PAI, ME DÁ UMA EQUIPE? | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 24 de julho de 2018 - 1:06F-1

PAI, ME DÁ UMA EQUIPE?

6Cqgi2PARIO (qual, filho?) – A notícia está pipocando. O pai de Lance Stroll, o bilionário Lawrence Stroll, deve fechar a compra da Force India, que precisará ser vendida pelo enroladíssimo Vijay Mallya. A péssima fase da Williams acelera o processo. Papis não quer ver o filhinho se arrastando num time que mergulhou no caos. A negociação, segundo o “Auto Bild”, pode significar a saída de Lance já depois das férias para o time cor-de-rosa. Nesse caso, juro que não sei quem sai. O bom Ocon? O bom — e bem patrocinado — Pérez? Como tirar um deles do cockpit no meio da temporada?

Comenta-se também que a Williams, para sobreviver, negocia uma condição de “equipe B” da Mercedes — situação análoga à da Sauber com a Ferrari, ou da Toro Rosso com a Red Bull. Nesse caso, Ocon poderia correr na Williams, já que tem vínculos com os mercêdicos.

Ser uma filial da Mercedes pode representar a sobrevivência da Williams. Como disse hoje meu colega Thiago Alves, “melhor ser uma Mercedes B que uma Williams A”.

Não tem como discordar.

51 comentários

  1. A. Coyote disse:

    Ah… mas quero ver o que vão dizer, porque aposto meu dedo mindinho que Lance Stroll vai se dar bem na Force India.
    Abç.

  2. Lembrei do livro “Pai, Me Compra um Amigo?” :D

  3. CRSJ disse:

    Então o Papai Stroll está montado numa Fortuna além da nossa imaginação, ele só não tentou comprar a Williams porque virou sucata na mão da herdeira Claire Williams.

  4. Alfredinho disse:

    Todos se curvam ao Deus Dinheiro.

  5. Fabio Amparo disse:

    Caro Flávio

    Caso a Williams opte por ser a Mercedes B, estará seguindo o mesmo caminho que mantém a equipe Sauber ativa há tantos anos. O time de Peter Sauber já foi BMW, agora Alfa Romeo, etc e tem conseguido se perpetuar dessa forma. Seria um tempo ‘de folga’ para que eles repensem e modernizem a forma de dirigir a equipe e, quem sabe, voltar a ser grande de novo.

    Abraços

  6. Marques Goron R. da Silva disse:

    Quem me dera poder comprar uma equipe de F1 para meu filho. Com a grana que recebo atualmente, “malemá” dá para comprar uns Hot Wheels…

  7. profeta2020 disse:

    Escrevam, o que estou dizendo:
    Este menino, tem futuro. Será campeão, na equipe do pai. E calará aqueles que dizem que o dinheiro não trás felicidade. É fato que não trás, mas compra e manda buscá-la.
    Eu falei, tá falado.

  8. lagerbeer disse:

    A Forti Corse Parmalat dos Diniz foi quase isso, né ?

  9. Mario Aquino disse:

    Terá que ressuscitar o Massa para acertar o carro.

  10. Luizim Marques disse:

    Williams devia ter fechado com a Honda para ser equipe de fábrica quando houve a possibilidade. É possível, à época, que não tenha passado pela cabeça a possibilidade de fazer um campeonato patético como o que vem fazendo nesse ano.

  11. Antonio Seabra disse:

    Flavio

    Só você mesmo, pra sacar um titulo fantástico desses !!!!
    Isso eh bem o retrato do que a F1 (e outras categorias) se tornaram: categorias dos meninos ricos, ou bem relacionados o suficiente pra conseguir mega patrocínios.

    Não que nos anos 50/60 não houvessem os ricos (Bira, Von Trips, etc) que compravam assentos ou montavam equipes, mas sempre tinha espaço para os realmente bons ! Hoje tornou-se mandatório ter grana ou patrocínio forte: Stroll, Sirotkin, Perez (é bom, mas tem a grana pro tras), etc… e até vários brasileiros que conseguiram patrocínio de estatais, com apoio politico….
    Isso se vê também por aqui, na Stock, no Porsche Cup/Challenge, etc.
    Sinal dos Tempos.

