MENU

segunda-feira, 3 de setembro de 2018 - 23:31F-1

PANELA VELHA É QUE FAZ… (2)

itad181

RIO (olá) – Sou fã de Vettel. Acho que ele não errou nada, antes que comecem a me cobrar uma espinafrada implacável. Mas é que Hamilton está virado para a lua. Só isso explica um toque daqueles e apenas um carro rodar.

Além, claro, de estar guiando pacas. Alguém concorda que é a melhor temporada dele em termos de pilotagem?

Foi uma pilotagem de gala que deu a Lewis a vitória em Monza, ontem. Ele ganhou com um carro um tiquinho pior. Os treinos mostraram isso. A Ferrari tinha uma ligeira vantagem, daquelas que dependendo de como é administrada acaba no degrau mais alto do pódio. Só que Sebastian acabou espanando, a começar pelo sábado por não fazer a pole. Raikkonen complicou as coisas. Pobre Kimi. Mesmo quando vai bem, atrapalha.

Atrapalha, mas não está nem aí, e não deve, mesmo. Fez sua largada, fez sua corrida, defendeu-se com lisura como sempre, não estendeu o tapete para Vettel, nem tinha de fazer isso. Se não conseguiu vencer, é porque seus pneus acabaram no fim. De qualquer forma, chegou com dignidade ao 100º pódio da carreira. Quanto a Seb…

Vettel pode ser acusado de ter tomado uma decisão errada ao proteger o lado de dentro da primeira perna da segunda chicane de Monza, e ali tomou o passão de Hamilton. Mas como acusar um piloto de ter feito uma monumental besteira numa situação tão… extrema? Largada, todo mundo junto, um no rabo do outro, numa pista rápida pacas, o sujeito tendo de olhar para a frente, para os espelhos e para os lados, sabendo que tudo pode acontecer, como exigir 100% de sangue frio nessa hora?

Em Spa, Vettel foi para cima e levou.

Em Monza, quem fez isso foi Hamilton.

É a vida.

E a rodada de Tião italiano aumentou ainda a mais a carga dramática do GP da Itália que acabou sendo disputado sob pequena expectativa de chuva, num domingo nublado de 22°C — a TV falou em chuva o tempo todo, pelo menos, mas não vi nenhum pingo, ao contrário; em determinado momento, saiu mesmo foi o sol.

O toque que fez Vettel ficar ao contrário na pista, esperando todo mundo passar, acionou o safety-car até a volta 4, quando na relargada Hamilton não perdoou e foi para o cangote de Raikkonen, assumindo a ponta. Kimi, do alto de seus 38 carnavais, devolveu na chicane seguinte. E a torcida ferrarista, que o adora, passou a sonhar com uma vitória que ele não vê desde 2013, quando ainda estava na simpática e linda Lotus preta.

À outra Ferrari, lá no fundo do pelotão, restava remar, remar e remar. Como parou para trocar o bico, Vettel já espetou pneus macios pensando em, talvez, ir até o fim da prova. Começou a recuperação rápido, entrando na zona de pontos na 15ª volta. Na frente, Hamilton só especulava. Raikkonen mantinha a ponta olimpicamente, sem se preocupar muito com eventuais ataques que Lewis acabou nem fazendo — iria deixar para o final.

Uma sequência de blefes de pit stops começou na volta 21, com a turma da Mercedes tirando os pneus da garagem. Kimi parou nessa volta, mas duvido que iludido pelo cirquinho mambembe. Foi quando tinha de ir. Hamilton ficou na pista e o finlandês voltou em quarto, 22s5 atrás. Precisaria acelerar para retomar a ponta na parada do inglês.

E isso só aconteceu na volta 28, quando a diferença já era bem menor. Talvez a Mercedes tenha esperado um pouco para ver se chovia. Talvez apenas acreditasse que seria melhor fazer um último stint mais curto para pegar os pneus de Raikkonen em petição de miséria. O fato é que quando voltou, Hamilton estava bem atrás da vermelhona #7. Mas com um detalhe. À frente do tagarela ferrarista estava seu bom companheiro Valtteri Bottas, ainda sem pit stop, na liderança. Bom companheiro de Lewis, para ficar bem claro.

Sapattos tem sido, realmente, um sujeito bacana, um cara batuta, “um grande filho da…”, concluiria Vettel — que, para registrar, na volta 30 parou pela segunda vez depois de alcançar a quinta colocação, o máximo que daria para ele tendo caído para último na primeira volta. Até a volta 37, o finlandês camarada da Mercedes, deu uma seguradinha básica e sutil em Raikkonen, permitindo que Hamilton se aproximasse. Quando foi para os boxes, deixou o colega apenas 0s6 atrás de Kimi. “Agora se vira, negão”, teria dito se houvesse tal intimidade com o parceiro. E o negão se virou. Passou na volta 45, depois de estudar com paciência o melhor momento e observar, de camarote, os pneus de Raikkonen se degradarem. Quando fez a ultrapassagem, na primeira chicane, foi embora. Kimi não tinha mais o que fazer.

