você citou as anteriores que a exceção da Lotus ( (mas sendo citada de imediato lembra-se a figura de Colin Chapman), deverá ocorrer o mesmo com o passamento de seu fundador, infelizmente não é como a Ferrari que foi sustentada por uma grande empresa italiana e a McLaren que parece ter uma gestão de negócios muito bem acertada.

  9. Ivo Rettor disse:

    É lastimável Flávio pelo histórico PELA TRADIÇÃO ETC…. mas a vida segue, é esquisito que uma equipe como esta deixou a peteca cair e agora levantar denovo sera dificil pra nao dizer impossivel, e depois dela restarão mac laren e ferrari como representantes da velha gurada e diga-se que a mac laren vive só de fama e promessa mesmo, agora com a Ferrari a conversa é diferente, existe Ferrari sem F1 mas não existira mais F1 sem Ferrari, A F1 sem Ferrari será como aquele paciente anemico palido que perdeu todo o sangue toda a energia toda a força, me parece que esses regulamentos feitos sob encomenda, esse excesso de regras que no fim beneficiam alguem etc… tudo isso contribui para esse declinio da F1, pro fim da competitividade na F1, os interesses comerciais, corporativos e financeiros acima de tudo, etc…., duas coisas que atualmente sufocam a F1: um regulamento feito pra beneficiar a Mercedes e o monopolio da Pirelli……triste triste triste

    • Carlos André disse:

      Kkkkk cara acorda, a F-1 é praticamente feita para a Ferrari vencer, ela tem mais benefícios do que qualquer outra equipe, só pesquisar, faz pouco tempo da última ameaça da Ferrari de deixar a F-1 pq liberty quer retirar esse benefícios e deixar a balança equilibrada.

      • Brabham-5 disse:

        Nossa, como você é esperto!
        Avisa lá a Mercedes e a Red Bull que “a F1 é praticamente feita só para a Ferrari vencer”!
        E não deixa de avisar o Lewis Hamilton também, claro.

      • Carlos André disse:

        Brabham procure aulas de interpretação… O fato de uma equipe ter benefícios em detrimento das outras não quer dizer que a mesma irá ganhar, dessa forma confesso que não sei se por incompetência dela ou por maior competência das outras… Agora que a Ferrari tem sim maiores benefícios isso tem e portanto posso sim dizer que a F1 foi/está enfim sendo feita pra Ferrari ganhar.

  10. Carlos André disse:

    Fico pensando nessa altura do campeonato se não seria melhor botar pra correr o carro do ano passado…. Se o carro desse ano é tão ruim pq enfatizar tanto que os pilotos são tão fracos?

  11. moisesimoes disse:

    É ruim ter uma McLaren/Renault que não entrega muito ou ter uma possível Red Bull/Honda. Mas pior mesmo é uma Williams/MERCEDES e estar na rabeira da tabela desse jeito. Ainda bem que Kubica não está correndo.
    Seria o prato preferido dos haters e nonsenses.

  12. José Marinho disse:

    Ela ta merecendo isso, por que esta buscando isso com toda sua vontade.

  13. Danir disse:

    Ola Flavio Gomes. Eu penso que você está sendo muito gentil com a Clair Willians. Ela é uma grandicíssima imcompetente. Vi algum tempo atras um documentário sobre a Willians, onde na verdade se faz uma apologia das qualidades e defeitos do Frank e em nenhum dos momentos em que ela aparecia falando, me passou confiança. E olhe que os momentos foram muitos; a maior parte do filme. Não conheço equipe que tenha pretensão de ficar no topo que coloque seu futuro na obtenção de dinheiro por parte de dois pilotos novatos e com baixa competência. A coisa se transformoiu em caça níqueis, até porque o Frank Willians, por mais saudável, determinado e assistido não tem uma grande perspectiva de vida ativa. Infelizmente o acidente que sofreu quebrou sua espinha literalmente, uma lástima. Quanto ao banco, a Wilians tem dois problemas de banco, um onde os pilotos sentam e o outro onde os recursos entram, Com a saída da Martini e uma eventual defecção dos papais dos pilotos, não acredito que sobre muito para fazer uma equipe mediana que seja. Talvez seja melhor vender, se achar um comprador com disposição. A Willian é um exemplo acabado de como as pessoas erradas na hora errada podem destruir um patrimônio duramente construido. Uma lástima. Penso que nem um Schumaker mau acomodado no banco resolveria. Gostaria de estar errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>