    Antonio

  12. Paulo F. disse:

    Talento não se compra e não tem preço. Stroll é bem limitado.
    O mantra da redução de custos deu nisso. Sem testes , evolução só para quem tem bala para investir em simulação computacional. Não é o caso da Willians.

  13. Glauco Tavares disse:

    Se as coisas forem por este caminho mesmo pode ser a salvação da Willians e a danação total da Force India. A Sauber melhorou muito sob comando Ferrari e o mesmo pode acontecer com a Willians sob comando Mercedes. Já a Force India com papai Stroll ganha uma grana que garante uma sobrevida porém perde em competência com a chegada de baby Stroll e a consequente saída de Ocon ou Perez.

  14. Luis Eduardo disse:

    Isso vai gerar uma dança das cadeiras muito louca, daquelas de dar vertigem.

    Se isso se confirmar, minha aposta é que, antes mesmo do fim do ano Stroll cederia seu lugar na Williams pro George Russell, que é líder da F2 e ligado à Mercedes. O Stroll pegaria o lugar do Ocon, que vai pra Renault. Sainz, que está só emprestado, volta pra Toro Rosso que se aproveita e se livra do Hartley.

    No ano que vem, Sainz iria pra McLaren, e faria dupla com Vandoorne – Alonso sairia de vez pra buscar a Tríplice Coroa. Pra Toro Rosso iria o Lando Norris.

    Já a Ferrari aposentaria de vez o Raikkonen, pegaria o Leclerc e encaixaria o Perez na Sauber. Outra opção pro mexicano é a Haas, num troca-troca com Grosjean, que iria para a Force India (Canada?).

    Perez sai da Force, mas só ano que vem, deve ir ou pra Haas num troca-troca com Grosjean, ou pra Sauber no lugar do Leclerc.

  15. Paulo Leite disse:

    Invés do pai de Lance, melhor seria se o pai de Sergey comprasse a Força India, assim teriamos uma Força Lada nas pistas, ainda esse ano, piloto russo de carro russo. O que seria sensacional para a F1.

  16. Rafael N disse:

    Não acho correto o termo “comprar uma equipe”. Papai Stroll não é bobo; sabe muito bem onde gasta seu rico dinheirinho e ainda por cima não está a fim de adquirir e gerenciar uma equipe. Ele só quer um carro legal pro filho dele correr, coisa que a Williams não deu pra ele este ano.

    Talvez o instrumento mais adequado, ao invés da compra (como noticiou o site alemão), seja o empréstimo conversível (ou mútuo)…essas coisas de start-up…

  17. José Antonio Marinho disse:

    É o que eu pensava sobre o tal Michael Latifi, ao inves de ter comprado açoes da Mclaren por que não comprar toda a Force India? Esse tal Lawrence Stroll até é peitudo, vamos ver se ele consegue manter a equipe nesse patamar tecnico e evoluindo.

  18. Farid Salim Junior disse:

    Tomara que a Williams se resolva com a Mercedes! Seria uma lástima se fechasse as portas (estará sem o patrocínio da Martini para o ano que vem e, sem os dólares do Stroll Sr….), pois é uma das duas remanescentes da época das equipes de garagem – a outra é a MacLaren.
    Com a ida do guri para a Force India (passará a se chamar “Stroll Racing”?), creio que o limado seja realmente o Ocon, que é muito bom, mas tem menos experiência e grana de patrocínio do que o mexicano. Por outro lado, quem tem grana pra comprar uma equipe para o filho brincar de piloto, estará ligando pra patrocínio?…
    Finalmente, preciso dizer que esse negócio de ordem via rádio para os pilotos está acabando com o que resta da categoria. Creio que a extinção do rádio durante a corrida seja uma das soluções para que essa coisa de piloto de autorama acabe. Que usem durante os treinos, apenas. No futebol, os árbitros auxiliares já usam uma placa de leds para anunciar substituições, tempo extra de jogo, etc. Essa mesma placa pode ser adaptada para uso na comunicação com os pilotos, substituindo as arcaicas placas de letrinhas usadas no passado. Haveria mais esporte e, menos interesses extra pista durante as corridas.

  19. Claudio Mourão disse:

    Não duvido que antes do final da temporada tenhamos Stroll na Force ex-India, Ocon na Renault, Sainz de volta à Toro Rosso, Kubica em algumas corridas na Williams e Hartley na fila do seguro desemprego.

