MENU

quinta-feira, 30 de agosto de 2018 - 23:57F-1

SOBRE DOMINGO DE MANHÃ

POÇOS DE CALDAS (não, não paro) – Gente, amanhã já tem treino em Monza, então vamos rapidinho ao rescaldo do GP da Bélgica. Que inclui notícias pré-GP da Itália… Como essa de que Ocon visitou a McLaren nas férias e não coube no carro de Alonso e Vandoorne. Pelo jeito, o piloto belga dança, mesmo. E Esteban sabe, obviamente, que vai rodar na Force India — ainda não decidi como chamar essa equipe, sério.

Mas tem mais: Pérez, apesar da importância que teve nas negociações da venda do time rosa, também entrou na mira da McLaren. Poderia voltar a Woking para vestir de novo a camisa que defendeu sem muito sucesso em 2013 — depois de uma grande temporada de três pódios pela Sauber em 2012.

E mais ainda: sem muitas opções, a Toro Rosso pode chamar Kvyat  de volta em 2019, já que perdeu Gasly para a Red Bull e não sabe bem o que fazer com Brendon Hartley. Vai ter de conversar com a Ferrari, que contratou o russo como piloto reserva. Antonio Giovinazzi, meio sem espaço, pode entrar no negócio. Ele também é da Ferrari, que pode condicionar a cessão de Kvyat a uma oportunidade para seu jovem italiano.

sobrebel182

Pérez, Vettel, Hamilton e Ocon: os quatro lado a lado na freada para a chicane Les Combes

E agora vamos ao pós-Spa propriamente dito. Começo com a imagem da corrida, que não será a óbvia do acidente, já usada no relato de ontem. Fico com essa aí em cima, quatro pilotos lado a lado chegando para frear na Les Combes na primeira volta.

Achei realmente bonito ver os meninos da Force India largando na segunda fila, depois de dias tão tumultuados. No fim das contas, Vettel levou a ponta nessa disputa quádrupla — Hamilton não quis fazer nenhuma bobagem, e a dupla rosa também se colocou em seu lugar.

E foi essa a manobra que decidiu a prova. Com ela, Vettel disparou na frente e ganhou. Por isso, é dele…

O NÚMERO BELGA

sobrebel181…vitórias alcançou Vettel na F-1, isolando-se na terceira posição entre os maiores vencedores da história. Estava empatado com um igual, Alain Prost, tetracampeão como ele. Acima de Sebastian, agora, apenas Michael Schumacher (91 vitórias) e Lewis Hamilton (67). Dos seis primeiros nesse ranking, três seguem em atividade. O outro é Fernando Alonso, sexto colocado com 32 vitórias.

Talvez eu pudesse ter escolhido os 18 pontos marcados por Pérez e Ocon para a nova Racing Point Force India, afinal foi uma “estreia” supimpa, mas dane-se. Porque vejam como essa situação é confusa e irracional. A classificação do Mundial de Construtores tem, agora, 11 equipes, embora só existam dez. Sahara Force India F1 Team é uma. Racing Point Force India F1 Team, outra. Embora sejam a mesma. A primeira participou das 12 primeiras etapas do campeonato, mas como foi vendida, perdeu todos os pontos. A segunda “estreou” agora e já tem 18. Está em nono, na frente da Williams e da… Force India! Que estava em sexto com 59 pontos até “morrer”, e poderia ter subido para quinto com 77 depois de Spa, mirando o quarto lugar da Renault.

Ah, tenham dó. A tabela oficial de classificação passou a ser a seguinte a partir do GP da Bélgica:

sobrebel183

Doido, né?

Bem, pelo menos os pilotos mantêm sua pontuação, independentemente da situação da equipe.

sobrebel184A corrida foi ruinzinha mesmo, mas nada escapa ao nosso cartunista oficial Maurício Falleiros. A charge desta semana é uma das mais engraçadas que ele já fez nestes quase dois anos de colaboração com este blog. O trabalho do Falleiros é sensacional, não só aqui. Seu sarcasmo na ponta da caneta é simplesmente genial. Fico muito feliz de tê-lo ilustrando estas linhas cada vez mais atrasadas.

