NO PAÍS DOS SOVIETES (2) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sábado, 29 de setembro de 2018 - 13:32F-1

NO PAÍS DOS SOVIETES (2)

RIO (ficando feio) – Não dá para falar dessa classificação para o GP da Rússia sem esculhambar um regulamento que ninguém mais aguenta na F-1. Falo das punições, da história dos pneus, das regras que ninguém que está do lado de fora entende direito.

O Q2 de Sóchi hoje foi a demonstração mais bem acabada de que esse modelo se esgotou. Eram 15 carros para disputar 10 vagas no Q3. Cinco não foram à pista. Os dois da Red Bul, porque estavam previamente punidos por trocas nos motores. Gasly, idem. Os dois da Renault, porque acharam que não seriam páreo para Force India, Sauber e Haas, e optaram por largar de 11º para trás para poderem escolher os pneus que vão usar no início da prova.

É abrir mão da competição. E numa competição, quem abdica dela é porque não está competindo, e tudo deixa de fazer sentido.

Como não faz sentido essa diferença brutal entre Mercedes e o resto. O campeonato acabou, como disse depois da última corrida, e vai se arrastar melancolicamente até a última das exageradas 21 etapas com corridas possivelmente ruins — espero estar errado, mas nada indica que serão boas. É hora de repensar muita coisa. Fiz uma “live” agora (é assim que chama?) no YouTube falando sobre o tema. As regras têm de ser mais claras, os motores precisam ser mais baratos e simples, o limite de unidades tem de ser ampliado para evitar essas punições que distorcem as corridas, o abismo financeiro tem de ser reduzido, a importância dos pneus precisa ser revista, a F-1 precisa entender que seu vínculo com a indústria automobilística e com a realidade do automóvel no mundo acabou, ela precisa ser um esporte, e apenas um esporte, e parar com essa história de que é laboratório disso ou daquilo, que representa a vanguarda tecnológica dos automóveis ou qualquer bobagem desse tipo que fazia sentido 20 anos atrás. Se quiser ser vanguarda tecnológica do mundo automotivo, a F-1 terá de excluir os pilotos e conceber carros elétricos e autônomos que possam ser chamados por aplicativos do celular. É nisso que a indústria investe atualmente, e é esse o futuro do automóvel. Que não tem de ser o futuro das corridas. Simples.

Bottas fez a pole, parabéns para ele. Hamilton errou na sua última volta, ficou em segundo. O finlandês parece gostar dessa pista e se dá bem nela. Foi onde ganhou sua primeira corrida, no ano passado. Hoje fez a sexta pole da carreira, segunda do ano. Pode ser até que vença a prova, porque a Mercedes não vai se desgastar por bobagem com ordens de equipe. Se Lewis chegar em segundo, não muda muita coisa na classificação, aumenta a vantagem um pouco menos do que poderia em relação a Vettel. E ele pode ganhar, também, pelo simples fato de que é melhor que o companheiro de equipe.

A tendência é de uma corrida ruim, mas às vezes acontecem alguns imprevistos e o prognóstico derrete, esperança de todos. Mas nem a pista sugere que isso vá acontecer. Sóchi é um circuito bem sem graça, sem carisma, sem desafios, sem nada. Nem as fotos lá ficam bonitas.

bottaspolerus

45 comentários

  1. Vai Vettel! disse:

    Estou começando a dar razão ao Alonso. Existe vida fora da F-1 e ela é muito atrativa.

    • Giovanni disse:

      A última corrida da Indy foi extremamente atrativa e a disputa em si também.

      O que falta lá é um piloto com reputação mundial. Além disso, se houvesse um pouco menos de anarquia nas cores dos carros (porque do jeito que é hoje, mais parece com um carnaval em que você não consegue identificar ninguém) e também reduzir a entrada de safety car, a categoria iria crescer bastante. As pistas mistas dos EUA são todas “raíz” e os carros conseguem andar próximos uns dos outros permitindo ultrapassagens.

      Vale a pena assistir.

  2. Segafredo disse:

    kkkkkkkkkk………..rindo muito dessa choradeira das Schukruzetes!!!

  3. Bola da Vez disse:

    “- E aí, a corrida vai terminar desse jeito?”

    - Foi uma corrida suada, de um dia difícil, onde penamos para fazer a primeira fila no dia de ontem, volta mais rápida e com a vitória ameaçada pelo alemão… e você vem com essa pergunta?