  20. Plinio disse:

    Ser uma Mercedes B e contar com Ocon seria duplamente bom. Pode melhorar como equipe e ter um piloto mais preparado. Nessa fórmula 1 dividida em duas ser equipe B tá de bom tamanho. Desse segundo pelotão, me parece que só a Renault, se tiver paciência, pode almejar maiores avanços. Nem na Maclaren acredito mais. Mas, quero muito estar errado.

  21. SandroKaram disse:

    A carreira do Nelsinho nas categorias de base foram deitas todas em equipe do pai dele. Era criada e depois saia. A piquet sports. Até a GP2

    • Fernando disse:

      Era exatamente o que eu estava pensando. Papai Piquet comprou uma equipe para o filhinho Nelsinho mimadinho… isso eu nunca li por aqui. Que ranço. O povo vive atrás de dinheiro e depois ironiza quem consegue, fazer o que… Pode ser bom para a equipe e para a F1.

    • Paulo F. disse:

      Renault F1 , campeão na FE.
      Mas tinha a dupla Alonso & Briattore no seu caminho. Que karma!
      Mas o CV dele é melhor que o do Stroll.

  22. Qtávio Neto disse:

    E a Rita Lee se contentava com um “Papai me empresta um Carro”.

    Um abraço!

  23. Edgard disse:

    Logo a equipe que até ano passado era quase protagonista da “série B”…

  24. Sergio Melo disse:

    Ocon na William seria muito bom, sabendo que ele tem vinculo com a equipe alemã, Embora tenha muitas conversas que ele pode ir para Renault e Sans iria para McLaren.
    Se a William fechar a parceria e tornar-se equipe B da Mercedes, poderíamos passar a ter uma Formula 1 grupo A e uma Formula 1 grupo B. Sempre buscando ser a melhor do resto, abrindo espaço para um campeonato a parte.
    A diferença de desempenho da Ferrari, Mercedes e Red Bull para o resto é absurda, para uma equipe do pelotão intermediário ganhar, só “se” as três principais quebrarem ou sofrerem acidentes durante a prova.
    Vamos aguardar as mudanças prometidas para 2021 e ver como vai funcionar…

    Abç Flavio

  25. Bruno Wenson disse:

    E assim as grandes equipes vão obtendo suas “equipes de testes”.
    De quem será a McLaren, futuramente?? Se for da Renault, então que Alonso vá logo pra lá. E, andando bem, mostre de vez que era a equipe que mais nada conseguia fazer de bom.

  26. clodoaldo disse:

    será que depois das férias teremos a force canadian ❓❓❓

  27. Danir disse:

    Em qualquer das duas hipóteses a Wilians acabou. A única coisa positiva caso a Mercedes assuma, é que muito provavelmente a Clair Willians será espirrada ou exercerá as funções de Rainha da Inglaterra; o que será muito bom para a Willians. Final melancòlico para uma equipe com o passado que tem.

  28. Brabham-5 disse:

    Só voltando ao pouquinho ás criticas ao erro/azar de Vettel no Domingo e dando um recado para os haters com fobia de pilotos alemães de F1….

    Já vi Senna perdendo corrida ganha, com quase um minuto de vantagem para o segundo colocado. Pelo menos duas vezes. Uma em Mônaco, outra na Austrália (em 90, se não me engano. Vitória de Piquet com uma Benetton (verde) que largou em sexto e veio fazendo fila em McLaren, Ferrari, Williams (Berger, Prost, Mansell…e vinha encurtando a distância para Senna, até o Senna passar reto numa curva e quebrar o carro). Por ERROS dele, o endeusado Ayrton Senna. Mas isso, os fãs de Senna e Anti-Vettel não querem lembrar.

    (Ah! E mais uma coisa: esses erros de Senna foram COM PISTA SECA)

    Erro idiota ao quadrado de Senna.:
    https://www.youtube.com/watch?v=d4wc5ME0P-k

    ENGOLE ESSA SEGAFREDO.

