MENU

domingo, 10 de junho de 2018 - 18:46F-1

CANADA DRY (3)

can181

MOSCOU (blergh) – Olha que corri para ver a corrida! Depois de uma visita a um bunker em Moscou, saí voando com todos os cálculos feitos para pegar o metrô em tempo, mais um Uber local (Yandex), e cheguei na hora de ver pelo canal 3 da nossa TV.

Não vou dizer que foi à toa, porque vejo todos os GPs sempre, aconteça o que acontecer.

Mas se não tivesse visto, talvez não perdesse muita coisa.

O GP do Canadá, resumidamente, foi ruim.

A demonstração de força de Vettel e da Ferrari merece aplausos, claro. Ganhou, como se diz, “fair and square”. Fez a pole, cuidou muito bem de seus pneus por 38 voltas, fez a parada, voltou na frente e recebeu a quadriculada com mais de 7s de vantagem para Sapattos, o segundo. Em nenhum momento foi ameaçado. Comemorou com uma alegria incomum, até bandeirinha da Ferrari pegou para festejar.

A empolgação se justifica pela recuperação da liderança do campeonato, creio. Hamilton ficou em quinto, num dos finais de semana mais discretos que me lembro de tê-lo visto perpetrar. O resultado: 121 a 120 nos pontos para o alemão, decorrido um terço do campeonato.

Por esse lado, é legal. O Mundial está equilibradíssimo entre esses dois pilotos, impossível negar. Se vai ser assim até o fim, não dá para prever. Ano passado, no terço final da temporada, a Ferrari desandou e Lewis ganhou o título com tranquilidade. E a gente achava que seria ponto a ponto até a última volta do último GP. Uma ducha gelada.

O que tem ocorrido neste ano, e que não foi bem a tônica dos últimos, é uma oscilação esquisita da Mercedes. Em algumas pistas, vai bem. Em outras, muito mal — Mônaco, por exemplo; Montreal, de certa forma. O problema tem sido com os pneus mais macios da Pirelli. Que, na prática, são quase todos… Hoje, por exemplo, foram usados pela maioria os ultramacios e os supermacios. Hamilton parou para trocar com 17 voltas. No mesmo momento em que Verstappen, que largou com os mais melequentos — hipermacios –, que teoricamente deveriam durar bem menos. Sei lá. Está estranha, a Mercedes.

Ainda assim, Bottas foi o segundo — ele não teve problemas de pneu, mas sim de consumo de combustível no final. Verstappinho fechou o pódio e Ricardão terminou em quarto, tendo conquistado a posição de Hamilton na sua parada, uma volta depois que a do inglês. Conseguiu sair dos boxes à frente e com muita segurança manteve Lewis a uma distância segura, oscilando entre 1s e 2s, até o fim. Nas últimas voltas Hamilton deu um calorzinho no australiano. Mas não chegou sequer a esboçar uma tentativa de ultrapassagem. E se tivesse conseguido nas últimas duas voltas, teríamos um problema. Winne Harlow, modelo canadense que tem vitiligo e é ativista da causa — milita pela aceitação plena de quem tem a doença, caracterizada pela perda de pigmentação da pele –, deu a bandeirada antes da volta 70. O resultado oficial do GP do Canadá é o da volta 68, já que a quadriculada encerra a prova. Sorte da organização — a moça não teve culpa nenhuma — que ninguém passou ninguém da 68ª à 70ª.

Raikkonen foi o sexto, seguido pela boa dupla da Renault com Hülkenberg e Sainz Jr. Ocon e Leclerc fecharam a zona de pontos. Leclerc de novo. Vai se consolidando como a revelação do ano, deixando o pessoal de Maranello feliz da vida. Aposta certa para um futuro não muito distante. Pontuou mais uma vez com a Sauber, numa prova de poucos abandonos — Hartley e Stroll num acidente na primeira volta e Alonso com problemas mecânicos no fim. Pontuar com a Sauber é sempre uma proeza.

