“GP ÀS 10″: O REPÚDIO DO GRANADO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 - 22:17Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: O REPÚDIO DO GRANADO

23 comentários

  1. ADRIANO ALEXANDRE PEREIRA disse:

    Mão na massa! Na hora da disputa da primeira curva vamos ver quem estava com a razão! Mas a presstitute gosta de um barraco, isso ela gosta!

  2. Ulisses disse:

    Das duas uma:
    - Ele está muito mal assessorado;
    - Se fez sozinho, está precisando de uma “baita” assessoria!

  3. Charles disse:

    Flávio,
    E se o estafe da Honda ficar bravo, e proibir o GP de veicular qualquer foto ou imagem, ou vídeo de competidores com a marca Honda em motos ou em carros?? (Nem sei se juridicamente dá para fazer isso)

  4. Wallace disse:

    Meu Caro Flavio, esse menino é só um brasileiro que tem condições de andar em motos de competição. Só isso…
    Nem consegue andar no bolo, é igual aqueles que fazem moto gp nas ruas e avenidas do Brasil afora. Só isso. O sete vai andar melhor quer ele. Quem sabe acorda e volta a estudar…. Poderá ter melhor resultado. Repudio quem pensa que é “piloto”
    Lamentável.

  5. Samuel Ferreira de Figueiredo disse:

    O Piloto deve focar nas Pistas e lutar por bons resultados.

    A Nota de Repúdio é um Tiro no Pé.

    Sou leitor do Grande Prêmio a Décadas, um portal de Velocidade Imparcial e sólido.

    Granado se concentre nos resultados e conquiste seus objetivos e sonhos, seja campeão da Moto E e abra caminho para uma Vaga na MotoGp, deixa a impressa trabalhar a seu favor.

  6. Giuliano disse:

    Eu tenho muitas reticências ao jornalismo atual nessa era da internet, eu sou saudoso do jornalismo da era do papel, de noticias, checadas, rechecadas e validadas antes de serem publicadas, na minha modesta opinião a internet matou o bom jornalismo, dito isso, o GP é de minhas consultas obrigatória de um apaixonado por automobilismo em especial F1, ainda que eu discorde de FG no campo politico e ideológico, sem querer puxar seu saco, você parece dos poucos jornalistas que ainda se preocupa com a informação e com a qualidade da informação que divulga e eu admiro isso, e sei que você e sua equipe jamais iriam distorcer fatos e declarações, disto isto, me incomoda demais essas figuras públicas que por medo ou pressão externa não sustentam aquilo que falam em público ou as declarações que dão em entrevistas, como diz meu tio nordestino “seje” homem, sustente aquilo que fala para o bem ou para o mal, mas acredito que esse rapaz talvez divulgou essa nota mais por causa de sites estrangeiros…sejamos francos a Moto GP no Brasil tem muito pouca repercussão junto ao grande público que gosta de esportes a motor.

    • Tedson disse:

      Giuliano, me desculpe, você está enganado quando afirma que a MOTOGP tem pouca repercussão no Brasil. Pelo contrário. O esporte tem crescido no Brasil e o reflexo disso é que, além das transmissões ao vivo das três categorias (são praticamente 5 horas seguidas de transmissão), os canais, atualmente, transmitem os treinos ao vivo também.

      Em relação à atitude do Eric, não foi uma ou duas vezes que já me disseram que ele tem tido atitude de “estrela” durante os finais de semana das corridas do Superbikes Series, realizadas aqui no Brasil.

      Mas, só recebi essas reclamações mas não tenho certeza em relação ao que, supostamente, foi dito ou feito por parte dele.

  7. Wender Higinotsumi disse:

    O Eric deveria se preocupar mais com os resultados do que com as matérias da impressa. Ainda mais pra passar vergonha como agora.

    Passou vergonha na MotoGP ano passado e quando estava na Moto3

  8. ags disse:

    Ele quer que Passa Phebo no bum bum dele… .. garoto mimado..
    Gramado..vai fazer uma faculdade…vai estudar.. vai ser um alguém na vida…..