Bottas voltou em quarto, e com pneus novos chegou rápido em Verstappinho, com quem tocou rodas levando a direção de prova a punir o menino holandês com cinco segundos. Ficou com o terceiro troféu do dia. Os 5s que Max levou no lombo alçaram Vettel à quarta posição e deixaram-no em quinto, resmungando e praguejando contra o mundo. Grojã tinha sido o sexto, mas foi desclassificado por irregularidade em seu carro. Ocon herdou a posição, seguido por Pérez, Sainz Jr., Stroll e Sirotkin. Duas Williams nos pontos, uma façanha memorável na atual conjuntura. E o russinho fez seu primeiro ponto na categoria, para alegria de Putin & companhia.

Foi a 68ª vitória de Hamilton na F-1, sexta no ano, quinta no templo de Monza. Abriu 30 pontos sobre Vettel, 256 a 226. Um resultado merecidíssimo. Muita gente acha que foi uma das suas maiores vitórias, por ter acontecido na casa da Ferrari num dia em que os dois carros vermelhos largavam na primeira fila.

Não sei se foi. Mas dá para dizer que o cara se alimentou das vaias que recebeu das arquibancadas, sim. Teve aquela parada em Silverstone de o Vettel dar uma zoada por ter vencido “na casa deles”, não teve? Pois o troco veio na mesmíssima moeda.

134 comentários

  1. CRSJ disse:

    É verdade que o Vettel tentou, mas errou! O Vettel ao tentar deveria ser precavido, o Hamilton tinha a preferência da curva e já estava lançado, bastava o Vettel recuar na sua tentativa e ficar em terceiro tendo uma corrida inteira para atacar o Hamilton usando até um plano tático. Com Vettel fora de combate o Raikkonen que era o virtual vencedor foi caçado pelas duas Mercedes em dois planos táticos tendo Hamilton na fase decisiva da corrida acelerando tudo e mais um pouco ultrapassando o Raikkonen a oito voltas do fim. O Hamilton acabou sendo o Rei do GP e os italianos tiveram dificuldade pra engolir vaiando o vencedor.

  2. Carlos disse:

    Grandes merdas fazer aquela ultrapassagem em cima de um piloto civilizado e que tinha os pneus detonados. Eu vou afinar quando ele dividir a curva com um louco como o Magnussen em um carro decente.

    E tenho dito!

  3. Garlet disse:

    Nitidamente Kimmi está puto e já foi demitido. Agora que Vettel corre contra 3 carros, isso é verdade, não só agora, como na temporada inteira. O alemão nunca pode contar muito com a ajuda. Kimmi quando não ajuda realmente atrapalha. E nesse ponto, a Ferrari faz muito menos jogo de equipe do que a Mercedes.

  4. Renato F1 disse:

    “Quando foi para os boxes, deixou o colega apenas 0s6 atrás de Kimi. ‘Agora se vira, negão’, teria dito se houvesse tal intimidade com o parceiro.”

    Flavio, esta sua frase me lembrou um pouco o final da última corrida do filme Alta Velocidade, em que o personagem do Sylvester Stallone faz uma manobra, fica à frente dos dois deixa o companheiro de equipe em condição de disputar a vitória e vencer, chegando ele em terceiro naquela corrida.

  5. Roberto disse:

    Não concordo com a afirmação que não deixou espaço. Deu até demais.
    Vettel, como define o DETRAN, cometeu negligência e imperícia ao volante.
    Foi também imaturo e precepitado.
    Tivesse recolhido o carro, rapidamente retomaria o segundo lugar.
    Kimi foi ultrapassado na curva 1 no inicio da segunda vota e retomou a liderança no mesmo lugar em que Hamilton ultrapassou Vettel.
    Vettel tem errado muito.
    E outra, a diferença só não está maior porque o carro da mercedes quebrou na Austria.. poderíamos ter uma diferença de 45 ou mais pontos.
    Até agora o carro da Ferrari não quebrou. Se quebrar uma vez como ocorreu com a Mercedes, o campeonato acaba.

  6. Alex Tréxi disse:

    Schumacher X Montoya, Monza 2003. Mesma curva , mesma situação. Vejam o que aconteceu.
    https://www.youtube.com/watch?v=wvx0xcrWwUk

    • Fernando disse:

      Pois, prá alguns é muito fácil. E sai na frente.

