ONE QUESTION | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 14 de setembro de 2018 - 17:40One question

ONE QUESTION

O Touring existe ainda? Não sei por quê, mas esses guinchos (amarelos) e o emblema do Touring nos carros e em alguns restaurantes e hotéis nas estradas exerciam em mim um enorme fascínio quando era garoto. Não tinha uma rede de hotéis do Touring, e postos de gasolina, e um monte de outras coisas? Refresquem minha memória. E ignorem o machismo do anúncio. O mundo era meio ridículo no passado, em algumas coisas. Quem mandou a foto foi o Clébio Jr.

lT39_wcZ

26 comentários

  1. J.C. Kostumando disse:

    Caramba, é só ler o anuncio. Oferece um guincho para ajudar quando o carro enguiçasse, coisa comum na época. Não está insinuando que mulher dirige mal.
    “um carro que a proteja”.

  2. flavio disse:

    parabens pela sua vasta e grande experiencia em f1

  3. Ricardo disse:

    O Touring do Brasil foi comprado pela maçonaria, mas infelizmente a gestão illuminati ainda não conseguiu devolvê-lo aos dias de glória. Temos que torcer pro Cabo Daciolo não ganhar a eleição.

    • Denis disse:

      Ricardo!
      Vivemos novos tempos. Antes da internet e das redes sociais, uma pessoa que quisesse exprimir suas ideias e opiniões a um grande numero de pessoas, mesmo que essas ideias e opiniões fossem pura idiotice , fruto de mente doente, elas só tinham duas alternativas, ser um jornalistas de carreira de um grande jornal , ou escrever um livro para ser editado e disponibilizado ao publico.
      Agora não ! Ficou fácil e de graça para pessoas ignorantes como você, falarem pelo cu !

  4. Flavio,

    Até hoje procuro fotos de época do posto Touring Club do Brasil na Av. Jansen de Melo em Niterói. eu e meu pai levávamos o carro freqentemente para fazer a “limpeza de carburador com regulagem eletrônica” que era oferecido. Fomos de Caravan, Corcel, Karmann Ghia TC, Passat TS, donde vem minha paixão sobre carros.

    Esse posto se chamava “Edmundo Miranda Jordão” e faz parte da minha infância.

  5. Luiz disse:

    Buscando no internet achei dois sites do Touring Club. Um deles um tanto o quando amador, cheio de erros de grafia:

    http://touring.com.br/index.asp

    Outro mais profissional, cheio de htmlse tals:

    https://touringclubdobrasil.com.br/index.html

    inclusive disponibiliza um telefone para contato:

    0800 591 4048

  6. Antonio Seabra disse:

    O Touring era uma opção meio elitizada. Mas era muito legal ver os reboques estacionados, as vezes 2 ou 3 juntos, em um “posto de serviço” ali em Botafogo, no Rio.
    Eu tenho um amigo que, na época, fazendo uma prova de subida de montanha em Petropolis, colocou um “patrocínio” (não tinha patrocínio nenhum, foi só um “agradecimento”) do Touring na lateral do carro. Que, a titulo de curiosidade, era um Esplanada absolutamente standard !!!! E não fez feio não !!!!

    Só de curiosidade, Flavio, vou te mandar uma foto do carro, na prova

    Antonio

  7. Bruno Abila disse:

    Caramba, difícil ignorar a frase.

  8. marcos disse:

    Bela 350. Meu sonho de consumo quando via estes brinquedos na rua.

  9. Al Unser Jr. disse:

    No Paraguai ainda existe e são amarelos. http://www.tacpy.com.py/

    Sobre a propaganda… o mundo anda chato paracaraio, tudo é politicamente correto.

  10. Alex Bertuol disse:

    Quando era criança (década de 80) dormi uma noite em um camping da Touring em Vilha Velha, no Paraná.
    O negócio era de outro nível comparado aos campings da época: banheiros melhor aparelhados, piscinas, pracinhas para crianças, quadras esportivas, tudo muito bem limpo, organizado e conservado.

  11. Cláudio Cruz disse:

    Era uma potência. Postos de combustível, guinchos, autocenteres em grande parte do país. Mal administrado, não evoluiu. Sucumbiu à concorrência. Se ainda restou algo, deve ser um moribundo. Uma pena.

  12. Janir disse:

    Tinha hotel pelo Brasil nos anos 70 eu acho.

  13. Marcelo disse:

    Não tenho certeza que não existe mais. Dois ou 3 anos atrás vi um guincho deles na Zona Norte, perto do Estadão.

  14. EDSON LUIS disse:

    Em Cambuquira/MG havia um Motel Club do Brasil que tinha a chancela do Touring Club do Brasil

  15. Jonatas disse:

    Espôsa… me divirto com esses acentos circunflexos inúteis de outrora. :)

  16. Sandro disse:

    O mundo não era meio ridículo no passado, ele era mais divertido e mais ingênuo, talvez melhor do que o rancor que temos hoje em dia.

  17. Paulo disse:

    Flavio, eu acho que eles faliram ainda na década de 90. Eu fiz um plano deles na época, mas desisti logo em seguida. Tinha direito a devolução de parte do dinheiro e tive que brigar para conseguir. Um dos cheques que recebi, inclusive, não tinha fundos. Tempos depois, me ligaram literalmente pedindo dinheiro e dizendo que precisavam de ajuda. Queriam que eu comprasse um plano e pagasse um período adiantado, Nunca esqueci o vendedor me dizendo com todas as letras que eles precisavam de ajuda.

  18. Danir disse:

    Não tinha nada de machismo. Era só uma questão de usar o cavalheirismo em favor de uma campanha comercial. No mundo de hoje, com as mulheres falando Car…o a três por dois fica estranho falar em educação e gentileza. Até hoje minha mulher fica contente quando eu abro aporta do carro para ela ou ajeito a cadeira no restaurante. E acreditem, ela não é submissa ou cegamente obediente. É só uma questão de educação.

  19. ms disse:

    Hoje isso ai parece piada……que elas devem achar de mau gosto……

  20. Ricardo Bigliazzi disse:

    Pelo que sei não existe mais.

    Tudo foi trocado pelas gigantes empresas de assistência instaladas no Brasil. Empresas que fazem de tudo, de um reboque a um encanador e atendem a todas as seguradoras que voce pode imaginar.

    Fazem de tudo… mas não fazem tudo com o “glamour” que a Touring Club tinha. Quado criança Eu achava que a “Touring” era coisa de rico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>