ONE QUESTION | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 9 de maio de 2018 - 22:20Cinema, DKW & cia., One question

ONE QUESTION

A motorista desse Candango não é menor de idade, não? A foto é de 1969. Cariocas, falem sobre esse cinema.

candangorio

21 comentários

  1. CRSJ disse:

    Eu só sei que o Sidney Poitier já tem 91 anos de idade.

  2. Jason Vôngoli disse:

    Hummm… “Di menor” ao volante de um Candango, em 1969? Só pode ser o Marcelo Zona Sul!

  3. Ricardo Lacerda disse:

    Além do Metro Tijuca e do Metro Copacabana, existiu também o Metro Boavista que ficava na Rua do Passeio, região da Cinelândia no Centro. Hoje no prédio funciona uma das inúmeras filiais das Lojas Americanas no centro do Rio.

    E a Igreja Universal funciona onde era o cinema Carioca. Pelo menos a igreja manteve a fachada.

  4. Adenir colpas disse:

    O mais marcante do metro tijuca era o seu ar condicionado que ia até a calçada, Quem passava na calçada em frente em frente sentia um tremendo frio que chegava quase na rua. muito marcante para aquela época.

  5. Léo Simas disse:

    O que é difícil de entender é como um filme chamado “Edge of the city” virou “Um homem tem três metros de altura”

    • Maikol Bueno disse:

      Na Wikipedia (em inglês) diz que o filme é uma ampliação do roteiro do episódio final de uma série de TV chamada “A Man Is Ten Feet Tall”, daí o título em português.
      Mas se era pra ficar com o nome da série, pelo contexto da expressão, a melhor tradução para nós talvez seria “Um Homem se Agiganta”.

  6. Ricardo Cardoso disse:

    Tudo nessa foto é demais. A foto é linda. Como fotos em p&b prendem a nossa atenção para apreciar os detalhes!

    Minha curiosidade mesmo é sobre o filme que estava em exibição 12 anos depois de seu lançamento (1957). Devia ser um filme muito bom, para mesmo assim seguir em cartaz. O título em português que ficou meio estranho comparado ao original (Edge of the City). Só pela sinopse e pelo elenco principal (Sidney Poitier / John Cassavettes) vale conferir.

    Trailer (https://www.youtube.com/watch?v=c68-LJWzOo0)

  7. Achava legal quando eles colocavam o nome do estúdio no letreiro.

    Achava legal quando os cinemas tinham projetores de película mesmo, 35mm, e nos trechos de áudio mais baixo do filme podíamos escutar o barulho do aparelho.

    Achava legal um monte de coisas dos cinemas antigos.

  8. Cláudio Bento disse:

    Olá Flávio, um dos muitos cinemas de rua da Tijuca que foram extintos. Esse foi demolido para as obras do Metrô por volta de 1975. A Tijuca era pródiga de cinemas quando as opçôes de entretenimento eram mais restritas e a violências das ruas, menor. Lembro das filas quilométricas para assistir os lançamentos!
    Sem muito esforço, lembro dos cinemas Tijuca (hoje Casa & Vídeo), Art Palácio (Leader), Bruni Tijuca (ficava num subsolo!, hoje é um laboratório de análises clínicas), Metro Tijuca (C&A), Carioca (Igreja Universal), América (Drogaria), Palácio (Caixa Econômica), Cinema III (extinto num proto-shopping – o I e o II ficavam na zona Sul), Olinda (o maior da América do Sul, onde hoje é o Shopping 45). Ufa!

    • Andre Decourt disse:

      Não foi pela obra do metrô não, ele caiu antes do metrô começar a esburacar a praça Saenz Penna. Tal como o Metro Copacabana ele foi vendido para os holandeses da C&A abrirem suas primeiras lojas e fazerem prédios de escritório em cima.

  9. William Gimenes dos Santos disse:

    Na Praça Saens Peña, onde haviam vários cinemas. Quase um do lado do outro. Uns viraram Igrejas, outros viraram lojas (Casa e Vídeo e Leader).

  10. Roberto Mota disse:

    Esse fusca que aparece na foto é igualzinho a um que meu avô teve. Primeiro carro, um fusca verde 1969, comprado com muita luta e esforço (meu avô era sapateiro). Ficou com o automóvel até 1997, quando, aos 80 anos, deixou de dirigir. Mas até o fim da vida sentia saudades do seu fusca, às vezes ele desenhava uma silhueta de um fusca em papéis (e as vezes nas melancias e mangas que minha vó comprava, ela ficava puta, hahaha). Carrinho de incontáveis histórias, passeios e alegrias. Tive vários outros carros,alguns marcantes, mas nunca tão especial quanto o fusquinha foi.

  11. Maauro disse:

    Esse cinema foi remontado na cidade de conservatória RJ é é atração turística lá, além da seresta.

  12. Diego Antelo disse:

    Esse prédio, infelizmente, não existe mais. Ficava na praça Saens Pena, na Tijuca, e em seu lugar há, hoje em dia, uma loja da C&A.
    A praça Saens Pena era um reduto de um grande número de cinemas, aproximadamente uns cinco; Bruni Tijuca, Metro (o da foto), Carioca, América, e mais um que esqueci o nome.
    Um pouco mais à frente também havia uma sala.
    Nenhum deles existe mais. De pé, apenas os prédios do Carioca (com uma Igreja Universal dentro) e o América (com uma farmácia).
    O América, por sinal, foi o último a fechar.

  13. Filipe W disse:

    Olá Gabriel,
    na verdade esse cinema era aonde fica atualmente a C&A.
    A igreja universal fica no lugar do Cinema Carioca.
    A praça Saens Pena era povoada de cinemas, uma pena que pouco a pouco foram acabando.
    Abs

  14. Gabriel Gontijo disse:

    Grande Flávio, é um prazer muito grande escrever em teu blog. Gostaria de registrar que acompanho o teu trabalho desde 2002, quando você trabalha à época na Rádio Bandeirantes e apresentava o programa Pole Position. Sobre a foto, parece que esse cinema ficava na Praça Saens Peña, na Tijuca. Se for onde eu estou pensando, hoje se encontra um templo da Igreja Universal no lugar. Mais um, infelizmente.
    Sei que o espaço aqui não é para o que vou dizer, mas sou repórter de uma web rádio aqui no Rio e gostaria de saber se é possível ter entrevistar uma dia pra falar sobre o teu livro “Dois Cigarros”. Forte abraço.

    • Flavio Gomes disse:

      Sim, claro.

    • Flavio Guerra disse:

      Caro Gabriel Contijo, não sou da época do Cinema Metro Tijuca, mas conheço um pouco de sua história por ter morado a maior parte de minha vinda nesse bairro.
      Onde encontrava-se o belo prédio que foi demolido, há muito tempo está instalada a grande rede de magazine C&A, um desperdício!
      Já, o que você confundiu dizendo estar instalada a igreja era o Cinema Carioca, que frequentei muito em minha infância e pré adolescência. Excelente cinema de rua, que juntamente com o Cinema América, logo em frente, se tornou uma grande drogaria.
      Infelizmente houve uma época no Rio de Janeiro que os grandes cinemas de rua foram extintos, uma pena para a nossa história.
      Segue um pouco dessa história…
      https://cinemasderua.webnode.com.br/galeria-de-fotos/rio-de-janeiro/cine-metro-tijuca/#!

Deixe uma resposta para TARCISIO FRASCINO FONSECA Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>