“GP ÀS 10″: MAIS BRASIL, 1989 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 - 22:13Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: MAIS BRASIL, 1989

4 comentários

  1. CRSJ disse:

    Maurício Gugelmin conseguiu sua glória máxima na F-1 no GP Brasil 1989 com o seu terceiro lugar, sendo que logo depois disso sua carreira entrou em Declive acabando em 1992.

  2. CELSO RENATO BATISTA disse:

    Só pra fecha o assunto 89…. Eu na época trabalhava no Banco Nacional em BH no MKT regional. Nestes dias de treinos de pneus da F1 eu estava numa reunião da firma no Rio. Meu voo de volta a BH era as 20h e minha reunião terminou as 11h. Desci para almoçar e vi nos jornais nas bancas de revista que naqueles dias estavam acontecendo os treinos….. Não tive dúvidas. Pequei um “frescão” do centro a Jacarepaguá pra ver se conseguia ver os treinos. Não fazia a menor ideia se tinha ingresso, se o treino era aberto etc… queria era poder ver pela primeira vez um F1 de perto. Quando desci do busão na avenida atrás do retão tomei um susto pois naquela exato momento um carro de F1 estava rasgando a reta de pé embaixo…. nunca tinho ouvido nada parecido.
    Atravessei a avenida e, num dos portões do autódromo observei uma pequena concentração de pessoas, umas de sunga, sem camisa, carregando cadeira de praia, com crianças etc…. uma zona. Um funcionário do autódromo ali tentando dar alguma informação e tal…. Aproximei e pensei: como vou entrar nessa com essa zona na porta? Um calor federal, eu de terno e pasta na mão, me lembrei que tinha um boné do banco comigo na pasta…. Imagina! aquele boné azul escrto NACIONAL em branco… uma espécie de santo gral para a torcida brasileira…. coloquei ele na cabeça, me aproximei do grupo e do “porteiro” e apenas disse: BANCO NACIONAL….. o cara só faltou estender um tapete pra mim… (coisa feia, uma fake carteirada na cara dura)…. mas valeu. Foi a primeira vez que vi um F1 andando de verdade. Passei uma tarde inesquecível nas arquibancadas de madeira, debaixo de um calor monstro, sem comer nada, bebendo água da torneira de alguns banheiros atras da arquibancada. Feliz igual pinto no lixo. Detalhe: ainda tinha que sair de Jacarepaguá e ir até o Galeão pegar meu avião de volta e não fazia a menor ideia de quanto tempo gastaria para fazer este trajeto… Putz…. mas deu tudo certo. Depois só fui ver a F1 ao vivo de novo no GP de 1994 em SP. Ultima de Senna no Brasil, mas isso é outra história…. Abs. FG. Volte a BH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>