      • Paulo Pinto disse:

        É a diferença entre um heptacampeão e um piloto que nem vice foi.

      • Zanetti disse:

        A diferença entre alguémnque ganhou duas 500 milhas de Indianápolis sem precisar jogar o carro em ninguém e outro que umedeceu alguns brasileiros com suas vigarices.

      • Paulo Pinto disse:

        Você chorou quando Alonso tomou do Massa a vitória na Alemanha/2010 e nunca devolveu?
        Você chorou quando Nelsinho Piquet bateu propositadamente a fim de fabricar um pit-stop, unicamente para favorecer Alonso na maior tramoia da categoria? Você chorou quando Massa levou a mangueira para passear em Singapura, devido à correria de um pit fabricado pela Renault?
        Você chorou quando a carreira do Nelsinho foi destruída na F-1, devido à má fama por ele angariada no Singapuragate?
        Você chorou quando os pontos perdidos por Massa em Singapura fizeram falta em Interlagos?
        Nem umedeceu os olhos?

        A diferença entre alguém que ganhou SETE títulos mundiais e outro que ganhou dois é um só: devolver por conta própria em Indianápolis a vitória que Ross Brawn tirou na Áustria.

      • Zanetti disse:

        Foi o Ross Brawn…

        Eu ia questionar, mas me lembrei que você sabe exatamente quantas fungadas no Ross Brawn deu no microfone nos GPs da Áustria de 2001 e 2002 e desisti. Você tem tudo nos seus cadernos de estatísticas inúteis da F1.

        Mas foi o Ross Brawn sim. Inclusive foi ele quem mandou o Schumarcher bater no Hill, no Villeneuve e etc.

      • Paulo Pinto disse:

        Não, Sennafredo, eu não tenho cadernos sobre F-1. Eu simplesmente vivi esses momentos.

        Não, Sennafredo, não foi o Ross Brawn quem mandou Herr Hepta bater no Hill e no Villeneuve.
        Também não foi o Ross Brawn quem mandou Prost bater no Senna em 1989, e Senna bater no Prost em 1990.

        Você não deu uma palavra sobre os brasileiros de olhos umedecidos com as vigarices do Alonso…

      • Bola da Vez disse:

        E você acha que ele vai dar alguma palavra quando a bola volta quente pras mãos dele?

  7. lagerbeer disse:

    Repararam que a Ferrari faz muito mal pra saúde ? Excluindo a era Schummy, grandes pilotos foram vitima do moedori di carni di Maranello fazendo sucesso como Lauda ou fracassando como Prost, Mansell, Alesi, Alonso….. vejam: todos quando entram, entram em alta … e quando saem, saem mal, cabisbaixos, brigados, MAS todos se dizem aliviados …. com a palavra o saudoso Gola .. cade ele ? Bom retorno Flavio Gomes !!

  8. João Paulo Toledo PIza disse:

    Permita discordar grande Flavio Gomes, Hamilton é melhor que Vettel , analisando as carreiras e o ano em questão ,não resta dúvida Hamilton tem algo a mais ,aquele algo a mais dos gênios!!

  9. Airton Silva disse:

    Vendo a imagem onboard da largada do Vettel é para dar-lhe razão quando diz que está correndo contra três adversários. Raikkonen largou e foi para a direita para fechar a frente de Vettel, atrasou a freada e obrigou Vettel a recuar, o que atrasou a retomada e consequentemente permitiu que Hamilton lhe atacasse na reta, e depois fechou Vettel pela direita e pela esquerda na freada da Della Roggia.

  10. Luiz Carlos Barbosa disse:

    Alguns radio de Monza !!!
    https://youtu.be/QQL4dlt-vdo

  11. Zuza disse:

    Ainda mais agora que mandaram Kimi embora, adeus jogo de equipe.

  12. Eduardo Mobili disse:

    Não sei se todos viram, mas achei que valeria a pena compartilhar.

    Pneu do Kimi no fim da corrida.
    https://pbs.twimg.com/media/DmHz20xX0AEK–Y.jpg

  13. andersson disse:

    Eita, que os massistas estão em polvorosa.
    Magoados com o Alonso, achavam que o Vettel seria o cara.
    Coitados…. Alonso tinha razão.. Vettel é otimo se largar na pole, com o melhor carro.