  9. Zé Maria disse:

    Muito mimimi por nada.
    Como aliás é normal nos dias de hoje.
    Daí o cara coloca relevância num assunto absolutamente inócuo.
    Perguntinha básica:
    Quem é Éric Granado na fila do pão?
    Ah, já sei, é aquele que acabou com a própria carreira no motociclismo mundial, por conta de haver precipitado (e muito!) a ascensão em busca da Moto GP e ter levado fumo na Moto 2. . .
    Agora vai participar dessa tal de “Moto E”, paraíso dos pilotos “duplo ‘erre’”, os “rejects” ou “retired”. . .
    #falaséério!
    E a manifestação ponderada, educada, equilibrada do Flavio, mais uma aula de jornalismo.

  10. Paulo disse:

    Muito mi mi mi de alguém que quando foi colocado contra os melhores sempre foi decepcionante..

    Frescura demais

  11. kalil01 disse:

    quem é granado?



    granado é talco!
    kkk
    fg, não perde tempo com esse mimimi não

  12. Bom dia, não sei se já perguntaram o “Halo” usado agora em monoposto, foi inspirado nas nossas “Havaianas”.
    Grato,
    Osmar.

    • Sincero disse:

      Sim, alguns engenheiros da FIA (que bolam as leis) estavam de férias no Rio, quando se depararam com as várias sandálias em Copacabana. Ficaram tão encantados com o desenho, que decidiram : Vamos “enfiar” esta coisa nos carros da F1. Então entre uma caipirinha e mais outras, levaram a ideia para a Europa. Alguns pensam que é para segurança, mas é pura balela.

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      Não foi apenas uma solução de engenharia.

      Quem se aproveitou disso foi a nossa fabricante de chinelos.

      Na primeira prova do Campeonato de F-1 de 2018 a Havainas aproveitou a estréia do Halo para promover o seu chinelo em âmbito mundial (dava para ver no halo da Force India o tradicional desenho que aparece nas tiras das Havainas).

      Obs.: Se não me engano a marca foi estampada em outras corridas também.

  13. Jimy Ribeiro da Silva disse:

    Olá bom dia. Parabéns pela reflexão. Li atentamente a reportagem citada e observei o uso correto do sinal gráfico: aspas nas manifestações do entrevistado. Enfim, na minha percepção reportagem correta e criteriosa,
    O assunto nem exige maiores considerações. Mas, diante da celeuma me vi obrigado a escrever essas palavras. Precisamos identificar os comportamentos corretos e mostrar apoio em tempos de “fake news”! Assim, segue o apoio! Sejamos maduros!!!

  14. antonio seabra disse:

    Na escola em que estudei os 8 ultimos anos do curso colegial – Colegio Sáo Bento, no Rio – o professor Anildo, o saudoso professor Anildo, usava pedir a leitura de uma cronica, se náo me engano do Rubem Braga, chamada “Carta ao Vizinho do 903″. Resumindo muito, nessa cronica que todos deveriam ler, o cronista usa de linguagem muito especial para replicar a reclamacao formal de outro vizinho sobre barulho na casa dele apos as 22h. Na conclusao, apos as devidas desculpas, ele fala que preferiria que o vizinho, ao ouvir musica e festa em sua casa, tivessse batido a porta e pedido pra participar.

    Fazendo uma analogia muito distante daquela situacao vivida pelo famoso cronista, teria sido muito mais bonito e eficaz se, em lugar de uma carta de repudio, talvez ate verficada por advogado(s), o Eric tivesse batido a porta do Grande Premio e dito: “Poxa, aquele texto náo ficou muito legal, parece que estou desdenhando de um piloto de reconhecido passado de glorias”.
    Tenho a certeza que se assim tivesse feito, o proprio jornalista teria ido no texto veiculado e colocado uma Nota, esclarecendo o tom do que foi dito pelo piloto em tela.
    O que, ca entre nos, teria sido muito mais bonito e eficaz.

    Por outro lado, fico pensando: se alguém leva esse assunto ao Sete Gibernau, provavelmente o espanhol ir[aperguntar: Quem é mesmo esse Eric Granado ?

    Abraco, Flavio

  15. Tales Gaede disse:

    Ele deveria estar mais preocupado é em tentar conseguir na Moto E resultados menos repudiantes do que conseguiu na Moto 2. O que obviamente só vai acontecer por algum milagre.

  16. Jefferson barbosa disse:

    Ficou com medo de tomar temto do Sete Gibernau .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>