Vale a pena falar da batida entre a Toro Rosso e a Williams no comecinho da prova? Bom, não mudou o preço do rublo, apenas foi preciso chamar o safety-car até a quarta volta, mas vale, sim, para marcar posição quanto à qualidade desses dois meninos. Stroll espremeu o pobre Hartley de um jeito criminoso. Mas acho mesmo que não viu o coitado, que por sua vez tentou enfiar o carro num lugar muito pouco propício a qualquer tentativa de ultrapassagem. Ou seja: ambos são ruins. Acho que o simpático neo-zelandês não chega ao final da temporada. Daqui a pouco Doktor Marko se enche dele.

Foi a 50ª vitória da carreira de Vettel, um pilotaço, tetracampeão mundial com lugar garantido no olimpo da categoria. São 11 pela Ferrari, onde amarrou seu burro em 2015.

Mas tem um dado curioso. No resumo do que foram esses 50 troféus, Seb ganhou 31 largando da pole, 14 saindo em segundo e cinco partindo da terceiro posição no grid. Quando largou de quarto para trás, nunca conseguiu vencer. O que isso significa? Que ele precisa de um carro que comece direito o fim de semana para terminar na ponta. É uma estatística bem interessante, que mostra como se classificar bem, em seu caso, é essencial para chegar na frente.

E agora vamos dormir, que já é tarde e lá fora os termômetros marcam 6°C. Bem menos que os agradáveis 20°C do domingo nublado de Montreal.

68 comentários

  1. ms disse:

    visivelmente vettel se mostra faminto por títulos e vitórias….e vem mostrando nesta temporada o pilotaço que é…….só que seu maior problema tem um nome: louis hamilton piloto tão bom quanto vettel mas com uma diferença: vettel, de uns tempos para cá, cedo ou tarde acaba sucumbindo às inevitáveis “pressões de corrida” enquanto hamilton, mesmo estando em condições adversas, acaba ao final crescendo e se impondo diante de seus adversários acho ainda que hamilton tem mais “nervos de aço” que raikkonen

  2. Mônica disse:

    O meu gatão está apagado este ano. Não vejo mais aquela vontade de atacar o adversário, de ir pra cima! Será que ele cansou de ser segundo do Vettel? Se ele renovar mais um ano como ele deseja, aquele olhar de caçador vai voltar a me dar arrepios!

  3. Brabham-5 disse:

    “Quando largou de quarto para trás, nunca conseguiu vencer. O que isso significa? Que ele precisa de um carro que comece direito o fim de semana para terminar na ponta. É uma estatística bem interessante, que mostra como se classificar bem, em seu caso, é essencial para chegar na frente.”
    Quero lembrar a TODOS o que Lewis Hamilton disse antes da largada dessa corrida: “NÃO ME LEMBRO DE NENHUM VENCEDOR QUE TENHA LARGADO DA QUARTA POSIÇÃO PARA TRÁS (…)”.
    Então essa “estatística curiosa” – MALDOSA, MALICIOSA – que os haters vão usar contra o Vettel cabe para muitos outros pilotos da F1 do século 21.
    A não ser que aconteça um festiva de imprevistos como chuva, acidentes envolvendo os carros da esquipes mais fortes (Ferrari, RBR e Mercedes), que normalmente ocupam as 3 primeiras filas do grid, festival de safety-car, corridas interrompidas e encerradas antes do seu numero de voltas oficial, NUNCA alguém vai vencer sob condições normais largando do quarto lugar para trás, e ainda mais se tem um carro do meio do grid para trás.
    Não me venham falar de “proezas” do Senna NA CHUVA, primeiro em Mônaco com a Toleman e depois com a poderosa McLaren, Schumacher na chuva e outros casos.
    São comparações idiotas.
    Mas em que posição largou Vettel na sua primeira vitória NA CHUVA, COM UMA STR EM MONZA?
    Ele largou na pole? Onde estavam Alonso, Hamilton, Raikkonen e cia naquela ocasião?
    Com carros piores que a STR do Vettel?
    Duvido muito.

  4. Paulo Pinto disse:

    A verdade é que os grandes campeões com seu carros fantásticos ficam sempre com a melhor fatia do grid.

