HOT HOT HOT (3) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 27 de julho de 2018 - 15:39F-1

HOT HOT HOT (3)

hun181

MOGYORÓD (mudou tudo) – Não vou falar muito dos treinos livres. Podemos resumir assim: Ferrari e Red Bull estão melhores que a Mercedes. Por isso ficaram na frente dos prateados, que vão sofrer com as altas temperaturas de Budapeste & redondezas — estamos nas redondezas — durante o fim de semana. Isso se não chover. Há uma possibilidade para domingo, parece.

O trato dos pneus traseiros será a chave da corrida. Eles esquentam demais nesse tipo de pista em que se acelera, breca, faz curva, acelera, breca, faz curva de novo, e assim é até o fim dos tempos. Fazem bolhas, acabam logo. Ultramacios, macios e médios foram as escolhas da Pirelli. Todo mundo deve largar de ultras. Alguns, talvez de macios — para levar o primeiro stint até onde der. Mas tudo depende do tempo. Uma curiosidade é que a cor do asfalto magiar afeta o desempenho. Muito escuro, retém muito calor. Isso faz com que as temperaturas da borracha se elevem mais do que o desejado. E como o circuito é muito sinuoso, não dá tempo de esfriar.

Pronto, falei do treino. Ah, Vettel foi o mais rápido do dia. Verstappinho ficou em segundo, Ricardão em terceiro, Raikkonen em quarto e depois vieram Hamilton e Sapattos. Entre eles está o pole de amanhã. Oh, que novidade! Bom, vou apostar: Kimi. Só para quebrar a banca. Porque não vai ser.

Notícia de hoje foi mesmo a debacle financeira da Force India, que pode mexer em boa parte do grid. A equipe está sem dono há dois meses. Vijay Mallya se retirou da sociedade em maio, assim como já fizera em abril o fundo financeiro sediado em Luxemburgo que respondia pelo CNPJ do time rosáceo. Desde hoje, está sob intervenção de autoridades britânicas — uma espécie de administração de emergência até que alguém compre. E tem quem compre. Não é segredo para ninguém que Lawrence Stroll, pai de Lance, vai arrematar a equipe para colocar seu filho lá. Novidades deverão ser anunciadas em poucos dias.

Por conta disso, há um certo movimento no mercado de pilotos. Com Stroll saindo, abre-se uma vaga na Williams, que pode virar time B da Mercedes. Nesse caso, quem pode correr lá é Esteban Ocon, vinculado à fábrica de Stuttgart. Pérez, por ter uma graninha graúda de patrocinadores mexicanos, pode até ficar na Force India, que obviamente mudará de nome — “Força, Filhão!” é uma possibilidade. Sirotkin é outro que deve espirrar — da F-1, creio. Se a Williams se acertar como filial dos alemães, eles se encarregam de eleger alguém para a vaga. Um Wehrlein da vida, por exemplo.

Ocon também tinha umas paradas amarradas com a Renault. É outra alternativa para o jovem francês, porque Sainz Jr., emprestado aos amarelos pela Red Bull, foi indicado por Fernando Alonso para a McLaren, para o lugar do medíocre Vandoorne — cujo único predicado hoje é ser namorado da filha de Gil de Ferran, que virou chefe da equipe laranja. Mas parece pouco.

Resumindo bem a história, pode ser que — incrível — sobrem algumas vagas para 2019, com as previsíveis dispensas de Vandoorne, Sirotkin e Hartley — o neo-zelandês da Toro Rosso que ninguém entende direito como veio parar aqui, já que estava sossegado criando ovelhas perto de Auckland quando foi chamado para correr. E ainda tem a Haas, que não confirmou ninguém para o ano que vem. Até Pérez anda de namorico por ali. Isso para não falar de Leclerc, caso a Ferrari resolva apostar no menino mandando Raikkonen para a aposentadoria. Nesse caso, abre-se um lugar na Sauber, também.

Isso tudo é ótimo para a turminha da F-2 que anda se destacando, molecada que tem na linha de frente pilotos como Norris, Fuoco, Russell e Markelov, além de Sette Câmara, claro.

A briga vai ser boa.

12 comentários

  1. Anselmo Coyote disse:

    F1 csapat Féltékeny vagyok

  2. Fern Kesnault disse:

    Uau amigo, nenhuma linha sobre uma das provas mais tradicionais do automobilismo, a Total 24 Horas de Spa-Francorchamps,….tu estas a ficar retogrado demais, um Galvao Bueno do automobilismo…..que pena, pois tens a “faca e o queijo” para uma midia brasileira especializada no automobilismo em geral….Pasmém!

  3. Fernando Monteiro disse:

    Bem, então vamos a ver: A Mercedes terá dois times B’s – Force India e Williams – somando tudo 6 carros; a Ferrari, idem , Sauber e Hass, mais 6 carros; Red Bull tem a sua Toro Rosso, mais 4 carros, só aí temos 16 baratinhas com 10 de times B sendo “impedidos de andar na frente” de seus donos, depois temos McLaren e Renault. Como ter competitividade e disputa em uma F1 com este tipo de estrutura?

  4. Fernando disse:

    Bem, me parece melhor alguém comprar um time para o filho do que deixar falir. Muitos milionários investem nas carreiras dos seus filhos, qual o problema? Gente comum também. Deixar falir? Não!

  5. Gabriel P. disse:

    Vamos combinar uma coisa ?
    Sair da F2 para entrar nestas equipes “nanicas” é o mesmo que continuar na F2 com nome de F1..
    Aliás, deveriam proibir as Mercedes, Ferrari e Red Bull de participarem dos treinos classificatórios, já que não faz diferença em que lugar vão largar, sempre vão chegar entre os primeiros.

  6. Andre disse:

    Boa noite FG. Os ares da Hungria estão lhe fazendo muito bem. Sempre teve uma excepcional escrita, mas os textos escritos por essas bandas vejo algo, digamos, mais “alegre” ou mais “extrovertido”….ou pode ser impressão. Mas meus parabéns. Vida longa ao seu blog.

  7. Dan Patricio disse:

    Nesse campo da especulação (fofoca), pra mim acontece o seguinte:

    Stroll compra Force India (Que passa a se chamar “Force Stroll”.
    A dupla fica Stroll + Perez
    Ocon vai pra Willians que vira filial Mercedica, só que Srotiking fica (ninguém vai querer rasgar dinheiro nesse momento de reestruturação, ele pode ser um bom segundo piloto para Ocon, ao menos em 2019).
    Daí pra frente não consigo imaginar muito, torço para Leclerc ir pra Ferrari e para que venha gente da F2 mesmo (Norris e Sette)…

  8. Ricardo Bigliazzi disse:

    “Force Canada”, bem original.

    O que é mais legal na Force India é que vivem na pindaiba nos ultimos anos e nos ultimos anos constroem carros muito competitivos.

    Segue o jogo

  9. Marcelo Uchoa disse:

    Não fala que brasileiro tem chance Flávio. O que vai ter de brazuca desesperado com isso……

  10. Charles Camara disse:

    Sugestões para o novo nome da Force India:

    - Force Canadian
    - Strong Sun
    - Forza Ragazzo
    - Bora Meu Filho
    - FCT This Team Is Mine
    - Canadian Forcing The Limit
    - Canadian Dollars Playground F1 Team

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>