  14. CHAGAS disse:

    E as Williams? Os dois carros pontuando em uma corrida que poucos abandonaram? Impressionante, acharam o caminho? Já fizeram uma classificação surpreendente, tudo bem que a pista ajudou…. vamos aguardar.
    Em contra partida a MacLaren……
    Na nova Force Índia equilíbrio total entre os dois pilotos, e com duas corridas já deixaram varias equipes pra trás. Olho neles ano que vem.
    Hulk está sem pique, depois da “tosquice” na Bélgica, Sainz vem aproveitando… mas isso deve voltar ao normal na próxima corrida.
    A Hass agora está normal, Grosjean já roda à frente de Magnussen, o dinamarquês é fraco….. e louco.
    E está saindo fumaça na briga pelo sétimo lugar no mundial de pilotos.
    Max, sendo Max. Em disputa de posições ele liga o botão do “foda-se” e o menino joga duro, justamente o que queremos em uma corrida, tem que haver briga mesmo.
    Briga que temos equilibradíssima entre os dois finlandeses pra saber quem fica com o bronze.
    Briga que ocorreu entre os protagonistas deste ano. Pior pra Vettel, que mesmo caindo pra último fez excelente corrida pra fechar em quarto.
    O que dizer de Hamilton, o inglês está imbatível.

  15. Jonny'O disse:

    Alguns pilotos demoram a chegar no auge , o Mansellfoi um bom exemplo, e outros chegam meio que prontos, caso do Vettel ,um prodígio!!!

    Mas algo de estranho acontece, depois dos 4 campeonatos o alemão parou de sorrir, estranho, mas Vettel não é mais aquele sorriso fácil , até pelo contrario, anda meio nervosinho e queiram ou não anda errado demais sim.

    Vettel saiu da Red Bull com 4 titulos sim , um tetracampeão !!!! mas no ultimo ano acusou certa amargura ao ser derrotado escandalosamente por Ricardão .
    Na Ferrari ano passado errou em corridas importante de forma inexplicavel, a fechada em Raikonem a batida de transito em Hamilton!

    Este ano cometeu erros de principiante em França, Alemanha e agora na Italia.

    Algo passa de errado.

  16. Fernando disse:

    Fato é que Vettel não suporta ver companheiros na sua frente e quer resolver na marra. O audio do treino foi ridículo de tão infantil (“we talk later”).

    Quando o Kimi fritou pneu e não estendeu o tapete pra ele na largada ele foi logo pro tudo ou nada e deixou a porta aberta para o Hamilton. Tivesse sido mais paciente já na primeira volta ele poderia começar o mimimi pelo rádio pedindo para equipe mandar o Raikkonnen abrir.

    Bom pra quem assiste ver essa disputa. Embora minha preferência pelo estilo do Hamilton, no braço ainda acho bem parelho entre ambos, mas os ferraristas tem que admitir que ter um piloto que nunca ganhou sem largar na primeira fila, e que ainda por cima comete esses erros, não trás uma boa perspectiva.

  17. Marcelo R. disse:

    Sinceramente, adeus pro chucrute. Agora, é no mínimo engraçado ver alguns denegrindo o Hamilton por conta do jogo de equipe do Bottas. O finlandês em momento algum andou no ritmo das Ferraris e de Hamilton, não teve ritmo fim de semana inteiro para ganhar. Mas, a Ferrari que já jogou vitórias de seus segundos pilotos no lixo e que se não inventou o jogo de equipe, com certeza é responsável pela forma como é feito hoje, vem, junto com outros aqui, reclamar do que ela cansa de fazer, aí tenha paciência.

    Parabéns ao Kimi, corridaça dentro do que podia fazer.

    Quanto a Vettel parece que aqueles anos com um carro muito acima da média fizeram com que ele não aprendesse a disputar espaço. Todas as vezes em que pegou um concorrência dura, ele fez besteira, como já vimos com Webber no Bahrein, acertando Button em Spa, sem falar das besteiras solo como a que ocorreu na Alemanha (e o VM ainda me vem querer dizer que o cara é do mesmo nível de Hamilton e Alonso).

    Pode até ser que a Ferrari ganhe o campeonato, mas pelo jeito e condução de Hamilton não será esse ano.

    E, se Kimi começar a largar sempre na frente do Vettel aí é que a coisa desanda de vez.

    Na boa, a Ferrari deveria ficar com Kimi e mandar Vettel ir embora. Fosse o Alonso ou o Ricciardo naquela Ferrari Hamilton não estaria nadando de braçada.

  18. Alfredinho disse:

    Fernando Alonso está terminando a sua carreira de forma bastante melancólica. Disputando posições com Grosjean e Hulkenberg. Melhor faria se fosse logo embora dando a vaga pra quem quer correr.

    Kimi Raikkonen está se sobressaindo porque tem um bom carro nas mãos, mas também já deu. Está na hora de partir rumo à neve e poderia aproveitar o embalo e ir na carona de Alonso.

    Daniel Ricciardo é outro que vai pagar um preço alto por suas escolhas. Ir para a Renault é dar um tiro no pé. Vai ter muita sorte se conseguir descolar um pódio. Falta pouco para se tornar o novo Mark Webber.