  4. Fabio Burian disse:

    Flavio

    Pois a Mercedes se desgastou. É comum mas eu acho uma violação esse negócio de deixar passar. Desvirtua o sentido do que e uma corrida de carros.

    Enfim. Achei que Toto Wolf e a Mercedes foram ridículos. Assim como a Ferrar ja fez isso 800 vezes.

    Isso depõe contra o esporte na minha modesta opinião

  5. Cesar Luis disse:

    P@ta coincidência eu lendo a frase “a Mercedes não vai se desgastar por bobagem com ordens de equipe” e a Mercedes dando uma botinada a favor do comandante.

    • Fernando disse:

      Eu também detesto isso – quando é desnecessário como hoje – mas sempre existiu, e se a gente criticar e discordar estaremos desvalorizando metade dos títulos de Schumacher e de muitos outros ótimos pilotos campeões. Tudo que não é ilegal deve ser usado para se vencer, é um campeonato de equipes também, equipes agem assim, mas eu não gosto, enfim, é como é. É o mesmo papinho de desvalorizar pilotos porque tem o melhor carro, novamente Schumacher não valeria nada… Não dá prá pensar assim né? É corrida não amarelinha.

      • Paulo Pinto disse:

        Está falando besteira, Fernando. A vitória na Áustria, que foi devolvida nos EUA, não influiu no resultado do título de Schummy em 2002.
        Informe-se melhor antes de pagar mico aqui no blog.

      • Segafredo disse:

        “influiu”……..???? por favor Pinto, influenciou ok?

      • Paulo Pinto disse:

        Você está certo, Sennafredo e aproveitando a tua deixa, dou mais um exemplo:

        A vitória roubada por Alonso na Alemanha/2010 não influenciou no resultado que deu o título a Vettel no mesmo ano.

        Gostou?

      • Fernando disse:

        Paulo você conhece a carreira do Schumacher muito bem, sabe de todas as vigarices que ele, Briatore e depois a Ferrari fizeram. Eu citei Schumacher porque ele é o maior. Todo tipo de coisa errada ele e suas equipes fizeram, nem por isso suas conquistas perderam valor, porque todos fazem – quando podem -, eu não falei da Austria nem de nada específico, então releia meu comentário e aceite uma opinião diferente da sua.

        Eu falei de ontem, eu também não gostei, foi desnecessário como outras 4000 vezes já aconteceu na F1 inclusive e principalmente com Schumacher, com Vettel, com Alonso, e não preciso continuar a lista porque você sabe de tudo isso. Hamilton não será penta por causa de ontem.

      • Paulo Pinto disse:

        Eu aceito qualquer opinião contrária, desde que não seja tendenciosa.

        Concordo. Lewis será penta sem depender do resultado da Rússia, da mesma forma que Schumacher foi penta sem precisar do resultado da Áustria.

  6. Alexei disse:

    Ferrari…
    Parecendo aquela bagunça dos anos 80 e início dos 90, perdida. Aparentemente, a entrada de John (Agnelli) Elkann como presidente fez a scuderia voltar a esse período. A equipe voltou a ter cara de família italiana zoneada, a troca de Raikkonen por Leclerc foi feita da pior forma possível e no pior momento (Monza) e os carros desandaram.

  7. Fernando disse:

    Quase irretocável, Achaste o caminho correto, Automobilismo é esporte, o automóvel esta se tornando outra coisa, a dissociação é inevitável, senão o esporte acaba. Só não concordo com essa bobagem do “abismo” entre a Mercedes e as outras.

    Primeiro porque não é um abismo, segundo porque a F1 sempre foi assim, não é porque o queridinho e a equipe queridinha não estão nos seus melhores dias que algo deve mudar. Hamilton e a Mercedes estão fazendo o máximo que podem, e estão conseguindo. Vettel e a Ferrari também, e não estão.

    Isto é esporte, sim, um esporte deve mudar, evoluir, ter regras claras e racionais, mas jamais porque alguém se destaca e é melhor que o outro. Antes do Hamilton falava-se muito menos desta realidade mais do que cinquentenária. Há carros melhores. Há pilotos melhores. As vezes os dois são muito melhores, e as vezes estão juntos, acontece.

  8. Ricardo Bigliazzi disse:

    Concordo, esse negocio de punição de motores é um preciosismo barato.

