Arquivoquarta-feira, 1 de março de 2006

Os feios que me perdoem

O

SÃO PAULO (terra já habitada por coisas melhores) – O blogueiro Marcos indica um site checo de um abnegado que procura mapear e registrar tudo quanto é corrida de esporte-protótipos disputada no mundo desde Adão e Eva. Neste link tem o resultado dos 500 km de Interlagos de 1972, na seção de provas latino-americanas. Dêem uma espiada nos carros. Numa época em que temos pouca coisa bonita...

O mistério do Chevette (e da Caravan)

O

SÃO PAULO (imagine isso hoje…) – O blogueiro Joaquim Arnês abriu o baú e ajuda a desvendar parte do mistério dos Chevette que a GM dava aos pilotos de F-1 para bundarem durante a semana do GP do Brasil. As fotos que enviou provam que em 1978 isso aconteceu, e no Rio. Vejam o carrinho emprestado ao Mario Andretti estacionado em Jacarepaguá. Mas creio que antes, em SP, isso foi feito...

Caça ao Caçador

C

SÃO PAULO (a História é cansativa) – O mesmo Paulo Peralta, blogueiro e historiador, pede a ajuda dos universitários. Seguinte: o Antonio Apuzzo da Automodelli, que faz as melhores miniaturas do Brasil, está envolvido na tentativa de reproduzir o Caçador de Estrelas. Melhor do que eu ficar explicando o que é, perca cinco minutos e leia a carta do leitor Guilherme Decanini no GPTotal, que...

Vitória!

V

SÃO PAULO (a primeira delas) – Acaba de sair o resultado do Carnaval do Rio. Ganhou a Vila Isabel, que não ganhava desde 1988. Bem, não é que eu queira falar nada, mas… Sabe qual o nome do mestre da bateria da Vila? MESTRE MUG!!!!! Hahahahahahaha! E bem no dia em que chegou meu lote de MUGs!!!!!
É a volta gloriosa dos MUGs!

O Supremo MUG

O Mestre MUG

Cara de um, focinho do outro

C

SÃO PAULO (nem tudo se copia, se reaproveita, mesmo) – O Paulo Peralta, dono do Bandeira Quadriculada, bastião da história do automobilismo brasileiro, se deu ao trabalho de achar fotos do Arrows A23, que foi repintado para virar SA05. Como se vê, a Super Aguri reciclou bem o carrinho. Quase nada foi para o lixo. Em resumo: é um carro de 2002. A equipe prometia um carro próprio para Imola...

Fusca na Sapucaí

F

SÃO PAULO (besouro é preto mesmo) – A Unidos da Tijuca, em compensação, colocou um monte de Fuscas em seu desfile, o que fez dela automaticamente a minha escola de coração. Falando em VW, vejam este filmete sobre o Fox no site da própria (dica enviada pelo blogueiro Rafael Bruno). Para quem gosta da história dos carros do povo, a colagem é bem interessante.

Folia vendida

F

SÃO PAULO (prefiro Sonho de Valsa) – OK, OK, como diz aquele cara da TV que tem programa de fofocas, fazer Carnaval é caro, fantasias, destaques e carros alegóricos custam dinheiro. Por isso de uns anos para cá, os desfiles no Rio e em SP e sabe-se onde mais tem sido patrocinados. O governo de Minas, por exemplo, paga para a escola tal fazer um enredo sobre suas cidades históricas. Ou o da...

Todos juntos vamos

T

SÃO PAULO (só faltam as mulatas) – Acabo de receber um press-release do amigo Otazú sobre a possibilidade de criação de uma equipe verde-amarela na F-Mundial. Pilotos: Pizzonia e Bernoldi. Hospedeiro: a Rocketsports. Os donos do negócio: um grupo de empresários que, confesso, desconheço. Reproduzo trecho do release: O teste dos brasileiros faz parte do projeto Team Brazil, criado pelos...

Feliz 2006

F

SÃO PAULO (…já passou meu Carnaval) – O ano aqui só começa com o fim do Carnaval, e é verdade. Portanto, hoje é o primeiro dia útil de 2006. Ou quase isso. E começa com notícia ruim. Pelo que li e ouvi, as obras em Jacarepaguá, para o Pan, começaram. A CBA não conseguiu certa liminar. Resumo: vão esburacar tudo, ou já estão esburacando. Desconfio que essa pista, e toda sua história...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

março 2006
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031