  5. Anselmo Coyote disse:

    (Coyote, A. Coyote e Anselmo Coyote são a lesma lerda)
    O imperativo categórico de Kant. Por exemplo, não deseje aos outros o que não deseja para você. Dito isso…

    “Leclerc de novo. Vai se consolidando como a revelação do ano, deixando o pessoal de Maranello feliz da vida. Aposta certa para um futuro não muito distante.”

    Seria muita desgraça na vida do pobre e promissor piloto ir para a Ferrari comer b.sta de primeiro piloto.

    Que ele vá para a Mercedes, Red Bull, Toro Rosso, Force India, McLaren, Haas… qualquer uma, até Williams. Mas Ferrari e Sauber é cemitério de segundos pilotos.

    No mais, graças a Deus não assisti a essa corrida.

    Abç.

    • John Player disse:

      Tá “serto” “Jênio”!
      Na Mclaren, o Vandoorne não tem de “comer b…sta” para favorecer o Alonso, na Mercedes o Bottas não tem que engolir b…sta para favorecer o Hamilton. Isso só acontece na Ferrari, claro.
      Culpa dos alemães, claro de novo.
      Bom é ir se acabar e morrer de desgosto (ah! e ganhando menos $$$!) na Williams, a na Force India, na Haas…
      Por favor, continue longe da F1.
      Se puder evitar dar “opinião”aqui também, agradecemos.

  6. Saima disse:

    Vettel segue sendo tão carismático quanto um ferro de passar roupa, repetindo “grazie, grazie, ragazzi” feito uma maritaca.

    • John Player disse:

      Pra você ser carismático é o Barrichello, o Massa, o Ricciardo, né?
      Como se eles tivessem uma reação diferente ou melhor que a do Vettel.
      Ou será que prefere o carisma da antipatia da marra de Alonso, Hamilton ou Raikkonen?
      Ou talvez você quisesse ver o Vettel chorando no rádio, fazendo todo aquele drama “espontâneo” para as câmeras do mundo inteiro ver, fazendo papel de herói nacional, levando a bandeira da Alemanha no carro, no pódio?
      Esse haters implicam com tudo.
      Deveriam ter vergonha de passar tanto recibo.

  7. Claudio Mourão disse:

    Só eu achei que o Halo impediu que o bico do carro do Hartley batesse na cabeça do Stroll? Não vi ninguém comentar sobre isso.

    • Rodrigo Garcia disse:

      Não achei que tocou no Halo não, por sorte o bico do Hartley ficou ali sobre o pneu do Stroll por uns bons metros. Pura sorte, pois se o bico entra na fresta entre o carro e o Halo, não iria fazer diferença alguma, tiveram muita sorte.

  8. Pepe disse:

    Eu tenho assistido corridas, principalmente F1 e Indy e o que se vê é muita preocupação em poupar pneus e combustível, ou seja, nem sempre e muitas das vezes, o mais rápido vence, os carros ficam em fila indiana, uma pasmaceira, no vácuo até as voltas finais, qdo., ai sim tentam a vitória. Creio que se houvesse pontuação também para quem mais lidera voltas os pilotos buscariam pontuar em todas as voltas normalmente, valorizando as voltas em que chegou em primeiro e somar seus pontos, tornando o interesse permanentemente durante toda a corrida, não só no final. O que vc acha ?

    • Cesar Luis disse:

      Pois é. Sou do tempo em que nas corridas automobilísticas o mais rápido vencia, sem se preocupar com combustível e se preocupando puco com pneu. Aliás a maior preocupação era quanto a quebra de motores, onde não lembro de ter limitações para troca de componentes.

  9. Iuri Jacob disse:

    Interessante essa estatística, mas acho que não diz muito. O Hamilton por exemplo, das 64 vitórias em apenas 2 ele largou depois da 4a. posição. Acho que é um padrão normal na F1.

  10. Chupez Alonso disse:

    Na realidade isso mostra que Ve44el larga larga na maioria das vezes entre os três primeiros.

