MISTÉRIO URUGUAIO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 31 de outubro de 2018 - 21:24Enigmas & desafios, Turismo

MISTÉRIO URUGUAIO

RIO (saudades de lá, cada vez mais) – Recebo e-mail muito simpático do leitor Rodrigo Lamonato, que reproduzo:

ZcprDBhQFG, boa tarde.
Sou seu leitor desde 2006, já nos trombamos algumas vezes em Interlagos, estive na despedida do #96, tenho a camiseta guardada etc. Por te acompanhar há tempos, sei da sua simpatia pelo adorável Uruguai e por isso resolvo te contar o que encontrei sem querer por lá.
Fiz uma viagem de carro desde POA e para lá retornando, percorrendo todo o país de Pepe Mujica e Forlan — no total, 3.239km.
Foi incrível, fui sozinho, e passei horas e horas de estrada ouvindo o som do vento e mais nada. Numa dessas andanças, já pela menos tranquila estrada entre MVD e Colonia del Sacramento, me deparei com isso do lado de lá da pista. Saboreando as delícias de estar sozinho, fiz um retorno para registrar já pensando em te mandar.
Segue uma foto de aperitivo, para não ficar pesado. Mas fiz um upload no Dropbox das demais, e recomendo fortemente que veja, são deliciosas.
Curiosamente não havia viva alma no lugar para me explicar do que se tratava. Nada, ninguém. Fico imaginando de quem foram os carros, contra quem disputaram, em quais pistas, quando? Lindo demais.
Um abraço do seu leitor assíduo.

Já percorri essa estrada várias vezes, mas não lembro de ter visto esse lugar misterioso e intrigante. Nosso Jason Vôngoli, que tem conexões por lá, talvez saiba de alguma coisa.

E muitíssimo obrigado pela mensagem.

11 comentários

  1. André Avancini disse:

    Estive nesse museu particular em março último durante minha viagem de Belo Horizonte-MG a Colonia del Sacramento no Uruguai a bordo do meu Celta 1.0. Trata-se da coleção de um senhor já idoso que aparentemente não mais tem condições de cuidar do acervo, os filhos também não tem interesse em manter as jóias. Tudo fica sob os cuidados da simpática e acolhedora Senhora Nelly que se apresentou para mim como governanta e mantenedora do local. É um lugar espetacular, achei por acaso e não queria mais sair de lá. Além dos carros, o acervo conta com diversas motos, tratores, bicicletas, ônibus, caminhões, móveis, ferramentas, armas de fogo, etc. O destaque fica com os monopostos e carros raros até para o Uruguai, como Escort MKI, Auto Union 1000 Coupe, Chevrolet Covair, BMW 2002ti, tem um carro que lembra muito um Lotus Seven, tem até um veículo fúnebre com caixão e tudo. Um achado esse museu particular. Tenho fotos do interior do local, caso queria ver e/ou expor no blog. Abraço FG!

  2. Anderson disse:

    Gostei de ver uma Kanuni-MZ 251 no Uruguay. Quando a MZ entrou em falência no inicio dos anos 90, todo o ferramental das ETZ foi vendido para a Kombassan Kanuni, que produziu as MZ por mais alguns anos na Turquia. Assim, as MZ foram produzidas na DDR, no Brasil (sob licença) e Turquia (pela Kanuni).

  3. Roberto Costa disse:

    22 – (pintura estilo Marlboro) parece um Ralt Fórmula 3

    7 – A Lotus produzia um Kit (parece foi fabricado também na Argentina sob licença ) igual a este. No capuz parece ter a logo da Lotus.

    Um excelente mistério.

  4. Leo Alves disse:

    Grande, Flávio! Será que é este o museu? https://rotadeferias.com.br/museu-de-carros-colonia-do-sacramento/

    Recebemos o release dele há uns meses e fiz uma nota.

    Abraços!

    • Rodrigo Lamonato disse:

      Não é este museu não. Eu fui nesse do link. Fica na estrada entre Colonia Del Sacramento e Mercedes pela Ruta 21.

      Descobri por acaso, e entrei na estradinha de terra que leva ao local. Cheguei uma hora antes da abertura e fui recebido pelo Manuel em pessoa.

      Figuraça, clássico setentão de início rabugento, quando lhe disse que estava andando solo pelo país todo, resolveu me abrir o museu andando ao meu lado e contando a história de cada ítem.

      Há mais que carros. Manuel tem um acerto de máquinas de escrever, ítens de farmácia e etc.

      Contei a ele do Trevisan* e dei as coordenadas. Enfim, para uma visita inesperada, foi melhor do que se houvesse planejado, pois tive guia personalizado.

      *liguei para para o Trevisan, pois pretendia visitá-lo também na volta. Não deu pois ele não podia. Quem sabe numa próxima.

  5. Daniel disse:

    Boa tarde! Eu parei nesse mesmo lugar e, por sorte, um mecânico que trabalhava lá me convidou para entrar. É uma coleção particular que pertence ao dono de uma transportadora (Rolando Transportes). Tem muita coisa legal lá, tinha uns 30 carros e umas 10 ou 15 motos; me lembro que tinha um BMW 1602, um Peugeot 504 da década de 70, um DKW alemão, alguns carros americanos das décadas de 50, 60 e 70 além de alguns carros de corrida. Não tem nenhum carro impecável, todos tem suas marcas de uso, o que, na minha opinião, só aumenta o charme do lugar.

  6. Zé Clemente disse:

    Se tem um lugar que eu adoraria passar uma semana é Montevideo. Só ouvi falar bem de lá.
    Quanto a “baratinha” da foto posso supor duas coisas – é bem antiga, e o Trevisan compraria isso sem pestanejar.

  7. Albert Ferreira Rosa disse:

    Uruguay… No dia que não houver mais nenhuma amarra me prendendo nessas terras, é para lá que irei. E pelo andar da carruagem, não deixarei as amarras se acabarem de velhas, mas sim irei arrebentá-las.

  8. Luciano Balarotti disse:

    Vi de longe este lugar quando passei por lá e agora me arrependo amargamente de não ter parado

    sensacional é pouco

  9. Giovani Blumenau disse:

    E do lado uma sempre magnética MZ 250 dormindo o sono da beleza. Tenho uma e posso me considerar um felizardo.

Deixe uma resposta para André Avancini Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>