    Romain Grosjean está pedindo para ser “rifado”. Tem cometido erros primários na pista, batendo inclusive em volta de Safety-Car. Vai ficar difícil de segurar a vaga para o próximo ano.

  19. Felipe disse:

    Uma curiosidade: Caso se mantenha o quadro atual de pilotos, pela primeira na história da F1, todos os pilotos que participaram da temporada fizeram pontos.

  20. AntonioH disse:

    Como gosta de passar vergonha esse tal de pinto.
    Quanto mais velho, mais ridículo fica.
    Ele e o companheiro dele, o tal de brabham24.
    Você queria o que? Que o Bottas tirasse o pé do acelerador no meio da reta pro pinguço passar?
    Bottas é sim segundo piloto mas isso não faz dele um capacho, diferente do Raikonnen que se bobear tem que abrir até a b*nda pro blueflag passar, porque se não o fizer é perigoso chegar nos boxes e levar um tiro de 12 no rabo.
    O termo lambe botas combina mais com vc, aliás Lambe bolas seria mais apropriado no seu caso, visto que o senhor é muito dado à pratica de babar em ovos, principalmente de donos de blogs.

  21. Filipe disse:

    O toque foi de corrida, e os dois tiveram o mesmo risco, o Hamilton poderia ter tido o pneu traseiro furado, mas não teve, sorte a dele. A diferença que enquanto o Vettel tem um companheiro de equipe que disputa freiada com ele (até fritando os pneus) para impedir ele de ultrapassar, o Hamiton tem um Bottas que sacrifica a corrida (como já fez outras vezes esse ano) ficando até não poder mais na pista para segurar o Raikkonen . É claro que isso não tira o mérito da vitoria do Inglês que está guiando muito, mas inverta as atitudes dos companheiros de equipe, muito provavelmente o Alemão teria passado o Kimi fácil na largada e o mesmo ainda ficaria segurando o Líder do Campeonato.. Correr em dois é sempre mais fácil.

    • Fernando disse:

      Um carro mais lento não consegue segurar um carro mais rápido em Monza. Todos deveriam saber disso. Hamilton, desta vez, venceu sozinho. Para além do que Kimi estava lento também na altura em que vocês sonharam que Bottas o estava segurando.

    • RODORFAO disse:

      Cara, você começou assistir F1 nesse último domingo?
      Como alguém pode afirmar que apenas o Hamilton é beneficiado do jogo de equipe?
      Sugiro que assista o replay das corridas anteriores dessa temporada para visualizar o sacrifício que o Kimi tem feito em benefício do Vettel.
      #paz

  22. Fern Kesnault disse:

    Vettel é so um “fake” que foi campeão porque tinha um carro incrivel nas mãos e só. Nos tempos de f-3 alemã tomava passeio do JP Oliveira e outros; e tu compara-lo e ser melhor que o Prost…..viaja demais nas suas confabulações…..rsrsrs

  23. Renato F1 disse:

    Poxa, Flavio! Não sou fã de nenhum piloto da Se Ferra-ri! Aquilo não é uma equipe, mas sim, uma máfia! Mas respeito sua opinião!
    Quanto ao argumento do Vettel de que Hamilton não deixou espaço, o alemão queria o quê? Que o inglês desacelerasse o carro dele para o cavalo paraguaio vermelho passar? O carro da Mercedes já estava à frente e ele tinha que contornar a curva por fora. Na Hungria, o Vettel fez a mesma coisa: fez a segunda curva como se não houvesse ninguém ali. Deu sorte de, naquela pista, no contato, não ter sofrido um furo no pneu ou um dano no carro. Já desta vez, ele não teve tanta sorte. Mas continua reclamando de tudo e mais um pouco como sempre!
    Por fim, concordo: vitória devolvida na casa deles. Resultado: 1×1!

  24. Alfredo disse:

    Porquê Kimi deveria ter deixado Vettel passar no início e segurado Hamilton? Porque Kimi não briga por nada no campeonato e Vettel briga (ainda?) pelo título.
    Kimi resolveu, na Itália, que quer ser campeão em 2018. Por algum milagre acredito, porque por pontos só se chover canivete.
    Na pista primeiro ferrou a corrida do Alemão deixando ele naquele enrosco co Hamilton. Todos os que estão criticando esquecem que Vettel tinha Räikkönen na frente e Lewis atrás dele. Quando o Mercedes 44 meteu o bico Vettel iria para onde? Talvez esperasse que o “companheiro” de equipe fosse deixar uma brecha pra ele e fechasse a porta pro “adversário”.
    Depois a Ferrari cagou numa parada precipitada e então Kimi saiu feito uma vaca braba, destruindo a borracha e o carro numa busca implacável por um cara que teria de parar ainda pra fazer o pit stop. Como se uma ou duas voltas atrás do compatriota não fossem suficientes para saber que não daria para passar e que aquilo era exatamente o que a Mercedes queria.
    O resto a gente já conhece. Vettel correu na Itália, contra Hamilton, que pilotou muito. Contra Bottas que foi um escudeiro pra lá de eficiente. Contra Kimi que fez de tudo pra destruir a corrida do alemão e contra os estrategistas da Ferrari que parece que resolveram encher a cara e comemorar a vitória antes da corrida e deviam estar grogues durante o embate.