    Faz tempo que as corridas de F1, com raras exceções, são definidas ainda no Q3.

    Ou não é?

  11. Bola da Vez disse:

    Esse Alonso já passou da hora de parar. Ele fica ali entre o sexto e o décimo lugar catando uns pontinhos e isso quando não quebra. E o pior é que fica tomando o lugar dos jovens que querem uma chance.

  12. Fabiano Lacerda disse:

    Um campeonato equilibrado e legal de corridas horríveis…

  13. CHAGAS disse:

    Alguém ainda acha que Alonso vai chegar a frente do Hulkemberg? Mais um detalhe que até agora pessoal da equipe esta fazendo vista grossa. Hulkemberg tomou posição de piloto numero 1, só o Sainz não sabe disso.
    Leclerc já esta pensando que dia fará o molde do banco na ferrari.
    Impressionante Bottas 4×2 no Hamilton em chegadas, se não fura o pneu em Baku, seria 5×2 e diferença de apenas 6 pontos entre VET/HAM/BOT.
    Primeira corrida que Grosjean pilota melhor que Magnussen…. barbaridade.
    Jogo minhas fichas que Ocon termina a frente de Perez esse ano.
    Red Bulls, OK.
    Vettel impecável.

  14. sandro disse:

    Isso mostra que Vettel só está entre os “grandes” porque ganha corridas saindo na frente, apenas por isso…Pilotaço não é não.

    • AC disse:

      E quem classifica o carro na primeira posição pra ele ganhar?

    • Formiga disse:

      Acho que se fizer uma estatística vai dar algo parecido. O Hamilton ganhou em Cingapura no Ano passado e Baku este ano porque fizeram (Vettel e Verstapen respectivamente) algumas lambanças. Mas se olhar Schumacher, Senna, etc 90% das vitórias ocorreram quando sairam na primeira fila, igual ao Vettel. Assim, nenhum desabono.

      • Anselmo Coyote disse:

        Nada a ver. Olhe o que Senna e Schumacher fizeram na Lotus e na Benetton antes de ir para equipes grandes andar com os melhores carros. Schumacher chegou a ser bicampeão com a Benetton que era um pouco melhor do que a Lotus.
        Não confunda vinho com suco de uva.
        Abç.

    • John Player disse:

      Meu, cala a boca por favor.

    • John Player disse:

      Aquela vitória do VETTEL no seu inicio na F1, em MONZA, COM UMA STR, NA CHUVA, pra vocês haters não conta, né?
      O cara tem QUATRO títulos mundiais e ainda tem orelha aqui no Brasil que não acha ele um pilotaço.
      Me diga UM titulo do Prost (que vocês também chama de “professor”), do Senna SEM TER O MELHOR CARRO EM MÃOS.
      Quantas corridas Senna venceu com a Toleman, fora aquela NA CHUVA em MONACO? Senna venceria com a Toleman em Monza, com chuva “para igualar as chances” entre os carros? NÃO.

  15. Paulo Pinto disse:

    Com quatro campeões na pista e nenhum deles fez uma volta mais rápida este ano, decorridas sete provas. Poupando equipamento?

  16. GABRIEL disse:

    Eu acho que o Stroll furou o pneu num toque com a Maclaren na primeira curva…

  17. Carlos disse:

    Estatísticas podem ser interessantes (para quem não conhece, o site STATS F1 é fantástico) mas devem ser colocadas em contexto.

    Das 64 vitórias de Hamilton, ele começou entre os top 3 em 60 delas.
    As outras 4 vitórias foram:
    2008, Reino unido, saindo em 4o.
    2009, Hungria , saindo em 4o.
    2017, Cingapura, saindo de 5o.
    2014, Reino Unido, saindo de 6o.
    Não me lembro de nada excepcional acontecendo em 2008 e 2009, mas acredito que todos se lembram do presente que o inglês recebeu em Cingapura no ano passado. Em 2014, uma classificação horrorosa foi compensada com a superioridade do motor Mercedes e o abandono de Rosberg.