    • Amaral disse:

      Olha, eu jurava que a postagem era sobre o Stroll. Mas era sobre o Senna. Caramba. Preciso voltar a usar óculos…

    • Fernando disse:

      Eu não entendi direito de que forma, ou porque as viúvas seriam haters do Vettel. Em todo caso vale comentar. Todos os pilotos cometem mesmo estes erros bôbos, Senna errou do começo o fim de sua carreira, Vettel erra muito, Hamilton erra muito, acho normal, andam no limite. O que eu vejo muito por aqui são haters do Hamilton e não do Vettel, e a novidade agora é encontrar um hater do Senna! Hater de defunto! Nunca tinha visto…

      • Luiz disse:

        Prost errou e era chamado de professor. Schummy errou tamb[em e tem 7 campeonatos na conta. Fangio errou e tem 5…concordo com o Fernando…vai encher o saco de outro…

  29. Brabham-5 disse:

    Pode comprar até a Ferrari.
    Sempre vão existir pelo menos uns 5 pilotos melhores que o mimadinho Stroll. (E estou sendo generoso, poderia dizer uns 15, 20 pilotos melhores no grid…)
    Stroll Campeão de F1? Nunca será!

  30. Luiz disse:

    Seria o melhor dos mundos para as duas equipes porque, além de tudo, a Martini pula fora e a Willians vai ficar orfã de patrocínio.

  31. Zé Maria disse:

    Quem sai?
    Fácil, o mexicano.
    Ocon é melhor e está na ascendente da carreira, ao contrário do parceiro.
    Papa Stroll tem muita bala na agulha, não é o fato de Perez ser apadrinhado do Carlos Slim e ter $$$ que irá fazer o fiel da balança pender para o lado dele.
    Simples assim.
    PS: aguardando em 5, 4, 3, 2, 1, o próximo coice do MCLAREN-12…segura, peão!

  32. Alisson disse:

    Acho q Sainz volta para a STR (Hartley sai) e Ocon vai para a Renault.

  33. Amaral disse:

    Vem aí a Force One Maple Leaf $$$troll Racing by Canada Team. Vai provar o que todo mundo já sabe: Que Lance é um pilotinho bem mais ou menos. Tipo, um Ericsson melhorado.

  34. Otávio disse:

    Gente, sério. Melhor fechar logo essa F1… não demora e só teremos duas equipes ‘disputando’ algo no campeonato: Mercedes e Ferrari. As demais equipes, clientes, não irão disputar pódios, vitórias, tampouco campeonatos.

  35. D disse:

    Eu olharia o boletim antes de dar alguma coisa pro meu filho. E o do Lance, ta bem abaixo da média.
    Se não der certo, o Lance tem pode pedir a Liberty Media de aniversário e o Jean Todt de natal.

  36. Marcelo mpgArte disse:

    Lawrence Stroll, pai de Lance é pobre, ocupa apenas o 887ª posição na lista da Forbes.

  37. Rafael disse:

    Fico imaginando, nessa segunda parte do campeonato, o Ocon saindo do meio do pelotão com a Force India e indo se arrastar no final do pelotão com a Williams, é muita zica!

  38. murilo medeiros disse:

    Fim melancólico de uma bela história. Segue dados da Williams:

    Início em 1975, 713 grandes prêmios, 114 vitórias, 128 poles, 133 melhores voltas, 312 pódios, 33 dobradinhas, 9 títulos de construtores, 6 vices, 6 terceiros. Últimos suspiros foram as temporadas 2014 e 2015.

  39. Valter disse:

    Vejamos o lado bom da condição financeira do pai do Lance: a sobrevivência da equipe. Se eu tivesse muita grana e meus filhos quisessem ser pilotos da F1 eu compraria a Mercedes AMG e a Ferrari.

  40. clodoaldo lelli disse:

    certamente melhor mercedes B que williams bosque
    ja o ocon coitado se lascou junto com o riccardo bons pilotos na hora errada com mercedes, ferrari e red bull com seus postos de 1 primeiro piloto ocupado e ainda com direito a escolher o segundo os dois perderam a chanse de algo mais na carreira

  41. Tiago Nobre disse:

    Flávio, houve alguma, ou vocès receberam alguma atualização sobre o estado de saúde do Marchionne?

  42. Paulo Pinto disse:

    Como tirar um deles? Tirando! Simples assim, como você mesmo diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>