  25. Bob disse:

    Óbvio que o Hamilton é um dos melhores pilotos da história da F1 e está em grande fase, mas, grande sorte também, tem ganhando muitas com a sorte e claro sua fantástica pilotagem!

    • Paulo F. disse:

      Sim Lewis é bom. Mas aquele motor com a estrela de três pontas na tampa de válvulas ajuda muito!
      Agora responda rápido: com quantas marcas de motor Lewis foi campeão?

      • Jr. disse:

        PQP… A velha lenga-lenga piquetista de ver vantagem em ser campéão com três marcas de motores diferentes…

        Conta aqui pra nós? Ser campeão com marca de motor diferente deixa o troféu mais bonito? Mais caro? Vale mais título que um ganhador só com uma marca?

        É cada uma, viu…

      • Bola da Vez disse:

        Lewis foi campeão com uma marca de motor. Igual ao Alonso, Kimi, Button, Vettel e Rosberg.

    • Fernando disse:

      Perdão, no começo do campeonato, antes do Vettel começar a errar, quem tinha sorte era a Ferrari e quem quebrava era a Mercedes. A Ferrari não quebrou, isto é sorte. Sem o safety car no começo Vettel não teria conseguido os pontos que conseguiu. A sorte sempre esteve com Vettel e com a Ferrari.

  26. Clayton Araujo disse:

    VETTEL IS VERY VERY VERY BABACA! Com o melhor carro, dentro da casa da Ferrari, largando na frente de seu oponente, e ele o trata abrindo a porta na primeira chicane? Me poupe. Hamilton está fazendo o oposto: pisando na cabeça do Vettel quando pode, sem pena. A ferrari vai perder mais um título pelos seus erros de estatégia e pela imaturidade do Vettel. Não precisava abrir a porta pro Hamilton tentando proteger a posição na primeira volta. Já que o fez, perdeu a posição, não precisava se jogar em cima do Hamilton como um menino mimado (parecia o Shumy, Dick Vigarista). Bastava seguir atrás e teria carro para ultrapassar Hamilton e depois o Kimi e partir pro abraço. Pobre alemãozinho. Vai perder de novo. Pilotos cerebrais não resolvem a corrida na primeira volta. A ferrari está levando um banho da Mercedes na questão jogo de equipe. O Kimi poderia fechar a porta pro Hamilton na largada e deixar o Vettel tomar a liderança. Se fosse o contrário, o Bottas faria sem pensar duas vezes.

  27. John Player disse:

    O julgamento dos “críticos pilotos de sofá” é assim mesmo.
    Se o cara arrisca e ultrapassa, é manobra de mestre.
    Se arrisca e escapa/roda, é “estabanado demais”.
    Não sabem diferenciar Gosjean e Verstappen (reis da estabanação) de campeões como Vettel e Hamilton.
    Isso claro, num julgamento sem incluir aí o tendencionismo da torcida por certo piloto e o ódio por outro.
    Na disputa entre Vettel e Hamilton desta corrida, nenhum dois dois estava errado. Qualquer um dos dois poderia rodar ao se tocarem ou evitar o choque. Dessa ve foi Vettel, mas poderia ter acontecido com Hamilton.
    Sorte do inglês. Que aliás, no quesito sorte está goleando não só Vettel, mas todo mundo. É inegável e muito dificil de não enxergar as situações de sorte que favorecem Hamilton em treinos e corridas. Incluindo até situações climáticas, quebras de adversários…
    Isso nada diminui sua capacidade e seu mérito. É apenas uma fator a mais que o favorece.
    Ao passo que Vettel acumula azares nesse confronto.
    Deve ser muito OLHO GORDO, dos haters, principalmente aqui do Brasil, terra das viúvas rancorosas traumatizadas por pilotos alemães.
    Vai se benzer, Sebastian Vettel.

  28. Segafredo disse:

    Bom……o que dizer àqueles que vem aqui lamber o ovo do Schukrutinho??? Einh???