    Em resumo: desde que tudo ocorra normalmente, eu não colocaria meu dinheiro em Hamilton ou Vettel, se tiverem se qualificado de 4o. para trás.

  18. Glauco Tavares disse:

    Gostei muito da corrida, aconteceram muitas coisas legais, do tipo, Vettel tomando a liderança do campeonato, Leclerc pontuando mais uma vez com a fraquissima Sauber, a bonita corrida de recuperação de Gasly… E ainda tiveram lances divertidos como a perda da liderança de Hamilton em mais uma corrida apagada, Stroll provando novamente que o dinheiro é sim bom e importante mas não compra talento, e principalmente mais um abandono do vulgar e decadente Alonso! Enfim, final de semana perfeito! Nada a reclamar…

  19. Ricardo Bigliazzi disse:

    Corrida monótona. Vettel perfeito. Agora, as parelhas de Williams e McLaren se estivessem na mão do Helmut Marko já estariam andando de Fórmula E.

  20. CRSJ disse:

    Se o Vettel não vencesse essa corrida a coisa ia ficar feia pra ele. Parece que a primeira bandeirada da modelo valeu na volta 68, então o Vettel poderia parar na volta 69 que sua vitória valeria. A única coisa fora do normal foi a batida do Stroll logo no inicio dessa corrida, depois tudo ficou basicamente igual do início ao fim.

  21. BOCA disse:

    Com as duas ultimas voltas canceladas, Vettel fica com a volta mais rápida e conquista um grand chelen, não é isso?

  22. Rafael disse:

    Canada Dry é ótimo! Saudade desse refri de gengibre lá do Canadá!

    Depois da puta pole, Vettel fez o que tinha que fazer, não errou e levou. Torço para que a Ferrari continua a evoluir o carro para dar condições a Sebastian se tornar penta.

    E bom também foi não ver a cara de cu do Hamilton no pódio. Sempre que não leva, o inglês mau perdedor faz cara de cu. E depois arruma desculpa que o carro não estava bom, que a pista isso, que a equipe aquilo.

    • Zé Tros disse:

      Até parece que Vettel não faça cara de cú quando perde, ou qualquer outro piloto faça outra cara que não seja a de cú quando perde. Ah foi ótimo perder essa corrida para meu maior rival no campeonato. Sempre sonhei em perder. Pra que ganhar, o importante é competir.

  23. Alfredinho disse:

    Chegamos a 1/3 da temporada e o campeonato continua equilibrado. Sinal que a Mercedes enfrenta problemas, mas nada que assuste. Um detalhe, somente os primeiros pilotos das principais equipes venceram corridas.
    A Ferrari continua encarando a Mercedes, mas até quando? A Red Bull, se continuar assim pode dar adeus à disputa pelo título.
    O resto, tudo igual. Chegando no resto das posições.

  24. michael daustry disse:

    VETTEL FENOMENAL, FANTASTICO, O MELHOR DA ATUALIDADE !!!
    Embora a Mercedez ainda seja uns 10% melhor O SEBASTIAN TIRA NO BRAÇO !!!!!!,
    Não há a menor duvida de quem o melhor na atual F1 !!!
    Estranho o Kimi com pneus novos nem tentou ulotrapassar o hamilton que por sua vez não chegou a incomodar o Ricardão, fez que ia mas nem foi pra cima do Canguru Risonho….Kimi parece funcionario publico, só que bate o ponto e receber no fim do mes…. Max fez tudo certinho mas nao teve como atacar Bosttas, e o resto foi o resto como dizem aqui….. Hulck é o melhor desse resto…. O campeonato esta aberto ainda…. mas obviamente os 3 mosqueteiros SEB, VAL e Hamilto é que vão disputar o campeonato dificilmente teremos surpresas porque Kimi tá só acompanhando, A RBR não tá tão forte assim e perdeu muitos pontos no primeiro terço do campeonato principalmente o MAX, talvez ganhem mais algumas corridas e farao varios podios eventualmente alguma pole mas brigar pelo campeonato parece apenas uma possibilidade distante, um sonho…….. Bottas teve um excelente resultado pois se aproximou dos lideres e como ninguém tá dominando ele tá sim no páreo a não ser que seja sacrificado pela mercedes em favor do hamilton algo que parece que será bem provável pois a mercedes tá usando até a force india pra tentar levar mais uma……. VIVE LE FRANCE, primeira corrida com esses novos motores e essa salada de pneus então sera sim interessante.
    A corrida foi chata,,,, sim, mas porque VETTEL não deu chances e a RBR como já disse não é nenhum supercarro pra preucopar FER e |Merc, e também não chopveu, não teve safety car no meio da corrida ( aquele do inicio não teve grtandes consequencias…) então como disse o Valteri: O Vettel estava forte desde a largada não deu chances e ponto final.!!!!

