O museu de Roberto Lee

SÃO PAULO (vou atrás do Moldex) – O blogueiro Winer Augusto da Fonseca, de Diadema, pede a ajuda deste blog para visitar o museu de Roberto Lee, em Caçapava, abandonado há anos por questões familiares (veja fotos do que sobrou clicando aqui). Lá tem um Tucker, um dos 51 fabricados, e neste blog com fotos antigas do Rio, preciosas, ele aparece estacionado na avenida da praia. Aliás, este blog merece uma visita demorada.

Winer quer saber como chegar lá. Imagino que se for até Caçapava e perguntar nas ruas, alguém vai informar, a cidade é pequena. Mas se alguém tiver indicações mais precisas, coloque aqui. O museu está fechado, é bom que se diga. Há séculos.

O fato de ter um Tucker, porém, faz dele um lugar mais do que especial. Para quem não conhece a história desse carro, há bons sites na internet, um deles este aqui, em inglês.

Winer quer também visitar a fábrica da IBAP, que fazia o Democrata. Essa eu sei onde fica, mas não sobrou nada, exceto uma parede e um carro enterrado. É no Riacho Grande, perto da estrada antiga de Santos. Também fechada à visitação, posto que é propriedade particular. Estive lá no fim do ano passado. É triste, mas igualmente um lugar especial.

Abaixo, o Tucker de Lee.

Comentários

  • Pelo que eu conheco da historia do tucker e as caracteristicas desse exemplar do museu de cacapava, esse era o prototipo. ele nao tinha o compartimento para o motor traseiro, ao contrario, era um porta malas, e na frente, deu pra ver claramente que cabia um motor 6 cilindros 3100 chevrolet. sei disso pois fui la a muitos anos atras e vi essas caracteristicas nesse carro.

  • Acho incrivel como o brasileiro tem memoria tão curta. Nos Estados Unidos há museus e mais museus que tentam manter veiculos antigos. Aqui no Brasil, ninguem está nem aí para nada, a não ser politicagem e imbecilidades!! Deixar um Torpedo, o único no Brasil chegar nesse estado é inconcebível!!!!! Será que alguem tem noticias sobre o Torpedo Tucker? Estou montando meu TCC sobre Preston Thomas Tucker e qualquer informação me ajudaria muito.
    Obrigado

  • Alguem podia tomar uma iniciativa para levantar fundos para tentar recuperar o museu, pois todos que olham para estas fotos, sentem do de ver aquelas, maravilhas sobre rodas se deteriorando sobre si mesmo sem ninguem fazer nada

  • Estive lá algumas vezes na década de 70, e o Museu era maravilhoso. FG, vc que como eu adora DKW, deve saber que o Carcará esteve lá. Depois, sumiu pra nunca mais. Dizem que foi desmanchado, que o chassis teria sido usado pelo Casari, mas esse é um assunto a ser bem investigado. Por que até os 70 ele estava lá. Eu sei por que EU VI. Se duvida, vide a QR 165.
    Abração

  • Sou munícipe de Caçapava e gostaria de saber se alguém tem informações mais recentes para que possamos tentar algo. As autoridades locais não demonstram nenhum interesse em reativar este patrimonio historico. Quem tiver novidades por favor entrem em contato.
    lobinho147@gmail.com

  • Gente q saudades…qd era criança todo Domingo a tarde eu e as crianças da rua iamos ao Museu…alguns nadavam no lago q la existia outros gostavam de brincar numa locomotiva velha q tinha lah e os outros visitavam o museu…q tempo bommm.Se alguém tbm aproveitou esse tempo e quiser manter contato meu email:
    rosangela.slv@gmail.com

  • Grande Marcos,

    Essa história do capeta, me lembrou de uma quatro rodas antiga, que falava do “Interlagão” e tinha umas fotos do protótipo, parecia uma interlagos cupê só que com uma boca central na frente e uma traseira um pouco mexida tambem, e era sem duvida horrível demais, ainda mais se compararmos com a beleza que era a berlineta, ainda bem que ficou só no protótipo, se eue achar a foto eu mando pro Flávio.