    Quanto a prova, se a “super reta” não proporcionar varias ultrapassagens a F-1 acabou

  9. Lagerbeer disse:

    Flavio … por favor …escreve sobre a volta do Kvyat

  10. Comentarista Crítico disse:

    Também não gosto do traçado de Sochi. Acho que a corrida Russa podia ser feita em Moscow Raceway(Porém, sem a chicane entre as curvas 7 e 9).

  11. Comentarista Crítico disse:

    Não duvido nadinha do capacho não fazer nenhum esforço pelo primeiro lugar e entregar pro Hamilton pra ficar bloqueando o Vettel.

  12. Celio ferreira disse:

    No início do ano fiz um comentário em algum post , antes do campeonato
    começar , de que apenas 3 motores ,iria decidir o campeonato , está acontecendo
    apenas co a Red bull por enquanto…
    Da lhe Bottas vc é a esperança do campeonato ter um calorzinho neste final…

  13. Marcos POF Moraes disse:

    Outra situação exdrúxula causada pelo regulamento: Alonso previamente punido a largar no fim do grid, faz o 17’ tempo na classificação, e larga em… 16’! Parece piada…

  14. Alessandro Neri disse:

    A F1 morreu. E já faz algum tempo. O óbito não foi hoje. Só não vê quem não quer, ou depende dela como sustento ou é muito jovem ainda. Morreu.

  15. Pablo disse:

    Essa do circuito de Sochi ser sem graça, me lembrou Alonso, que já tá tocando o f#%@-se pra F1, quando perguntaram pra ele o que fazer pra melhorar essa pista, foi lá e desenhou um circuito oval em cima dela.

  16. Gustavo disse:

    Concordo com tudo que foi dito, e digo mais: Tem que ter a volta do reabastecimento.

  17. Infelizmente,a fórmula 1 ou fórmula Mercedes, acabou para mim perdeu a graça, falta de interesse, e principalmente, falta de competividade das equipes,
    Só tem uma equipe que vence, e o resto torce para Mercedes ter alguma problema , para ficar com o resto.
    Durante 30 anos , vi Emerson,Senna, Piquet,Lauda,Prost,Mandel, hoje estes bandos de motorista de fórmula um não consegue mais me fazer torcer por está triste categoria que para mim já era, equipe de fórmula um se vão, Tyrrell,Jordan,Lotus,osella,ATS,minardi.
    Bom agora sou eu ex fã de fórmula um.
    Abraço e até nunca mais a está triste e chatas corridas dos dias atuais.

  18. RENATO disse:

    É querem mandar o Bottas embora?? Pra por quem??

  19. Alfredinho disse:

    A Red Bull está assumindo de vez a condição de terceira força na temporada. No momento em que a equipe mais precisa de uma reviravolta, cai para o fundo do grid. E o fim de festa vai se desenhando com cores cinzentas a cada corrida para os rubrotaurinos.
    Vettel está fazendo falta.

  20. Robertom disse:

    A F1 nunca foi o laboratório da indústria automobilística, desde os anos 50, quando o freio a disco (Jaguar) e a Injeção de combustível (Mercedes) foram lançadas nas corridas de Endurance e os F1 usavam carburadores e freios a tambor.
    Para falar da de tecnologia mais recente a propulsão híbrida e a recuperação de energia também apareceram nas provas de Endurance. A única coisa que me lembro ter nascido na F1 é o cambio automatizado (Ferrari 1989). O regulamento atual é uma piada de mau gosto, não vai desenvolver praticamente nada, se quiser fazer um motor de 4 cilindros não pode, tem que ser V6, usar 2 turbos?, não pode só um, usar recuperação de energia com capacitores ou inercial? não pode!
    É um delírio de poder do Jean Todt e seus comparsas…

  21. Paulo Pinto disse:

    Bottas na pole significa Ferraris na segunda fila, o que não é bom para as mesmas, salvo algum incidente na largada.

  22. Rogerio Kawabe disse:

    Não concordo muito com essa idéia de que a F-1 é laboratório de desenvolvimento, nem mesmo há 20 anos atrás. O objetivo de qualquer piloto ou equipe, em qualquer categoria, amador ou profissional sempre foi ser o mais rápido no grid. As tecnologias desenvolvidas foram uma consequência de se tentar andar mais rápido, não a causa.

Deixe uma resposta para Zanetti Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>