Mas prometo que assim que terminarem minhas férias as coisas vão se normalizar. Também, não tenho culpa que marcaram oito corridas no período entre a minha viagem para a Rússia para a cobertura da Copa e o encerramento do sagrado descanso de 30 dias a que tenho direito. Que se encerra domingo, a quem interessar possa.

Seja como for, para ver essa corrida mequetrefe nada menos que 90 mil pessoas estiveram em Spa domingo. Segundo os organizadores, foram 260 mil almas nos quatro dias de evento — conta-se sempre a partir da quinta-feira.

Mas teve um que, para variar, falou algo bom o bastante para virar…

A FRASE DE SPA-FRANCORCHAMPS

sobrebel185

Alonso: zangado com Nico

“Acho que ele quis jogar boliche com a gente.”

Fernando Alonso, em referência óbvia a Nico Hülkenberg, e incluindo Charles Leclerc entre os pinos. O alemão da Renault já sabe que perderá dez posições no grid de Monza como punição pela barbeiragem.

 

 

E vamos encerrar na miúda com o “Gostamos & Não gostamos” do GP da Bélgica em versão light.

GOSTAMOS – do halo, que protegeu Leclerc. Alguns pilotos, como Verstappen, disseram que não foi bem assim. Mas não era o pescoço dele que estava a prêmio. Ah, vou adotar “halo” com minúscula, como o Grande Prêmio. Acho que já falei disso no passado. A palavra existe em português. Não tem por que escrever como se fosse substantivo próprio, em maiúscula. Não sei por que escrevi Halo ontem.

NÃO GOSTAMOS – de Hülkenberg, claro. O que ele fez não é bem da sua natureza. Mas essas escorregadas podem causar danos gravíssimos aos seus colegas.

22 comentários

  1. CRSJ disse:

    Vettel com 52 Vitórias e Tetracampeão do Mundo com 31 anos de idade, isso é para poucos. Agora no momento só fica faltando o Penta pela Ferrari pra ele ficar absolutamente completo.

  2. Paulo Pinto disse:

    E Fernando Alonso se despede de Spa sem nunca ter vencido, feito pole ou volta mais rápida no circuito mais desafiador da Fórmula-1.

    É este o “piloto mais completo do grid”?

  3. Bola da Vez disse:

    Aqui vai o meu Bola Cheia e Bola Murcha do GP Belga.

    Bola Cheia: a ultrapassagem de Vettel logo nas primeiras curvas em cima de Hamilton. O inglês em momento algum incomodou seu principal adversário.

    Bola Murcha: a Force India perder todos os pontos conquistados durante a temporada só porque mudou de nome. Regulamento caduco num esporte de vanguarda.

  4. Eliseu Caraça disse:

    Sugiro chamar de Force India msm até o fim da temporada. abç.

  5. Ricardo disse:

    Seus escritos fazem falta, que bom que voltou!

  6. David Santiago disse:

    Flávio, por mim e acho que pela maioria aqui, pode continuar chamando de Force India, até porque faz parte do nome atual, kkkkkk.

  7. Ricardo Talarico disse:

    Se na freada da Les Combes algum dos outros 3 forçasse a barra e o Vettel ficasse fora, tivesse um pneu furado, rodasse, ou qualquer coisa que não sair em primeiro lugar daquela curva, certamente iriam crucificá-lo de novo por “jogar fora mais um bom resultado”.
    Ele mais uma vez foi decidido. Eu gostei.
    Abraços.

  8. Ah, mas você está de férias?

    Achei que tinha saído da Fox.

  9. Ricardo Bigliazzi disse:

    Pelo acidente de hoje em Monza dá para ver que o halo da Sauber está prá lá de testado, em principio aprovado.

    Spa e Monza são as pistas mais deliciosas de se ver uma corrida, velocidade pura, disso é que vive o automobilismo. Não precisa nem haver disputa

  10. Eder Félix disse:

    É nóis em Pozdicarda!
    Karmann Ghia Weekend!