    Pinto, Garlet, Brabham e cia……….o que vcs vêem neste pilotinho de merda? Lembrem o que ele passou quando estava com o foguete do Newey entre 2010 e 2013?? quase perdeu por 2x o campeonato, kkkkkk……..Não fosse a equipe intervir em 2010, fudendo com Weber e Grosjean+Kimi em 2012 fudendo com Alonso (Spa e Suzuka). Esse cara nunca pode ser comparado à Hamilton ou Alonso como piloto……querem discutir números?? tudo bem discutam, mas não passa de um piloto medíocre superado 2x por Ricciardo: uma na RBR e outra quando já estava de Ferrari, kkkkkk.

    É uma piada ver brasileiro torcendo por um piloto desses!

  29. John Player disse:

    A corrida preliminar da GP3 com a disputa Pedro Piquet x Giuliano Alesi, foi sensacional.
    Vitória de um Piquet em Monza. O GP Itália é o favorito da família Piquet.
    Estranho que o FG não tenha publicado nada sobre isso.
    Talvez porque a GP3 seja muito mais interessante de assistir do que a tediosa Fórmula E e a Nascar…?
    Seria muito bom ver os sobrenomes Piquet e Alesi de volta á F1, incomodando Verstappen, Norris, Gasly, Ocon…para tomar o lugar de Hamilton, Vettel, Ricciardo, no futuro não muito distante.

  30. Gus disse:

    Vettel erra demais e é meio estabanado quando não larga na pole. Isso vai ser fatal para o seu campeonato.

    • Álvaro Ramos disse:

      Saiu uma reportagem que mostra que Vettel perdeu 125 pontos, só nesse ano, em função dos seus erros. Ele estaria com 50 pontos de vantagem sobre Hamilton.
      Com Vettel, a Ferrari só ganha se Hamilton aposentar.

  31. Samu disse:

    Flávio esqueceu da largada de spa em 98 onde o mika hakkinem tentou tirar o Schumacher e deu com os burros na água… mas depois veio aquela colisão com o coulthard… e sabemos o fim da temporada…

  32. samuelcaju disse:

    O mundo capotou pros Italianos… Merecido por causa do ocorrido na Inglaterra,

  33. Eduardo disse:

    O Vettel está igual ao Massa no ano que perdeu para o Hamilton, está cometendo erro atrás de erro. Só na Alemanha considerando que se tivesse ganho o Hamilton chegaria em 4, perdeu mais de 30 pontos. Igual ao Massa, anda batendo na largada por pura tolice. Será que ele não sabe que se saírem ele e o Hamilton a vantagem é para o Hamilton? Errou tanto que até o Vestapen, quem diria, lhe criticou por tê-lo batido.

  34. Thiago Azevedo disse:

    O Kimi entrou antes do que deveria e isso acabou com a corrida dele. Um pouco mais que ficasse, voltaria à frente de Bottas, economizaria mais os pneus e faria menos voltas com o último jogo. Daria para segurar o Hamilton.

    O Vettel se precipitou. Com o Kimi na frente, se conseguisse acompanhar o ritmo, teria como passar o Hamilton.

    O Hamilton guiou muito.

  35. Gilvan disse:

    Flavio, gosto muito da forma e das coisas que você escreve, mas me permita discordar de algumas coisas. Primeiro: achei que Vettel falhou na Itália. Pode não ter sido aquele erro crasso, juvenil, mas não precisava o cara se arriscar tanto sabendo que teria mais de 50 voltas para tentar ganhar as posições de Lewis e Kimi. Segundo: Talvez o conjunto Lewis-Mercedes não seja tão inferior às Ferraris do alemão e do finlandês, mas o carro em si da montadora alemã não é apenas “um tiquinho” inferior ao da tradicional scuderia italiana, que diga Valtteri Bottas, que ficou num distante 4º lugar na largada e sequer conseguiu ganhar a posição de umaa RedBull na pista. Terceiro: Acho que essa última corrida, assim como essa temporada, têm sido a melhor de Hamilton na F1. Talves ele tenha sido até mais brilhante em outros momentos, mas fato de ter um carro nitidamente inferior ao da Ferrari acaba fazendo com que suas qualidades como piloto fiquem mais visíveis. Além da técnica e do arrojo o cara está num nível de maturidade que dificilmente você o vê cometendo falhas como as que Vettel vê cometendo nos últimos anos. Ainda que o alemão melhore, dificilmente Hamilton perde esse título, até porque, com a vantagem que conquistou no campeonato, já deve guiar nas próximas corridas com o regulamento debaixo do braço.

  36. Ricardo disse:

    Piquet, O Velho, já dizia: Na primeira volta não se ganha corridas, mas se perde. Esperar sangue-frio de Vettel é pedir demais. Hamilton joga mentalmente muito bem esse jogo. A não ser que caia um meteoro em cima de Hamilton o campeonato já era.