    • michael daustry disse:

      Esqueci Flavio, quanto à modelo que acabou a corrida antes da hora só da ´pra dizer que não é só loira que é burra….. essa modelo acho que nunca assistiu uma corrida de F1, como dão a principal bandeira da corrida pra ela???!!!!!…. pelo menos dewveriam por um cara do lado dela praq avisá-la quando bandeirar, um vexame isso, igual ao pelé no Brasil que bandeirou depois da corrida já ter acabado…… acho isso de dar bandeira pra essas pessoas que nem sabem o que estão fazento totalmente dispensável: é apenas um espetaculo circense !!!!

    • Fernando disse:

      Meno, bem menos… A Mercedes não é 10% melhor do que a Ferrari de forma nenhuma, tem muito campeonato pela frente e acho que a Mercedes pode encostar na Ferrari, já vencer os pneus vai ser bem mais difícil. Ou a Pirelli fez pneus anti-Mercedes ou a Mercedes fez um carro anti-Pirelli.

      • Bola da Vez disse:

        Não tinha pensado nisso. Vai ver a Fia encomendou esses pneus anti-Mercedes para haver disputa de título e melhorar a audiência! Ou teria sido a Liberty?
        Esse teoria da conspiração tem um fundo de verdade.

    • Gus disse:

      Vettel, “O melhor”, tomou uma surra de juntar criança quando dividiu a equipe com um tal de Daniel…

      • John Player disse:

        O MELHOR TEM 4 TITULOS PELA RBR EM 6 ANOS DE RBR.
        O tal de Daniel conquistou o que pela RBR desde que Vettel saiu?
        Quem é mais rápido, Ricciardo ou Verstappen?
        Quem é ÚNICO piloto que pode ser campeão em cima de Mercedes + Hamilton? O tal de Daniel? NÃO.
        APENAS SEBASTIAN VETTEL.

  25. Paulo Pinto disse:

    A modelo encarregada de dar a bandeirada (foi para aparecer?) agitou a mesma duas voltas antes, encerrando a corrida como reza o regulamento.
    Lembrei do Pelé (outro que gosta de aparecer) que, quando foi procurar Schumacher para dar a bandeirada… o alemão já tinha vazado! Hahahaha!

  26. Jonny'O disse:

    Será este Leclerc um novo Prost?
    Pelo estilo seguro e extremamente eficiente para um novato.

    • Amaral disse:

      Se é um novo Prost, só o tempo dirá. Mas… Que tá pilotando mais que o carro, isso está. Leva um carro sofrível numa uma pilotagem segura e consegue beliscar pontinhos importantes para a equipe. E vai corrida a corrida colocando o companheiro no bolso.
      No presente momento, está, por exemplo, a somente um ponto do mais badalado e melhor equipado Ocon.

  27. Mansell disse:

    Fiz algo que raramente faço vendo corrida: dormi! F1 cada vez pior

    • Wesley Andrade disse:

      Devo dizer, que diante das atuais circunstâncias, o senhor fez muito bem, já que os atuais carros são tão largos que provocam oscilações na aerodinâmica de quem vêm atrás, inviabilizando o funcionamento da asa móvel, e forçando os pilotos a pouparem seus equipamentos, fazendo com que os pneus durem muito além do imaginável.

Deixe uma resposta para Mauricio Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>