  11. Zé Maria disse:

    Flavio, bom dia!
    Pessoal ficou preocupado com a sua ausência, impressionante o número de seguidores que passa por aqui todo dia em busca de mais um post, não importa qual assunto, apenas por conta da qualidade da sua escrita.
    Daí que, depois do TC do sábado em Spa, nada de updates.
    E a turma começou a ficar preocupada, até por conta de comentários anteriores seus, notificando a queda vertiginosa de visualizações, algo que poderia inclusive levá-lo à pensar em providenciar o fim do “Flavio Gomes”, ao menos nesse formato.
    Menos mal ao percebermos que todos merecem ao mínimo um certo tempo “off-line”, livre de obrigações e compromissos, foi esse também o seu caso, espero que tenha aproveitado bem esse hiato que você pode se dar de presente.
    Permita-me finalizar com um assunto off-post, mas até de certa forma preocupante, principalmente porque você, além de muitas outras coisas, é professor de Jornalismo.
    Impressionante como decaiu a qualidade dos textos do Grande Prêmio, e isso não é de agora, principalmente quando redigidos por determinados autores, inclusive com muitos erros crassos por conta de uma simples falta de revisão, vide hoje o penúltimo parágrafo da matéria sobre o teste do Alonso semana que vem na Indy.
    Veja bem, não sou e nem pretendo ser o “Professor Pasquale”, longe disso!
    Mas é que às vezes chega a “doer no ouvido” a simples leitura da matéria.
    Espero que você leve esse comentário para o lado construtivo, ok!
    Não é minha intenção depreciar um produto da qualidade comprovada do GP, apenas que esses pequenos deslizes não refletem o gabarito e a qualidade do time.
    Abraço.
    Zé Maria
    PS: pode deletar, caso julgue conveniente.

  12. Paulo Pinto disse:

    Vettel conquistou mais um número belga: 107 pódios, passando o mesmo Prost e ocupando o terceiro lugar na marca.

  13. Brabham-5 disse:

    Ainda estou esperando algum comentário sobre a declaração de Hamilton sobre um “truque” (palavra de Hamilton) nos carros da Ferrari, para fazê-los melhorarem tanto. E esse termo “truque” de Hamilton veio com a malicia de quem está insinuando TRAPAÇA da Ferrari.
    Por que o discípulo do falecido é assim, ele segue a cartilha do seu mestre/ídolo: “Se alguém está vencendo, “certamente” é trapaça e tudo faz parte de um grande complô para me deterem”.
    Sim porque “só ele tem capacidade, é honesto e competente”. A modéstia em pessoa, não é? #sqn
    Lewis Hamilton é mais um ídolo nutella mimadinho que NÃO SABE PERDER.
    (Agora também “designer de moda” lançando roupas “sem distinção de gênero”.) #significa

    https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/fia-e-rbr-ironizam-reclamacoes-de-hamilton-sobre-supremacia-da-ferrari.ghtml

  14. Paulo F. disse:

    F1 não tem freio regenerativo? E se a bagaça falhar?
    Foi Nico ou foi o carro?

  15. KARLO disse:

    Racing Point parece nome de pista de kart de estacionamento de supermercado.

  16. Plinio disse:

    Perez seria uma boa pra Mclaren. É bom piloto, tem uma boa experiência e leva uns bons caraminguás de patrocínio. Junta o útil ao agradável.
    Já little Verstappen…fala sério!!! O que tem de bom piloto tem de idiotice ao abrir a boca. Será que melhora com a idade? Tomara.

  17. Maxwell Barbosa Medeiros disse:

    Nars e Vergne disponíveis e a Red Bull fazendo besteira…

  18. Henrique disse:

    Que tal chamar halo de auréola?
    A conotação do dispositivo com anjo da guarda é evidente, refletida na escolha do nome em inglês

  19. Bascuia disse:

    Interessante é ver o ex-piloto em atividade, Fernando Alonso, dizendo que o Hulkenberg não tem nível para estar na F1. Logo ele, Alonso, que há 2 anos disse que, se fosse chefe de equipe, contrataria Sainz e Hulkenberg: https://youtu.be/jDkJNK9fdtY. Assista lá pelos 4 minutos. Esse espanhol é uma PIADA! Beleza, o Hulkenberg foi muito mal, não é nenhum gênio da F1, mas é campeão das 24h de Le Mans, numa época em que o WEC não era corrida de um carro só. Don Fernando, suck my balls, mate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>