Arquivoquarta-feira, 8 de março de 2006

Boa notícia para todo mundo

B

SÃO PAULO (terei de acordar bem cedo) – Acabo de receber a notícia, e nem sei se é novidade. Mas a Globo fechou um acordo com a FOM e os treinos livres das sextas-feiras dos GPs passarão a ser transmitidos ao vivo pela Sportv. A informação foi confirmada pelo nosso amigo Rodrigo Mattar, na fonte. Assim, nesta sexta às 5h de Brasília, primeiro treino livre. Às 8h, o segundo. Bem legal...

Nas asas da Emirates

N

SÃO PAULO (e eu, nas asas da Panair) – Enquanto a Vodafone não vem, Ron Dennis cata seus caraminguás nas Arábias. Fechou hoje com a Emirate Airlines, de Dubai. Suas asas serão pintadas com o famoso slogan “Fly Emirates”. Ah, como Dennis sorri quando a grana entra! Grana à parte, olha o tamanho dos dutos de refrigeração de freio no MP4-21. Bahrein é o pior circuito do ano para...

Espaço para quem merece

E

SÃO PAULO (e no fim da tarde, depois da chuva, é dourado) – São incontáveis as descobertas que tenho feito com este blog, nos três meses em que ele está no ar. Entre elas, o talento assombroso de pelo menos dois que já se tornaram amigos, o Bruno Mantovani e o Maurício de Morais Souza. Não é porque um desenhou meu carro e o outro inventou o CapaMUG. É porque seus trabalhos vão muito além...

Falando em deserto…

F

SÃO PAULO (saudades de Beirute) – Falando em Bahrein, eu só fui à primeira corrida lá, em 2004. Neste Diário de Viagem está o relato daquelas desventuras. Para a macacada nova, que está me conhecendo agora pelo blog, Diários de Viagem são colunas esparsas que fiz ao longo dos anos contando minhas andanças por este asteróide que todos chamam de Terra. Esses textos deram origem ao meu livro...

Overdose de F-1

O

SÃO PAULO (até as 4 da manhã escrevendo, ninguém merece) – Fanáticos deste rincão, hoje no Grande Prêmio temos vasto material de apresentação da temporada 2006 de F-1, que começa domingo no meio da areia. Eu ia colocar um link para cada matéria aqui, mas me deu preguiça. Melhor ler direto na fonte.

Hoje é o dia das mina

H

SÃO PAULO (não, não fui para o Bahrein) – 8 de março, elas têm seu dia. Sem discursos demagógicos. Aproveito apenas a data para lembrar de uma em especial, Lella Lombardi, a única mulher a marcar ponto na F-1. Meio ponto, para ser preciso. Foi do sexto lugar na Espanha em 1975, corrida trágica interrompida antes do final (por isso os pontos foram contados pela metade). Lella morreu em 1992...

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

março 2006
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031