  37. Plinio disse:

    Foi bom ver Kimi espremendo Vettel na largada pra manter a ponta. Seria bom se ele fosse assim com mais frequência. E Hamilton tem guiado demais. Haja talento. A disputa segue animada. Isso que é bom.

  38. Arthur disse:

    Na minha opinião, errou sim. Se olhar pela camera do Raikonnen, dá para ver ele escorregando um pouco e espalhando mais. Fora isso, o Kimi, foi ultrapassado numa situação semelhante, com um pneu em frangalhos e nem por isso bateu.

  39. LUIZ CARLOS MONTENARIO disse:

    Flávio, você não acha que, em um determinado momento, a Ferrari tem que fazer jogo de equipe para levantar a taça? Perdeu uma corrida praticamente ganha, quando Raikkonen não segurou Hamilton para que Vettel pudesse pular na frente e abrir vantagem. Mesmo tendo, talvez, o melhor carro, isso vai fazê-los perder o campeonato com certeza. É bom lembrar que o “jogo de equipe” sempre foi utilizado e muito sabiamente em situações como essa: um piloto da equipe está destacado na frente da pontuação brigando ponto a ponto. Bottas está fazendo o trabalho dele. E Raikkonen? Tudo bem que é um campeão do mundo, mas claramente é o segundo piloto do time.

  40. Lucas disse:

    Concordo com você quanto ao talento acima da média do Vettel, mas esse ano a maior parte da culpa dele perder o título é dele próprio.
    Se não fosse seus vacilos, estaria dezenas de pontos à frente do Hamilton.

  41. Fernando Monteiro disse:

    Também sou fã do Seb, mas não concordo muito com seu ponto de vista Flávio, visto que não é a primeira vez que isto acontece. No ano passado em Cingapura – ou Singapura? – Seb jogou uma corrida fora na largada, acho que perdeu o título de 2017 mais por erros seus do que da Ferrari, este ano das últimas quatro corridas, 100 pontos em jogo, jogou o resultado no lixo na Alemanha, Hungria a agora em Monza. Vejo um Seb afobado, muito diferente daquele da era da Red Bull, e logo agora que tem um carro tão bom. Por falar em Red Bull, belíssima corrida de Max, devemos levar em conta que Monza não favorece em nada ao motor Renault. Que não se engane a Honda, pois Max assim como Christian Horner são tão ou mais reclamões que Alonso e não pensam duas vezes antes de jogar a merda no ventilador para o público, a Honda pode passar vergonha novamente, então não sei se a escolha do Daniel foi tão ruim assim…

  42. Ronald Marçal Andrade disse:

    Achei interessante Flávinho, quando menciona em ser fã do Vettel, eu também gosto do Alemão, acho um piloto brilhante, embora não tenho preferência nem para um e para o outro. O título se vier para ambos, estará em boas mãos. Esses campeões são assim, tem muita sorte, Shumy que o diga. Queria ver o Nico novamente na F1, Um piloto fenomenal que ajudou demais na evolução do Lewis, ter vencido o inglês foi a melhor coisa que aconteceu para o comandante Hamilton.

  43. Gabriel P. disse:

    Também sou fã do Vettel, mas não me desagradam as vitórias de Hamilton, já que são fitas em cima da esportividade e não sacanagens a parte.
    Mas Vettel tem errado mais que o costume, parece que tem algo extra campo que tem tirado sua concentração máxima.
    Mas a F1 está boa como nunca, só o fato de errarmos quem ganhara as corridas, já é muito legal e se perde a mesmice e chatice do “já ganhou”

  44. Fernando disse:

    Não esqueçam que Hamilton tinha vantagem para sair na frente de Kimi se não fosse a amarela por causa do estouro do motor de Ricciardo. A diferença baixou de quase 23 sec para 18 sec. Quanto a Bottas, por favor, que ingenuidade, é impossível um carro mais lento segurar um mais rápido em MONZA, até os minerais sabem disso, ele foi lento a corrida toda, não passou nem Verstappen! E Kimi já não tinha carro, Bottas não segurou ninguém. Chega de desvalorizar Hamilton, sabe-se lá porque…. A rodada de Vettel, concordo, momento difícil da corrida, decisão errada, acontece. Ainda bem que não estragou a corrida de ninguém.

  45. Luiz disse:

    Tira o Tião, mantém o Simpatia e emplaca o principezinho.l

  46. Marcelo disse:

    O mesmo arrojo que Lewis teve de atacar Vettel teve de se defender. (Acontece) Talvez o erro foi não pensar mais lá na frente. Enfim. quero corridas nesse nível até o final do campeonato.

  47. Paulo Pinto disse:

    Auxiliado pelo Lambe-Bottas que atrasou Raikkonen o quanto pôde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>