MENU

quinta-feira, 28 de junho de 2018 - 11:33Museus & coleções

FORD PARA TODOS

MOSCOU (tem Corcel?) – Recebi no início da semana o relato sobre o fim desta coleção/museu de modelos da Ford na Holanda, desmanchada após a morte de seu criador. Os filhos resolveram leiloar tudo. Espero que caiam em boas mãos.

A maior coleção de carros clássicos da Ford do mundo, reconhecida pelo Livro Guiness dos Recordes em 2002, foi a leilão neste sábado, na Holanda. Os mais de 220 veículos compunham o acervo do Museu Den Hartogh, que o empresário do ramo de transporte Piet den Hartog formou durante 50 anos. Entre eles, preciosidades como Modelos A, T, V8, caminhões e vans de várias épocas em estado surpreendente de conservação.

A coleção completa foi leiloada no sábado (23), atraindo ofertas de todo o mundo. O total combinado da venda foi de € 6.157.353 (aproximadamente R$ 27.226.000). A troca de lances mais longa foi de um Ford Model B Side Entrance Tonneau, vendido por € 419.750 (cerca de R$ 1.856.000).

A paixão de Piet pela Ford começou desde criança, quando seu pai comprou um caminhão Modelo T, em 1924. Já adulto, ele sempre estava em busca de novas pérolas para a coleção, que cresceu e foi dividida em três partes. Na primeira, ficavam os Modelos T e outros pioneiros, além de ônibus e Lincolns. A segunda era reservada aos Modelos A e V8, incluindo peruas com painel externo de madeira, um conceito americano incomum na Europa, pelas quais o empresário tinha uma predileção especial. A terceira parte da coleção era formada por veículos comerciais, como caminhões de polícia, bombeiros, entregas e venda de pipoca e sorvetes, que podem ser considerados os avôs dos “food-trucks”.

Piet faleceu em 2010 e o museu fechou as portas para o público em 2016. “Sem meu pai não era a mesma coisa”, conta Pieter den Hartogh, filho do colecionador. “Meu pai era um homem apaixonado e queria compartilhar essa obsessão com todos. Esses carros foram parte importante de nossas vidas e chegou a hora de encontrar novos lares onde eles possam ser igualmente admirados e preservados.”

5 comentários

  1. Paulo Travaglini disse:

    Corcel é Renault.

  2. Luciano Hansen disse:

    É a vida né Flavio. Nós gostamos dos carros, nos privamos de algumas possibilidades pera ter os carros e curtir como bem entender mas quando vamos para outro plano alguém os receberá. Torço que para quem comprou aproveite e compartilhe. Fico pensando o que será do meu corcel, vw’s…. miniaturas, coleções de revistas
    Seu carros vão ficar com os guris?

  3. Carlos Pereira disse:

    Será, espero que não, que o dinheiro falou mais alto ?
    Tomara realmente que alguém que goste de carros, compre e cuide.

    • Jean disse:

      Eu ia comentar a mesma coisa…. dificilmente herdeiros de tanto “dinheiro” deixam esse dinheiro parado num museu.
      São quase 30 milhões de reais, uma quantia considerável.
      E os carros continuarão a existir, não foram leiloados para serem incinerados ou reciclados!

  4. MASCULINO disse:

    É muito triste ver pessoas desalmadas separarem de forma cruel estas crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>